Nota10 95 01

5.706 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
5.706
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5.183
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Nota10 95 01

  1. 1. e 127Ë&,$ %5$6,/ Ministro garante financiamento para formação dos professores A formação inicial é um direito de todos os professores que atuam O plano é gerido pela Capes, em parceria com as secretarias de educação ou pretendem atuar nas escolas públicas do país e deve ser financiada dos estados e dos municípios e as instituições públicas de ensino pelo poder público brasileiro. É o que afirmou o ministro da Educação, superior. O Programa oferece cursos de graduação para educadores em Fernando Haddad, na abertura do 1.º Encontro Nacional do Plano Nacional exercício no magistério público que ainda não têm curso superior, para de Formação de Professores da Educação Básica (Parfor), no dia 21 de quem possui graduação, mas leciona em área diferente daquela de sua setembro, em Brasília. formação, e ainda para os que possuem bacharelado sem licenciatura. “Hoje quem quiser ser professor vai ser financiado pelo poder público, Segundo Haddad, o Plano Nacional é uma ação dentro de um conjunto 21 mesmo que seja numa instituição particular”, garantiu o ministro. de políticas que devem realizar a transformação da vida do magistério a “Devemos divulgar isso que já está em lei e em vigor: o professor tem médio e a longo prazo no país. Além do Parfor, o ministro citou ainda as direito à formação gratuita.” O ministro faz referência ao fato de que todo bolsas de iniciação à docência (Pibid), o piso nacional do magistério e a estudante licenciando pode realizar o financiamento estudantil (Fies) e implementação de bolsas de mestrado profissional para professores da ter a dívida quitada para atuar como professor em escola pública. educação básica como outras ações dessa política. De acordo com o ministro da Educação, dos 600 mil professores que O ministro destacou a necessidade de discutir as políticas de uma atuam em escolas públicas sem qualificação adequada, 380 mil já estão maneira geral, desenvolver uma visão integral a respeito delas e assim em formação. Esses números são resultado da soma do financiamento buscar uma continuidade dessas ações. “Esse conjunto de políticas estudantil com as ações do Plano Nacional de Formação de Professores. públicas pela valorização dos professores precisa ser aperfeiçoado, mas O Parfor foi lançado em maio de 2009, com a meta de formar cerca de também defendido, como uma política não de um órgão, de um governo 330 mil professores que exercem a profissão sem formação adequada. ou mesmo de um partido, mas do país”, concluiu. „
  2. 2. &$3$ Universidades estaduais iniciam aulas para egressos do Caso Vizivali No entanto, situação de mais de 10 mil professores ainda permanece indefinida 39 As universidades estaduais que disponibilizam a oferta especial do curso de Licenciatura em Pedagogia para os egressos da Vizivali se organizam para o início das aulas. No dia 24 de setembro foi realizada no Canal da Música, em Curitiba, a aula inaugural. Após quase uma década em busca de soluções, aproximadamente 12 mil professores que estavam em sala de aula no período do Programa da Vizivali ou estão lecionando atualmente poderão ter seus diplomas reconhecidos por meio da realização do curso. X Muitas reuniões foram realizadas para encontrar uma solução.
  3. 3. &$3$ O setor da Universidade de Londrina (UEL), responsável pelo Plano Nacional de Formação de Professores (Parfor), informa que o início das aulas pela instituição está previsto para a primeira semana de novembro. No início deste mês de outubro a UEL deve publicar edital com informações sobre os educadores aptos para a realização do curso. Os professores que tiverem suas matrículas indeferidas terão o prazo legal de 72 horas para recorrer e somente com a validação das necessidades pendentes poderão ingressar no curso. A Pró-reitora da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG), Graciete Tozetto Góes, informa que as aulas devem iniciar no dia 10 de outubro. A instituição publicou em sua página na internet o Edital nº 99/2011, com a relação dos candidatos por polos que tiveram 40 sua matrícula deferida para Oferta Especial do Curso de Graduação Licenciatura em Pedagogia, modalidade a distância. O prazo para recursos de indeferimentos terminou no dia 23 de setembro e estão garantidos os educadores que tiveram suas matrículas homologadas. Na Universidade Estadual de Maringá (UEM), as aulas devem começar no dia 8 de outubro. O Núcleo de Educação a Distância informou que a universidade divulga nesta primeira semana de outubro a lista das matrículas homologadas. No dia 30 de setembro se encerrou Faculdade Vizivali, localizada no município de Dois Vizinhos. o prazo para regularização de pendências de documentos. X
