s:
           Contando Sabere
                       A
HISTORIAS DA DONA FIOT




       I
   FAMILIAS AFRICANA E AFRO-BRA...
Fundação Guimarães Rosa apresenta:




           Contando Saberes:
      i
Historias da dona Fiota
   Famílias Africana e...
s
                                                       ‘
                                aPresentacao

           Volume...
Conceito de Família: é um grupo de pessoas ou um número de grupos domésticos ligados por
descendência (demonstrada ou esti...
A África também possui seu conceito próprio de família,
    a Família Tradicional Africana.

    Ela preserva característi...
Bom dia, crianças! Hoje, vamos aprender sobre   Bom dia, Dona Rosângela! Oba!!!
a família tradicional africana.           ...
Sim, crianças, continuaremos a
    desvendar o continente africano.
    Por isso, escolhi a família como   Então, Dona Ros...
Bom, pessoal, toda família, independente da          Ah, entendi professora. Meu avô
etnia, credo ou condição social, é re...
Isso mesmo, Virgínia! Já a
     família tradicional africana
     tem tudo isso que eu disse e
     também as particularid...
Matrilinear, Bruno! Esse sistema
determina que a herança venha
do lado da mãe e não do pai.
Logo, a criança é orientada e
...
Tem sim, Bruno. Mas, com os parentes
 do lado da mãe, ele aprende tudo, essa
 é uma questão cultural na África. Como
 diz ...
Continuemos. Na sociedade africana, a
criança é verdadeiramente a glória da
mãe. A mulher será estimada por seu
marido e f...
Em grande parte sim, Virgínia. Lá, a cultura familiar é um
     pouco diferente da nossa, mas não podemos esquecer
     qu...
Por isso, turminha, é comum ouvir uma criança
ou adolescente chamar a tia de mãe, ou o tio
de pai. Em relação aos adultos,...
É verdade, Dani, enfrentamos grande crise na família brasileira. Mas, antes falar dela, encontrei esse
     exemplo para v...
Que bom, Virgínia, que você pensa
                                            assim: precisamos valorizar sempre
         ...
Crianças, já a família afro-brasileira teve influência de três
     etnias, como vocês já estudaram: a africana, a indígen...
No Brasil, os africanos escravizados tiveram
seus laços de família quebrados e, por isso,
foram obrigados a criar uma nova...
Sim, Virgínia, que ótimo que você percebeu essa diferença. Mas,
          é bom lembrar que temos muita influência da famí...
Viu, Virgínia, temos exemplos          Excelente idéia, Dona Rosângela,
importantes em Bom Despacho.           podemos div...
Acho ótima a idéia, Matheus,
     vamos conversar com a Diretora
     Dinha sobre a festa.




22
Com licença, Dinha, os alunos e
eu viemos fazer uma proposta
para você.




                                  23
Sabe, Dinha, hoje estudei com os alunos sobre
                                     a família e, principalmente, sobre as f...
Sim, sim, diretora. Pensamos em
dividir a escola e cada turno falará
sobre um tipo de família. O nosso
turno ficará com as...
Sim, Bruno! É claro que vou!
 Xi, vó, lá na escola vamos comemorar o
 Dia da Família. A senhora vai comigo?




26
Ah, meu neto, a família é um
                                grande tesouro. Não tem
                                preço...
Com licença, Dona Fiota?


                                Entre! É você, Carol?




28
Eu mesma! Minha avó
mandou essas broas de                           Obrigada, Carol! Que beleza!
fubá pra senhora!        ...
Não acho, Bruno! A família
                                                         não pode ficar desprotegida.
     Gulo...
Que cidadão, Carol?




                      Eu, você, o Clayton e o Matheus, que estão chegando.
                      T...
Bom dia para todos! Mas você, hein
 Carol, tão novinha e com idéias tão
 bacanas, parabéns! Oi, Dona Fiota,
 passei aqui n...
Mas, a Carol está certa,
Bruno. A família é uma
instituição sagrada.




