Cavalcante-GO<br />Alunos:<br />9º A: Paulo Henrique e Cristiano Cardoso<br />9°B: Diego Sales, Yan de Mello, Euclides Pin...
Geologia<br />Geologia Na Unidade encontram-se altitudes variando de 577 a 1676m, que corresponde ao ponto mais alto do Pl...
Há 1,7 bilhões de anos, fraturas existentes no embasamento originaram fendas por onde o magma atingiu a superfície dando o...
Grupo Araí<br />Rochas caracterizadas por estarem dispostas em camadas contínuas sendo formadas pela separação de um antig...
Sobrepondo-se a esta <br />tem-se o Quartzito Intermediário Q2 caracterizado por uma espessa camada de quartzitos que é fo...
Com a continuidade da oscilação do mar<br />houve o rebaixamento da lâmina d´água e a deposição de sedimentos finos a médi...
Grupo Paranoá<br />Ao sul do PNCV ocorrem as rochas do Grupo Paranoá. Uma sequência metassedimentar mais jovem que a Arai ...
Aqui na área do Parque, as rochas são muito antigas. Os granitóides do complexo Granito-Gnáissico que formam o embasamento...
<ul><li>Pela estrutura e estratificação destas rochas, sabe-se hoje que foram depositados antes e durante a existência do ...
Geomorfologia<br />Alto Paraíso encontra-se na área drenada pelos rios Paranã e Maranhão, formadores do rio Tocantins. As ...
O extremo sudeste do município é ocupado pelo domínio geomorfológico denominado Depressões do Tocantins. Esse domínio está...
Cerrado<br />O Cerrado é a segunda maior formação vegetal brasileira. Ele é uma savana tropical na qual a vegetação é form...
Tipos<br />O Cerrado (sensu lato): - Tipo de vegetação tropical semidecídua.- É caracterizado por apresentar árvores de pe...
Planícies<br />Nas planícies aluviais abertas em solos heteromórficos dos baixios, destacam-se comunidades de buriti e bab...
Acima de 800 metros<br />Nesta área predominam os campos rupestres. <br />Abriga flora bastante especializada.<br />Nessas...
O Cerrado é Incrivel, mas...<br />A expansão desordenada das áreas de exploração agropastoril e de projetos turísticos ali...
Unidades de Conservação<br />As Unidades de Conservação são áreas protegidas por lei pelo fato de apresentarem importância...
Estação ecológica<br />as áreas assim determinadas são de domínio público, ou seja, se alguma propriedade particular estiv...
Reserva Biológica<br />possui as mesmas características da Estação Ecológica, porém seu uso é mais restrito, a Estação Eco...
Parque Nacional<br />também é de domínio público (que também pode ser Estadual ou Municipal), mas ao contrário das UC (Uni...
Monumento Natural<br />é uma reserva que pode ser particular desde que o uso pelos seus proprietários corresponda ao objet...
Refúgio da Vida Silvestre<br />tem como objetivo proteger áreas naturais necessárias para a reprodução e manutenção de esp...
Trabalho de geografia1
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Trabalho de geografia1

912 visualizações

Publicada em

Publicada em: Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
912
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Trabalho de geografia1

