SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 2
Baixar para ler offline
A MISSÃO DO ESPIRITISMO (Ramatis)
1
1. Introdução
Hoje vamos ver o motivo de ter existido o Espiritismo
e sua missão de forma sucinta e objetiva.
Para isso vamos relembrar a passagem de Jesus
quando disse:
“Se me amais, guardai os meus
mandamentos e eu rogarei ao meu Pai e Ele
vos enviará outro Consolador, a fim de que
fique eternamente convosco o Espirito da
Verdade, que o mundo não pode receber,
porque não o vê e absolutamente não o
conhece. Mas quanto a vós conhecê-lo-eis,
porque ficará convosco e estará em vos.
Porem, o Consolador, que é o Santo Espirito
que meu Pai enviará em meu nome, vos
ensinará todas as coisas e vos fará recordar
tudo o que vos tenho dito.”
2. Ao que Jesus se referia com isso?
Jesus previu que no século XX a humanidade estaria
muito neurótica, aflita e desesperada ante a imersão
na carne do instinto animalesco proveniente do
mundo espiritual inferior.
João Evangelista profetizou que no fim dos tempos a
Besta do Apocalipse tentaria o domínio dos homens
pela pratica das sensações inferiores, sedução ao luxo
entre outras coisas, pois foram abertas as portas do
astral inferior e desceram para a reencarnação
muitos espíritos trevosos que viviam, há séculos,
estagnados nos pântanos infernais, aumentando a
fauna dos desregrados, rebeldes , viciados, tiranos,
perversos e inescrupulosos, revelando taras
estranhas e cometendo crimes aviltantes...
...e o homem não consegue fugir ao contato com
essas almas sedentas de prazer, vingança e paixão
que se debruçaram avidamente sobre a humanidade.
Então Jesus profetizou a vinda do consolador a
derramar-se pela carne, facultando o dom de curar
através da mediunidade generalizada, ou seja, Ele se
referia à proliferação imensa de pitonisas, sensitivos,
médiuns, ou seja, pessoas aptas a captar o plano
espiritual de maneira intensa como esta ocorrendo
até hoje, em todas as famílias, lares e comunidades.
3. Bruxas e Feiticeiros
Essa manifestação mediúnica se intensificou nos
últimos séculos e como o povo não tinha
conhecimento, os médiuns passaram a serem
encarados negativamente, pois falavam coisas que os
monarcas, príncipes, sacerdotes e cléricos não
queriam ouvir, dai passaram a serem encarados
como magos, bruxas, feiticeiros... Foram presos,
torturados e queimados vivos, pois eram as vozes dos
céus descidas à Terra.
Até hoje, muitos médiuns e sensitivos são mal
compreendidas e estão internadas nos hospícios e
sanatórios, relegados ao abandono e ao
esquecimento, pois incomodam...
4. A codificação Espírita
Então, para dar ordenação, esclarecimento e
disciplinamento a essa faculdade que ninguém
conhecia e nem sabia como lidar, o Plano Espiritual
estruturou a um programa de esclarecimento geral e
enviou para a encarnação um espirito altamente
competente, metódico e de grande pedagogia, Allan
Kardec, que coletou, catalogou, ordenou, analisou,
compilou e codificou as informações que estavam
sendo recebidas por vários médiuns e estavam
espalhadas, disseminadas e esparsas pelo mundo.
5. O corpo da Doutrina Espírita
Através de uma série de perguntas e respostas, feitas
a vários médiuns espalhados pelo mundo, pode ser
criado o corpo da doutrina Espírita, onde o primeiro
livro lançado, o Livro dos Espíritos desmistificou o
fantasioso e esclareceu tudo o que estava
acontecendo, apresentando um mundo oculto que
compartilhávamos cotidianamente, mas que não
estávamos conscientes dele.
Os espíritos desencarnados sempre rodearam aos
homens encarnados e os acionaram, em função da
sua receptividade moral, da mesma maneira como as
bactérias também sempre rodearam aos homens
acionando-os conforme sua suscetibilidade sem que
fossem conhecidas!
A seguir veio o Livro dos médiuns dando as noções
justas e precisas para ajudar aos sensitivos e as
pessoas que compartilhavam com eles.
E assim foram lançados vários livros.
6. Sábios e Magos
Por outro lado sempre existiram seres
mais adiantados e esclarecidos que,
detendo o poder e o conhecimento
sobre o mundo espiritual criaram
fraternidades e confrarias para
ensinar e despertar nos discípulos
selecionados, mas apenas aos
que mostrassem qualidades
superiores e poderes latentes, o
conhecimento iniciático oculto,
porém, por outro lado, abandonava sumariamente
aos candidatos que não passassem nos testes e
A MISSÃO DO ESPIRITISMO (Ramatis)
2
provas, pois não eram tenazes suficientes para
enfrentarem um processo iniciático forçado.
O Alto então optou pela disseminação da prática
mediúnica, de uma forma emergencial, para
despertar no povo nos valores espirituais, antes do
juízo final, que estaria ocorrendo em breve.
São os recursos dos céus para salvação geral diante
do processo de transição planetária, onde está se
apartando lobos das ovelhas!...
7. A Missão do Espiritismo
Sua importante missão foi então modificar a forma
de se fazer a iniciação espiritual, que passou a ser
feita “à luz do dia”, ou seja, não mais sendo feita de
forma secreta e exclusivista nas confrarias esotéricas,
que até hoje existem.
O Espiritismo abriu as portas dos templos esotéricos
transferindo o conhecimento oculto diretamente
para o povo através de regras e princípios sensatos
para o progresso humano.
O espiritismo é o movimento espiritualista mais
eficiente para o disciplinamento dos médiuns e
orientá-los nas relações entre ambos os planos,
dando-lhes segurança e garantia contra as investidas
do mundo oculto.
8. Leis do Carma e Reencarnação
Divulgou o conhecimento milenar da Lei do Carma
(Causa e Efeito) e a Lei da Reencarnação,
demonstrando ao homem sua grave responsabilidade
pessoal na colheita dos frutos – bons ou ruins – de
sua sementeira passada.
9. Extinguiu o Inferno / medo / culpa
Extinguiu a ideia absurda do inferno que estimulava
as virtudes através das ameaças de sofrimentos
eternos advertindo que o homem se salva pelas suas
obras mais do que pela sua crença.
10.Aboliu Sacerdotes / Gurus / Mestres
Esclareceu que ninguém se salva através de outras
pessoas, sejam elas Mestres, Gurus, Orixás, Bispos,
Pastores, Sacerdotes etc..., mas sim pelo seu esforço
próprio em reformar-se para melhor.
11.Estimulou o discipulado diário
Mostrou que o discípulo evolui diariamente em suas
provas iniciáticas sem ter que recorrer a nenhuma
instituição iniciática secreta, passando por provas e
sacrifícios voluntários. Seu treinamento deve ser feito
no convívio diário com o próximo.
12.Aboliu o Isolamento purificador
Portanto ninguém deve se isolar numa vida
contemplativa para adquirir a sabedoria eterna, ou
seja, você se gradua espiritualmente quando
aproveita cada minuto atento aos postulados Espírita
e submisso aos preceitos evangélicos de Jesus.
13.Graduação
Durante o dia a dia você se gradua espiritualmente
quando de forma imprevista aparecem testes na sua
vida, experimentando suas virtudes de PACIENCIA,
provas de TOLERANCIA, RENUNCIA o e PERDÃO,
exames de BONDADE, HUMILDADE ou
GENEROSIDADE..., e o Espiritismo oferece o
esclarecimento de que você pode se graduar “à luz
do dia”, no meio dessa agitação neurótica e
competição desesperada para a sobrevivência
humana, que nada mais são do que provas iniciáticas.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

