SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 13
Baixar para ler offline
Instituto Federal de Educação Ciências e Tecnologia – IFCE – Sobral
Eixo de Controle e Processos Industriais
Curso: Tecnologia em Mecatrônica Industrial
Disciplina: Desenho Técnico e Mecânico

Seção e encurtamento

Prof. Edson Frota Pessoa
Introdução

Desenho técnico mecânico

A representação em corte facilita a interpretação de elementos internos ou de elementos não
visíveis ao observador.
Mas, às vezes, o corte não é o recurso adequado para mostrar a forma de partes internas da
peça. Nestes casos, devemos utilizar a representação em seção.
Em peças longas, com forma constante, pode-se aplicar um recurso que permite simplificar a
representação de peças deste tipo: é por meio do encurtamento .

Seção

Encurtamento
Representação em seção

Desenho técnico mecânico

A representação em seção também é feita imaginando-se que a peça sofreu corte.
Mas existe uma diferença fundamental entre a representação em corte e a representação em
seção.
Enquanto a representação em corte mostra as partes maciças atingidas pelo corte e outros
elementos, a representação em seção mostra apenas a parte atingida pelo corte.
Representação em seção

Desenho técnico mecânico

A indicação da seção representada pela linha traço e ponto com traços largos nas extremidades
aparece na vista frontal, no local onde se imaginou passar o plano de corte.
A linha de corte onde se imagina o rebatimento da seção deve ser sempre no centro do elemento
secionado.
Seção fora da vista

Desenho técnico mecânico

são semelhantes, em alguns pontos, aos desenhos técnicos em corte.

Semelhanças: Em ambos os casos imaginaram-se cortes na peça; eles apresentam indicação
do plano de corte e as partes maciças atingidas pelo corte são hachuradas.
Seção fora da vista

Desenho técnico mecânico

outra maneira de posicionar a seção fora da vista.
Neste caso, a seção aparece ligada à vista por uma linha traço e ponto estreita, que indica o
local por onde se imaginou passar o plano de corte.
Uma vez que a relação entre a seção e a parte da peça que ela representa é evidente por si, não
é necessário dar nome à seção.
Seções sucessivas fora da vista

Desenho técnico mecânico

Em peças com vários elementos diferentes, é aconselhável imaginar várias seções sucessivas
para analisar o perfil de cada elemento.
As seções sucessivas também podem ser representadas próximas da vista e ligadas por linha
traço e ponto; em posições diferentes mas, neste caso, identificadas pelo nome.
Seção dentro da vista

Desenho técnico mecânico

A seção pode ser representada rebatida dentro da vista, desde que não prejudique a
interpretação do desenho.
Seções enegrecidas

Desenho técnico mecânico

Quando a área da seção é a de um perfil de pouca espessura, ao invés de se representarem as
hachuras, o local é enegrecido.
As seções enegrecidas tanto podem ser representadas fora das vistas como dentro das vistas,
ou, ainda, interrompendo as vis­tas. Veja um exemplo de cada caso.
Encurtamento

Desenho técnico mecânico

Certos tipos de peças, que apresentam formas longas e constantes, podem ser representadas
de maneira mais prática: o encurtamento.
Representação do encurtamento no desenho técnico

Desenho técnico mecânico

as partes imaginadas cortadas são limitadas por linhas de ruptura, que são linhas contínuas
estreitas, desenhadas à mão-livre.
Pode-se optar pela linha contínua estreita em ziguezague para representar os encurtamentos.
Representação com encurtamento e seção

Desenho técnico mecânico

É muito comum, em desenho técnico, a seção aparecer na representação com encurtamento.
Aplicando encurtamento e se­ção num mesmo desenho, economizamos tempo e espaço.

