Catálogo Mostra Filatélica em Alcains

1.493 visualizações

Publicada em

hoje trazemos notícias da exposição filatélica que se realizará em Alcains (Castelo Branco) na sede da Junta de Freguesia de 21 a 27 de Abril de 2014. A entidade responsável pelo evento será Grupo Filatélico da Associação Humanitária de Dadores de Sangue de Beja, e decorre no âmbito das comemorações do 10º aniversário da fundação da Associação de Dadores de Sangue da Beira Interior Sul (ADSBIS), sedeado naquela localidade.
O evento é assinalado com a emissão de um selo personalizado e de um Carimbo Comemorativo, que permitirão a realização de um Postal Máximo.
Para aposição do selo personalizado e do carimbo comemorativo a ADSBIS editou apenas um Postal e não o habitual sobrescrito comemorativo.
A exposição será visitada por alunos de várias turmas do Agrupamento de Escolas local e em paralelo com a exposição filatélica decorrerá uma outra de desenhos, alusivos à Dádiva de Sangue, feitos por alunos do agrupamento.
Os serviços de Filatelia dos Correios disponibilizaram alguns milhares de peças filatélicas que serão oferecidas a todos os alunos que visitem, quer individualmente, quer em grupo, o certame.
Decorrerá ainda uma outra exposição de trabalhos manuais de utentes do Lar Major Rato de Alcains.
A exposição poderá ser visitada dentro das horas normais de expediente.

Publicada em: Diversão e humor
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.493
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
901
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Catálogo Mostra Filatélica em Alcains

