Acesso aberto e métricas alternativas: Quem é dono do nosso trabalho e como somos avaliados?

418 visualizações

Publicada em

Como políticas de Open Access e métricas (Fator de Impacto) influenciam a maneira como produzimos e divulgamos o trabalho científico, e como somos julgados por isso.

Publicada em: Ciências
1 comentário
1 gostou
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
418
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
21
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
1
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Acesso aberto e métricas alternativas: Quem é dono do nosso trabalho e como somos avaliados?

  1. 1. Acesso aberto e métricas alternativas Atila Iamarino atila@usp.br @oatila Laboratório de Evolução Molecular e Bioinformática - LEMB Quem é dono do nosso trabalho e como somos avaliados?
  2. 2. Papel dos primeiros periódicos Atila Iamarino | ICB-BMM Dezembro 2014 Philosophical Transactions (of the Royal Society of London): • Inaugura o conceito de peer-review • Estabelece prioridade de descoberta • Cientista: – resultados • Periódicos: – revisão – edição – distribuição – arquivamento Arquivo das edições mais antigas: http://onlinebooks.library.upenn.edu/webbin/serial?id=philtransactions
  3. 3. Com a distribuição digital Atila Iamarino | ICB-BMM Dezembro 2014 • Cientista: – resultados • Periódicos: – revisão (email) – edição (automatizada) – distribuição (grátis) – arquivamento (digital)
  4. 4. No entanto Association of Research Libraries http://www.arl.org/bm~doc/monser04.pdf Atila Iamarino | ICB-BMM Dezembro 2014 • Cientista: – resultados • Periódicos: – revisão (email) – edição (automatizada) – distribuição (grátis) – arquivamento (digital)
  5. 5. No entanto http://poeticeconomics.blogspot.ca /2012/01/enormous-profits-of-stm-scholarly.html http://poeticeconomics.blogspot. com.br/2014/03/elsevier-stm-publishing-profits- rise-to.html Atila Iamarino | ICB-BMM Dezembro 2014 • Elsevier (2014): £826 milhões, lucro de 39% • Springer (2010): € 294 milhões, lucro de 33,9% • Wiley & Sons (2011): $106 milhões, lucro de 42%
  6. 6. Por que não discutimos Atila Iamarino | ICB-BMM Dezembro 2014 • Acesso à artigos em 2013: $ 93.872.151,111 – ~$32 milhões à Elsevier2 • ~$1,60 por artigo (desde 2005)3 [1] http://www.capes.gov.br/images/stories/download/Contas_Publicas/Relatorio-de-Gestao-2013.pdf [2] https://gowers.wordpress.com/2014/04/24/elsevier-journals-some-facts/ [3] Almeida, E. C. E. de, Guimarães, J. A., & Alves, I. T. G. (2011). Dez anos do Portal de Periódicos da Capes: histórico, evolução e utilização. Revista Brasileira de Pós-Graduação, 7(13).
  7. 7. Alternativa: Open Access Atila Iamarino | ICB-BMM Dezembro 2014 • Green (Science e Nature): – 6 meses a um ano para arquivamento próprio do manuscrito submetido • Gold (PLoS e PeerJ): – Disponível imediatamente eLife: grátis PLoS: de $1350 (ONE) a $2900 (Medicine) PNAS: $1700 (artigo) + 1350 (acesso aberto) Nature Communication: $4800 Revista de Saúde Pública: $900 Custo médio estimado de um artigo científico: $50001 • Preprints e repositórios – http://arxiv.org/; https://peerj.com/preprints/; http://biorxiv.org/ [1] - http://blog.scielo.org/blog/2013/09/18/quanto- custa-publicar-em-acesso-aberto/
  8. 8. Acesso Grátis vs Acesso Aberto Atila Iamarino | ICB-BMM Dezembro 2014 Atribuição (by) Atribuição - Compartilhamento pela mesma Licença (by-sa) Atribuição - Não a Obras Derivadas (by-nd) Atribuição - Uso Não Comercial (by-nc) http://creativecommons.org.br/
  9. 9. Vantagens: Acesso ao Público Atila Iamarino | ICB-BMM Dezembro 2014 Fausto, S., Machado, F. A., Bento, L. F. J., Iamarino, A., Nahas, T. R., & Munger, D. S. (2012). Research Blogging: Indexing and Registering the Change in Science 2.0. PLoS ONE, 7(12)