  1. 1. Cavalcante-GO<br />Alunos:<br />9º A: Paulo Henrique e Cristiano Cardoso<br />9°B: Diego Sales, Yan de Mello, Euclides Pinheiro, Gustavo Trindade, Rafael Assis<br />
  2. 2. Geologia<br />Geologia Na Unidade encontram-se altitudes variando de 577 a 1676m, que corresponde ao ponto mais alto do Planalto Central, a Serra do Pouso Alto no município de Alto Paraíso.O PNCV encontra-se na região nordeste de Goiás sobre rochas antigas expostas ao norte da Unidade, nas áreas arrasadas, ocupadas pelo vale do Rio Claro em Cavalcante. São rochas metamórficas denominadas: Complexo Granito-Gnáissico com cerca de 2,5 bilhões de anos. <br />
  3. 3. Há 1,7 bilhões de anos, fraturas existentes no embasamento originaram fendas por onde o magma atingiu a superfície dando origem às rochas vulcânicas regionais. Assim, com a mudança do relevo, as litologias situadas em áreas elevadas começaram a ser erodidas e os sedimentos originados começaram a ser depositados. As camadas de sedimentos sobrepostas umas as outras formaram as rochas metassedimentares que vêm sendo esculpidas pelas águas dos rios e hoje formam a paisagem da Chapada dos Veadeiros.<br />São dois grupos de rochas no interior da Unidade:<br />
  4. 4. Grupo Araí<br />Rochas caracterizadas por estarem dispostas em camadas contínuas sendo formadas pela separação de um antigo continente, no qual ocorreu vulcanismo intenso. Após esta atividade a Bacia Araí foi preenchida por sedimentos continentais e marinhos, compostos por seis unidades litológicas: <br />A unidade Quartzito Basal Q1 é composta por quartzitos grossos e metaconglomerados com formação emambiente fluvial (Serra de Santana). Na sequência depositaram-se sedimentos finos num ambiente marinho raso e calmo, intercalado com quartzito, originando as rochas da Unidade Metassiltito Ms1.<br />
  5. 5. Sobrepondo-se a esta <br />tem-se o Quartzito Intermediário Q2 caracterizado por uma espessa camada de quartzitos que é formada em ambiente de maré com ação de ondas. As atrações Cânions 1 e 2, a Carioquinhas, as Corredeiras, o Salto de 120 m e a Cachoeira de 80 m estão nela situados<br />Após esta deposição<br />o nível do mar, daquela época, subiu promovendo a deposição de silte e argila, indicando um ambiente de plataforma marinha com grande frequência de tempestades. Essa é a Unidade Metasiltitos Ms2<br />
  6. 6. Com a continuidade da oscilação do mar<br />houve o rebaixamento da lâmina d´água e a deposição de sedimentos finos a médios (quartzitos brancos), correspondentes à Unidade Quartzito Superior Q3<br />Acima do Quartzito Q3<br />depositou-se a Unidade Metassiltito Superior Ms3 com siltitos maciços de cor cinza esverdeado. A época da deposição dessa Unidade, o nível do mar estava elevado, entretanto, logo em seguida este nível foi rebaixando, ocorrendo à deposição de calcários e determinando o fim da deposição do Grupo Araí<br />
  7. 7. Grupo Paranoá<br />Ao sul do PNCV ocorrem as rochas do Grupo Paranoá. Uma sequência metassedimentar mais jovem que a Arai A base do Paranoá é bem exposta no Ribeirão São Miguel, na região do Vale da Lua. Estas rochas são denominadas de Paraconglomerados e são formados por fragmentos de várias rochas preexistentes incluindo calcários, metassiltitos e quartzitos. A presença do carbonato torna a rocha menos resistente às águas dechuvas, que esculpiram o relevo da área no formato de crateras lunares.A Terra tem cerca de 4,5 bilhões de anos e sua história pode ser conhecida decifrando-se a linguagem das rochas. <br />
  8. 8. Aqui na área do Parque, as rochas são muito antigas. Os granitóides do complexo Granito-Gnáissico que formam o embasamento de toda a região tem cerca de 2,5 bilhões de anos. Há aproximadamente 1,7 bilhões de anos, um grande derrame de rochas vulcânicas recobriu os granitóides, originando mudanças no relevo da região.Posteriormente, grande parte desta área foi invadida e recoberta pelas águas do antigo mar Araí. A partir daí, os sedimentos originados pela erosão destas rochas, e que até então eram depositadas nas partes baixas do continente, passaram a ser depositados no fundo deste mar. Estes sedimentos, depositados em camadas sobrepostas, transformaram-se nas rochas sedimentares, hoje denominadas de Grupo Araí.<br />
  9. 9. <ul><li>Pela estrutura e estratificação destas rochas, sabe-se hoje que foram depositados antes e durante a existência do mar Araí e que o nível deste mar, subiu e baixou 3 vezes, com momentos de calmaria, alternados com tempestades e forte ação das ondas e marés. Há 600 milhões de anos, estas rochas sedimentares do Grupo Araí foram deformadas, fraturadas e modificadas por efeito de elevadas pressões e temperaturas (metamorfismo), transformando-se em rochas metamórficas- quartzitos e metassiltitos.</li></li></ul><li>A maior parte das paisagens da Chapada dos Veadeiros, inclusive os Saltos e os Cânions, são constituídas por estas rochas. A Serra de Santana apresenta um perfil diferenciado, com deposições eólicas e conglomerados, os quais denotam que este local deve ter sido o limite da antiga bacia do mar Araí. Alguns locais, como o sul do Parque e a região do Vale da Lua, apresentam as rochas do Grupo Araí recoberto por uma nova seqüência metassedimentar denominada Grupo Paranoá. <br />