A mediunidade através dos tempos - Espiritismo e mediunidade - Wilma Badan
A mediunidade através dos tempos - Espiritismo e mediunidade - Wilma BadanA mediunidade através dos tempos - Espiritismo e mediunidade - Wilma Badan
A mediunidade através dos tempos - Espiritismo e mediunidade - Wilma BadanWilma Badan C.G.
 
Das evocações
Das evocaçõesDas evocações
Das evocaçõeshome
 
História e Evolução da Mediunidade
História e Evolução da MediunidadeHistória e Evolução da Mediunidade
História e Evolução da MediunidadeCriamix
 
Os precursores do espiritismo
Os precursores do espiritismoOs precursores do espiritismo
Os precursores do espiritismoFatoze
 
Fenomesp
FenomespFenomesp
Fenomespcab3032
 
13 herculano pires - mediunidade
13    herculano pires - mediunidade13    herculano pires - mediunidade
13 herculano pires - mediunidadeEWALDO DE SOUZA
 
02 mediunidade na antiguidade
02  mediunidade na antiguidade02  mediunidade na antiguidade
02 mediunidade na antiguidadeAntonio SSantos
 
Antecedentes Da Doutrina EspíRita
Antecedentes Da Doutrina EspíRitaAntecedentes Da Doutrina EspíRita
Antecedentes Da Doutrina EspíRitaPower Point
 
Goetia site - goethe e fausto
Goetia   site - goethe e faustoGoetia   site - goethe e fausto
Goetia site - goethe e faustoAndre Fernandez
 