  1. 1. 10º Aniversário Associação de Dadores de Sangue da Beira Interior Sul MOSTRA FILATÉLICA 21 a 27 de Abril de 2014 Junta de Freguesia Largo de Santo António, 26 / 6005-015 ALCAINS
  2. 2. Organização: Grupo Filatélico da Associação Humanitária de Dadores de Sangue de Beja. Apoios: Associação de Dadores de Sangue da Beira Interior Sul. Federação Portuguesa de Filatelia – APD. Correios de Portugal, S. A. Câmara Municipal de Castelo Branco. Junta de Freguesia de Alcains. Direcção da Associação Humanitária de Dadores de Sangue de Beja O Carimbo Comemorativo: Pormenor do Logótipo da Associação de Dadores de Sangue da Beira Interior Sul que será aposto em toda a correspondência apresentada na Junta de Freguesia de Alcains, das 15H00 às 17H00, Largo de Santo António, 26 em Alcains Selo Personalizado: N20g (Correspondência nacional normal até 20 gramas) Desenho – Logótipo da Associação de Dadores de Sangue da Beira Interior Sul Local e Horário da Mostra Filatélica: Junta de Freguesia de Alcains A Exposição será inaugurada no dia 21 às 15H00 Poderá ser visitada diariamente das 9H00 às 12H00 e das 14H00 às 17H00
  3. 3. A Freguesia de Alcains recebe com muito agrado e sentido privilégio a presente Exposição de Filatelia da iniciativa do Grupo Filatélico da Associação Humanitária de Dadores de Sangue de Beja em homenagem à sua congénere Alcainense – a Associação dos Dadores de Sangue da Beira Interior Sul – na data em que se comemoram 10 anos de efetivos e nobres serviços. A comunidade local, que tem sabido corresponder aos apelos de dádiva de sangue da Associação, pode agora desfrutar de uma magnífica exposição filatélica, que traz a Alcains peças jamais vistas nesta Vila e que representam um real e inestimável valor. Alcains agradece a todos aqueles que de forma tão abnegada oferecem o seu tempo, o seu saber e o seu sangue para salvar vidas. A Associação dos Dadores de Sangue da Beira Interior Sul merece este justo reconhecimento público, no seu 10º aniversário, pelo muito que tem dado à nossa comunidade. O modo fraternal como o Grupo Filatélico da Associação Humanitária de Dadores de Sangue de Beja desejou associar-se ao aniversário demonstra o espírito valoroso que anima todos aqueles que dinamizam estes atos. A Freguesia de Alcains deixa aqui lavrados os votos de perpetuação de um trabalho exemplar desenvolvido por todos os membros destas Associações. Assim saibamos todos seguir o vosso grandioso exemplo. Dra. Cristina Granada – Presidente da Freguesia de Alcains
  4. 4. Castelo Branco em selos São várias as emissões de selos que fazem referência a Castelo Branco, ou aos seus produtos. A primeira emissão exclusivamente ligada à cidade, foi a emissão comemorativa do 2º centenário da sua elevação a cidade A emissão teve o seu primeiro dia de circulação em 7 de Outubro de 1971 e compunha-se de três selos, que nos mostravam dois aspectos da cidade (selos de 1$00 e 3$00) e o Brasão (selo de 12.50). Na ocasião houve quatro carimbos de 1º dia de circulação, Lisboa, Porto, Coimbra e Funchal. Na mesma ocasião, o bicentenário da cidade também foi assinalado com realização da “1ª Exposição Filatélica Luso-Espanhola da Beira Baixa”, numa realização do Núcleo Filatélico e Numismático Amato Lusitano. O certame exposicional decorreu de 10 a 17 de Outubro daquele ano, nos salões do Museu Regional Francisco Tavares Proença Júnior. Seguiu-se a representação de um pormenor – talvez o mais conhecido – do Jardim do Paço Episcopal, a Escadaria dos Reis. O selo, teve o 1º dia de circulação a 6 de Dezembro de 1972, tem a franquia de 20$00 e, faz parte do 2º grupo da emissão base “Paisagens e Monumentos” A representação seguinte faz parte do 3º grupo da emissão “Castelos e Brasões de Portugal”, emitida em 18 de Setembro de 1986. O castelo representado é o de Belmonte. Juntamente com cada selo da emissão, foi também emitida uma caderneta com o Brasão da sede do distrito do castelo representado, ver figura de capa, ladeado por dois selos, de 22$50, de cada lado. Como no brasão não foi inscrita nenhuma franquia, muito embora ele esteja integrado num conjunto de quatro selos, quando isolado, apenas pode ser considerado uma vinheta. Para esta emissão os correios produziram sete carimbos de 1º dia de circulação, que foram usados em: Lisboa, Porto, Coimbra, Faro, Funchal, Ponta Delgada e Belmonte.
  5. 5. Também Manuel Cargaleiro, se encontra representado em duas emissões de selos. É deste artista o motivo representado no 20º e último selo da emissão 5 Séculos do Azulejo em Portugal, que foi emitida entre 1981 e 1985. O selo de Manuel Cargaleiro tem a franquia de 20$00 e foi posto em circulação em 15 de Novembro de 1985. O mesmo selo figura em dois blocos, um com seis selos e outro com quatro. Em 2007 (16 de Março) iniciou-se uma série de emissões com o título genérico de “Artistas Portugueses”. Manuel Cargaleiro foi o artista que deu início a esta série. Foram representadas três obras, inominadas de sua autoria. Os selos têm a franquia de 0,30, 0,45 e 0,61€. Também o tradicional “Queijo de Castelo Branco”, foi o motivo de um dos cinco selos e de um bloco filatélico, da emissão Queijos Portugueses que teve o seu 1º dia de circulação em 2 de Março de 2011.Têm respectivamente as franquias de 0,47 e 2,50€. Seguiu-se outro produto manufacturado, a “Colcha de Castelo Branco” Trata-se do selo de 0,57€ da emissão “Bordados Tradicionais Portugueses” que mostra-nos um pormenor de uma colcha com o tradicional bordado de Castelo Branco. A emissão teve o seu 1º dia de circulação em 28 de Junho de 2011.
