SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 26
Universidade Estadual Paulista
“Júlio de Mesquita Filho”
Redes de Computadores e Internet
M.Sc. Fernando de Assis Rodrigues
Departamento de Ciência da Informação
Faculdade de Filosofia e Ciências
Campus Marília, SP
Fernando de Assis Rodrigues - 2013 2
Objetivos
● Introdução
● Redes
● Redes de Computadores
● Conexões de Rede
Fernando de Assis Rodrigues - 2013 3
Introdução
O termo genérico “rede” define um conjunto de
entidades (objetos, pessoas, etc.) interligados uns
aos outros. (KIOSKEA.NET, 2012)
Fernando de Assis Rodrigues - 2013 4
Introdução
Uma rede permite assim circular elementos
materiais ou imateriais entre cada uma destas
entidades, de acordo com regras bem definidas.
(KIOSKEA.NET, 2012)
Fernando de Assis Rodrigues - 2013 5
Introdução
● Rede elétrica:
infraestrutura
pública
(inter)nacional que
permite a
distribuição de
energia elétrica
através de uma grid.
● Objeto → energia
Fernando de Assis Rodrigues - 2013 6
Introdução
● Rede telefônica:
infraestrutura que
permite (permitia) a
circulação de
chamadas de voz
entre vários pontos
telefônicos.
● Objeto → “voz”
Fernando de Assis Rodrigues - 2013 7
Introdução
● Rede criminosa:
conjunto organizado
de pessoas inter-
relacionadas com
objetivo em comum
de realizar um ou
vários delitos.
● Objeto → dinheiro,
influência, ...
Fernando de Assis Rodrigues - 2013 8
Redes de Computadores
Fernando de Assis Rodrigues - 2013 9
Redes de Computadores
Uma rede de computadores é conexão de dois ou
mais computadores para permitir o
compartilhamento de recursos e a troca de
informações entre as máquinas.
(CANTÚ, E., 2003)
Fernando de Assis Rodrigues - 2013 10
Redes de Computadores
Objeto → Dado digital, binário.
Fernando de Assis Rodrigues - 2013 11
Meio Físico
O meio mais simples é a ligação entre dois ou
mais dispositivos por meio de um cabo – ou seja
por um meio físico.
Fernando de Assis Rodrigues - 2013 12
Conexão
● Coaxial:
● 185 metros de alcance;
● 10BASE2;
– Cheapernet, thin Ethernet, thinnet e thinwire.
● Velocidade de 10Mb/s;
Fernando de Assis Rodrigues - 2013 13
Conexão
● Coaxial
10BASE5
Fernando de Assis Rodrigues - 2013 14
Conexão
● Coaxial
Fernando de Assis Rodrigues - 2013 15
Conexão
● Coaxial
Fernando de Assis Rodrigues - 2013 16
Conexão
● Coaxial:
● Não era necessário um Hub ou Roteador;
● Caso a rede fosse maior que ~100 metros, era
necessário colocar um repetidor de sinal;
● Se o cabo se rompesse toda a rede a sua frente
parava de funcionar, pois todas as máquinas eram
ligadas em sequência.
Fernando de Assis Rodrigues - 2013 17
Conexão
● 10BASE-T:
● Ethernet Over Twisted Pair: cabo de par trançado;
● Rede Ethernet;
● Velocidades de 10Mb/s, 100Mb/s e 1Gb/s:
– Podem conviver em uma mesma rede.
Fernando de Assis Rodrigues - 2013 18
Conexão
● Ethernet Over Twisted Pair
Fernando de Assis Rodrigues - 2013 19
Conexão
● Ethernet Over Twisted Pair
Fernando de Assis Rodrigues - 2013 20
Conexão
● Ethernet Over Twisted Pair
● Diversos equipamentos para funcionamento da
rede:
– Roteadores;
– Switches;
– Hubs;
– Modems;
– …
● Blidagem do cabo → CAT 5e
Fernando de Assis Rodrigues - 2013 21
Conexão
● Fibra óptica
● Feita de vidro ou polímero com a capacidade de
transmissão de luz:
– Transparência: para evitar a absorção da luz.
● Transmissor: LED ou Laser:
– Conversor de sinais elétricos para pulsos de luz.
● Receptor capaz de interpretar os sinais de luz e
transformá-los novamente em sinais elétricos.
Fernando de Assis Rodrigues - 2013 22
Conexão
● Fibra óptica
● Mínimo de duas camadas: núcleo e revestimento;
● Transmissão através de ondas eletromagnéticas;
● Altas velocidades em transmissão de dados:
– 10, 20, 30, 40 Gbps...
– 1,6 Tbps
● Velocidade de transmissão abaixo da propagação da luz no vácuo:
reflexão.
● Redes com pontos diretos em até 100km;
● Cabos submarinos:
– 1988: 40.000 ligações simutâneas;
– 2012: 6.000km de extensão, sem gerar erros, movendo 10 terabits por
segundo.
Fernando de Assis Rodrigues - 2013 23
Conexão
● Fibra óptica
● Cabos com dimensão reduzida;
● Custo elevado de manutenção;
● Imunidade às interferências eletromagnéticas;
● Matéria-prima abundante e barata;
● Falta de padronização dos equipamentos
envolvidos.
Fernando de Assis Rodrigues - 2013 24
Conexão
Fernando de Assis Rodrigues - 2013 25
Trabalho
● Para 22/04/2013
● 2 a 3 laudas (páginas)
● Sem contar a capa
● Surface Web e Deep Web
● O que é?
● O conceito.
● Como funciona?
● Características
● COM REFERÊNCIAS!!!
● NÃO FIQUE PRESO NOS TEXTOS SUGERIDOS
Fernando de Assis Rodrigues - 2013 26
Trabalho
● http://en.wikipedia.org/wiki/Surface_Web
● http://cassiofaria.wordpress.com/tag/surface-web/
● https://windowssecrets.com/langalist-plus/surface-vs-deep-web%C
● http://en.wikipedia.org/wiki/Deep_Web
● http://pt.wikipedia.org/wiki/Deep_web
● http://ahduvido.com.br/voce-sabe-o-que-e-deep-web
● http://olhardigital.uol.com.br/produtos/digital_news/noticias/deep-w
● http://cacm.acm.org/magazines/2007/5/5661-accessing-the-deep-
(o último, acessível só na UNESP ou por VPN)
●

