O slideshow foi denunciado.
Utilizamos seu perfil e dados de atividades no LinkedIn para personalizar e exibir anúncios mais relevantes. Altere suas preferências de anúncios quando desejar.

Os Fantásticos da Natureza - Uma aventura no Delta

A Banda Desenhada "Uma aventura no Delta" retrata uma história que decorre no Parque Natural da Ria Formosa.
Esta BD, destinada a crianças e jovens do primeiro e segundo ciclo do ensino básico, integra os materiais pedagógicos elaborados pelo projeto «Fantásticos da Natureza», promovido pela QUERCUS e financiado pelo POSEUR e pela União Europeia, no âmbito da operação POSEUR-03-2215-FC-000019.

Audiolivros relacionados

Gratuito durante 30 dias do Scribd

Ver tudo
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Os Fantásticos da Natureza - Uma aventura no Delta

  1. 1. UMA AVENTURA NO PARQUE NATURAL DA RIA FORMOSA Uma Aventura no Delta
  2. 2. Super Negral Super Negral é o protetor dos habitats. Quando toca a sua gaita-de-foles, a música protege todo o habitat. Flora Flora é a protetora das plantas. Consegue comunicar com as plantas e tem o poder de fazer crescer todas as plantas. Capitão Mundo O Capitão Mundo tem o poder da sensibilização ambiental. Tem o poder de semear ideias que protegem o mundo. Amaralis Amaralis é a protetora da fauna. Com a flor encantada, tem o poder de curar todos os seres vivos ao seu redor. Pistas Pedagógicas Parque Natural da Ria Formosa TEMA Educação ambiental para a Sustentabilidade PÚBLICO-ALVO alunos do 2º e 3º ciclos GRANDES TEMAS • Terra: um planeta com vida - Ciência, Tecnologia, Sociedade e Ambiente • Diversidade de Seres vivos e suas interações com o meio • Diversidade nos animais / diversidade nas plantas • Importância da biodiversidade • A água, o ar, as rochas e o solo – materiais terrestres • A paisagem e a geologia • Sustentabilidade na Terra: ecossistemas e gestão sustentável de recursos • Áreas Protegidas nacionais PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS DA ÁREA PROTEGIDA • Localiza-se no Sul de Portugal, na região do Algarve e compreende a zona costeira • É uma zona lagunar, em que uma parte está permanentemente submersa • Parque com uma grande diversidade de habitats, todos eles ameaçados por se tratarem de zonas húmidas • Cacela Velha, o castelo e o forte, com influência muçulmana • Local onde se podem observar espécies como o caimão e o camaleão • Zona com sistemas dunares e vegetação característica ameaçada • Os mariscadores e a gastronomia local • As salinas e os marnotos • Todo o Parque tem fauna e flora ameaçadas • O Cão de Água Português, com origem nesta zona
  3. 3. 3 Uma Aventura no Delta ...Cacela Velha é uma aldeia em frente à Ria Formosa e ao mar com uma bela panorâmica do sotavento algarvio. UMA AVENTURA NO PARQUE NATURAL DA RIA FORMOSA Mundo, estamos numa extremidade do Parque Natural da Ria Formosa, em Cacela Velha…
  4. 4. 4 O Parque Natural da Ria Formosa são cerca de 18.000 ha de uma importante zona lagunar, em que uma parte do sistema lagunar encontra-se permanentemente submersa, enquanto que uma percentagem significativa emerge durante a baixa-mar e inclui uma grande variedade de habitats.
  5. 5. 5 … o forte continua a ser utilizado, agora pela GNR, por isso só pode ser apreciado por fora. Ali vemos as muralhas do castelo de Calela Velha. Esta estrutura remonta ao sec. XVIII, mas a sua origem é muito mais antiga… … ainda é possível ver as muralhas da ocupação muçulmana….
  6. 6. 6 Olá! Olá Amaralis, queres visitar o Parque Nartural da Ria Formosa? É uma óptima ideia, podemos tentar encontrar um caimão e um camaleão! Vamos encontrar a Flora para vir connosco... Tenho uma ideia...
  7. 7. 7 Amaralis pediu ajuda às suas amigas aves, muitas vieram ao seu encontro para lhe dizer onde está Flora. Flora está nas dunas, aqui perto, vamos...