  6. 6. A Sé Catedral de Castelo Branco é o motivo do selo, o último até agora, que se segue, referente à cidade. Este selo pertence ao 2º grupo da emissão “Rota das Catedrais” iniciada em 2012. Tem a franquia de 0,36€ e foi posto em circulação em 6 de Junho de 2013. Para as últimas quatro emissões que referimos, (Artistas Portugueses - Manuel Cargaleiro, Queijos Portugueses, Bordados Tradicionais Portugueses e Rota das Catedrais), os correios emitiram carimbos de 1º dia de circulação, que foram usados em Lisboa, Porto, Funchal e Ponta Delgada. Também o albicastrense José Rodrigues de Castelo Branco, mais conhecido por Amato Lusitano, está representado na filatelia. Há dois carimbos comemorativos que o representam. Um foi usado em Matosinhos, no I Congresso Português de Diabetes, em 25 de Fevereiro de 1994; o outro foi usado em Beja, em 21 de Maio de 2009, numa exposição realizada pelo Grupo Filatélico da Associação de Dadores de Sangue de Beja. No que aos bilhetes-postais respeita, só encontramos referências indirectas. De 1937 a 1953 houve várias emissões de bilhetes-postais que representaram muitos aspectos do nosso património arquitectónico e etnológico, mas nenhum deles é dedicado aos monumentos da nossa cidade, nem às suas gentes. Ainda em 1953, foi criada a série “G” que previa a emissão de bilhetes-postais ilustrados, cujos motivos eram também o património arquitectónico e etnológico de várias regiões do país: Minho, Trás-os-Montes, Douro Litoral, Beira Alta, Beira Baixa, Estremadura, Ribatejo, Alto Alentejo, Baixo Alentejo, Algarve, Madeira e Açores. Foram unicamente escolhidos motivos etnográficos para ilustrar os bilhetes-postais dedicados à Beira-Baixa: Pastorinho tocando flauta, Pastores no alto da serra, Malhadores, Rachadores, Fiandeira, Tecedeira, Ordenhando o gado, Fazendo o queijo. Não é preciso recuar muitas décadas para vermos trabalhadores de todas estas profissões, principalmente nas populações mais rurais, mas também nas mais urbanas.
  7. 7. Colecções em Exposição História Postal: Correio Pré-adesivo – carimbos nominativos Núcleo de Coleccionismo do CCD do Hospital José Joaquim Fernandes - Beja Carimbos nominativos usados no período adesivo Núcleo de Coleccionismo do CCD do Hospital José Joaquim Fernandes - Beja Filatelia Tradicional: Paisagens e Monumentos 1972 – 1974 José Geada Sousa Etiquetas de Impressão de Franquia Automática – Frama José Geada Sousa Filatelia Temática: Homenagem ao Bombeiro Secção de Coleccionismo dos Bombeiros Vila Real de Santo António Expansão Portuguesa Ultramarina Núcleo de Coleccionismo do CCD do Hospital José Joaquim Fernandes - Beja Heróis da banda desenhada infanto-juvenil Grupo Filatélico da Associação Humanitária de Dadores de Sangue de Beja Cruz Vermelha Manuel Lampreia Aula Filatélica Secção Filatélica da Associação Académica de Coimbra Do Regicídio ao 25 Abril Francisco Matoso Galveias Maximafilia Animais em Vias de Extinção Francisco Matoso Galveias Classe Aberta: História da Transfusão de Sangue Grupo Filatélico da Associação Humanitária de Dadores de Sangue de Beja A mudança de correio assistente de Castelo Branco estará provavelmente na origem de novas marcas postais e marcas de porte, todas com cercadura oval, de que a de seguro, aplicada na carte de Serviço Nacional Real de 1 de Maio de 1852 constitui exemplo único até ao momento (com a devida vénia: FRAZÃO, Luís Brito – Pré-Filatelia Portuguesa, Branca de Brito, Suc. Lda., Setembro 2012, pág. 234)
  8. 8. Carimbos Comemorativos e de 1º Dia de Castelo Branco Breves palavras O evento que nos é dado apreciar, o primeiro do género na nossa terra, só foi possível devido à boa vontade do “Grupo Filatélico” da Associação de Dadores de Sangue de Beja. Foi este clube de filatelia que pediu a necessária autorização aos Correios de Portugal, S.A. e à Federação Portuguesa de Filatelia – APD, a realização deste evento fora da área em que está implantado. Este é um exemplo da solidariedade entre instituições que, desenvolvem toda a sua actividade, de forma totalmente desinteressada, em prol de toda a humanidade. Também a Senhora Drª Cristina Granada, Presidente da Junta de Freguesia, aceitou de boa vontade esta iniciativa e, de imediato, providenciou, todo o apoio logístico necessário para a realização da exposição. Um Bem-haja a todos os que ao longo destes dez anos de vida nos têm apoiado e, acima de tudo, a todos os Dadores de Sangue, que têm comparecido nas nossas brigadas de recolha. A direcção da ADSBIS

×