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Correcção da ficha de trabalho equipamento passivo de rede
Correcção da ficha de trabalho  equipamento passivo de redeCorrecção da ficha de trabalho  equipamento passivo de rede
Correcção da ficha de trabalho equipamento passivo de redebaglungekanchi
 
Trabalho ac
Trabalho acTrabalho ac
Trabalho acfantic3o
 
Aula 3: Infraestrutura e redes ad-hoc
Aula 3: Infraestrutura e redes ad-hocAula 3: Infraestrutura e redes ad-hoc
Aula 3: Infraestrutura e redes ad-hoccamila_seixas
 
M4 ficha de trabalho 2 equipamento passivo
M4 ficha de trabalho 2   equipamento passivoM4 ficha de trabalho 2   equipamento passivo
M4 ficha de trabalho 2 equipamento passivogonxalox
 
Apresentação redes computacionais
Apresentação redes computacionaisApresentação redes computacionais
Apresentação redes computacionaiskylsonestellfran
 
Aula 02 meios de comunicação de dados
Aula 02 meios de comunicação de dadosAula 02 meios de comunicação de dados
Aula 02 meios de comunicação de dadosJorge Ávila Miranda
 
Aula 1: Conceitos de redes sem fio
Aula 1: Conceitos de redes sem fioAula 1: Conceitos de redes sem fio
Aula 1: Conceitos de redes sem fiocamila_seixas
 
Histórico e importância de redes de comunicação
Histórico e importância de redes de comunicaçãoHistórico e importância de redes de comunicação
Histórico e importância de redes de comunicaçãoBruno Cesar Silveira Emilio
 
Tecnologias Atuais de Redes - Aula 2 - Redes Sem Fio [Apostila]
Tecnologias Atuais de Redes - Aula 2 - Redes Sem Fio [Apostila]Tecnologias Atuais de Redes - Aula 2 - Redes Sem Fio [Apostila]
Tecnologias Atuais de Redes - Aula 2 - Redes Sem Fio [Apostila]Ministério Público da Paraíba
 
Ficha de trabalho 2 equipamento passivo
Ficha de trabalho 2   equipamento passivoFicha de trabalho 2   equipamento passivo
Ficha de trabalho 2 equipamento passivoPaulo Sergio
 
Ficha de trabalho equipamento passivo de rede emil andriuta
Ficha de trabalho equipamento passivo de rede emil andriutaFicha de trabalho equipamento passivo de rede emil andriuta
Ficha de trabalho equipamento passivo de rede emil andriutafantic3o
 
