PS Salvaterra de Magos - 1 ano depois…

325 visualizações

Publicada em

...a cumprir o compromisso eleitoral

Publicada em: Notícias e política
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
325
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
80
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

PS Salvaterra de Magos - 1 ano depois…

  1. 1. 1 ANO DEPOIS… A CUMPRIR O COMPROMISSO ELEITORAL 1. Criámos condições orçamentais pela 1ª vez, para podermos fixar mais médicos no nosso concelho (pagando rendas, água, luz, comunicações e até alimentação). Com o apoio da autarquia, das Juntas de Freguesia e dos Centros de Bem Estar Social respetivos temos 3 médicos estrangeiros que nestes meses nos têm garantido o func- ionamento das Unidades de Saúde de Marinhais e Glória do Ribatejo. (Esperamos conseguir um quarto médico, já anunciado, que possa vir a trabalhar no novo Posto de Saúde dos Foros de Salvaterra). 2. Concluímos, a tempo do arranque do ano letivo 2014- 2015, a construção do Centro Escolar de Marinhais. 3. Procedemos a obras de requalificação e manuten- ção em todas as escolas do 1º ciclo e JI do concelho. Substituímos mobiliário e colocámos equipamentos didáti- cos nas Escolas de Muge, Glória do Ribatejo e no Centro Escolar de Salvaterra de Magos. 4. Apoiámos a excelência, comparticipando a atribuição de Prémios de Mérito aos melhores alunos do concelho que terminaram o ensino secundário. 5. Reforçamos todos os apoios sociais aos jovens do concelho, assim como as bolsas de estudo aos alunos do ensino superior, apesar dos cortes verificados nas receitas da Câmara Municipal. 6. Promovemos o alargamento do horário do serviço de prolongamento de horário dos Jardins-de-Infância da Rede Pública e no 1º ciclo do ensino básico, por forma a melhorar a resposta dada às famílias. 7. Dinamizámos o OTL na Páscoa e no Verão, em dois núcleos diferentes (Salvaterra de Magos e Glória do Ribatejo) duplicando o nº de crianças que puderam usufruir do mesmo. Reestruturámos os conteúdos programáticos do OTL, possibilitando experiências diferentes com abor- dagens diversas, nomeadamente ao nível do nosso pat- rimónio histórico/cultural e do nosso artesanato, envolven- do os artesãos, as coletividades e as associações locais. 8. Organizámos a Campanha “Manuais a trocar, saberes a ganhar, dinheiro a poupar”, com vista à promoção da reuti- lização de manuais escolares do 2º ciclo, 3º ciclo e ensino secundário. Esta campanha que visa apoiar as famílias no encargo anual de aquisição de manuais escolares, tem também associados objetivos de natureza ecológicos e ambientais, dado promover a reutilização de manuais em bom estado, em detrimento da compra de novos. 9. Fomentámos no âmbito do acordo de cooperação entre as Bibliotecas Escolares do Concelho e a Biblioteca Municipal de Salvaterra de Magos, um efectivo trabalho de parceria e em rede, com realização de uma ação de forma- ção para os professores bibliotecários e funcionários das Bibliotecas Escolares (sobre tratamento técnico de obras) e planificação de um conjunto de atividades a dinamizar em parceria no presente ano letivo, a saber: Concurso de fotografia “Ler… viajar pelas palavras do mundo”. Hora do conto a realizar pela Biblioteca Municipal nas Bibliotecas Escolares, para o 2.º ciclo, no âmbito da Feira do Livro de Natal. Concurso de leitura interescolar “Concelho a ler…nas escolas”. 