Bg5 principais constituintes da vida

6.107 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
6.107
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
13
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
381
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Bg5 principais constituintes da vida

  1. 1. Fungos BIOLOGIA – 10º ANO Constituintes básicos dos seres vivos
  2. 2. Do que somos feitos? 2 Nuno Correia 08/09
  3. 3. Do que somos feitos? 3  Quando se analisa a matéria que constitui os seres vivos, encontram-se principalmente os seguintes elementos:  carbono (C),  hidrogénio (H),  oxigénio (O),  nitrogénio (N),  fósforo (P) e  enxofre (S). Nuno Correia 08/09
  4. 4. Carbono 4  A vida na Terra baseia-se essencialmente no elemento carbono, que constitui a estrutura básica de todas as moléculas orgânicas Nuno Correia 08/09
  5. 5. Exercício 5 Nuno Correia 08/09
  6. 6. Constituintes da matéria viva 6 Nuno Correia 08/09
  7. 7. Água Substâncias Inorgânicas Sais Minerais Constituintes Básicos Prótidos Macromoléculas Substâncias Hidratos de carbono Orgânicas Lípidos Ácidos nucleicos 7 Nuno Correia 08/09
  8. 8. Importância biológica da água 8 Nuno Correia 08/09
  9. 9. Água 9  Molécula formada pela ligação entre dois átomos de hidrogénio e um de oxigénio, sendo extremamente importante para os seres vivos e para os ecossistemas terrestres. Nuno Correia 08/09
  10. 10. Características 10  A água é o solvente ideal.  Entre as moléculas de água existem pontes de hidrogénio que fazem com que a molécula fique mais coesa.  Se não fossem as pontes de hidrogénio a água fervia aos -80 °C e congelava aos -100 °C. Nuno Correia 08/09
  11. 11. 11  A água ajuda a manter uma temperatura estável - é reguladora térmica - pois consegue absorver grandes quantidades de calor com pequenos aumentos de temperatura.  Ao contrário da maioria das substâncias, no estado sólido (gelo), a densidade é menor que no estado líquido. Quando um lago gela,só a camada superficial se transforma em gelo, funcionando como um isolador do frio, impedindo que as camadas inferiores de água gelem, o que permite a manutenção das condições para a sobrevivência dos seres vivos aquáticos. Nuno Correia 08/09
  12. 12. Citosol 12  O líquido que preenche as células vivas, denominado citosol, consiste numa solução aquosa de diversas substâncias;  o sangue e outros líquidos corporais dos seres multicelulares também são soluções aquosas. Nuno Correia 08/09
  13. 13. Sais Minerais 13  intervêm na formação e esqueleto dos dentes (por exemplo o cálcio);  funcionam como activadores de moléculas (na sua ausência a molécula fica inoperante);  intervêm na actividade dos músculos e das células nervosas. A. são constituintes fundamentais de endo e exosqueletos;  constituem sistemas moderadores do pH;  fazem parte da constituição de moléculas fundamentais, como a hemoglobina (Fe) e a clorofila (Mg);  intervêm na manutenção do equilíbrio osmótico ao nível celular (mais à frente vamos discutir a osmose);  E. participam em processos fundamentais no funcionamento dos seres vivos, como, por exemplo, na transmissão nervosa, na contracção muscular e na coagulação sanguínea. Nuno Correia 08/09
  14. 14. Macromoléculas Biológicas 14  Prótidos  Hidratos de carbono  Lípidos  Ácidos Nucleicos Nuno Correia 08/09
  15. 15. Prótidos 15 No início do século XIX, a clara de ovos de aves, o albume (do latim albus, branco), era um dos materiais orgânicos mais estudados. O que mais chamava a atenção dos primeiros bioquímicos era a curiosa propriedade da clara de ovo de coagular e solidificar-se com o aquecimento. Os cientistas verificaram que certas substâncias orgânicas presentes no leite e no sangue, formadas pelos mesmos tipos de átomos que a clara de ovo(carbono, nitrogénio, hidrogénio, oxigénio e um pouco de enxofre), também coagulavam quando aquecidas. Por isso, essas substâncias foram chamadas de albuminóides, isto é, semelhantes ao albúmen. Nuno Correia 08/09
  16. 16. Características 16  Os prótidos são compostos orgânicos quaternários, constituídos por C, H, O e N (azoto), podendo também conter outros elementos, como, por exemplo, S (enxofre), P (fósforo), Mg (magnésio), Fe (ferro) e Cu (cobre).  De acordo com a sua complexidade, os prótidos podem-se classificar em aminoácidos, péptidos e proteínas. Nuno Correia 08/09
  17. 17. Aminoácidos 17 Grupo amina  são os prótidos mais simples, constituindo as unidades estruturais dos péptidos e das proteínas, já que podem ligar-se entre si, formando cadeias de Grupo tamanho variável. Carboxilo Nuno Correia 08/09
  18. 18. Polimerização de aminoácidos 18  Reacção de condensação.  Formação de uma molécula de água Nuno Correia 08/09
  19. 19. Péptidos 19  Resultam da união de aminoácidos:  Dipéptidos  Oligo (pouco, Gk) – entre 2 e 20 aminoácidos  Poli (muito, Gk) – mais de vinte. Expl : Proteínas. Nuno Correia 08/09