Ficha de trabalho 2 equipamento passivo
Ficha de trabalho 2   equipamento passivoFicha de trabalho 2   equipamento passivo
Ficha de trabalho 2 equipamento passivoCaniggia123
 
Ficha de trabalho 2 equipamentos passivos de uma rede
Ficha de trabalho 2  equipamentos passivos de uma redeFicha de trabalho 2  equipamentos passivos de uma rede
Ficha de trabalho 2 equipamentos passivos de uma redeMarcoSoaresGI
 
Exercicio unidade i conteúdo i - r espondido
Exercicio unidade i    conteúdo i - r espondidoExercicio unidade i    conteúdo i - r espondido
Exercicio unidade i conteúdo i - r espondidoPriscila Copeland
 

Mais procurados (20)

Correcção da ficha de trabalho equipamento passivo de rede
Correcção da ficha de trabalho  equipamento passivo de redeCorrecção da ficha de trabalho  equipamento passivo de rede
Correcção da ficha de trabalho equipamento passivo de rede
 
Trabalho ac
Trabalho acTrabalho ac
Trabalho ac
 
Redes de computadores
Redes de computadoresRedes de computadores
Redes de computadores
 
Cablagens
CablagensCablagens
Cablagens
 
Relatorio
RelatorioRelatorio
Relatorio
 
Aula 3: Infraestrutura e redes ad-hoc
Aula 3: Infraestrutura e redes ad-hocAula 3: Infraestrutura e redes ad-hoc
Aula 3: Infraestrutura e redes ad-hoc
 
M4 ficha de trabalho 2 equipamento passivo
M4 ficha de trabalho 2   equipamento passivoM4 ficha de trabalho 2   equipamento passivo
M4 ficha de trabalho 2 equipamento passivo
 
Apresentação redes computacionais
Apresentação redes computacionaisApresentação redes computacionais
Apresentação redes computacionais
 
Aula 02 meios de comunicação de dados
Aula 02 meios de comunicação de dadosAula 02 meios de comunicação de dados
Aula 02 meios de comunicação de dados
 
Tecnologia Bluetooth
Tecnologia BluetoothTecnologia Bluetooth
Tecnologia Bluetooth
 
Aula 1: Conceitos de redes sem fio
Aula 1: Conceitos de redes sem fioAula 1: Conceitos de redes sem fio
Aula 1: Conceitos de redes sem fio
 
Histórico e importância de redes de comunicação
Histórico e importância de redes de comunicaçãoHistórico e importância de redes de comunicação
Histórico e importância de redes de comunicação
 
Tecnologias Atuais de Redes - Aula 2 - Redes Sem Fio [Apostila]
Tecnologias Atuais de Redes - Aula 2 - Redes Sem Fio [Apostila]Tecnologias Atuais de Redes - Aula 2 - Redes Sem Fio [Apostila]
Tecnologias Atuais de Redes - Aula 2 - Redes Sem Fio [Apostila]
 
Ficha de trabalho 2 equipamento passivo
Ficha de trabalho 2   equipamento passivoFicha de trabalho 2   equipamento passivo
Ficha de trabalho 2 equipamento passivo
 
Ficha de trabalho equipamento passivo de rede emil andriuta
Ficha de trabalho equipamento passivo de rede emil andriutaFicha de trabalho equipamento passivo de rede emil andriuta
Ficha de trabalho equipamento passivo de rede emil andriuta
 
Redes De Computadores
Redes De ComputadoresRedes De Computadores
Redes De Computadores
 
Ficha de trabalho 2 equipamento passivo
Ficha de trabalho 2   equipamento passivoFicha de trabalho 2   equipamento passivo
Ficha de trabalho 2 equipamento passivo
 
Equipamento ativo
Equipamento ativoEquipamento ativo
Equipamento ativo
 
Ficha de trabalho 2 equipamentos passivos de uma rede
Ficha de trabalho 2  equipamentos passivos de uma redeFicha de trabalho 2  equipamentos passivos de uma rede
Ficha de trabalho 2 equipamentos passivos de uma rede
 
Exercicio unidade i conteúdo i - r espondido
Exercicio unidade i    conteúdo i - r espondidoExercicio unidade i    conteúdo i - r espondido
Exercicio unidade i conteúdo i - r espondido
 

Semelhante a (2013) Redes de Computadores e Internet - Aula 2

Semelhante a (2013) Redes de Computadores e Internet - Aula 2 (20)