Introdução a doutrina espirita-Palestra do Curso Espiritismo E Evangelho-GECM...
Introdução a doutrina espirita-Palestra do Curso Espiritismo E Evangelho-GECM...Introdução a doutrina espirita-Palestra do Curso Espiritismo E Evangelho-GECM...
Introdução a doutrina espirita-Palestra do Curso Espiritismo E Evangelho-GECM...Marcelo do Nascimento Rodrigues
 
Dion fortune - A Cabala Mistica
Dion fortune - A Cabala MisticaDion fortune - A Cabala Mistica
Dion fortune - A Cabala MisticaMarcelo Ferreira
 
Eae 74 ciencia e religião rev 02 mat didatico
Eae  74   ciencia e religião   rev 02   mat didaticoEae  74   ciencia e religião   rev 02   mat didatico
Eae 74 ciencia e religião rev 02 mat didaticoNorberto Scavone Augusto
 

Mais procurados (20)

Mediunidade aula 01
Mediunidade   aula 01Mediunidade   aula 01
Mediunidade aula 01
 
A mediunidade através dos tempos - Espiritismo e mediunidade - Wilma Badan
A mediunidade através dos tempos - Espiritismo e mediunidade - Wilma BadanA mediunidade através dos tempos - Espiritismo e mediunidade - Wilma Badan
A mediunidade através dos tempos - Espiritismo e mediunidade - Wilma Badan
 
Das evocações
Das evocaçõesDas evocações
Das evocações
 
Os mediuns precursores
Os mediuns precursoresOs mediuns precursores
Os mediuns precursores
 
Csm Mediunidade
Csm MediunidadeCsm Mediunidade
Csm Mediunidade
 
História e Evolução da Mediunidade
História e Evolução da MediunidadeHistória e Evolução da Mediunidade
História e Evolução da Mediunidade
 
Os precursores do espiritismo
Os precursores do espiritismoOs precursores do espiritismo
Os precursores do espiritismo
 
Medicina oculta
Medicina ocultaMedicina oculta
Medicina oculta
 
Fenomesp
FenomespFenomesp
Fenomesp
 
13 herculano pires - mediunidade
13    herculano pires - mediunidade13    herculano pires - mediunidade
13 herculano pires - mediunidade
 
Mediunidade
MediunidadeMediunidade
Mediunidade
 
02 mediunidade na antiguidade
02  mediunidade na antiguidade02  mediunidade na antiguidade
02 mediunidade na antiguidade
 
Antecedentes Da Doutrina EspíRita
Antecedentes Da Doutrina EspíRitaAntecedentes Da Doutrina EspíRita
Antecedentes Da Doutrina EspíRita
 
Manual le1-arquivo1
Manual le1-arquivo1Manual le1-arquivo1
Manual le1-arquivo1
 
Eae 74 - ciencia e religião 1a parte
Eae   74 - ciencia e religião 1a parteEae   74 - ciencia e religião 1a parte
Eae 74 - ciencia e religião 1a parte
 
Goetia site - goethe e fausto
Goetia   site - goethe e faustoGoetia   site - goethe e fausto
Goetia site - goethe e fausto
 
Introdução a doutrina espirita-Palestra do Curso Espiritismo E Evangelho-GECM...
Introdução a doutrina espirita-Palestra do Curso Espiritismo E Evangelho-GECM...Introdução a doutrina espirita-Palestra do Curso Espiritismo E Evangelho-GECM...
Introdução a doutrina espirita-Palestra do Curso Espiritismo E Evangelho-GECM...
 
Dion fortune - A Cabala Mistica
Dion fortune - A Cabala MisticaDion fortune - A Cabala Mistica
Dion fortune - A Cabala Mistica
 
Eae 74 ciencia e religião rev 02 mat didatico
Eae  74   ciencia e religião   rev 02   mat didaticoEae  74   ciencia e religião   rev 02   mat didatico
Eae 74 ciencia e religião rev 02 mat didatico
 
Espiritismo
EspiritismoEspiritismo
Espiritismo
 

Semelhante a A missão do Espiritismo de esclarecer a humanidade

Divaldo Franco - Nos Bastidores da Obsessão.pdf
Divaldo Franco - Nos Bastidores da Obsessão.pdfDivaldo Franco - Nos Bastidores da Obsessão.pdf
Divaldo Franco - Nos Bastidores da Obsessão.pdfVIEIRA RESENDE
 
O que é mediunidade! (edvaldo kulcheski e maria aparecida romano)
O que é mediunidade! (edvaldo kulcheski e maria aparecida romano)O que é mediunidade! (edvaldo kulcheski e maria aparecida romano)
O que é mediunidade! (edvaldo kulcheski e maria aparecida romano)Angela Venancio
 