                           33
Deve ser mesmo, Tchê!
     Para você ficar falando
     assim tão difícil.




34
Difícil nada! Acompanhar a mudança radical que
ocorre na sociedade, na vida das pessoas, coloca a
gente de olhos bem abert...
Viu, Bruno, atualmente esses ajustes são comuns. A família tradicional é aquela
       composta por pai, mãe e filhos: ela...
Não, Seu Bruno! É muita falta
                                     de atenção sua! Você se
                               ...
Vou atender este cliente que
 nunca chega atrasado. Obrigado
 pelo cajuvira, Dona Fiota. Até
 logo, crianças!!!           ...
Está sim, Bruno. Antigamente, as
                                    famílias eram mais numerosas aqui
                   ...
A educação está cada vez mais
                           difícil, mais cara. As mulheres não
                           sã...
É, Bruno, sua memória está fraca mesmo.
Você se lembra que a Dona Rosângela
explicou para nós sobre tipos de família
e, pr...
Ô Fiota! Ô Fiota! A Carol está aí? Ela veio
     trazer as broas de fubá e não voltou!




                  Está sim! Ent...
Eh! São tantos os motivos... Eu tive seis filhos e eles têm no máximo
dois cada um. Educar um filho atualmente não é muito...
Na verdade, não existe uma receita
                                           pronta. Mas, acredito, Bruno, que se
       ...
Carol, sua mãe está te chamando. Vá
depressa e direto para casa, ouviu?
                                      Já vou! O qu...
A segurança dos filhos é uma das
                                             grandes preocupações de todas as
     Com ce...
É, vó, vocês me convenceram. É mesmo
importante valorizar a família. A Carol
me lembrou o que a Dona Rosângela
           ...
atiVidades
                               Complete os quadros abaixo com desenhos:


     Família Tradicional Africana



...
Família Tradicional Afro-Brasileira




                                      49
Os vários tipos de famílias existentes na África




50
Os vários tipos de família existentes no Brasil




                                                  51
Os vários tipos de famílias existentes no Mundo




52
ii                             i
                     reFerencias BiBlioGraFicas
HERNANDEZ, Leila Leite. A África na sala ...
Fundação Guimarães Rosa


                                                        Superintendente-Geral
                  ...
Realização:




 Rua Paraíba, 1441 - Conj. 801/806 - Funcionários
      Belo Horizonte - MG - www.fgr.org.br
Fiota cartilha5 web
Fiota cartilha5 web
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Fiota cartilha5 web