•Duas seções estão indicadas na vista frontal e representadas fora da vista: Seção AA e Seção
BB.
•Uma seção aparece rebatida dentro da vista. Quando a seção vem rebatida na vista, não é
necessário dar-lhe um nome.
•No encurtamento da parte inclinada aparece representada a quarta seção.
Representação com encurtamento e seção
Outro exemplo:

Desenho técnico mecânico

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

DESENHO TECNICO CORTE
DESENHO TECNICO CORTEDESENHO TECNICO CORTE
DESENHO TECNICO CORTE
ordenaelbass
 
Caderno exercícios desenho_tecnico 3
Caderno exercícios desenho_tecnico 3Caderno exercícios desenho_tecnico 3
Caderno exercícios desenho_tecnico 3
Heromo
 
Projeções ortogonais
Projeções ortogonaisProjeções ortogonais
Projeções ortogonais
Ellen Assad
 
Aula 5 - Projeções Ortogonais
Aula 5 - Projeções OrtogonaisAula 5 - Projeções Ortogonais
Aula 5 - Projeções Ortogonais
Gutierry Prates
 
Exercícios projeções ortogonais
Exercícios projeções ortogonaisExercícios projeções ortogonais
Exercícios projeções ortogonais
Gualter Santos
 
Fundamentos do desenho técnico
Fundamentos do desenho técnicoFundamentos do desenho técnico
Fundamentos do desenho técnico
leobispo28
 
Apostila desenho mecanico i
Apostila   desenho mecanico iApostila   desenho mecanico i
Apostila desenho mecanico i
Carlos A. Silva
 

Mais procurados (20)

Seção e encurtamento
Seção e encurtamentoSeção e encurtamento
Seção e encurtamento
 
DESENHO TECNICO CORTE
DESENHO TECNICO CORTEDESENHO TECNICO CORTE
DESENHO TECNICO CORTE
 
Caderno exercícios desenho_tecnico 3
Caderno exercícios desenho_tecnico 3Caderno exercícios desenho_tecnico 3
Caderno exercícios desenho_tecnico 3
 
38083393 01-iniciacao-ao-desenho-tecnico-exercicios
38083393 01-iniciacao-ao-desenho-tecnico-exercicios38083393 01-iniciacao-ao-desenho-tecnico-exercicios
38083393 01-iniciacao-ao-desenho-tecnico-exercicios
 
DESENHO TÉCNICO CORTE EM DESVIO
DESENHO TÉCNICO CORTE EM DESVIODESENHO TÉCNICO CORTE EM DESVIO
DESENHO TÉCNICO CORTE EM DESVIO
 
Projeções ortogonais
Projeções ortogonaisProjeções ortogonais
Projeções ortogonais
 
DESENHO TECNICO PERSPECTIVA ISOMETRICA
DESENHO TECNICO PERSPECTIVA ISOMETRICADESENHO TECNICO PERSPECTIVA ISOMETRICA
DESENHO TECNICO PERSPECTIVA ISOMETRICA
 
Aula 5 - Projeções Ortogonais
Aula 5 - Projeções OrtogonaisAula 5 - Projeções Ortogonais
Aula 5 - Projeções Ortogonais
 
Apostila Rsolvida de desenho tecnico
Apostila Rsolvida de desenho tecnicoApostila Rsolvida de desenho tecnico
Apostila Rsolvida de desenho tecnico
 
1.desenho projetivo e_perspectivas
1.desenho projetivo e_perspectivas1.desenho projetivo e_perspectivas
1.desenho projetivo e_perspectivas
 
DESENHO TÉCNICO ESCALA
DESENHO TÉCNICO ESCALADESENHO TÉCNICO ESCALA
DESENHO TÉCNICO ESCALA
 
Exercícios de desenho técnico mecânico
Exercícios de desenho técnico mecânicoExercícios de desenho técnico mecânico
Exercícios de desenho técnico mecânico
 
Apostila e exercicios auto cad mecanica
Apostila e exercicios auto cad mecanicaApostila e exercicios auto cad mecanica
Apostila e exercicios auto cad mecanica
 
Aula de Tolerancia geometrica
Aula de Tolerancia geometrica  Aula de Tolerancia geometrica
Aula de Tolerancia geometrica
 
Exercícios projeções ortogonais
Exercícios projeções ortogonaisExercícios projeções ortogonais
Exercícios projeções ortogonais
 
DESENHO TÉCNICO NORMAS E PADROES
DESENHO TÉCNICO NORMAS E PADROESDESENHO TÉCNICO NORMAS E PADROES
DESENHO TÉCNICO NORMAS E PADROES
 
Fundamentos do desenho técnico
Fundamentos do desenho técnicoFundamentos do desenho técnico
Fundamentos do desenho técnico
 
Desenho Técnico - Conceitos e Normas
Desenho Técnico - Conceitos e NormasDesenho Técnico - Conceitos e Normas
Desenho Técnico - Conceitos e Normas
 