3854264 divaldo-franco-nos-bastidores-da-obsessao
3854264 divaldo-franco-nos-bastidores-da-obsessao3854264 divaldo-franco-nos-bastidores-da-obsessao
3854264 divaldo-franco-nos-bastidores-da-obsessaoEWALDO DE SOUZA
 
Divaldo franco nos bastidores da obsessão
Divaldo franco   nos bastidores  da obsessãoDivaldo franco   nos bastidores  da obsessão
Divaldo franco nos bastidores da obsessãoEWALDO DE SOUZA
 
Boletim OPAE - JUNHO 2016
Boletim OPAE   - JUNHO 2016Boletim OPAE   - JUNHO 2016
Boletim OPAE - JUNHO 2016O PAE PAE
 
Mediunidade & Misticismo
Mediunidade & MisticismoMediunidade & Misticismo
Mediunidade & Misticismo2225165
 
A bíblia dos espíritas (osvaldo polidoro reencarnação de allan kardec)
A bíblia dos espíritas (osvaldo polidoro   reencarnação de allan kardec)A bíblia dos espíritas (osvaldo polidoro   reencarnação de allan kardec)
A bíblia dos espíritas (osvaldo polidoro reencarnação de allan kardec)Ricardo Akerman
 
A bíblia-dos-espíritas-osvaldo-polidoro-reencarnação-de-allan-kardec (1)
A bíblia-dos-espíritas-osvaldo-polidoro-reencarnação-de-allan-kardec (1)A bíblia-dos-espíritas-osvaldo-polidoro-reencarnação-de-allan-kardec (1)
A bíblia-dos-espíritas-osvaldo-polidoro-reencarnação-de-allan-kardec (1)André Montegomeri
 
A diferença entre médium espírita e de umbanda
A diferença entre médium espírita e de umbandaA diferença entre médium espírita e de umbanda
A diferença entre médium espírita e de umbandaMilton De Souza Oliveira
 
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XX - Corpo e Espiritual e...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XX - Corpo e Espiritual e...Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XX - Corpo e Espiritual e...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XX - Corpo e Espiritual e...Cynthia Castro
 

Semelhante a A missão do Espiritismo de esclarecer a humanidade (20)

Mofra cartilha
Mofra cartilhaMofra cartilha
Mofra cartilha
 
Divaldo Franco - Nos Bastidores da Obsessão.pdf
Divaldo Franco - Nos Bastidores da Obsessão.pdfDivaldo Franco - Nos Bastidores da Obsessão.pdf
Divaldo Franco - Nos Bastidores da Obsessão.pdf
 
O que é mediunidade! (edvaldo kulcheski e maria aparecida romano)
O que é mediunidade! (edvaldo kulcheski e maria aparecida romano)O que é mediunidade! (edvaldo kulcheski e maria aparecida romano)
O que é mediunidade! (edvaldo kulcheski e maria aparecida romano)
 
3854264 divaldo-franco-nos-bastidores-da-obsessao
3854264 divaldo-franco-nos-bastidores-da-obsessao3854264 divaldo-franco-nos-bastidores-da-obsessao
3854264 divaldo-franco-nos-bastidores-da-obsessao
 
O livro dos médiuns - Sistemas
O livro dos médiuns -  SistemasO livro dos médiuns -  Sistemas
O livro dos médiuns - Sistemas
 
Beume 57
Beume 57Beume 57
Beume 57
 
Divaldo franco nos bastidores da obsessão
Divaldo franco   nos bastidores  da obsessãoDivaldo franco   nos bastidores  da obsessão
Divaldo franco nos bastidores da obsessão
 
Home cartasde_public_html_downloads_45167_26
 Home cartasde_public_html_downloads_45167_26 Home cartasde_public_html_downloads_45167_26
Home cartasde_public_html_downloads_45167_26
 
Carta 9
Carta 9Carta 9
Carta 9
 
Carta 9
Carta 9Carta 9
Carta 9
 
Home cartasde_public_html_downloads_45167_26
 Home cartasde_public_html_downloads_45167_26 Home cartasde_public_html_downloads_45167_26
Home cartasde_public_html_downloads_45167_26
 
Boletim OPAE - JUNHO 2016
Boletim OPAE   - JUNHO 2016Boletim OPAE   - JUNHO 2016
Boletim OPAE - JUNHO 2016
 
Boletim o pae junho
Boletim o pae   junho Boletim o pae   junho
Boletim o pae junho
 
Mediunidade & Misticismo
Mediunidade & MisticismoMediunidade & Misticismo
Mediunidade & Misticismo
 
A bíblia dos espíritas (osvaldo polidoro reencarnação de allan kardec)
A bíblia dos espíritas (osvaldo polidoro   reencarnação de allan kardec)A bíblia dos espíritas (osvaldo polidoro   reencarnação de allan kardec)
A bíblia dos espíritas (osvaldo polidoro reencarnação de allan kardec)
 