2.696 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

Fiota cartilha5 web

  1. 1. s: Contando Sabere A HISTORIAS DA DONA FIOT I FAMILIAS AFRICANA E AFRO-BRASILEIRA VOL.5
  2. 2. Fundação Guimarães Rosa apresenta: Contando Saberes: i Historias da dona Fiota Famílias Africana e Afro-Brasileira - Vol. 5 Kelly Cardozo e Rosângela Gontijo Ilustração Guilherme Rocha - “FUDI”
  3. 3. s ‘ aPresentacao Volume 5 . Fa milia s a Fric a na e a F r o - Br a sil eir a i O conceito de Família é antigo, mas ao mesmo tempo atual, pois vem sendo discutido com a mesma veemência e responsabilidade. Por isso, apresentamos aos nossos alunos o conceito tradicional do termo, a concepção africana, bem como suas variáveis no mundo dito “moderno”. O universo da família tradicional africana mostra importantes valores, pois ela preserva características milenares como respeito aos mais velhos e preservação da ancestralidade, na maioria das vezes desconhecidas da sociedade brasileira. Neste volume 5, citamos a influência das etnias envolvidas na formação social do Brasil, além da construção da família afro-brasileira, suas particularidades e os valores absorvidos das matrizes culturais africanas. Aproveitem! Equipe Fundação Guimarães Rosa
  4. 4. Conceito de Família: é um grupo de pessoas ou um número de grupos domésticos ligados por descendência (demonstrada ou estipulada) a partir de um ancestral comum, matrimônio ou adoção. A família é unida por múltiplos laços capazes de manter os membros moralmente, materialmente e reciprocamente durante uma vida e durante gerações. Assim, no interior da família, os indivíduos podem constituir subsistemas, podendo estes ser formados pela geração, sexo, interesse e/ou função, havendo diferentes níveis de poder, e onde os comportamentos de um membro afetam e influenciam os outros membros. A família, como unidade social, enfrenta uma série de tarefas de desenvolvimento, diferindo a nível dos parâmetros culturais, mas possuindo as mesmas raízes universais (MINUCHIN,1990). Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Família. Conceito de família. Acesso 10/03/08. 5
  5. 5. A África também possui seu conceito próprio de família, a Família Tradicional Africana. Ela preserva características milenares, como respeito aos anciãos, as festas para reunir todos os parentes, o nascimento de uma criança ou um casamento. 6
  6. 6. Bom dia, crianças! Hoje, vamos aprender sobre Bom dia, Dona Rosângela! Oba!!! a família tradicional africana. Que bom, vamos conhecer mais sobre a África e sobre a família dos nossos ancestrais. 7
  7. 7. Sim, crianças, continuaremos a desvendar o continente africano. Por isso, escolhi a família como Então, Dona Rosângela, ensine nosso tema de aula. para nós. Estou curiosíssimo para aprender. 8
  8. 8. Bom, pessoal, toda família, independente da Ah, entendi professora. Meu avô etnia, credo ou condição social, é responsável e meu pai vivem me contando por repassar, de avô para pai, de pai para filho e histórias sobre a nossa antiga assim por diante, alguns valores importantes como: Bom Despacho e, quando faço passado/presente, certo/errado, justiça/liberdade, algo errado, os dois sempre ética/cidadania. conversam comigo, mostrando o outro lado, que é fazer o certo. 9
  9. 9. Isso mesmo, Virgínia! Já a família tradicional africana tem tudo isso que eu disse e também as particularidades de cada região. Muitas famílias africanas têm a característica matrilinear. Matri o que, Dona Rosângela? 10
  10. 10. Matrilinear, Bruno! Esse sistema determina que a herança venha do lado da mãe e não do pai. Logo, a criança é orientada e bem-educada pela sua família do lado da mãe. E a criança não tem contato com família do pai? 11
  11. 11. Tem sim, Bruno. Mas, com os parentes do lado da mãe, ele aprende tudo, essa é uma questão cultural na África. Como diz o provérbio africano: “Quem educa uma mulher (menina), educa um povo.” A sociedade africana, apesar de machista (esta é outra herança cultural), delega a responsabilidade da educação dos filhos à mulher. Isso porque a mulher (mãe) convive com as crianças por mais tempo que os homens. Entendi, professora! 12
  12. 12. Continuemos. Na sociedade africana, a criança é verdadeiramente a glória da mãe. A mulher será estimada por seu marido e familiares pelo número de filhos que colocar no mundo. Por esse motivo, a mulher sempre deseja ter muitos filhos. Dona Rosângela, é assim em todo continente africano? 13
  13. 13. Em grande parte sim, Virgínia. Lá, a cultura familiar é um pouco diferente da nossa, mas não podemos esquecer que também temos grande influência dos africanos, que explicarei depois. Pessoal, na África, o conceito de família é bem diferente do nosso mundo porque, para o africano, a família tem uma conotação ampla. Os laços de sangue ou de etnia são mais abrangentes que a própria filiação de pai ou mãe. Com isso, a responsabilidade pela educação das crianças ou dos adolescentes é de todos os parentes da família. 14
