Relatório de jogo marinhas vianense (campeonato 1-2)

781 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
781
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
32
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Relatório de jogo marinhas vianense (campeonato 1-2)

  1. 1. RELATÓRIO DE JOGOJOGO: Marinhas VS VianenseLocal: Marinhas Data: 09 / 10 /2011 Hora: 15:00hCompetição: Campeonato nacional da terceira divisão Resultado 1-2Condições Climatéricas: Tarde de muito calor e sol forte Estado Relvado: Sintético, gasto SISTEMA DE JOGO INICIAL Equipa Inicial Nome Nº Posição Pinho 24 GR Salgado 2 DD Vicente 6 DC Zito 16 DC Filipe Edgar 19 DE Diogo 23 MDC 1 Gil 13 MDC 1 Nandinho 10 MO 4 Rodrigo 25 ED Marinho 11 EE Pedro Marques 14 PL 1-4-3-3 Substituições: Paulo Nóvoa (nº7). Ricardo Maio (nº15). NOTAS João Pedro Araújo 1
  2. 2. ORGANIZAÇÃO OFENSIVA EM 1-4-3-3 Esta equipa opta por um estilo de passe curto explorando preferencialmente os corredores laterais, o PL recua no terreno para ajudar a equipa no processo ofensivo, este jogador quando tem a bola em seu poder procura também colocar a bola nos flancos. Quando não têm espaço para jogar, colocam a bola de forma directa no gigante Marques (PL), o único PL que vi ganhar duelos aéreos aos centrais do Vianense. Quando recuperam a bola e partem para a transição ofensiva o médio defensivo Diogo (nº23), é um jogador que acelera muito o jogo e que conduz a bola rapidamente para depois colocá-la na frente de ataque (Extremos e Ponta de Lança), é ele uma das referências na construção de jogo ofensivo. É uma equipa que procura jogar em posse e trabalhar de uma forma organizada o seu jogo, já o Vianense optou por jogar em rápidas transições. Os dois laterais são importantes neste processo, o defesa direito é uma jogador que gosta de conduzir a bola em velocidade oferecendo grande profundidade á equipa, tirou bons cruzamentos ao longo do jogo, o defesa esquerdo apesar de lento surgiu muitas vezes na frente em posição de tirar cruzamentos. Organização Defensiva em 1-4-2-3-1 Neste processo defensivo a equipa defende em 4-2-3-1, sendo que o primeiro jogador a pressionar é o PL (Marques) seguido do Extremo esquerdo (Marinho), por vezes estes dois homens ficam na frente logo a pressionar a defesa do vianense, mas por falta de concentração, algum cansaço e desorganização esta equipa cada vez mais foi pressionando em terrenos mais recuados. O Vianense atacou com muita gente na frente de ataque, 5 homens participaram nas acções ofensivas na maior parte das vezes em rápidas transições, o Marinhas teve muita dificuldade em defender e segurar o caudal ofensivo do adversário. Parece-me que o ponto fraco desta equipa, apesar de conseguir trocar bem a bola em alguns momentos criando acções de algum perigo, é uma equipa que defende mal, corta a bola de qualquer forma havendo alguma intranquilidade instalada no meio-campo e defesa. (Ambos os sectores não confiam um no outro, havendo muitas situações de precipitação e falta de comunicação). Os dois laterais são na minha opinião perfeitamente batíveis quer em diagonais, quer na exploração dos flancos, situações que resultaram nos dois golos sofridos. Quando se encontraram a perder foram muito a baixo, sofrendo logo de seguida o 2º golo, com o decorrer do jogo foram mais objectivos e mais rápidos (Bola colocada na área). LADO DIREITO MAIS FRACO A DEFENDERJoão Pedro Araújo 2
  3. 3. Pontapé de Baliza: Quando esta equipa inicia o processo ofensivo através do GR, há duas situações jogáveis por parte desta equipa, colocam-se num sistema de 1-2-5-3. Quando há espaço o GR coloca a bola num dos centrais (Preferencialmente no DC do lado direito), para a equipa sair a jogar, ou então coloca bola directamente na frente de forma aleatória. É um processo bem mecanizado, em que os dois centrais abrem e os laterais sobem para o meio campo. BOLAS PARADAS A FAVOR Colocam 6 homens na área, o nº23 (MDC Diogo), bate do lado direito e esquerdo. Um dos jogadores fica no centro da área onde a bola é lá colocada, o jogador que está naquela posição sai para uma zona mais lateral da área entrando os 3 homens que estão do lado mais lateral. Fica sempre um homen junto ao GR adversário para importunar as suas acções. Este tipo de lance é frequente do lado direito e esquerdo. BOLAS PARADAS CONTRAO Vianense criou algum perigo nos cantos pois conta com jogadores fortes no jogo aéreo, tal como os dois centraismais o trinco Israel.Esta equipa do Marinhas faz uma marcação mista, ou seja 2 jogadores tiveram marcação individual, tendo o restoda defesa defendido á zona. João Pedro Araújo 3