A bíblia-dos-espíritas-osvaldo-polidoro-reencarnação-de-allan-kardec (1)
A bíblia-dos-espíritas-osvaldo-polidoro-reencarnação-de-allan-kardec (1)A bíblia-dos-espíritas-osvaldo-polidoro-reencarnação-de-allan-kardec (1)
A bíblia-dos-espíritas-osvaldo-polidoro-reencarnação-de-allan-kardec (1)
 
# Amag ramgis - medium espirita e medium de umbanda - [ espiritismo]
#   Amag ramgis - medium espirita e medium de umbanda - [ espiritismo]#   Amag ramgis - medium espirita e medium de umbanda - [ espiritismo]
# Amag ramgis - medium espirita e medium de umbanda - [ espiritismo]
 
A diferença entre médium espírita e de umbanda
A diferença entre médium espírita e de umbandaA diferença entre médium espírita e de umbanda
A diferença entre médium espírita e de umbanda
 
Sócrates e platão, precursores
Sócrates e platão, precursores Sócrates e platão, precursores
Sócrates e platão, precursores
 
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XX - Corpo e Espiritual e...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XX - Corpo e Espiritual e...Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XX - Corpo e Espiritual e...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XX - Corpo e Espiritual e...
 

Mais de Norberto Scavone Augusto

A nova era - ramatis - dores e sofrimentos - 1a. parte
A nova era - ramatis - dores e sofrimentos - 1a. parteA nova era - ramatis - dores e sofrimentos - 1a. parte
A nova era - ramatis - dores e sofrimentos - 1a. parteNorberto Scavone Augusto
 
PEREGRINOS NOVA ERA - Reunião 46a - 12 de maio 2016
PEREGRINOS NOVA ERA - Reunião 46a  - 12 de maio 2016PEREGRINOS NOVA ERA - Reunião 46a  - 12 de maio 2016
PEREGRINOS NOVA ERA - Reunião 46a - 12 de maio 2016Norberto Scavone Augusto
 
Emmanuel fala de ramatis em 5 de janeiro de 1954
Emmanuel fala de ramatis em 5 de janeiro de 1954Emmanuel fala de ramatis em 5 de janeiro de 1954
Emmanuel fala de ramatis em 5 de janeiro de 1954Norberto Scavone Augusto
 

Mais de Norberto Scavone Augusto (20)

Apostila psv
Apostila psvApostila psv
Apostila psv
 
Eae 24 - vicios e defeitos - manipulacoes
Eae 24 - vicios e defeitos - manipulacoesEae 24 - vicios e defeitos - manipulacoes
Eae 24 - vicios e defeitos - manipulacoes
 
A nova era - ramatis - dores e sofrimentos - 1a. parte
A nova era - ramatis - dores e sofrimentos - 1a. parteA nova era - ramatis - dores e sofrimentos - 1a. parte
A nova era - ramatis - dores e sofrimentos - 1a. parte
 
Os mestres ramatís e kuthumi
Os mestres ramatís e kuthumiOs mestres ramatís e kuthumi
Os mestres ramatís e kuthumi
 
Reencarnação & maria modesto
Reencarnação & maria modestoReencarnação & maria modesto
Reencarnação & maria modesto
 
Reforma intima real
Reforma intima realReforma intima real
Reforma intima real
 
O dever
O deverO dever
O dever
 
Ref anjos decaidos
Ref   anjos decaidosRef   anjos decaidos
Ref anjos decaidos
 
PEREGRINOS NOVA ERA - Reunião 46a - 12 de maio 2016
PEREGRINOS NOVA ERA - Reunião 46a  - 12 de maio 2016PEREGRINOS NOVA ERA - Reunião 46a  - 12 de maio 2016
PEREGRINOS NOVA ERA - Reunião 46a - 12 de maio 2016
 
Há muito tempo numa galáxia distante
Há muito tempo numa galáxia distanteHá muito tempo numa galáxia distante
Há muito tempo numa galáxia distante
 
Emmanuel fala de ramatis em 5 de janeiro de 1954
Emmanuel fala de ramatis em 5 de janeiro de 1954Emmanuel fala de ramatis em 5 de janeiro de 1954
Emmanuel fala de ramatis em 5 de janeiro de 1954
 
Relatos parte1final
Relatos parte1finalRelatos parte1final
Relatos parte1final
 
Reunião 34ª 18-02-2016
Reunião 34ª   18-02-2016Reunião 34ª   18-02-2016
Reunião 34ª 18-02-2016
 
Reunião 33ª 11-02-2016
Reunião 33ª   11-02-2016Reunião 33ª   11-02-2016
Reunião 33ª 11-02-2016
 