Redes de Computadores e Internet - UNESP
Redes de Computadores e Internet - UNESPRedes de Computadores e Internet - UNESP
Redes de Computadores e Internet - UNESP
 
50524(1).ppt
50524(1).ppt50524(1).ppt
50524(1).ppt
 
Apostila basica redes
Apostila basica redesApostila basica redes
Apostila basica redes
 
Modelo OSI - Camada Física
Modelo OSI - Camada FísicaModelo OSI - Camada Física
Modelo OSI - Camada Física
 
Curso básico de redes
Curso básico de redesCurso básico de redes
Curso básico de redes
 
Comunicaç...Ppt1
Comunicaç...Ppt1Comunicaç...Ppt1
Comunicaç...Ppt1
 
Módulo 03 sistema de cabos
Módulo 03   sistema de cabosMódulo 03   sistema de cabos
Módulo 03 sistema de cabos
 
Redes 4
Redes 4Redes 4
Redes 4
 
5393 redes
5393 redes5393 redes
5393 redes
 
5393 redes
5393 redes5393 redes
5393 redes
 
Ficha de trabalho 3..
Ficha de trabalho 3..Ficha de trabalho 3..
Ficha de trabalho 3..
 
Aula 6 ate 8 montagem redes de computadores
Aula 6 ate  8  montagem redes de computadoresAula 6 ate  8  montagem redes de computadores
Aula 6 ate 8 montagem redes de computadores
 
Meios de transmissao
Meios de transmissaoMeios de transmissao
Meios de transmissao
 
Cabos
CabosCabos
Cabos
 
Fundamentos de Redes de Computadores parte 1
Fundamentos de Redes de Computadores parte 1Fundamentos de Redes de Computadores parte 1
Fundamentos de Redes de Computadores parte 1
 
Tcvb2 marco gomes_wireless
Tcvb2 marco gomes_wirelessTcvb2 marco gomes_wireless
Tcvb2 marco gomes_wireless
 
Meio Físico de transmissão de dados
Meio Físico de transmissão de dadosMeio Físico de transmissão de dados
Meio Físico de transmissão de dados
 
Trabalho final de ipd
Trabalho final de ipdTrabalho final de ipd
Trabalho final de ipd
 
Redes
RedesRedes
Redes
 
Aula05 - tecnologias dsl
Aula05 -  tecnologias dslAula05 -  tecnologias dsl
Aula05 - tecnologias dsl
 

Mais de Fernando de Assis Rodrigues

Perspectivas e impasses na salvaguarda e preservação documental pós Medida Pr...
Perspectivas e impasses na salvaguarda e preservação documental pós Medida Pr...Perspectivas e impasses na salvaguarda e preservação documental pós Medida Pr...
Perspectivas e impasses na salvaguarda e preservação documental pós Medida Pr...Fernando de Assis Rodrigues
 
Serviços de Redes Sociais On-line e a Comunicação Científica: visibilidade de...
Serviços de Redes Sociais On-line e a Comunicação Científica: visibilidade de...Serviços de Redes Sociais On-line e a Comunicação Científica: visibilidade de...
Serviços de Redes Sociais On-line e a Comunicação Científica: visibilidade de...Fernando de Assis Rodrigues
 
Ficção Científica e Realidade da Coleta de Dados em Redes Sociais Online: aná...
Ficção Científica e Realidade da Coleta de Dados em Redes Sociais Online: aná...Ficção Científica e Realidade da Coleta de Dados em Redes Sociais Online: aná...
Ficção Científica e Realidade da Coleta de Dados em Redes Sociais Online: aná...Fernando de Assis Rodrigues
 
Interseções entre Coleta de Dados e Redes Sociais Online
Interseções entre Coleta de Dados e Redes Sociais OnlineInterseções entre Coleta de Dados e Redes Sociais Online
Interseções entre Coleta de Dados e Redes Sociais OnlineFernando de Assis Rodrigues
 
Ficção Científica e Realidade da Coleta de Dados em Redes Sociais Online: aná...
Ficção Científica e Realidade da Coleta de Dados em Redes Sociais Online: aná...Ficção Científica e Realidade da Coleta de Dados em Redes Sociais Online: aná...
Ficção Científica e Realidade da Coleta de Dados em Redes Sociais Online: aná...Fernando de Assis Rodrigues
 