Apostila desenho mecanico i
Apostila   desenho mecanico iApostila   desenho mecanico i
Apostila desenho mecanico i
 
Aula16
Aula16Aula16
Aula16
 

Destaque

ELEMENTOS DE MAQUINAS ELEMENTOS DE TRANSMISSÃO introdução
ELEMENTOS DE MAQUINAS  ELEMENTOS DE TRANSMISSÃO introduçãoELEMENTOS DE MAQUINAS  ELEMENTOS DE TRANSMISSÃO introdução
ELEMENTOS DE MAQUINAS ELEMENTOS DE TRANSMISSÃO introdução
ordenaelbass
 
ELEMENTOS DE MAQUINAS ELEMENTOS ELÁSTICOS, MOLAS
ELEMENTOS DE MAQUINAS ELEMENTOS ELÁSTICOS, MOLASELEMENTOS DE MAQUINAS ELEMENTOS ELÁSTICOS, MOLAS
ELEMENTOS DE MAQUINAS ELEMENTOS ELÁSTICOS, MOLAS
ordenaelbass
 
ELEMENTOS DE MAQUINAS ARRUELAS
ELEMENTOS DE MAQUINAS ARRUELASELEMENTOS DE MAQUINAS ARRUELAS
ELEMENTOS DE MAQUINAS ARRUELAS
ordenaelbass
 
ELEMENTOS DE MÁQUINAS ELEMENTOS DE TRANSMISSÃO CABOS
ELEMENTOS DE MÁQUINAS ELEMENTOS DE TRANSMISSÃO CABOS ELEMENTOS DE MÁQUINAS ELEMENTOS DE TRANSMISSÃO CABOS
ELEMENTOS DE MÁQUINAS ELEMENTOS DE TRANSMISSÃO CABOS
ordenaelbass
 
Elementos de maquinas, pinos, contra-pinos, cavilhas, anel elástico
Elementos de maquinas, pinos, contra-pinos, cavilhas, anel elásticoElementos de maquinas, pinos, contra-pinos, cavilhas, anel elástico
Elementos de maquinas, pinos, contra-pinos, cavilhas, anel elástico
ordenaelbass
 
APRESENTAÇÃO ELEMENTOS DE MAQUINAS
APRESENTAÇÃO ELEMENTOS DE MAQUINASAPRESENTAÇÃO ELEMENTOS DE MAQUINAS
APRESENTAÇÃO ELEMENTOS DE MAQUINAS
ordenaelbass
 
ELEMENTOS DE MAQUINAS Elementos de vedação gaxetas,retentores,o-rings,selos,etc
ELEMENTOS DE MAQUINAS Elementos de vedação gaxetas,retentores,o-rings,selos,etcELEMENTOS DE MAQUINAS Elementos de vedação gaxetas,retentores,o-rings,selos,etc
ELEMENTOS DE MAQUINAS Elementos de vedação gaxetas,retentores,o-rings,selos,etc
ordenaelbass
 
ELEMENTOS DE MAQUINAS REBITES
ELEMENTOS DE MAQUINAS REBITESELEMENTOS DE MAQUINAS REBITES
ELEMENTOS DE MAQUINAS REBITES
ordenaelbass
 
ELEMENTOS DE MAQUINAS INTRTODUÇÃO
ELEMENTOS DE MAQUINAS INTRTODUÇÃOELEMENTOS DE MAQUINAS INTRTODUÇÃO
ELEMENTOS DE MAQUINAS INTRTODUÇÃO
ordenaelbass
 
ELEMENTOS DE MAQUINAS PARAFUSOS E PORCAS
ELEMENTOS DE MAQUINAS PARAFUSOS E PORCASELEMENTOS DE MAQUINAS PARAFUSOS E PORCAS
ELEMENTOS DE MAQUINAS PARAFUSOS E PORCAS
ordenaelbass
 
Elementos de máquinas sarkis melconian
Elementos de máquinas   sarkis melconianElementos de máquinas   sarkis melconian
Elementos de máquinas sarkis melconian
Alex Fabiano Bueno
 

Destaque (12)

ELEMENTOS DE MAQUINAS ELEMENTOS DE TRANSMISSÃO ACOPLAMENTOS
ELEMENTOS DE MAQUINAS ELEMENTOS DE TRANSMISSÃO ACOPLAMENTOS ELEMENTOS DE MAQUINAS ELEMENTOS DE TRANSMISSÃO ACOPLAMENTOS
ELEMENTOS DE MAQUINAS ELEMENTOS DE TRANSMISSÃO ACOPLAMENTOS
 