Hipacia a annie_besant
Hipacia a annie_besantHipacia a annie_besant
Hipacia a annie_besant
 
Mensagem de jesus história de um anjo
Mensagem de jesus  história de um anjoMensagem de jesus  história de um anjo
Mensagem de jesus história de um anjo
 
Reunião 31ª 28-01-2016
Reunião 31ª   28-01-2016Reunião 31ª   28-01-2016
Reunião 31ª 28-01-2016
 
Reunião 29ª 14-01-2016
Reunião 29ª   14-01-2016Reunião 29ª   14-01-2016
Reunião 29ª 14-01-2016
 
Reunião 11ª 27-08-2015
Reunião 11ª   27-08-2015Reunião 11ª   27-08-2015
Reunião 11ª 27-08-2015
 
3ª reunião 02-07-2015
3ª reunião   02-07-20153ª reunião   02-07-2015
3ª reunião 02-07-2015
 

Último

Material sobre o jubileu e o seu significado
Material sobre o jubileu e o seu significadoMaterial sobre o jubileu e o seu significado
Material sobre o jubileu e o seu significadofreivalentimpesente
 
A Besta que emergiu do Abismo (O OITAVO REI).
A Besta que emergiu do Abismo (O OITAVO REI).A Besta que emergiu do Abismo (O OITAVO REI).
A Besta que emergiu do Abismo (O OITAVO REI).natzarimdonorte
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 129 - Ao partir do pão
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 129 - Ao partir do pãoSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 129 - Ao partir do pão
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 129 - Ao partir do pãoRicardo Azevedo
 
GÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 E
GÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 EGÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 E
GÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 EMicheleRosa39
 
AS FESTAS DO CRIADOR FORAM ABOLIDAS NA CRUZ?.pdf
AS FESTAS DO CRIADOR FORAM ABOLIDAS NA CRUZ?.pdfAS FESTAS DO CRIADOR FORAM ABOLIDAS NA CRUZ?.pdf
AS FESTAS DO CRIADOR FORAM ABOLIDAS NA CRUZ?.pdfnatzarimdonorte
 
Gestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptx
Gestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptxGestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptx
Gestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptxSebastioFerreira34
 
Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus: Verdadeira Pureza , ...
Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus:  Verdadeira Pureza , ...Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus:  Verdadeira Pureza , ...
Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus: Verdadeira Pureza , ...silvana30986
 
LIÇÕES - PG my life usar uma vez por semana
LIÇÕES - PG my life usar uma vez por semanaLIÇÕES - PG my life usar uma vez por semana
LIÇÕES - PG my life usar uma vez por semanaWillemarSousa1
 
O Livro de Yashar e Jaser - Impressao.pdf
O Livro de Yashar e Jaser - Impressao.pdfO Livro de Yashar e Jaser - Impressao.pdf
O Livro de Yashar e Jaser - Impressao.pdfSUELLENBALTARDELEU
 
Oração dos Fiéis Festa da Palavra Catequese
Oração dos  Fiéis Festa da Palavra CatequeseOração dos  Fiéis Festa da Palavra Catequese
Oração dos Fiéis Festa da Palavra Catequeseanamdp2004
 
O SELO DO ALTÍSSIMO E A MARCA DA BESTA .
O SELO DO ALTÍSSIMO E A MARCA DA BESTA .O SELO DO ALTÍSSIMO E A MARCA DA BESTA .
O SELO DO ALTÍSSIMO E A MARCA DA BESTA .natzarimdonorte
 
Lição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptx
Lição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptxLição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptx
Lição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptxCelso Napoleon
 
10 Orações Para Honrar São José Operário
10 Orações Para Honrar São José Operário10 Orações Para Honrar São José Operário
10 Orações Para Honrar São José OperárioNilson Almeida
 

Último (14)

Material sobre o jubileu e o seu significado
Material sobre o jubileu e o seu significadoMaterial sobre o jubileu e o seu significado
Material sobre o jubileu e o seu significado
 
A Besta que emergiu do Abismo (O OITAVO REI).
A Besta que emergiu do Abismo (O OITAVO REI).A Besta que emergiu do Abismo (O OITAVO REI).
A Besta que emergiu do Abismo (O OITAVO REI).
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 129 - Ao partir do pão
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 129 - Ao partir do pãoSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 129 - Ao partir do pão
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 129 - Ao partir do pão
 
GÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 E
GÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 EGÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 E
GÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 E
 
AS FESTAS DO CRIADOR FORAM ABOLIDAS NA CRUZ?.pdf
AS FESTAS DO CRIADOR FORAM ABOLIDAS NA CRUZ?.pdfAS FESTAS DO CRIADOR FORAM ABOLIDAS NA CRUZ?.pdf
AS FESTAS DO CRIADOR FORAM ABOLIDAS NA CRUZ?.pdf
 
Gestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptx
Gestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptxGestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptx
Gestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptx
 
Fluido Cósmico Universal e Perispírito.ppt
Fluido Cósmico Universal e Perispírito.pptFluido Cósmico Universal e Perispírito.ppt
Fluido Cósmico Universal e Perispírito.ppt
 
Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus: Verdadeira Pureza , ...
Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus:  Verdadeira Pureza , ...Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus:  Verdadeira Pureza , ...
Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus: Verdadeira Pureza , ...
 