2018 uel-apresentacao-coleta redes-sociais_online
2018 uel-apresentacao-coleta redes-sociais_online2018 uel-apresentacao-coleta redes-sociais_online
2018 uel-apresentacao-coleta redes-sociais_onlineFernando de Assis Rodrigues
 
Fundamentos teóricos para coleta de dados de redes sociais online
Fundamentos teóricos para coleta de dados de redes sociais onlineFundamentos teóricos para coleta de dados de redes sociais online
Fundamentos teóricos para coleta de dados de redes sociais onlineFernando de Assis Rodrigues
 
Identifying semantics characteristics of user’s interactions datasets through...
Identifying semantics characteristics of user’s interactions datasets through...Identifying semantics characteristics of user’s interactions datasets through...
Identifying semantics characteristics of user’s interactions datasets through...Fernando de Assis Rodrigues
 
Open Source e Open Platform: potenciais catalizadores para uso de Internet da...
Open Source e Open Platform: potenciais catalizadores para uso de Internet da...Open Source e Open Platform: potenciais catalizadores para uso de Internet da...
Open Source e Open Platform: potenciais catalizadores para uso de Internet da...Fernando de Assis Rodrigues
 
Metadados em objetos digitais: conceitos e indexação na Web
Metadados em objetos digitais: conceitos e indexação na WebMetadados em objetos digitais: conceitos e indexação na Web
Metadados em objetos digitais: conceitos e indexação na WebFernando de Assis Rodrigues
 
Aplicações da Teoria dos Grafos em coletas de dados
Aplicações da Teoria dos Grafos em coletas de dadosAplicações da Teoria dos Grafos em coletas de dados
Aplicações da Teoria dos Grafos em coletas de dadosFernando de Assis Rodrigues
 
Contextualização de conceitos teóricos no processo de coleta de dados de Rede...
Contextualização de conceitos teóricos no processo de coleta de dados de Rede...Contextualização de conceitos teóricos no processo de coleta de dados de Rede...
Contextualização de conceitos teóricos no processo de coleta de dados de Rede...Fernando de Assis Rodrigues
 
Pontos de contato entre a Esfera Pública e Instituições: reflexões sobre pote...
Pontos de contato entre a Esfera Pública e Instituições: reflexões sobre pote...Pontos de contato entre a Esfera Pública e Instituições: reflexões sobre pote...
Pontos de contato entre a Esfera Pública e Instituições: reflexões sobre pote...Fernando de Assis Rodrigues
 
Categorização de elementos de privacidade identificados nos termos de uso de ...
Categorização de elementos de privacidade identificados nos termos de uso de ...Categorização de elementos de privacidade identificados nos termos de uso de ...
Categorização de elementos de privacidade identificados nos termos de uso de ...Fernando de Assis Rodrigues
 
ANÁLISE DA COLETA DE DADOS EM REDES SOCIAIS: aspectos de privacidade de dados...
ANÁLISE DA COLETA DE DADOS EM REDES SOCIAIS: aspectos de privacidade de dados...ANÁLISE DA COLETA DE DADOS EM REDES SOCIAIS: aspectos de privacidade de dados...
ANÁLISE DA COLETA DE DADOS EM REDES SOCIAIS: aspectos de privacidade de dados...Fernando de Assis Rodrigues
 
ACESSO ÀS INFORMAÇÕES SOBRE AGRICULTURA FAMILIAR NA WEB
ACESSO ÀS INFORMAÇÕES SOBRE AGRICULTURA FAMILIAR NA WEBACESSO ÀS INFORMAÇÕES SOBRE AGRICULTURA FAMILIAR NA WEB
ACESSO ÀS INFORMAÇÕES SOBRE AGRICULTURA FAMILIAR NA WEBFernando de Assis Rodrigues
 

Mais de Fernando de Assis Rodrigues (20)

Perspectivas e impasses na salvaguarda e preservação documental pós Medida Pr...
Perspectivas e impasses na salvaguarda e preservação documental pós Medida Pr...Perspectivas e impasses na salvaguarda e preservação documental pós Medida Pr...
Perspectivas e impasses na salvaguarda e preservação documental pós Medida Pr...
 
Serviços de Redes Sociais On-line e a Comunicação Científica: visibilidade de...
Serviços de Redes Sociais On-line e a Comunicação Científica: visibilidade de...Serviços de Redes Sociais On-line e a Comunicação Científica: visibilidade de...
Serviços de Redes Sociais On-line e a Comunicação Científica: visibilidade de...
 