  10. 10. Vantagens: Citações Atila Iamarino | ICB-BMM Dezembro 2014 Eysenbach, G. (2006). Citation advantage of open access articles. PLoS biology, 4(5), e157. doi:10.1371/journal.pbio.0040157 Para a PNAS, artigos OA: • Citado antes • Mais chances de sere citados pelo menos 1 vez • Mais citações
  11. 11. Desvantagens: Periódicos Predatórios Atila Iamarino | ICB-BMM Dezembro 2014 – Journal of Metabolomics and Systems Biology – Journal of Computer Science & Systems Biology – Journal of AIDS & Clinical Research – Journal of Molecular and Genetic Medicine – Current Synthetic & Systems Biology – Journal of Molecular Biology http://www.nature.com/news/investigating-journals-the-dark-side- of-publishing-1.12666
  12. 12. Desvantagens: Periódicos Predatórios Atila Iamarino | ICB-BMM Dezembro 2014 http://scholarlyoa.com/2014/11/20/bogus-journal-accepts-profanity-laced-anti-spam-paper/ http://www.scs.stanford.edu/~dm/home/papers/remove.pdf
  13. 13. Mas: Atila Iamarino | ICB-BMM Dezembro 2014 • Predatório ≠ Open Access – Em comum: article processing charge (APC) • Acontece em revistas pagas • O que fazer: – Lista de questionáveis: http://scholarlyoa.com/publishers/ – Lista de confiáveis: http://doaj.org/
  14. 14. Como medir o valor do periódico Atila Iamarino | ICB-BMM Dezembro 2014 • Eugene Garfield propõe em 1955 a contagem de citações • Em 1961 começa o Science Citation Index proposto por Garfield e Irving H. Sher Artigos de 2014 Artigos de 2013 Artigos de 2012 FI 2014 FI 2013 FI 2012 Garfield, E. (2006). The history and meaning of the journal impact factor. JAMA : the journal of the American Medical Association, 295(1), 90–3.
  15. 15. Problemas com o IF Atila Iamarino | ICB-BMM Dezembro 2014 • Nem todas áreas concentram citações em 2 a 3 anos – Nature: sim Ecology: 7 a 8 anos* • É tão acurado quanto a base de dados (Web of Science) – 25 a 35% das citações contém erros* • Fechado e não reprodutível • Pune áreas de interesse específicas • Se aplica à revista, não ao artigo *Vanclay, J. K. (2011). Impact factor: outdated artefact or stepping-stone to journal certification? Scientometrics, 92(2), 211–238.
  16. 16. Problemas com o IF Atila Iamarino | ICB-BMM Dezembro 2014 Fang, F. C., & Casadevall, A. (2011). Retracted science and the retraction index. Infection and immunity, 79(10), 3855-9. doi:10.1128/IAI.05661-11
  17. 17. Métricas alternativas Atila Iamarino | ICB-BMM Dezembro 2014 Konkiel, S., Piwowar, H. A., & Priem, J. (2014). The Imperative for Open Altmetrics. The Journal of Electronic Publishing, 17(3).
  18. 18. Métricas por artigo: bom para algumas Atila Iamarino | ICB-BMM Dezembro 2014
  19. 19. Métricas por artigo: ruim para outras Atila Iamarino | ICB-BMM Dezembro 2014 Lariviere, V., Lozano, G. A., & Gingras, Y. (2013). Are elite journals declining?, 12. Digital Libraries. Retrieved from http://arxiv.org/abs/1304.6460
  20. 20. O glamour do impacto Atila Iamarino | ICB-BMM Dezembro 2014 http://www.nature.com/news/science-publishing-the-golden-club- 1.13951?WT.ec_id=NEWS-20131022
  21. 21. Problemas com os periódicos Atila Iamarino | ICB-BMM Dezembro 2014 [1] http://www.nature.com/news/retraction-challenges- 1.16023?WT.ec_id=NATURE-20141002 “Why the sudden pulse of Nature retractions in 2013 and 2014? […] We can only speculate.“1
  22. 22. Problemas com os periódicos Atila Iamarino | ICB-BMM Dezembro 2014 http://veja.abril.com.br/noticia/ciencia/uma-praga-da-ciencia- brasileira-os-artigos-de-segunda
  23. 23. Métricas do pesquisador Atila Iamarino | ICB-BMM Dezembro 2014http://impactstory.org/
  24. 24. “We tend to overvalue the things we can measure and undervalue the things we cannot.” ― John Hayes Atila Iamarino | ICB-BMM Dezembro 2014
  25. 25. Atila Iamarino | ICB-BMM Dezembro 2014

×