3 etica e profissional da educacao

885 visualizações

Publicada em

Grupo de estudos sobre a ética na educação.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
885
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
27
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

3 etica e profissional da educacao

  1. 1. O EDUCADOR FRENTE AOS DESAFIOS DO MUNDO CONTEMPORÂNEO E.E.E.F. REINALDO VACCARI FORMAÇÃO CONTINUADA 2013 Imbé / RS
  2. 2. www.orientarconsultoria.net.br A ÉTICA E O PROFISSIONAL DA EDUCAÇÃO: COERÊNCIA TEORIA x PRÁTICA Cilene Ramiro contato@orientarconsultoria.net.br 2
  3. 3. ÉTICA
  4. 4. Tradicionalmente é entendida como um estudo ou uma reflexão sobre os costumes ou sobre as ações humanas. Pode ser entendida também como a própria realização de um tipo de comportamento.
  5. 5. O estudo da ética se defronta com problemas de variação de costumes. O que é moral na Etiópia não é moral no Brasil. Ex: a bigamia. Para os mulçumanos é honroso ter mais de uma esposa. Já os países católicos pregam a monogamia – casamento único. MORAL E ÉTICA ANDAM DE MÃOS DADAS E SE CONFUNDEM. No centro da ética aparece o dever, ou obrigação moral, conduta correta.
  6. 6. UMA PESCARIA INESQUECÍVEL James P. Lenfestey
  7. 7. Ele tinha onze anos e, a cada oportunidade que surgia, ia pescar no cais próximo ao chalé da família, numa ilha que ficava em meio a um lago.
  8. 8. A temporada de pesca só começaria no dia seguinte, mas pai e filho saíram no fim da tarde para pegar apenas os peixes cuja captura estava liberada.
  9. 9. O menino amarrou uma isca e começou a praticar arremessos, provocando ondulações coloridas na água. Logo, elas se tornaram prateadas pelo efeito da lua nascendo sobre o lago.
  10. 10. Quando o caniço vergou, ele soube que havia algo enorme do outro lado da linha. O pai olhava com admiração, enquanto o garoto habilmente, e com muito cuidado, erguia o peixe exausto da água.
  11. 11. Era o maior que já tinha visto, porém sua pesca só era permitida na temporada.
  12. 12. O garoto e o pai olharam para o peixe, tão bonito, as guelras movendo para trás e para frente.
  13. 13. O pai, então, acendeu um fósforo e olhou para o relógio. Pouco mais de dez da noite... Ainda faltavam quase duas horas para a abertura da temporada.
  14. 14. Em seguida, olhou para o peixe e depois para o menino dizendo: - Você tem que devolvê-lo, filho! - Mas, papai... reclamou o menino. - Vai aparecer outro, insistiu o pai. - Não tão grande quanto este, choramingou a criança.
  15. 15. O garoto olhou à volta do lago. Não havia outros pescadores ou embarcações à vista. Voltou novamente o olhar para o pai. Mesmo sem ninguém por perto, sabia, pela firmeza em sua voz, que a decisão era inegociável.
  16. 16. Devagar, tirou o anzol da boca do enorme peixe e o devolveu à água escura. O peixe movimentou rapidamente o corpo e desapareceu.
  17. 17. Naquele momento, o menino teve certeza de que jamais pegaria um peixe tão grande quanto aquele.
  18. 18. Isso aconteceu há trinta e quatro anos. Hoje, o garoto é um arquiteto bem-sucedido. O chalé continua lá, na ilha em meio ao lago, e ele leva seus filhos para pescar no mesmo cais. Sua intuição estava correta. Nunca mais conseguiu pescar um peixe tão maravilhoso como o daquela noite.
  19. 19. Porém, sempre vê o mesmo peixe todas as vezes que se depara com uma questão ética. Porque, como o pai lhe ensinou, a ética é simplesmente uma questão de CERTO e ERRADO.