Ficção Científica e Realidade da Coleta de Dados em Redes Sociais Online: aná...
Ficção Científica e Realidade da Coleta de Dados em Redes Sociais Online: aná...Ficção Científica e Realidade da Coleta de Dados em Redes Sociais Online: aná...
Ficção Científica e Realidade da Coleta de Dados em Redes Sociais Online: aná...
 
Interseções entre Coleta de Dados e Redes Sociais Online
Interseções entre Coleta de Dados e Redes Sociais OnlineInterseções entre Coleta de Dados e Redes Sociais Online
Interseções entre Coleta de Dados e Redes Sociais Online
 
Ficção Científica e Realidade da Coleta de Dados em Redes Sociais Online: aná...
Ficção Científica e Realidade da Coleta de Dados em Redes Sociais Online: aná...Ficção Científica e Realidade da Coleta de Dados em Redes Sociais Online: aná...
Ficção Científica e Realidade da Coleta de Dados em Redes Sociais Online: aná...
 
2018 uel-apresentacao-coleta redes-sociais_online
2018 uel-apresentacao-coleta redes-sociais_online2018 uel-apresentacao-coleta redes-sociais_online
2018 uel-apresentacao-coleta redes-sociais_online
 
Processo de Acesso a Dados e suas fases
Processo de Acesso a Dados e suas fasesProcesso de Acesso a Dados e suas fases
Processo de Acesso a Dados e suas fases
 
Fundamentos teóricos para coleta de dados de redes sociais online
Fundamentos teóricos para coleta de dados de redes sociais onlineFundamentos teóricos para coleta de dados de redes sociais online
Fundamentos teóricos para coleta de dados de redes sociais online
 
Identifying semantics characteristics of user’s interactions datasets through...
Identifying semantics characteristics of user’s interactions datasets through...Identifying semantics characteristics of user’s interactions datasets through...
Identifying semantics characteristics of user’s interactions datasets through...
 
Open Source e Open Platform: potenciais catalizadores para uso de Internet da...
Open Source e Open Platform: potenciais catalizadores para uso de Internet da...Open Source e Open Platform: potenciais catalizadores para uso de Internet da...
Open Source e Open Platform: potenciais catalizadores para uso de Internet da...
 
Coleta de Dados em Redes Sociais
Coleta de Dados em Redes SociaisColeta de Dados em Redes Sociais
Coleta de Dados em Redes Sociais
 
Metadados em objetos digitais: conceitos e indexação na Web
Metadados em objetos digitais: conceitos e indexação na WebMetadados em objetos digitais: conceitos e indexação na Web
Metadados em objetos digitais: conceitos e indexação na Web
 
Metadados e Interoperabilidade
Metadados e InteroperabilidadeMetadados e Interoperabilidade
Metadados e Interoperabilidade
 
Aplicações da Teoria dos Grafos em coletas de dados
Aplicações da Teoria dos Grafos em coletas de dadosAplicações da Teoria dos Grafos em coletas de dados
Aplicações da Teoria dos Grafos em coletas de dados
 
Raspagem de dados em websites governamentais
Raspagem de dados em websites governamentaisRaspagem de dados em websites governamentais
Raspagem de dados em websites governamentais
 
Contextualização de conceitos teóricos no processo de coleta de dados de Rede...
Contextualização de conceitos teóricos no processo de coleta de dados de Rede...Contextualização de conceitos teóricos no processo de coleta de dados de Rede...
Contextualização de conceitos teóricos no processo de coleta de dados de Rede...
 
Pontos de contato entre a Esfera Pública e Instituições: reflexões sobre pote...
Pontos de contato entre a Esfera Pública e Instituições: reflexões sobre pote...Pontos de contato entre a Esfera Pública e Instituições: reflexões sobre pote...
Pontos de contato entre a Esfera Pública e Instituições: reflexões sobre pote...
 
Categorização de elementos de privacidade identificados nos termos de uso de ...
Categorização de elementos de privacidade identificados nos termos de uso de ...Categorização de elementos de privacidade identificados nos termos de uso de ...
Categorização de elementos de privacidade identificados nos termos de uso de ...
 
ANÁLISE DA COLETA DE DADOS EM REDES SOCIAIS: aspectos de privacidade de dados...
ANÁLISE DA COLETA DE DADOS EM REDES SOCIAIS: aspectos de privacidade de dados...ANÁLISE DA COLETA DE DADOS EM REDES SOCIAIS: aspectos de privacidade de dados...
ANÁLISE DA COLETA DE DADOS EM REDES SOCIAIS: aspectos de privacidade de dados...
 