ELEMENTOS DE MAQUINAS ELEMENTOS DE TRANSMISSÃO introdução
ELEMENTOS DE MAQUINAS  ELEMENTOS DE TRANSMISSÃO introduçãoELEMENTOS DE MAQUINAS  ELEMENTOS DE TRANSMISSÃO introdução
ELEMENTOS DE MAQUINAS ELEMENTOS DE TRANSMISSÃO introdução
 
ELEMENTOS DE MAQUINAS ELEMENTOS ELÁSTICOS, MOLAS
ELEMENTOS DE MAQUINAS ELEMENTOS ELÁSTICOS, MOLASELEMENTOS DE MAQUINAS ELEMENTOS ELÁSTICOS, MOLAS
ELEMENTOS DE MAQUINAS ELEMENTOS ELÁSTICOS, MOLAS
 
ELEMENTOS DE MAQUINAS ARRUELAS
ELEMENTOS DE MAQUINAS ARRUELASELEMENTOS DE MAQUINAS ARRUELAS
ELEMENTOS DE MAQUINAS ARRUELAS
 
ELEMENTOS DE MÁQUINAS ELEMENTOS DE TRANSMISSÃO CABOS
ELEMENTOS DE MÁQUINAS ELEMENTOS DE TRANSMISSÃO CABOS ELEMENTOS DE MÁQUINAS ELEMENTOS DE TRANSMISSÃO CABOS
ELEMENTOS DE MÁQUINAS ELEMENTOS DE TRANSMISSÃO CABOS
 
Elementos de maquinas, pinos, contra-pinos, cavilhas, anel elástico
Elementos de maquinas, pinos, contra-pinos, cavilhas, anel elásticoElementos de maquinas, pinos, contra-pinos, cavilhas, anel elástico
Elementos de maquinas, pinos, contra-pinos, cavilhas, anel elástico
 
APRESENTAÇÃO ELEMENTOS DE MAQUINAS
APRESENTAÇÃO ELEMENTOS DE MAQUINASAPRESENTAÇÃO ELEMENTOS DE MAQUINAS
APRESENTAÇÃO ELEMENTOS DE MAQUINAS
 
ELEMENTOS DE MAQUINAS Elementos de vedação gaxetas,retentores,o-rings,selos,etc
ELEMENTOS DE MAQUINAS Elementos de vedação gaxetas,retentores,o-rings,selos,etcELEMENTOS DE MAQUINAS Elementos de vedação gaxetas,retentores,o-rings,selos,etc
ELEMENTOS DE MAQUINAS Elementos de vedação gaxetas,retentores,o-rings,selos,etc
 
ELEMENTOS DE MAQUINAS REBITES
ELEMENTOS DE MAQUINAS REBITESELEMENTOS DE MAQUINAS REBITES
ELEMENTOS DE MAQUINAS REBITES
 
ELEMENTOS DE MAQUINAS INTRTODUÇÃO
ELEMENTOS DE MAQUINAS INTRTODUÇÃOELEMENTOS DE MAQUINAS INTRTODUÇÃO
ELEMENTOS DE MAQUINAS INTRTODUÇÃO
 
ELEMENTOS DE MAQUINAS PARAFUSOS E PORCAS
ELEMENTOS DE MAQUINAS PARAFUSOS E PORCASELEMENTOS DE MAQUINAS PARAFUSOS E PORCAS
ELEMENTOS DE MAQUINAS PARAFUSOS E PORCAS
 
Elementos de máquinas sarkis melconian
Elementos de máquinas   sarkis melconianElementos de máquinas   sarkis melconian
Elementos de máquinas sarkis melconian
 

Semelhante a DESENHO TÉCNICO SEÇÃO E ENCURTAMENTO (20)

Normas de desenho_de_máquinas__aula_6
Normas de desenho_de_máquinas__aula_6Normas de desenho_de_máquinas__aula_6
Normas de desenho_de_máquinas__aula_6
 
337001 destec-06corte-140307180249-phpapp02
337001 destec-06corte-140307180249-phpapp02337001 destec-06corte-140307180249-phpapp02
337001 destec-06corte-140307180249-phpapp02
 