10. Implementámos vistorias ao serviço de fornecimento de refeições escolares do Ensino Pré-escolar e 1º ciclo do Concelho de Salvaterra de Magos, avaliando no terreno a refeição servida em termos qualitativos e quantitativos. Verificação da execução dos serviços de refeições em conformidade com os requisitos estabelecidos contratual- mente. Análise das ementas propostas pela empresa com adjudicação do serviço de fornecimento de refeições do Ensino Pré-escolar e 1º ciclo do Concelho de Salvaterra de Magos, tendo como referência as orientações sobre emen- tas e refeitórios escolares da Direção-Geral de Educação. 11. Disponibilizámos novas instalações na Escola do Parque para a Universidade Sénior, projeto que queremos que se consolide no concelho. 12. Sugerimos Atividades de Animação Socioeducativa a desenvolver com os Agrupamentos de Escolas do Concelho: Concurso de “Árvores de Natal” Recicladas, em materiais que se possam expor no exterior (J.I, 1º, 2º e 3º ciclos); Mostra Internacional do Filme Solidário (3º ciclo e secundário); Visitas à Falcoaria do Paço Real para todos os alunos do 3º ano do Concelho; Hora do Conto (Pré escolar e 1.º ciclo); Concurso de Fotografia (toda a comuni- dade escolar); Concurso de Poesia (comunidade escolar); Concurso de Leitura Interescolar (1.º, 2.º, 3.º ciclo e ensino secundário); Expressão Físico-Motora e Expressão Musical no Pré-escolar; Adaptação ao Meio Aquático (JI); Utilização das Piscinas por parte de alunos com NEE (Alunos do Concelho); O SONHO AO PODER (Projeto baseado no "O Sonho ao Poder" de Mário Viegas, a decorrer na E.B. 2, 3 de Marinhais com o grupo de teatro, a desenvolver uma oficina de Teatro onde o cerne da questão serão as duas palavras - "Sonho" e "Poder". Desenvolvimento da estética dramática, do trabalho em grupo e da descoberta pessoal a partir de exercícios de expressão dramática. Apresentação de um trabalho final (3º Período) com base do trabalho desenvolvido). 13. Disponibilizámos instalações na Escola do Parque em Salvaterra de Magos para albergar, num espaço par- tilhado, a Comissão de Festas e a Associação de Pais do Agrupamento de Escolas de Salvaterra de Magos. 14. Disponibilizámos instalações nos antigos edifícios escolares de Marinhais para as sedes e/ou espaços de reunião e trabalho dos Escuteiros de Marinhais, da Academia de Artes O Batuque, da Associação de Pais do Agrupamento de Escolas de Marinhais, do Núcleo Motantíqua de Marinhais, da Associação do Carnaval de Marinhais, da Associação de Setas do Ribatejo, da Associação de Artesãos “Ternura Popular”, do Grupo de Danças “Os Lusitanos” de Marinhais, da Associação Vira Latas, da Columbófila de Marinhais, da Conferência de S. Vicente de Paulo e do Projeto Ajudar. 15. Reformulámos o funcionamento da Universidade Sénior: introduziram-se novas disciplinas. Este ano letivo estão ainda abertas as inscrições para o Programa de Literacia/Alfabetização “Aprender o Saber”, este programa, inserido no projeto da Universidade Sénior de Salvaterra de Magos, visa proporcionar às pessoas com mais de 18 anos de idade, do Concelho de Salvaterra de Magos, que por razões de natureza diversa não puderam ou não tiveram a oportunidade de aprender a ler e a escrever, a aquisição de competências que lhes permita não só a aprendizagem da leitura e da escrita, como também da interpretação.