  20. 20. Agir corretamente, quando se está sendo observado, é uma coisa. A ética, porém, está em agir corretamente quando ninguém está nos observando. Essa conduta reta só é possível quando, desde criança, aprendeu-se a devolver o PEIXE À ÁGUA.
  21. 21. A boa educação é como uma moeda de ouro: TEM VALOR EM TODA PARTE.
  22. 22. A ÉTICA NA ANTIGA GRÉCIA Historicamente, a ideia de Ética surgiu na antiga Grécia, por volta de 500 a 300 a.C, através das observações de Sócrates e seus discípulos.
  23. 23. A ética grega fundou-se na busca da felicidade. Para Aristóteles, o fim do homem é a felicidade, a que é necessária à virtude, e a esta é necessária a razão. A característica fundamental da moral aristotélica é, portanto, o racionalismo, visto ser a virtude ação consciente segundo a razão. Se a virtude é uma atividade segundo a razão, mais precisamente é ela um hábito, um costume moral, adquire-se mediante a ação, a prática, o exercício e, uma vez adquirida, estabiliza-se, mecaniza- se; torna-se quase uma segunda natureza e, logo, torna-se de fácil execução - como o vício.
  24. 24. A religião traz em si uma mensagem ética profunda de liberdade, de amor, de fraternidade universal. Estabeleceu muitas regras de conduta, trazendo, sem dúvida, um grande progresso moral à humanidade. Na Idade Média, o pensamento ético passou a ser ligado à religião, à interpretação da bíblia e à teologia. É T I C A N A I D A D E M É D I A
  25. 25. Na Idade Moderna (1.600 ...) encontramos duas tendências: 1.A busca de uma ética racional pura – subjetividade humana; 2.Tentativa de unir a ética religiosa às reflexões filosóficas. É T I C A N A I D A D E M O D E R N A GRANDES PENSADORES MODERNOS: Ludwig Feuerbach (1804- 1872): tentou traduzir a verdade da religião num estudo filosófico ao alcance de todos os homens instruídos. Teve muitos seguidores.
  26. 26. ...é a ciência que estuda o comportamento moral do homem em sociedade; ou a ciência cujo objeto de estudo é a Moral.
  27. 27. É o conjunto de padrões comportamentais, universais e necessários, orientadores e balizadores da conduta humana para o convívio social harmônico, objetivando a paz e o progresso.
  28. 28. (Amor – A Regra de Ouro)
  29. 29. A REGRA DE OURO •O Princípio Moral do AMOR: é a mais famosa regra moral já promulgada e enunciada em todas as culturas, em todos os tempos e lugares. • É expressa de muitas formas diferentes, mas a mensagem principal é sempre a mesma. •Vejamos alguns exemplos:
  30. 30. A REGRA DE OURO •Confucionismo •"Não faça aos outros o que não gostaria que fizessem com você."
  31. 31. A REGRA DE OURO •Budismo •"Busque para os outros a mesma felicidade que deseja para si. Não imponha aos outros as suas dores."
  32. 32. A REGRA DE OURO •Hinduísmo: •"Todos os seus deveres podem ser resumidos da seguinte forma: não faça aos outros o que o prejudicaria se lhe fosse feito."
  33. 33. A REGRA DE OURO •Judaísmo •"Se pode prejudicá-lo, não faça ao seu semelhante."
  34. 34. A REGRA DE OURO •Islamismo • "Não deixe que seu irmão seja tratado de uma forma que ele não gostaria. Só é crédulo aquele que ama seu irmão como a si mesmo."
  35. 35. A REGRA DE OURO •Taoísmo •“Veja o êxito de seu vizinho como seu próprio êxito; e a derrota de seu vizinho como sua derrota.”
  36. 36. A REGRA DE OURO •Mosaísmo •“Ama ao teu próximo como a ti mesmo.”
  37. 37. A REGRA DE OURO Jesus de Nazaré "Amai-vos uns aos outros como eu vos amei”.