  4. 4. RESUMO Pontos Fortes, Pontos Fracos e SugestõesPontes fortes: Em casa gosta de ter o controlo do jogo (ter a bola em sua posse).Previligia a posse de bola trocando-a de pé para pé.Ponta de lança muito forte no jogo aéreo.Exploração dos flancos (Mais o corredor direito).Pontes fracos: Defende mal (Falta de comunicação e desorganização em acções defensivas).Equipa débil nas laterais (DD sobe muito, DE pesado e lento).Dá-se mal com transições rápidas e com velocidade do adversário.Depende muito do seu PL Marques.Sugestões: Transição ofensiva muito rápida e objectiva.Colocar muitos jogadores no processo ofensivo.Explorar flancos.Termos um central forte na marcação e no jogo aéreo.Ter em atenção ao lado direito do Marinhas, é o mais ofensivo. João Pedro Araújo 4
  5. 5. Caracterização individual dos jogadores do MarinhasGr - Pinho nº24: Um GR muito experiente perto dos 40 anos, nos golos sofridos foi bem batido e isento deresponsabilidade. Pareceu-me um GR seguro, quer nas saídas quer no jogo aéreo, não foi muito solicitado a jogarcom os pés.DD - Salgado nº2: É um defesa direito de média estatura e ágil, na 1ª parte mostrou ser um lateral ofensivo comrápido poder de recuperação, é um jogador aguerrido mas que na 2ª parte foi quase sempre batido pelo extremodireito Nandinho, quer em força quer em velocidade. É melhor a atacar do que a defender, cruza muito bem. Éainda um jovem jogador com 22anos.DC - Vicente nº6: Não é um jogador muito alto para a sua posição e tal como o seu colega de posição não osconsidero nada de especial, não é um central forte mostrou debilidades na hora de cortar a bola, cortando dequalquer maneira, complicando muitas vezes o que parecia fácil.DC - Zito nº 16 : Central vetereno, é superior ao seu colega de posição, não tem a velocidade do Vicente mas temmais experiência e um melhor sentido posicional, no geral considero esta defesa muito banal.DE - Filipe Edgar: Lateral de média estatura e um pouco pesado, é um jogador lento sobretudo na aceleração, aocontrário do defesa direito, não corre com bola mas dá profundidade á equipa, tirou muitos cruzamentos poissabe posicionar-se quando a equipa ataca, perfeitamente batível no 1X1.MDC - Diogo nº23: Médio defensivo de média estatura, raçudo e veloz, é o médio defensivo com mais mobilidade,sente-se á vontade em movimentos ofensivos, gosta de conduzir a bola pela zona central sendo uma dasreferências da equipa, fez um bom jogo gostei deste jogador é muito mexido e solidário com a equipa quer adefender quer a atacar.MDC - Gil nº13: É um jogador de média estatura, experiente tal como o médio Diogo, na casa dos 30anos, é ummédio defensivo mais posicional, equilibra a equipa e compensa os colegas quando estes sobem no terreno,raramente constrói jogo, jogador perfeitamente normal.MC/MO - Nandinho nº10: Jovem jogador de 22 anos, estatura mediana, fez um jogo discreto confesso que mepassou um pouco ao lado, tal como a sua exibição, é um jogador mexido, procura dar linhas de passe e servir oscolegas.ED - Rodrigo nº 25: Estatura baixa e um pouco pesado, tem ar de molengão mas com a bola no pé é um dos maisperigosos da equipa, é rápido e tem muita mobilidade, como extremo direito procura a linha de fundo, tem umaboa técnica individual.EE - Marinho nº11: Jogador alto e possante, parece-me ser bem melhor do que fez neste jogo, teve uma falhaflagrante de baliza aberta talvez a sua prestação tenha sido influenciada por este lance clarode golo, tem uma boatécnica individual, gosta de ter muito a bola consigo levando algum tempo a soltá-la.PL - Pedro Marques: Jogador bastante alto e poderoso fisicamente, apesar de ser um jogador “ grande ecorpulento” é móvel, sai muito da zona central vindo ao meio “buscar jogo”, cai nos corredores laterais depreferência pelo lado direito, jogador muito experiente, o seu ponto forte é o jogo aéreo.Suplentes:ED – Ricardo Maio nº 15: Entrou para extremo direito mas pouca coisa trouxe ao jogo, é forte fisicamente nãosendo muito rápido, deu mais nas vistas em terrenos recuados na ajuda defensica á equipa. João Pedro Araújo 5

×