  2. 2. 2 16. Reativámos Conselho Municipal de Educação e consti- tuímos o Conselho Municipal de Segurança dos Cidadãos. 17. Registámos a Marca – Salvaterra de Magos, Capital Nacional da Falcoaria, apostando em algo que nos dis- tingue no país e mesmo no mercado internacional. 18. Alterámos o Horário de funcionamento da Falcoaria, passando a funcionar aos fins-de-semana, o que permitiu um aumento significativo do número de visitantes, tripli- cando as visitas mensais. 19. Criámos uma galeria de exposições na Falcoaria Real e promovemos a sua utilização por artistas formais e infor- mais do concelho. 20. Celebrámos o aniversário da Falcoaria, lançando um livro infantil, uma revista cultural “Revista Magos” e reedi- tando uma antiga publicação histórica da autoria de José Gameiro, revista pelo Dr. Roberto Caneira. 21. Desenvolvemos um importante projeto cultural em par- ceria com várias associações da Glória do Ribatejo “Artes e Sons” que pretende dar maior dimensão ao Festival “Glória ao Rock” que ajudámos a promover. 22. Apoiámos os produtores locais e os artesãos, quer pela melhoria da Feira de Artesanato no Mês da Enguia e pela animação que fizemos do certame, quer pela din- amização da antiga Feira de Maio, agora Feira de Magos. 23. Privilegiámos na ação cultural os nossos artesãos e os nossos músicos, valorizamos e apoiamos as nossas asso- ciações que promovem a dança, o folclore e a etnografia. Estamos também ao serviço da pintura, da fotografia e da escultura, apoiando, entre outros, o teatro e, em particular, o teatro de marionetas. 24. Apoiámos a Universidade do Algarve na realização de escavações arqueológicas nos Concheiros de Muge, tendo melhorado a nossa pequena exposição no Cais da Vala, com mais alguns “achados” mesolíticos. 25. Apoiámos a economia local desenvolvendo projetos como “No Natal, compre local” e “Praça ComVida”. 26. Baixámos a derrama, o IRS e o IMI como forma de incentivarmos os empresários e os investidores a criarem mais empresas, maior volume de negócios e, por essa via, mais empregos. Temos dos impostos municipais mais baixos da região. 27. Envolvemos o tecido empresarial local em vários dos concursos que fazemos para obras, fornecimentos e serviços. 28. Criámos um Gabinete de Apoio ao Empreendedor, estabelecemos uma parceria com o NERSANT, concebe- mos o Portal do Investidor e estamos a organizar work- shops sobre os próximos fundos comunitários e o apoio que podem dar às empresas. 29. Realizámos o primeiro levantamento, sério, do tecido empresarial do concelho, que permite a real decisão de estratégias de desenvolvimento económico. 30. Reforçámos as transferências financeiras municipais para as Freguesias. 31. Apoiámos os Bombeiros Voluntários de Salvaterra de Magos na sua atividade regular e comparticipámos a compra da viatura de combate a incêndios urbanos e a aquisição de equipamentos de proteção individual para as mulheres e homens que garantem a segurança de pessoas e bens. 32. Aumentámos o apoio financeiro e em transportes do Município cedidos graciosamente às nossas associações e coletividades. 33. Apoiámos financeiramente a criação do “Pátio das coletividades do Granho”, projeto que reúne as sedes soci- ais do Rancho Folclórico, da Associação de Solidariedade Social, dos Ciclopampas, e dos Motopampas. 34. Adquirimos um terreno à Santa Casa da Misericórdia de Salvaterra de Magos para alargamento da Zona Desportiva, o que permitiu viabilizar a doação do terreno do campo de futebol ao Clube Desportivo Salvaterrense. 