  20. 20. Proteínas 20  Podem diferir umas das No corpo de um indivíduo podem outras nos seguintes existir entre 100 aspectos: mil e 200 mil tipos diferentes  Quantidade de de proteínas aminoácidos  Tipos de aminoácidos  Sequência de aminoácidos na cadeia. Nuno Correia 08/09
  21. 21. Estrutura das Proteínas 21 Nuno Correia 08/09
  22. 22. 22 Nuno Correia 08/09
  23. 23. Proteínas 23  Holoproteínas – só com aminoácidos  Heteroproteínas – possuem uma porção não proteica – Grupo prostético. Nuno Correia 08/09
  24. 24. Desnaturação 24  A temperatura, o grau de acidez, a concentração de sais e outros factores ambientais podem afectar a estrutura das proteínas, fazendo com que estas percam a configuração original. Nuno Correia 08/09
  25. 25. Funções 25 Nuno Correia 08/09
  26. 26. 26 Nuno Correia 08/09
  27. 27. Hidratos de carbono 27  São compostos orgânicos ternários (constituídos por C, O e H).  De acordo com a sua complexidade, consideram-se três grandes grupos de glícidos:  monossacarídeos,  oligossacarídeos  polissacarídeos. Nuno Correia 08/09
  28. 28. Monossacarídeos (oses) 28  São os glícidos mais simples.  São classificados de acordo com o número de átomos de carbono:  3C – trioses  4C – Tetroses  5C – Pentoses (Ribose e desoxirribose)  6C – Hexoses (Glicose)  7C – heptoses  etc Nuno Correia 08/09
  29. 29. 29  Estes monossacarídeos, quando em solução aquosa, apresentam uma estrutura em anel de carbono Nuno Correia 08/09
  30. 30. Dissacarídeo 30 Ligação glicosídica Nuno Correia 08/09
  31. 31. Oligossacarídeos 31  2 e 10 oses Nuno Correia 08/09
  32. 32. Polissacarídeo 32  Não apresentam um sabor adocicado.  Moléculas muito grandes.  Exemplos : Amido / glicogénio / celulose /quitina Nuno Correia 08/09
  33. 33. Polissacarídeos 33 Nuno Correia 08/09
  34. 34. 34 Nuno Correia 08/09
  35. 35. Lípidos 35  Óleos e gorduras não se misturam com água; suas moléculas, sendo apolares, não têm afinidade pelas moléculas polarizadas da água. As aves aquáticas beneficiam-se da insolubilidade dos óleos em água; elas lubrificam as penas com uma substância oleosa produzida por uma glândula especial localizada na cauda, o que faz as penas repelirem a água, impedindo que a pele se molhe. Nuno Correia 08/09
  36. 36. Lípidos 36  Os lípidos constituem um grupo de moléculas muito heterogéneo, do qual fazem parte:  as gorduras (animais e vegetais),  as ceras,  os esteróides, Geralmente, são compostos por O, H e C, mas também podem conter outros elementos, como S, N ou P. Nuno Correia 08/09
  37. 37. 37  A insolubilidade na água e a solubilidade em solventes orgânicos, como o benzeno, o éter e o clorofórmio, são características comuns a este tipo de substâncias. Nuno Correia 08/09
  38. 38. 38  De uma forma muito simples, podem-se classificar os lípidos em três grandes grupos, de acordo com a sua função:  lípidos de reserva,  lípidos estruturais  lípidos com função reguladora. Nuno Correia 08/09
  39. 39. Lípidos de reserva 39  Alguns lípidos de reserva possuem dois componentes fundamentais:  ácidos gordos e glicerol Nuno Correia 08/09
  40. 40. 40 Nuno Correia 08/09
  41. 41. Ácidos gordos 41  são constituídos por uma cadeia linear de átomos de carbono, com um grupo terminal carboxilo (COOH).  Podem ser:  Saturados - carbono ligados por ligações simples.  Insaturados - carbono ligados entre si por ligações duplas ou triplas. Nuno Correia 08/09
  42. 42. Lípidos estruturais 42  Dentro do grupo dos lípidos estruturais, podem- se destacar, pela sua importância, os fosfolípidos, que são lípidos que contêm um grupo fosfato. Nuno Correia 08/09
  43. 43. 43  Os fosfolípidos são os constituintes mais abundantes das membranas celulares.  A sua estrutura resulta da ligação de uma molécula de glicerol com dois ácidos gordos e com uma molécula de ácido fosfórico.  Os fosfolípidos são moléculas anfipáticas Nuno Correia 08/09
  44. 44. Carotenóides 44  Os carotenóides são pigmentos de cor vermelha, laranja ou amarela, insolúveis em água e solúveis em óleos e solventes orgânicos. Estão presentes nas células de todas as plantas, nas quais desempenham papel importante no processo de fotossíntese. Nuno Correia 08/09
  45. 45. Lípidos com função reguladora 45  Alguns lípidos intervêm nos processos de regulação do organismo  Exemplo : esteróides (hormonas sexuais, como a testosterona e a progesterona) Nuno Correia 08/09
  46. 46. Funções 46 Nuno Correia 08/09
  47. 47. Ácidos nucleicos 47 Nuno Correia 08/09
  48. 48. 48  Os ácidos nucleicos são as principais moléculas envolvidas em processos de controlo celular.  Existem dois tipos de ácidos nucleicos: ácido desoxirribonucleico (DNA) e ácido ribonucleico (RNA), sendo ambos polímeros de nucleótidos (polinucleótidos). Nuno Correia 08/09
  49. 49. Unidade básica 49 Nuno Correia 08/09
  50. 50. Bases azotadas 50 Nuno Correia 08/09
  51. 51. Nucleótidos 51 Nuno Correia 08/09
  52. 52. Estrutura 52 Nuno Correia 08/09
  53. 53. 53 Nuno Correia 08/09
  54. 54. 54 Nuno Correia 08/09

×