  38. 38. Questões a serem respondidas: 1. Por que a Ética está em evidência? 2. Por que Ética na escola? 3. Ética e Educação? 4. A escola pode propiciar condições para o desenvolvimento moral de crianças e adolescentes? 5. Qual o papel das regras no desenvolvimento da ética?
  39. 39. A Ética e o Profissional da Educação  Relações familiares enfraquecidas  Perda dos valores (honestidade, humildade, humanidade, sabedoria , sensibilidade, semelhança)  Combate ao nepotismo  Insensibilidade e indiferença pelo semelhante  Devastação do meio ambiente  Aumento da fome e da miséria  Aumento da criminalidade e da violência Por que a Ética faz parte da boa educação?
  40. 40. A Crise Ética Não sabemos o que é certo ou errado A SOCIEDADE •Vive cada vez mais insegurança •Há permanente tensão nas relações sociais •Se organiza em prol dos interesses particulares e não do direito e da justiça
  41. 41. Problemas Éticos do Dia-a-Dia Escolar Devo avisar ao meu diretor que um dos professores usa o tempo que deveria estar em sala de aula para vender trabalhos artesanais aos colegas? Devo dizer sempre a verdade? Ou há ocasiões em que é preferível mentir? Quais? Devo cumprir uma ordem que não me parece eticamente correta, ou é preferível arriscar meu conceito na escola ou mesmo meu emprego? Posso usar a carga horária destinada ao meu planejamento para obter ganhos adicionais? (aulas particulares, trabalho extra...)
  42. 42. Devo avisar ao diretor que um colega anda criticando a sua gestão nos corredores da escola ? Percebi que um professor não é competente ou “não veste a camisa” da escola. Devo comunicar isso à chefia? Posso aprovar o filho de um amigo, mesmo que ele não tenha alcançado o percentual mínimo nas provas e trabalhos realizados ?
  43. 43. Ações Não-Éticas no Trabalho: •Apossar-se de coisas que não lhe pertencem •Dizer coisas que sabe que não são verdades •Dar ou permitir impressões falsas •Comprar influência ou enganar-se em conflitos de interesse •Esconder ou divulgar informação verdadeira
  44. 44. Ações Não-Éticas no Trabalho: • Tomar vantagem que não lhe pertence • Cometer comportamento pessoal impróprio • Abusar de outra pessoa • Permitir abuso da organização • Violar regras
  45. 45. Importância da Ética • Nenhuma sociedade pode sobreviver e progredir sem um conjunto de princípios e normas que defina o tipo de comportamento ocasionalmente aceito como ético.
  46. 46. O que Significa ser Ético? •Cultura e caráter bons •Motivação e Intenção boas •Processo e ações boas •Resultados bons Seja bom, aja bem, faça bem!
  47. 47. Formas de Ser Ético •A primeira ideia do ético é o cuidado com o nosso ser e com os outros. •A segunda ideia do ético é a consideração com as pessoas. •A terceira ideia é a da responsabilidade. Esta ideia parte do fato de que nossas ações têm consequências que podemos antever e sobre as quais, diante das ações que são de nossa escolha, temos responsabilidades. A responsabilidade tem de ser considerada especialmente em relação a danos ou outros efeitos negativos de tais ações.
  48. 48. Formas de Ser Ético •A quarta ideia ética é a de limites. São marcos que aparecem impostos às ações - individuais ou grupais - e que dizem que certas fronteiras não devem ser ultrapassadas, ou que certos atos devam ser realizados. •A quinta ideia é a da veracidade. A ideia de veracidade tem a ver com os limites, pois se trata de uma obrigação imposta pela realidade. Ser verdadeiro significa apresentar os fatos como ocorrem ou ocorreram e buscar interpretações e explicações para suas causas. •A sexta ideia ética é a da liberdade. Ela se realiza nas diversas esferas: do íntimo, do privado e do público.
  49. 49. Formas de Ser Ético •A sétima ideia ética é a da leveza da vida e do festejar da vida. A leveza da vida significa que ela não pode ser levada inteiramente a sério.