  10. 10. Geomorfologia<br />Alto Paraíso encontra-se na área drenada pelos rios Paranã e Maranhão, formadores do rio Tocantins. As feições geomorfológicas predominantes na área são evidenciadas pela morfoestrutura de retrabalhamento climático, onde formas conservadas remanescentes de topografia mais antiga contrastam com formas dissecadas e rebaixadas pelo atual ciclo erosivo<br />Possuindo uma grande variedade de aspectos geomorfológicos, o domínio individualiza-se por dispor de uma grande variedade de formas de relevo intimamente relacionadas com a grande diversidade de rochas, que se encontram metamorfizadas e dobradas.<br />
  11. 11. O extremo sudeste do município é ocupado pelo domínio geomorfológico denominado Depressões do Tocantins. Esse domínio está representado por áreas baixas com feições e relevos fracamente dissecados, que lhes conferem aspecto homogêneo.<br />Suas altitudes máximas são encontradas nas áreas de contato com os planaltos, enquanto que as cotas mínimas encontram-se posicionadas junto à calha do rio Paranã nos limites com o Estado do Tocantins.<br />
  12. 12. Cerrado<br />O Cerrado é a segunda maior formação vegetal brasileira. Ele é uma savana tropical na qual a vegetação é formada por mais de 420 espécies de árvores e arbustos esparsos. O solo é ácido e de baixa fertilidade. O cerrado tem espécies de vida somente em lugares determinados e com isso existem parques nacionais para proteger a biodiversidade que existe no local.<br />
  13. 13. Tipos<br />O Cerrado (sensu lato): - Tipo de vegetação tropical semidecídua.- É caracterizado por apresentar árvores de pequeno porte, isoladas ou agrupadas.- Sua vegetação é caracterizado por arvores com casca grossa, folhas geralmente desenvolvidas e brotos foliares bem protegidos<br />A Savana Arbórea: - É uma formação campestre com várias arvoretas aos arredores. - Sua fisionomia na região difere de outras áreas de campo cerrado, pois é constituída por arvoretas de até 3 cm.<br />A Savana Parque:- É uma formação campestre e natural. - Na Chapada dos Veadeiros a Savana Parque merece destaque pela sua beleza.<br />Cerrado apresenta dois estratos distintos: o arbóreo e o lenhoso. Nesta diferença apresenta os tamanhos de arvores.<br />
  14. 14. Planícies<br />Nas planícies aluviais abertas em solos heteromórficos dos baixios, destacam-se comunidades de buriti e babaçu. Essas compõem as veredas que são encontradas entremeadas por campos úmidos e matas de galeria, distribuídas ao longo da rede de drenagem, às margens dos cursos d' água.<br />
  15. 15. Acima de 800 metros<br />Nesta área predominam os campos rupestres. <br />Abriga flora bastante especializada.<br />Nessas áreas de relevo montanhosos, existe solos quase sempre rasos e derivados de rochas quartzosas.<br />Além destas partes rasas possui grandes áreas de campo úmido<br />Raramente existe arbustos e raras árvores em frestas.<br />
  16. 16. O Cerrado é Incrivel, mas...<br />A expansão desordenada das áreas de exploração agropastoril e de projetos turísticos aliadas à queimadas indiscriminadas têm comprometido seriamente os ecossistemas. A comunidade local tem percebido os efeitos do mal ao usar os recursos ambientais e vêem as diminuídas das áreas anteriormente existentes.<br />
  17. 17. Unidades de Conservação<br />As Unidades de Conservação são áreas protegidas por lei pelo fato de apresentarem importância do ponto de vista ambiental. De acordo com a lei N. 9.985 o SNUC (Sistema Nacional de Unidades de Conservação da Natureza) define Unidades de Conservação como: “espaço territorial e seus recursos ambientais, incluindo as águas jurisdicionais, com características naturais relevantes, legalmente instituído pelo Poder Público, com objetivos de conservação e limites definidos, sob regime especial de administração, ao qual se aplicam as garantias adequadas de proteção;”. <br />existem cinco tipos de unidades de conservação, são elas:<br />
  18. 18. Estação ecológica<br />as áreas assim determinadas são de domínio público, ou seja, se alguma propriedade particular estiver incluída no projeto ela é desapropriada, sendo aberta somente a visitação com objetivo educacional desde que previstas em seu Plano de Manejo e, até mesmo as pesquisas científicas devem ser autorizadas;<br />
  19. 19. Reserva Biológica<br />possui as mesmas características da Estação Ecológica, porém seu uso é mais restrito, a Estação Ecológica tem como objetivo a preservação da natureza e a realização de pesquisas científicas, já a Reserva Biológica tem o objetivo único de proteger integralmente a biota sem qualquer interferência humana, a não ser para medidas de recuperação;<br />
  20. 20. Parque Nacional<br />também é de domínio público (que também pode ser Estadual ou Municipal), mas ao contrário das UC (Unidades de Conservação) anteriores, pode ser utilizado para recreação, pesquisa científica, turismo ecológico e demais atividades educativas desde que previstas no seu Plano de Manejo e, as pesquisas, autorizadas;<br />
  21. 21. Monumento Natural<br />é uma reserva que pode ser particular desde que o uso pelos seus proprietários corresponda ao objetivo da UC que é “…preservar sítios naturais raros, singulares ou de grande beleza cênica.”;<br />
  22. 22. Refúgio da Vida Silvestre<br />tem como objetivo proteger áreas naturais necessárias para a reprodução e manutenção de espécies. Da mesma forma que o Monumento Natural, o Refúgio da Vida Silvestre pode ser particular desde que respeitados os objetivos da UC, caso contrário a área pode ser desapropriada.<br />

×