LIÇÕES - PG my life usar uma vez por semana
LIÇÕES - PG my life usar uma vez por semanaLIÇÕES - PG my life usar uma vez por semana
LIÇÕES - PG my life usar uma vez por semana
 
O Livro de Yashar e Jaser - Impressao.pdf
O Livro de Yashar e Jaser - Impressao.pdfO Livro de Yashar e Jaser - Impressao.pdf
O Livro de Yashar e Jaser - Impressao.pdf
 
Oração dos Fiéis Festa da Palavra Catequese
Oração dos  Fiéis Festa da Palavra CatequeseOração dos  Fiéis Festa da Palavra Catequese
Oração dos Fiéis Festa da Palavra Catequese
 
O SELO DO ALTÍSSIMO E A MARCA DA BESTA .
O SELO DO ALTÍSSIMO E A MARCA DA BESTA .O SELO DO ALTÍSSIMO E A MARCA DA BESTA .
O SELO DO ALTÍSSIMO E A MARCA DA BESTA .
 
Lição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptx
Lição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptxLição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptx
Lição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptx
 
10 Orações Para Honrar São José Operário
10 Orações Para Honrar São José Operário10 Orações Para Honrar São José Operário
10 Orações Para Honrar São José Operário
 

A missão do Espiritismo de esclarecer a humanidade

  • 1. A MISSÃO DO ESPIRITISMO (Ramatis) 1 1. Introdução Hoje vamos ver o motivo de ter existido o Espiritismo e sua missão de forma sucinta e objetiva. Para isso vamos relembrar a passagem de Jesus quando disse: “Se me amais, guardai os meus mandamentos e eu rogarei ao meu Pai e Ele vos enviará outro Consolador, a fim de que fique eternamente convosco o Espirito da Verdade, que o mundo não pode receber, porque não o vê e absolutamente não o conhece. Mas quanto a vós conhecê-lo-eis, porque ficará convosco e estará em vos. Porem, o Consolador, que é o Santo Espirito que meu Pai enviará em meu nome, vos ensinará todas as coisas e vos fará recordar tudo o que vos tenho dito.” 2. Ao que Jesus se referia com isso? Jesus previu que no século XX a humanidade estaria muito neurótica, aflita e desesperada ante a imersão na carne do instinto animalesco proveniente do mundo espiritual inferior. João Evangelista profetizou que no fim dos tempos a Besta do Apocalipse tentaria o domínio dos homens pela pratica das sensações inferiores, sedução ao luxo entre outras coisas, pois foram abertas as portas do astral inferior e desceram para a reencarnação muitos espíritos trevosos que viviam, há séculos, estagnados nos pântanos infernais, aumentando a fauna dos desregrados, rebeldes , viciados, tiranos, perversos e inescrupulosos, revelando taras estranhas e cometendo crimes aviltantes... ...e o homem não consegue fugir ao contato com essas almas sedentas de prazer, vingança e paixão que se debruçaram avidamente sobre a humanidade. Então Jesus profetizou a vinda do consolador a derramar-se pela carne, facultando o dom de curar através da mediunidade generalizada, ou seja, Ele se referia à proliferação imensa de pitonisas, sensitivos, médiuns, ou seja, pessoas aptas a captar o plano espiritual de maneira intensa como esta ocorrendo até hoje, em todas as famílias, lares e comunidades. 3. Bruxas e Feiticeiros Essa manifestação mediúnica se intensificou nos últimos séculos e como o povo não tinha conhecimento, os médiuns passaram a serem encarados negativamente, pois falavam coisas que os monarcas, príncipes, sacerdotes e cléricos não queriam ouvir, dai passaram a serem encarados como magos, bruxas, feiticeiros... Foram presos, torturados e queimados vivos, pois eram as vozes dos céus descidas à Terra. Até hoje, muitos médiuns e sensitivos são mal compreendidas e estão internadas nos hospícios e sanatórios, relegados ao abandono e ao esquecimento, pois incomodam... 4. A codificação Espírita Então, para dar ordenação, esclarecimento e disciplinamento a essa faculdade que ninguém conhecia e nem sabia como lidar, o Plano Espiritual estruturou a um programa de esclarecimento geral e enviou para a encarnação um espirito altamente competente, metódico e de grande pedagogia, Allan Kardec, que coletou, catalogou, ordenou, analisou, compilou e codificou as informações que estavam sendo recebidas por vários médiuns e estavam espalhadas, disseminadas e esparsas pelo mundo. 