AULA 3 Cortes Secoes.pdf
AULA 3 Cortes Secoes.pdfAULA 3 Cortes Secoes.pdf
AULA 3 Cortes Secoes.pdf
 
Aula11
Aula11Aula11
Aula11
 
Aula11
Aula11Aula11
Aula11
 
Desenho, metrologia e soldagem1a
Desenho, metrologia e soldagem1aDesenho, metrologia e soldagem1a
Desenho, metrologia e soldagem1a
 
Cortes secções 10ª classe
Cortes secções 10ª classeCortes secções 10ª classe
Cortes secções 10ª classe
 
Aula15
Aula15Aula15
Aula15
 
Aula15
Aula15Aula15
Aula15
 
Aula15
Aula15Aula15
Aula15
 
como-preparar-um-desenho-técnico-para-usinagem-em-cnc-inocencio.pptx
como-preparar-um-desenho-técnico-para-usinagem-em-cnc-inocencio.pptxcomo-preparar-um-desenho-técnico-para-usinagem-em-cnc-inocencio.pptx
como-preparar-um-desenho-técnico-para-usinagem-em-cnc-inocencio.pptx
 
DESENHO TÉCNICO MECÂNICO I
DESENHO TÉCNICO MECÂNICO IDESENHO TÉCNICO MECÂNICO I
DESENHO TÉCNICO MECÂNICO I
 
Apostilacortesdimensionamento
ApostilacortesdimensionamentoApostilacortesdimensionamento
Apostilacortesdimensionamento
 
Mekanika desegno 2
Mekanika desegno 2Mekanika desegno 2
Mekanika desegno 2
 
Aula14
Aula14Aula14
Aula14
 
Aula14
Aula14Aula14
Aula14
 
Aula13
Aula13Aula13
Aula13
 
Aula13
Aula13Aula13
Aula13
 
Aula12
Aula12Aula12
Aula12
 
Aula12
Aula12Aula12
Aula12
 

Mais de ordenaelbass (6)

DESENHO TECNICO PROJEÇÃO ORTOGRAFICA
DESENHO TECNICO PROJEÇÃO ORTOGRAFICADESENHO TECNICO PROJEÇÃO ORTOGRAFICA
DESENHO TECNICO PROJEÇÃO ORTOGRAFICA
 
APOSTILA SENAI 3 AJUSTAGEM USINAGEM
APOSTILA SENAI 3 AJUSTAGEM USINAGEMAPOSTILA SENAI 3 AJUSTAGEM USINAGEM
APOSTILA SENAI 3 AJUSTAGEM USINAGEM
 
APOSTILA SENAI 2 AJUSTAGEM USINAGEM
APOSTILA SENAI 2 AJUSTAGEM USINAGEM APOSTILA SENAI 2 AJUSTAGEM USINAGEM
APOSTILA SENAI 2 AJUSTAGEM USINAGEM
 
APOSOTILA SENAI 1
APOSOTILA SENAI 1APOSOTILA SENAI 1
APOSOTILA SENAI 1
 
ELEMENTOS DE MÁQUINAS ELEMENTOS DE TRANSMISSÃO CAMES
ELEMENTOS DE MÁQUINAS ELEMENTOS DE TRANSMISSÃO CAMESELEMENTOS DE MÁQUINAS ELEMENTOS DE TRANSMISSÃO CAMES
ELEMENTOS DE MÁQUINAS ELEMENTOS DE TRANSMISSÃO CAMES
 
CATÁLOGO DE RETENTORES
CATÁLOGO DE RETENTORESCATÁLOGO DE RETENTORES
CATÁLOGO DE RETENTORES
 

Último

Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfGramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Kelly Mendes
 
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
azulassessoria9
 

Último (20)

Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfGramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
 
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxSlides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
 
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - GeoprocessamentoDados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
 
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptxSequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
 
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
 
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxEBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
 
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptxSlides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
 
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - materialFUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
 
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdfUFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
 
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdfTema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
 
[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docx
[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docx[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docx
[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docx
 
O que é literatura - Marisa Lajolo com.pdf
O que é literatura - Marisa Lajolo com.pdfO que é literatura - Marisa Lajolo com.pdf
O que é literatura - Marisa Lajolo com.pdf
 
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilPower Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
 
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigasPeça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
 
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdfUFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
 