  4. 4. &$3$ A Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste) e Universidade Estadual do Norte do Paraná (Uenp) seguirão o calendário da UEM, que conta com aproximadamente 5 mil egressos da Vizivali inscritos, e disponibilizarão polos em suas regiões de atuação para colaborar com a demanda. A diretora do Núcleo de Educação a Distância da Universidade Estadual do Centro Oeste (Unicentro), professora Maria Aparecida Cressi Knuppel, informa que Aula inaugural, em Curitiba, realizada no dia 24 do mês passado. 41 até a segunda semana de outubro deve ser divulgado o edital com a segunda chamada, que deve contemplar 200 professores que entraram com recurso por indeferimento. Caso não está totalmente resolvido “Como o prazo já terminou, os alunos devem ter enviado Somam-se aos 12 mil professores que participarão dos cursos outros cerca os documentos, mas com a greve dos correios não de 8 mil, que já fizeram complementação em instituições como a Universidade recebemos todos. Quanto ao início das aulas, há ainda Castelo Branco (UCB) e a Universidade Luterana do Brasil (Ulbra), reconhecidas muitas ações peculiares, ações que devem ocorrer na pelo Ministério da Educação (MEC). A Seed, no entanto, ainda não definiu a justiça”, diz a professora. situação dos demais professores. Entre 10 e 15 mil profissionais, que não “No dia 17, às 19 horas, vamos reunir os professores lecionavam na época do curso da Vizivali entre 2002 e 2004, ainda aguardam deferidos para passar informações sobre o curso”, afirma uma definição sobre o caso. Maria, que também é coordenadora da Universidade Aberta do Brasil (UAB), pela Unicentro. „
  5. 5. e 127Ë&,$ Paraná tem 4 universidades entre as 100 melhores da América Latina O Paraná tem quatro universidades (UFPR, UEL, UEM e PUCPR) entre as 100 melhores da América Latina. Os dados são da organização internacional Quacquarelli Symonds (QS) World University Rankings, com sede no Reino Unido. Entre os critérios do ranking estão a titulação dos professores, a produção científica, a reputação acadêmica e o número de citações na internet. Das 200 universidades listadas, 65 são do Brasil, seguido pelo México (35 instituições), Argentina (25) e Chile (25). Ao todo, instituições de 13 países constam da lista. As universidades brasileiras que aparecem entre as 100 melhores da América Latina 1 – Universidade de São Paulo (USP) 45 - Universidade Federal de Santa Catarina 42 3 – Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) 55 - Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) 10 – Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) 59 - Universidade Federal de Viçosa 11 – Universidade de Brasília (UNB) 61 - Universidade Estadual de Londrina 14 – Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRS) 69 - Universidade Federal de Pelotas 15 – Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-RJ) 72 - Universidade Federal Fluminense 16 - Universidade Estadual Paulista (UNESP) 76 - Universidade Federal do Ceará 19 - Universidade Federal do Rio de Janeiro 81 - Universidade Federal de Santa Maria 28 - Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul 82 - Universidade Estadual de Maringá 31 - Universidade Federal de São Paulo 83 - Universidade Federal de Uberlândia 33 - Universidade Federal do Pernambuco 88 - Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro 35 - Universidade Federal de São Carlos 93 - Pontifícia Universidade Católica do Paraná A UFPR figura na primeira colocação dentro do Paraná. 37 - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo 95 - Universidade Federal de Juiz de Fora 38 - Universidade Federal do Parana (UFPR) 96 - Universidade do Estado de Santa Catarina 42 - Universidade Federal da Bahia 97 - Universidade Federal do Rio Grande Do Norte 98 - Universidade Federal do Rio Grande

×