5. O corpo da Doutrina Espírita Através de uma série de perguntas e respostas, feitas a vários médiuns espalhados pelo mundo, pode ser criado o corpo da doutrina Espírita, onde o primeiro livro lançado, o Livro dos Espíritos desmistificou o fantasioso e esclareceu tudo o que estava acontecendo, apresentando um mundo oculto que compartilhávamos cotidianamente, mas que não estávamos conscientes dele. Os espíritos desencarnados sempre rodearam aos homens encarnados e os acionaram, em função da sua receptividade moral, da mesma maneira como as bactérias também sempre rodearam aos homens acionando-os conforme sua suscetibilidade sem que fossem conhecidas! A seguir veio o Livro dos médiuns dando as noções justas e precisas para ajudar aos sensitivos e as pessoas que compartilhavam com eles. E assim foram lançados vários livros. 6. Sábios e Magos Por outro lado sempre existiram seres mais adiantados e esclarecidos que, detendo o poder e o conhecimento sobre o mundo espiritual criaram fraternidades e confrarias para ensinar e despertar nos discípulos selecionados, mas apenas aos que mostrassem qualidades superiores e poderes latentes, o conhecimento iniciático oculto, porém, por outro lado, abandonava sumariamente aos candidatos que não passassem nos testes e
  • 2. A MISSÃO DO ESPIRITISMO (Ramatis) 2 provas, pois não eram tenazes suficientes para enfrentarem um processo iniciático forçado. O Alto então optou pela disseminação da prática mediúnica, de uma forma emergencial, para despertar no povo nos valores espirituais, antes do juízo final, que estaria ocorrendo em breve. São os recursos dos céus para salvação geral diante do processo de transição planetária, onde está se apartando lobos das ovelhas!... 7. A Missão do Espiritismo Sua importante missão foi então modificar a forma de se fazer a iniciação espiritual, que passou a ser feita “à luz do dia”, ou seja, não mais sendo feita de forma secreta e exclusivista nas confrarias esotéricas, que até hoje existem. O Espiritismo abriu as portas dos templos esotéricos transferindo o conhecimento oculto diretamente para o povo através de regras e princípios sensatos para o progresso humano. O espiritismo é o movimento espiritualista mais eficiente para o disciplinamento dos médiuns e orientá-los nas relações entre ambos os planos, dando-lhes segurança e garantia contra as investidas do mundo oculto. 8. Leis do Carma e Reencarnação Divulgou o conhecimento milenar da Lei do Carma (Causa e Efeito) e a Lei da Reencarnação, demonstrando ao homem sua grave responsabilidade pessoal na colheita dos frutos – bons ou ruins – de sua sementeira passada. 9. Extinguiu o Inferno / medo / culpa Extinguiu a ideia absurda do inferno que estimulava as virtudes através das ameaças de sofrimentos eternos advertindo que o homem se salva pelas suas obras mais do que pela sua crença. 10.Aboliu Sacerdotes / Gurus / Mestres Esclareceu que ninguém se salva através de outras pessoas, sejam elas Mestres, Gurus, Orixás, Bispos, Pastores, Sacerdotes etc..., mas sim pelo seu esforço próprio em reformar-se para melhor. 11.Estimulou o discipulado diário Mostrou que o discípulo evolui diariamente em suas provas iniciáticas sem ter que recorrer a nenhuma instituição iniciática secreta, passando por provas e sacrifícios voluntários. Seu treinamento deve ser feito no convívio diário com o próximo. 12.Aboliu o Isolamento purificador Portanto ninguém deve se isolar numa vida contemplativa para adquirir a sabedoria eterna, ou seja, você se gradua espiritualmente quando aproveita cada minuto atento aos postulados Espírita e submisso aos preceitos evangélicos de Jesus. 13.Graduação Durante o dia a dia você se gradua espiritualmente quando de forma imprevista aparecem testes na sua vida, experimentando suas virtudes de PACIENCIA, provas de TOLERANCIA, RENUNCIA o e PERDÃO, exames de BONDADE, HUMILDADE ou GENEROSIDADE..., e o Espiritismo oferece o esclarecimento de que você pode se graduar “à luz do dia”, no meio dessa agitação neurótica e competição desesperada para a sobrevivência humana, que nada mais são do que provas iniciáticas.