35. Adquirimos 5 hectares de terreno nos Foros de Salvaterra para criar a Zona Desportiva e de Equipamentos dos Foros de Salvaterra e Várzea Fresca. 36. Mediámos as negociações que permitiram passar a posse e a propriedade do terreno onde está o pavilhão da Várzea Fresca do Rancho Folclórico para a Associação Festas da Amizade, cumprindo assim a vontade da popula- ção local. Estamos a desenvolver o projeto de legalização da construção daquele pavilhão. 37. Requalificámos o Campo dos Carvalhos na Glória do Ribatejo, incluindo uma parceria com a Junta de Freguesia, Sport Clube Desportos e Associação de Futebol de Santarém para substituição da iluminação. 38. Apoiámos tecnicamente o Centro de Bem Estar Social dos Foros de Salvaterra e o Centro Paroquial de Bem Estar Social de Salvaterra de Magos na elaboração dos projetos de legalização das suas instalações. 39. Apoiámos tecnicamente a Fábrica da Igreja da Glória do Ribatejo no projeto de ampliação da Casa Mortuária. 40. Projetámos a pavimentação da Estrada da Serra em Marinhais, a adaptação da Escola Primária do Escaroupim a Museu do Rio e a Rua do Pombal que ligará a Zona Desportiva de Salvaterra de Magos à EN 118. 41. Inscrevemos e acompanhamos jovens do Concelho na Participação das comemorações do Dia Internacional da Juventude, no Estádio Jamor, promovidas pelo IPDJ. 42. Projetámos e construímos os acessos às garagens do Bairro da Chesal. 43. Concretizámos um arranjo urbanístico junto à Escola EB 2,3 na Urbanização Quinta de Santo António em Marinhais. 44. Repavimentámos a estrada da Barragem de Magos, a estrada do Furo em Marinhais e ainda várias ruas em Salvaterra de Magos. 45. Criámos estacionamentos na Rua da Igreja, no Estanqueiro (Foros de Salvaterra). 46. Desenvolvemos um projeto técnico para a obra de requalificação do Edifício sede da Junta de Freguesia de Muge. 47. Construímos passadeiras sobrelevadas nos Foros de Salvaterra e Marinhais. 48. Iniciámos o arranjo urbanístico no Bairro da 3ª Idade em Salvaterra de Magos e também no Bairro Nossa Senhora da Conceição (Bairro 80 fogos). 49. Fizemos o arranjo urbanístico e construímos passeios no Largo 25 de Abril em Foros de Salvaterra. 50. Intervimos nos jardins junto ao cemitério, na Peteja e na Chesal, renovando sebes, aplicando relva, cuidando e limpando. 51. Conseguimos a posse, em regime de comodato do terreno contíguo à Casa do Povo de Salvaterra de Magos, cedência graciosa do Instituto de Segurança Social, onde tencionamos construir zonas pedonais e estacionamen- tos para descongestionar a Av. Dr. Roberto Ferreira da Fonseca. 52. Conseguimos a posse, também em regime de como- dato, de um terreno junto ao depósito elevado do Granho, onde poderá a Junta de Freguesia de Glória do Ribatejo - Granho instalar um estaleiro. 53. Estabelecemos um protocolo com a Câmara Municipal de Benavente com vista à elaboração em conjunto do pro- jeto técnico de pavimentação da Rua da Aldeia do Peixe em Foros de Salvaterra. 54. Construímos a pista de motocross da Lagoinha na Glória do Ribatejo e ajudámos a Escola de BTT de Marinhais a criar em Marinhais um circuito para aprendiza- gem do BTT, requalificando as instalações do Recreativo. 55. Requalificámos o Ginásio dos Trampolins, substitu- indo integralmente a cobertura, reforçando a sua estrutura de suporte e requalificando os portões de acesso a este espaço desportivo.