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
 
Projeto envolvendo as borboletas - poema.doc
Projeto envolvendo as borboletas - poema.docProjeto envolvendo as borboletas - poema.doc
Projeto envolvendo as borboletas - poema.doc
 
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSFormação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
 
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoNós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
 

DESENHO TÉCNICO SEÇÃO E ENCURTAMENTO

  • 1. Instituto Federal de Educação Ciências e Tecnologia – IFCE – Sobral Eixo de Controle e Processos Industriais Curso: Tecnologia em Mecatrônica Industrial Disciplina: Desenho Técnico e Mecânico Seção e encurtamento Prof. Edson Frota Pessoa
  • 2. Introdução Desenho técnico mecânico A representação em corte facilita a interpretação de elementos internos ou de elementos não visíveis ao observador. Mas, às vezes, o corte não é o recurso adequado para mostrar a forma de partes internas da peça. Nestes casos, devemos utilizar a representação em seção. Em peças longas, com forma constante, pode-se aplicar um recurso que permite simplificar a representação de peças deste tipo: é por meio do encurtamento . Seção Encurtamento
  • 3. Representação em seção Desenho técnico mecânico A representação em seção também é feita imaginando-se que a peça sofreu corte. Mas existe uma diferença fundamental entre a representação em corte e a representação em seção. Enquanto a representação em corte mostra as partes maciças atingidas pelo corte e outros elementos, a representação em seção mostra apenas a parte atingida pelo corte.
  • 4. Representação em seção Desenho técnico mecânico A indicação da seção representada pela linha traço e ponto com traços largos nas extremidades aparece na vista frontal, no local onde se imaginou passar o plano de corte. A linha de corte onde se imagina o rebatimento da seção deve ser sempre no centro do elemento secionado.
  • 5. Seção fora da vista Desenho técnico mecânico são semelhantes, em alguns pontos, aos desenhos técnicos em corte. Semelhanças: Em ambos os casos imaginaram-se cortes na peça; eles apresentam indicação do plano de corte e as partes maciças atingidas pelo corte são hachuradas.
  • 6. Seção fora da vista Desenho técnico mecânico outra maneira de posicionar a seção fora da vista. Neste caso, a seção aparece ligada à vista por uma linha traço e ponto estreita, que indica o local por onde se imaginou passar o plano de corte. Uma vez que a relação entre a seção e a parte da peça que ela representa é evidente por si, não é necessário dar nome à seção.
  • 7. Seções sucessivas fora da vista Desenho técnico mecânico Em peças com vários elementos diferentes, é aconselhável imaginar várias seções sucessivas para analisar o perfil de cada elemento. As seções sucessivas também podem ser representadas próximas da vista e ligadas por linha traço e ponto; em posições diferentes mas, neste caso, identificadas pelo nome.
  • 8. Seção dentro da vista Desenho técnico mecânico A seção pode ser representada rebatida dentro da vista, desde que não prejudique a interpretação do desenho.
  • 9. Seções enegrecidas Desenho técnico mecânico Quando a área da seção é a de um perfil de pouca espessura, ao invés de se representarem as hachuras, o local é enegrecido. As seções enegrecidas tanto podem ser representadas fora das vistas como dentro das vistas, ou, ainda, interrompendo as vis­tas. Veja um exemplo de cada caso.
  • 10. Encurtamento Desenho técnico mecânico Certos tipos de peças, que apresentam formas longas e constantes, podem ser representadas de maneira mais prática: o encurtamento.
  • 11. Representação do encurtamento no desenho técnico Desenho técnico mecânico as partes imaginadas cortadas são limitadas por linhas de ruptura, que são linhas contínuas estreitas, desenhadas à mão-livre. Pode-se optar pela linha contínua estreita em ziguezague para representar os encurtamentos.
  • 12. Representação com encurtamento e seção Desenho técnico mecânico É muito comum, em desenho técnico, a seção aparecer na representação com encurtamento. Aplicando encurtamento e se­ção num mesmo desenho, economizamos tempo e espaço. •Duas seções estão indicadas na vista frontal e representadas fora da vista: Seção AA e Seção BB. •Uma seção aparece rebatida dentro da vista. Quando a seção vem rebatida na vista, não é necessário dar-lhe um nome. •No encurtamento da parte inclinada aparece representada a quarta seção.
  • 13. Representação com encurtamento e seção Outro exemplo: Desenho técnico mecânico