  8. 8. 8 Olá Flora estas a ver o quê? Estou a ver este cardo- marítimo. É uma planta vivaz e robusta que só é possível ver nos sistemas dunares do litoral, principalmente na duna primária.
  9. 9. 9 O grupo, agora completo, continuou a sua aventura pelo Parque Natural da Ria Formosa. Incrível a capacidade de sobrevivência dessas plantas. Flora, nós vamos pelo Parque Natural da Ria Formosa à procura do caimão, queres vir connosco? Claro! De certeza que encontraremos muitas coisas interessantes!
  10. 10. 10 …ou as amêijoas... … com as quais se faz a tão apreciada vila de amêijoas. Como as ostras… Na sua caminhada o grupo vê um grupo de mariscadores. A Ria Formosa tem bancos naturais de moluscos bivalves, que são procurados por muitos mariscadores. Aqui encontram algumas das espécies mais procuradas na gastronomia da região…
  11. 11. 11 ... e da flor de sal… … cristais de sal, delicados, procurados pelos melhores cozinheiros. O grupo encontrou uma salina. … aos trabalhadores das salinas chamam-se marnotos, são eles que têm os segrtedos para a produção do sal… As salinas são habitats esculpidos pelo Homem, que embora tenham condições para o desenvolvimento de complexas teias alimentares entre vários seres vivos, o seu principal propósito é a produção se sal….
  12. 12. 12 O grupo atravessou o sapal da Ria Formosa, as zonas que periodicamente ficam alagadas com a água salobra, que formam um ecossistema de grande importância ecológica.
  13. 13. 13
  14. 14. 14 … a perna-vermelha-comum… … a garça-real… … ou o pernilongo. As aves são o grupo de maior interesse na fauna do sapal. Aqui é possível encontrar muitas espécies que estão ameaçadas e é importante proteger, e outras que felizmente são comuns, como …
  15. 15. 15 Nem só as aves são espécies ameaçadas, o cão de água português, um excelente nadador, que encontramos aqui, nos anos 80 era considerada a raça de cães mais rara do mundo. Todo o parque tem uma avifauna e fauna marinha muito variada, e uma das maneiras como melhor pode ser observada é em passeios de barco ou canoa.
  16. 16. 16 Perto do moinho de maré, o grupo visitou a Ecoteca casa- Museu João Lúcio, para além do interesse arquitectónico do chalé, aqui desenvolvem- se várias atividades relacionadas com o ambiente e sua preservação. O grupo visitou o moinho de maré da quinta de Marim. um moinho de maré aproveita o desnível das águas provocadas pelas marés, quando à preia-mar naturalmente enche-se a caldeira, onde a água é retida e, na baixa- mar é aberta a portinhola, para a água passar no rodízio e fazer mover as mós.
  17. 17. 17 Finalmente os Fantásticos da Natureza encontraram um caimão. O grupo olhou para o arbusto onde estava a apontar Amaralis, sem perceber, até que… No final do séc. XX o caimão era uma das aves mais raras de Portugal, nidificava apenas aqui, na Ria Formosa, hoje a população é significativamente maior. O Caimão é o símbolo do Parque Natural da Ria Formosa. Ali no arbusto, estão a ver?
  18. 18. 18 O grupo estava contente, tinha atravessado o parque natural e visto ricos ecossistemas que é preciso cuidar, preservar e proteger. Para isso decidiu utilizar os seus poderes e ajudar. Um camaleão! o Camaleão-comum, que é família do lagarto, distingue-se destes pela habilidade m mudar de cor, pela língua longa e rápida e pelos olhos que podem ser movidos independentemente.
  19. 19. 19 Flora cria condições para que os arbustos, de que os camaleões tanto gostam, cresçam saudáveis.
  20. 20. 20 Mundo semeia ideias para que os humanos sejam sensíveis à protecção ambiental e protejam os camaleões.
  21. 21. 21 Amaralis faz com que os camaleões sejam fortes e saudáveis.
  22. 22. 22 FIM Negral toca a sua gaita- de-foles para proteger todo o habitat da ria formosa.
  23. 23. FICHA TÉCNICA texto: Rui Miranda maquete: Rui Miranda arte: Dorota Kiermowicz propriedade: QUERCUS produção e impressão: ALLRISE, LDA tiragem: 150 exemplares

×