ACESSO ÀS INFORMAÇÕES SOBRE AGRICULTURA FAMILIAR NA WEB
ACESSO ÀS INFORMAÇÕES SOBRE AGRICULTURA FAMILIAR NA WEBACESSO ÀS INFORMAÇÕES SOBRE AGRICULTURA FAMILIAR NA WEB
ACESSO ÀS INFORMAÇÕES SOBRE AGRICULTURA FAMILIAR NA WEB
 

Último

Habilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e EspecíficasHabilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e EspecíficasCassio Meira Jr.
 
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029Centro Jacques Delors
 
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxAula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxBiancaNogueira42
 
Educação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPEducação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPanandatss1
 
HABILIDADES ESSENCIAIS - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
HABILIDADES ESSENCIAIS  - MATEMÁTICA 4º ANO.pdfHABILIDADES ESSENCIAIS  - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
HABILIDADES ESSENCIAIS - MATEMÁTICA 4º ANO.pdfdio7ff
 
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileirosMary Alvarenga
 
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024Jeanoliveira597523
 
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...Martin M Flynn
 
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdfUFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdfManuais Formação
 
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSOVALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSOBiatrizGomes1
 
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptxDoutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptxThye Oliver
 
Atividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu AbrigoAtividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu AbrigoMary Alvarenga
 
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOInvestimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOMarcosViniciusLemesL
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAs Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAlexandreFrana33
 
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdfcartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdfIedaGoethe
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 

Último (20)

Habilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e EspecíficasHabilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e Específicas
 
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
 
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
 
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxAula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
 
Educação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPEducação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SP
 
HABILIDADES ESSENCIAIS - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
HABILIDADES ESSENCIAIS  - MATEMÁTICA 4º ANO.pdfHABILIDADES ESSENCIAIS  - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
HABILIDADES ESSENCIAIS - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
 
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
 
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
 
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
 
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
 
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdfUFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
 
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSOVALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
 
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptxDoutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
 
XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA -
XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA      -XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA      -
XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA -
 
Atividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu AbrigoAtividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu Abrigo
 
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOInvestimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
 
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAs Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
 
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdfcartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 