  3. 3. 3 56. Construímos um novo Pontão na Estrada Militar em Marinhais. 57. Concretizámos arranjos urbanísticos com construção de passeios na Rua Dr. Eduardo Fonseca e Almeida e Rua Quebrada D’Água. 58. Requalificámos a Rua de Macau com a construção de passeios e estacionamentos junto ao Centro Escolar de Marinhais. 59. Repavimentámos a Estrada do Forno de Tijolo em Foros de Salvaterra, a Rua do Parque em Salvaterra de Magos, um troço da Rua Quebrada D’Água (incluindo repa- ração de abatimentos) a Rua do Chaparrão, R. Dr. Eduardo Fonseca e Almeida, R. Combatentes do Ultramar, Largo da República, R. Francisco Miguel Caneira e Travessa das Cerradas na Glória do Ribatejo, alargámos e repavimentá- mos a Rua da Olaria em Marinhais. 60. Criámos condições para reparar integralmente a faixa de rodagem da Rua das Noras em Marinhais e para, numa parceria com as Águas do Ribatejo, repavimentar a Rua de Magos em Marinhais e as Ruas 1º de Maio e Prof. Natércia Assunção junto aos estabelecimentos escolares de Salvaterra de Magos. 61. Todos os eventos do Município têm por preocupação principal divulgar os nossos artistas, cantores e músicos dando-lhes a oportunidade de serem mais conhecidos e ajudando na divulgação dos seus trabalhos incluídos na divulgação e promoção do concelho em todos os canais de TV generalistas. 62. Resolvemos o problema da drenagem pluvial na Travessa Circular em Muge. 63. Encontrámos em parceria com a Junta de Freguesia de Marinhais uma solução técnica para os caudais pluviais que se acumulavam na EN 367 e junto da Capela S. Miguel Arcanjo, em Marinhais. 64. Insistimos junto da empresa Águas do Ribatejo para que concluíssem a ETAR da Várzea Fresca, o que foi con- seguido, estando aquela povoação servida por rede pública de recolha de esgotos domésticos. 65. A empresa Águas do Ribatejo correspondeu ao nosso pedido e já iniciou a colocação de redes de saneamento na Rua Tratado de Salvaterra, Rua dos Campinos e Rua dos Trabalhadores Agrícolas em Salvaterra de Magos. Cedemos para o efeito um terreno nas Gatinheiras para aí localizar uma estação elevatória de esgotos. Estão também em fase de conclusão o reforço de caudal e pressão de água, com a implementação da rede integrada nas vilas de Glória do Ribatejo, Marinhais e Granho, Salvaterra de Magos e Foros de Salvaterra. Estão a ser construídas esta- ções de tratamento que vão ajudar a remover o manganês da água. Foram melhoradas as condições de serviço no abastecimento de água à povoação do Sabugueiro. 66. Aumentámos em 50% a lavagem e desinfeção de contentores de Resíduos Urbanos assim com as limpe- zas, desratizações e desbaratizações das vias e espaços públicos. 67. Aumentámos o número de circuitos de recolha e criámos serviços domiciliários nas Juntas de Freguesia de transporte de resíduos verdes e de resíduos de grandes dimensões, tendo sido adquiridas quatro viaturas de trans- porte de pessoal e carga. 68. Procurámos com a ajuda do IEFP dar ocupação e uma bolsa para melhorar os rendimentos daqueles que se encontram numa situação de desemprego. 69. Criámos um espaço de “Opinião dos Vereadores” no site oficial do Munícipio, valorizando assim todos os representantes do povo, assim como são disponibilizados, imediatamente, a todos os eleitos na Assembleia os docu- mentos aprovados na Câmara Municipal. 70. Passámos a ter as atas das reuniões da Câmara Municipal na sessão seguinte e não muitos meses depois, como antes sucedia. Aprovámos e elaborámos o regimento que regula o funcionamento das reuniões da Câmara Municipal, documento que nunca antes existiu. 71. Fizemos um tremendo esforço financeiro quando demos a oportunidade a mais de vinte jovens de estagi- arem no Município. Quando chegámos havia só 2 estagiári- os. Estamos a oferecer experiência profissional, currículo e a compensar financeiramente os jovens envolvidos. 72. Intervimos, limpando e desmatando, para não estarem ao abandono, a Praia Doce, a Barragem de Magos, o Cais da Palhota, o Bico da Goiva, a Pinheiroca, o Valado do Malagueiro, em suma, criámos miradouros naturais sobre o Rio Tejo, preservando o essencial das suas margens. 