  50. 50. COMO SER ÉTICO NA EDUCAÇÃO ? •A educação está na base do esforço para fazer do indivíduo um homem bom, e do sujeito um cidadão exemplar. A formação moral dos indivíduos serve também de auxílio à formação do cidadão em sua dimensão política.
  51. 51. Exemplos da prática dos valores na escola: Respeito mútuo (Ex.: repúdio a toda a forma de humilhação e violência)  Diálogo (Ex.: A coordenação das ações entre alunos, mediante o trabalho em grupo; a disposição para ouvir ideias, opiniões e argumentos alheios e rever pontos de vista quando necessário) Solidariedade (Ex.: Nas brincadeiras, privilegiar a solidariedade e não a competição; privilegiar ações estruturantes e não pontuais) Justiça (Ex.: A identificação de formas de ação diante de situações em que os direitos do aluno não estiverem sendo respeitados)
  52. 52. Como sair desta situação hipotética? Que valores estão em jogo? “Na hora do recreio, ao montar os times de futebol, Eduardo humilhou Pedro dizendo que ele era perna-de-pau e não deveria participar do jogo. Pedro, inicialmente, ficou meio sem reação, mas depois tentou conversar, enquanto Eduardo seguiu com sua postura inicial.”
  53. 53. A Ética, a Escola e o Professor • Preparar o aluno para o pluralismo • aceitação de si mesmo • comunicação eficiente • solução de conflitos • compreensão das diferenças intelectuais • base de educação ética • definição de regras coletivas e individuais • análise de acontecimentos compreendendo os motivos • pesquisa de conteúdos • criação de um código de ética institucional
  54. 54. Por que ética e ética na escola? É preciso compreender os fundamentos da ética e da moralidade e como seus princípios e normas podem ser trabalhados na escola e na comunidade. Introduzir no planejamento escolar o trabalho sistemático e intencional sobre os valores desejados pela nossa sociedade. “Toda educação é uma ação interativa: faz-se mediante informações, comunicação, diálogo entre seres humanos. Em toda educação há um outro em relação. Em toda educação, por tudo isso, a ética está implicada”.
  55. 55. “Aprender a ser cidadão é, entre outras coisas, aprender a agir com respeito, solidariedade ,responsabilidade, justiça, não violência; aprender a usar o diálogo nas mais diferentes situações e comprometer-se com o que acontece na vida coletiva da comunidade e do país. Esses valores e essas atitudes precisam ser aprendidos e desenvolvidos pelos alunos e, portanto, podem e devem ser ensinados na escola.” A Escola é co-responsável na formação do indivíduo: reforça os valores necessários para a boa formação ética e moral. Educa a vontade para que os alunos desenvolvam virtudes.
  56. 56. O Código de Ética do Professor O professor deve: Aceitar-se e entender-se como modelo Ser mediador Ser capaz de explicitar sua visão ética Saber pensar dilemas éticos Promover relação de empatia entre e com os alunos Ser capaz de mobilizar os alunos para a boa ação
  57. 57. Comportamentos Éticos na Escola Comportamento profissional e relações humanas Moral de atitudes e não atos morais Relação entre alunos, professores, funcionários, técnico- administrativos,externos (fornecedores, etc) Coerência entre teoria e prática: o que se faz não pode ser diferente do que se vive. Preservação do meio ambiente: reciclagem de resíduos, economia de energia elétrica, etc)
  58. 58. Para reflexão: Como são e como deveriam ser nossas atitudes diante dos alunos e colegas de trabalho? Qual nosso nível de envolvimento na construção de um comportamento ético? Qual o nosso papel no processo de educação moral? Qual nosso nível de envolvimento em relação à preservação do meio ambiente?
  59. 59. OBRIGADA! Cilene Ramiro cici_ramiro@yahoo.com.br +55 51 8162-2030 +55 51 9140-2925 +55 51 9816-6100

×