(2013) Redes de Computadores e Internet - Aula 2

  • 1. Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” Redes de Computadores e Internet M.Sc. Fernando de Assis Rodrigues Departamento de Ciência da Informação Faculdade de Filosofia e Ciências Campus Marília, SP
  • 2. Fernando de Assis Rodrigues - 2013 2 Objetivos ● Introdução ● Redes ● Redes de Computadores ● Conexões de Rede
  • 3. Fernando de Assis Rodrigues - 2013 3 Introdução O termo genérico “rede” define um conjunto de entidades (objetos, pessoas, etc.) interligados uns aos outros. (KIOSKEA.NET, 2012)
  • 4. Fernando de Assis Rodrigues - 2013 4 Introdução Uma rede permite assim circular elementos materiais ou imateriais entre cada uma destas entidades, de acordo com regras bem definidas. (KIOSKEA.NET, 2012)
  • 5. Fernando de Assis Rodrigues - 2013 5 Introdução ● Rede elétrica: infraestrutura pública (inter)nacional que permite a distribuição de energia elétrica através de uma grid. ● Objeto → energia
  • 6. Fernando de Assis Rodrigues - 2013 6 Introdução ● Rede telefônica: infraestrutura que permite (permitia) a circulação de chamadas de voz entre vários pontos telefônicos. ● Objeto → “voz”
  • 7. Fernando de Assis Rodrigues - 2013 7 Introdução ● Rede criminosa: conjunto organizado de pessoas inter- relacionadas com objetivo em comum de realizar um ou vários delitos. ● Objeto → dinheiro, influência, ...
  • 8. Fernando de Assis Rodrigues - 2013 8 Redes de Computadores
  • 9. Fernando de Assis Rodrigues - 2013 9 Redes de Computadores Uma rede de computadores é conexão de dois ou mais computadores para permitir o compartilhamento de recursos e a troca de informações entre as máquinas. (CANTÚ, E., 2003)
  • 10. Fernando de Assis Rodrigues - 2013 10 Redes de Computadores Objeto → Dado digital, binário.
  • 11. Fernando de Assis Rodrigues - 2013 11 Meio Físico O meio mais simples é a ligação entre dois ou mais dispositivos por meio de um cabo – ou seja por um meio físico.
  • 12. Fernando de Assis Rodrigues - 2013 12 Conexão ● Coaxial: ● 185 metros de alcance; ● 10BASE2; – Cheapernet, thin Ethernet, thinnet e thinwire. ● Velocidade de 10Mb/s;
  • 13. Fernando de Assis Rodrigues - 2013 13 Conexão ● Coaxial 10BASE5
  • 14. Fernando de Assis Rodrigues - 2013 14 Conexão ● Coaxial
  • 15. Fernando de Assis Rodrigues - 2013 15 Conexão ● Coaxial
  • 16. Fernando de Assis Rodrigues - 2013 16 Conexão ● Coaxial: ● Não era necessário um Hub ou Roteador; ● Caso a rede fosse maior que ~100 metros, era necessário colocar um repetidor de sinal; ● Se o cabo se rompesse toda a rede a sua frente parava de funcionar, pois todas as máquinas eram ligadas em sequência.
  • 17. Fernando de Assis Rodrigues - 2013 17 Conexão ● 10BASE-T: ● Ethernet Over Twisted Pair: cabo de par trançado; ● Rede Ethernet; ● Velocidades de 10Mb/s, 100Mb/s e 1Gb/s: – Podem conviver em uma mesma rede.
  • 18. Fernando de Assis Rodrigues - 2013 18 Conexão ● Ethernet Over Twisted Pair
  • 19. Fernando de Assis Rodrigues - 2013 19 Conexão ● Ethernet Over Twisted Pair
  • 20. Fernando de Assis Rodrigues - 2013 20 Conexão ● Ethernet Over Twisted Pair ● Diversos equipamentos para funcionamento da rede: – Roteadores; – Switches; – Hubs; – Modems; – … ● Blidagem do cabo → CAT 5e
  • 21. Fernando de Assis Rodrigues - 2013 21 Conexão ● Fibra óptica ● Feita de vidro ou polímero com a capacidade de transmissão de luz: – Transparência: para evitar a absorção da luz. ● Transmissor: LED ou Laser: – Conversor de sinais elétricos para pulsos de luz. ● Receptor capaz de interpretar os sinais de luz e transformá-los novamente em sinais elétricos.
  • 22. Fernando de Assis Rodrigues - 2013 22 Conexão ● Fibra óptica ● Mínimo de duas camadas: núcleo e revestimento; ● Transmissão através de ondas eletromagnéticas; ● Altas velocidades em transmissão de dados: – 10, 20, 30, 40 Gbps... – 1,6 Tbps ● Velocidade de transmissão abaixo da propagação da luz no vácuo: reflexão. ● Redes com pontos diretos em até 100km; ● Cabos submarinos: – 1988: 40.000 ligações simutâneas; – 2012: 6.000km de extensão, sem gerar erros, movendo 10 terabits por segundo.
  • 23. Fernando de Assis Rodrigues - 2013 23 Conexão ● Fibra óptica ● Cabos com dimensão reduzida; ● Custo elevado de manutenção; ● Imunidade às interferências eletromagnéticas; ● Matéria-prima abundante e barata; ● Falta de padronização dos equipamentos envolvidos.
  • 24. Fernando de Assis Rodrigues - 2013 24 Conexão
  • 25. Fernando de Assis Rodrigues - 2013 25 Trabalho ● Para 22/04/2013 ● 2 a 3 laudas (páginas) ● Sem contar a capa ● Surface Web e Deep Web ● O que é? ● O conceito. ● Como funciona? ● Características ● COM REFERÊNCIAS!!! ● NÃO FIQUE PRESO NOS TEXTOS SUGERIDOS
  • 26. Fernando de Assis Rodrigues - 2013 26 Trabalho ● http://en.wikipedia.org/wiki/Surface_Web ● http://cassiofaria.wordpress.com/tag/surface-web/ ● https://windowssecrets.com/langalist-plus/surface-vs-deep-web%C ● http://en.wikipedia.org/wiki/Deep_Web ● http://pt.wikipedia.org/wiki/Deep_web ● http://ahduvido.com.br/voce-sabe-o-que-e-deep-web ● http://olhardigital.uol.com.br/produtos/digital_news/noticias/deep-w ● http://cacm.acm.org/magazines/2007/5/5661-accessing-the-deep- (o último, acessível só na UNESP ou por VPN) ●