73. Reposicionámos vários funcionários autárquicos na carreira técnico superior, corrigindo omissões do passado que os mantinham na carreira de assistentes, promovendo também dentro do Município a justiça social. 74. Celebrámos um Protocolo de Colaboração com o Instituto da Segurança Social para o desenvolvimento de atividades socialmente úteis, que permitiu a ocupação temporária de dezenas de beneficiários do Rendimento Social de Inserção, em contexto laboral, numa lógica de qualificação formativa e de experiência funcional, contri- buindo para o desenvolvimento pessoal, formativo e social destas pessoas. 75. Apostámos na implementação de um programa de formação aos trabalhadores da CM com vista ao reforço da qualificação dos nossos colaboradores e à melhoria dos serviços prestados pela CM aos seus munícipes. 76. Participámos na iniciativa “Dia Municipal da Igualdade” com uma atividade desportiva que incluiu uma aula de ginástica inclusiva, várias atividades lúdicas (sueca, damas, dominó, jogos tradicionais, boccia), juntando cerca de 250 pessoas - idosos, jovens e cidadãos com deficiência. 77. Comemorámos o Dia Internacional da Juventude, com a iniciativa: “Dia Aberto nas Piscinas” – as piscinas abriram gratuitamente para jovens até aos 30 anos e foram disponibilizadas várias atividades lúdicas (percurso de obs- táculos, aqua-basket, aqua-volley, gincanas e mini-polo). 78. Celebrámos com dignidade e como nunca antes se fizera o aniversário do 25 de Abril de 1974, com elevado destaque para a homenagem a todos os presos políticos. 79. Participámos na 51ªFeira Nacional de Agricultura / 61ª Feira do Ribatejo – Dia 10 de Junho, dia dedicado ao Município de Salvaterra de Magos (animação a cargo da Banda da Sociedade Filarmónica de Muge, degustação da nossa gastronomia tradicional, com a Escola Profissional de Salvaterra de Magos, e dos vinhos da Sociedade Agrícola Areias Gordas e da Casa Cadaval e os doces regionais, Enguias Doces e Barretes, presença do falcoeiro da Falcoaria Real com falcões, os vimes e vergas do Granho, artigos em PVC de Salvaterra de Magos, ambos com trabalho ao vivo. 80. Comemorámos o Dia Mundial da Criança, 1 de Junho, com iniciativas em salvaterra de Magos no Largo dos Combatentes para as crianças de Salvaterra de Magos e Foros de Salvaterra e em Marinhais, no Largo da República, para as crianças de Marinhais, Glória do Ribatejo, Granho e Muge (insufláveis, pinturas faciais, modelagem de balões, mascotes gigantes, espetáculo de magia, pipocas e algodão doce). 81. Projetámos e iniciámos a construção do futuro Mercado de Cultura em Marinhais, reabilitando o edifício da antiga Praça de Marinhais.
  4. 4. 4 82. Iniciámos as obras de drenagem pluvial, a lancilagem e a construção de passeios na Rua das Sesmarias na Glória do Ribatejo e na Rua Principal do Granho. 83. Participámos na atividade de Canoagem "Mais Leziria": dinamização em conjunto com a Câmara Municipal do Cartaxo, de uma atividade de canoagem que permitiu ligar as duas margens do rio Tejo, e trazer a conhecer o Escaroupim, nomeadamente a Casa Avieira, várias deze- nas de pessoas, de diversos concelhos. 84. Organizámos a Boccia Sénior: iniciou-se este ano a abordagem da modalidade no âmbito das atividades do programa Desporto Sénior, tendo o nosso município partici- pado num torneio com utentes desse programa. 85. Organizámos da final do Torneio de Futebol do programa "Mais Leziria", no Complexo Desportivo de Marinhais, em que participaram equipas dos municípios que integram a Comunidade Intermunicipal da Lezíria do Tejo. 86. Realizámos Caminhadas com objetivos solidários: uma nos Foros de Salvaterra em que o valor de inscrições reverteu para apoiar uma família local e outra realizada em Marinhais onde se recolheram bens alimentares para a Loja Social. 87. Organizámos de passeios para os idosos e reformados do Conselho, com destino à Nazaré/Alcobaça, nos meses de Agosto e Setembro, com o objetivo de proporcionar aos Idosos e Reformados do Concelho, agradáveis momentos de lazer, veraneio e cultura. 88. Alargámos a disponibilização de aulas de Gerontomotricidade Aquática para todas as IPSS do Concelho, garantindo horários para todas as instituições e fazendo um trabalho de divulgação e motivação para a prática junto das direções dos CBES que nunca tinham usufruído desta prática. 89. Implementámos estratégias com vista à angariação de bens alimentares (campanhas de recolha alimentar, inicia- tivas culturais e/ou desportivas com fins solidários) para a Loja Social do concelho, que permitiram o apoio a um maior número de famílias em situação de vulnerabilidade, bem como melhorar a qualidade do apoio prestado. 90. Legalizámos o Banco Local do Voluntariado de acordo com as regras impostas pelo Conselho Nacional para a Promoção do Voluntariado e de harmonia com a legislação aplicável. 91. Promovemos Ações de Sensibilização/Formação dirigi- das aos Voluntários do Banco Local de Voluntariado, valori- zando o trabalho dos nossos voluntários e a importância do voluntariado na criação de uma sociedade mais solidária. 92. Implementámos o projeto Voluntariado Jovem, o que permitiu a ocupação de jovens com idades compreendidas entre os 13 e os 30 anos no período das férias escolares e a criação de uma base de dados de Voluntários Jovens para atividades pontuais de índole social. 93. Alterámos o Regulamento de Gestão e Atribuição de Fogos de Renda Social, como uma das estratégias para aumentar a rentabilização de recursos e reforçar os apoios sociais às famílias do nosso concelho em situação de pre- cariedade económica e habitacional. 94. Recuperámos algumas das habitações sociais, apoiá- mos alguns familiares com a ajuda das IPSS do Concelho, ajudámos financeiramente e com projetos os Centros de Bem Estar Social do Concelho. 95. Promovemos as I Jornadas da Saúde e do Social, onde foram desenvolvidas diversas atividades de cariz social, educativo, cultural, recreativo e ao nível da saúde. Pela criação de espaços de partilha e interação, as atividades foram programadas de modo a permitir a participação ativa não só de todas as faixas etárias da nossa população, como também das instituições concelhias. As “Jornadas da Saúde e do Social” levaram a cabo um conjunto de ações de sensibilização, de workshops, conversas abertas, peças de teatro, rastreios, bem como da divulgação de trabalhos das IPSS do concelho, e da Unidade de Cuidados na Comunidade de Salvaterra de Magos, no sentido da cria- ção de um concelho mais inclusivo. 96. Beneficiámos o CPCJ atribuindo-lhe pela 1ª vez no orçamento municipal verbas próprias destinadas a financiar a sua atividade. Afetámos a tempo inteiro um Técnico- Superior (quadro da CM) na CPCJ, permitindo melhoria no acompanhamento prestado às situações que envolvem Crianças e Jovens em Risco. 97. Reforçámos a rede social do Concelho com a adesão de novos parceiros no Conselho Local Acção Social de Salvaterra de Magos. 98. Constituímos as Comissões Sociais de Freguesia que permitirão análises, diagnósticos e propostas de soluções muito mais integradas e céleres, dada a proximidade do nível de decisão. 99. Reforçámos à parceria com a equipa de intervenção precoce do nosso concelho, tendo sido dadas diretivas aos serviços de desporto no sentido de disponibilizar horários para todas as solicitações de intervenção com as crianças seguidas pela equipa quanto ao uso das piscinas como recurso terapêutico. 100. Criámos uma Equipa de Proteção ao Idoso que pre- tende dar resposta aos idosos do concelho com mais de 60 anos e que se encontrem em situação de risco (isola- mento social, maus tratos, solidão,...) ou a outros adultos com idade inferior a 60 anos em situação de dependência. Esta é uma das primeiras equipas deste género a serem criadas no país e o seu funcionamento foi inspirado nas Comissões de Proteção de Crianças e Jovens. 101. Realizámos o arranjo urbanístico do Bairro São José em Salvaterra de Magos.

×