  14. 14. Por isso, turminha, é comum ouvir uma criança ou adolescente chamar a tia de mãe, ou o tio de pai. Em relação aos adultos, existe sempre o respeito pelos mais velhos e, também, eles aceitam a correção na educação. Que diferente, Dona Rosângela, aqui em Bom Despacho não vejo muito esse tipo de família! 15
  15. 15. É verdade, Dani, enfrentamos grande crise na família brasileira. Mas, antes falar dela, encontrei esse exemplo para vocês: A família é o elemento base da estabilidade na sociedade africana, porque tudo o que diz respeito a uma pessoa envolve toda a família. Um rapaz não se casa com uma moça (ou vice-versa), mas ele (ela) se casa com toda a família. Se, no futuro, houver um problema entre o casal, será também problema de toda família, que intervirá de todos os lados para ajudá-lo a superar a desavença. Nesse caso, ninguém dirá que é intromissão ou invasão de privacidade. É justamente o contrário: na hora do julgamento popular, o casal não falará nada e serão os outros membros da família que falarão em seu nome. Os filhos, educados nesse ambiente, saberão como orientar as suas vidas no futuro, porque terão como ponto de referência a tradição familiar herdada de seus pais, avós e antepassados. Fonte: http://www.pime.org.br/missaojovem/mjevangincultafricana.htm 16
  16. 16. Que bom, Virgínia, que você pensa assim: precisamos valorizar sempre o nosso aprendizado. Que bacana, Dona Rosângela, nunca imaginei que nos países africanos eles fossem tão unidos! Por isso, é muito bom aprender e estudar! 17
  17. 17. Crianças, já a família afro-brasileira teve influência de três etnias, como vocês já estudaram: a africana, a indígena e a portuguesa. Isso significa que nós temos como referência um pouquinho de cada. Mas, como nosso tema de hoje é a África, vamos falar agora sobre a família afro-brasileira, combinado? Tem muita diferença, Dona Rosângela? 18
  18. 18. No Brasil, os africanos escravizados tiveram seus laços de família quebrados e, por isso, foram obrigados a criar uma nova relação familiar. Aqui, geralmente, nas famílias moram o pai, a mãe e os filhos. Às vezes, coincide de todos morarem próximos uns dos outros, mas a grande parte fica distante dos demais parentes. Essa mistura, influência da África e da Europa, fez com que a família afro-brasileira construísse um novo conceito de família. É verdade, Dona Rosângela, depois da sua explicação, ficou mais claro. Existem coisas na família africana que aqui no Brasil não vejo. Por exemplo: lá, a tia, o tio ou os primos mais velhos podem corrigir a criança. Aqui, vejo sempre o pai ou a mãe e, de vez em quando, os avós! No Brasil, a maioria das pessoas pensa que isso é uma intromissão. 19
  19. 19. Sim, Virgínia, que ótimo que você percebeu essa diferença. Mas, é bom lembrar que temos muita influência da família africana, nas reuniões de família, para realizar festas ou discutir problemas, a preocupação com o bem-estar de todos, entre outras. Ah! Não podemos esquecer também as famílias quilombolas, que formaram outro tipo de família afro-brasileira preservada. Aqui em Bom Despacho, a Tabatinga é considerada um quilombo urbano. É mesmo, Dona Rosângela, a Dona Fiota, avó do Bruno, contou que os bairros da Tabatinga e Monte Azul foram e ainda são redutos de negros e da Língua da Tabatinga. 20
  20. 20. Viu, Virgínia, temos exemplos Excelente idéia, Dona Rosângela, importantes em Bom Despacho. podemos dividir a escola e cada Já que aprendemos mais sobre as turno ficaria com um tipo de famílias e, principalmente, sobre as família! O que a senhora acha? famílias africana e afro-brasileira, proponho para a turma e para a escola fazer a Festa da Família, o que vocês acham? 21
  21. 21. Acho ótima a idéia, Matheus, vamos conversar com a Diretora Dinha sobre a festa. 22
  22. 22. Com licença, Dinha, os alunos e eu viemos fazer uma proposta para você. 23
  23. 23. Sabe, Dinha, hoje estudei com os alunos sobre a família e, principalmente, sobre as famílias africana e afro-brasileira. Por isso, tivemos a idéia de organizar a Festa da Família aqui Oi, Rô, oi, crianças, entrem! na escola, o que você acha? Sim, podem falar. Acho excelente idéia. Como vamos realizá-la, vocês pensaram nisso? 24
  24. 24. Sim, sim, diretora. Pensamos em dividir a escola e cada turno falará sobre um tipo de família. O nosso turno ficará com as famílias africana e afro-brasileira! O turno da tarde, Aprovado, a secretaria da escola com a família européia, e turno da será encarregada de distribuir os noite, com a família indígena. convites para os pais e também providenciar o lanche. Combinado? Combinadíssimo! 25
  25. 25. Sim, Bruno! É claro que vou! Xi, vó, lá na escola vamos comemorar o Dia da Família. A senhora vai comigo? 26
  26. 26. Ah, meu neto, a família é um grande tesouro. Não tem preço. Ela é muito importante para cada um de nós, para a Quero levar a minha mãe sociedade, para o País. também. Só não entendo o porquê dessa comemoração. A escola também tem cada uma... Ih, mas que exagero! 27
  27. 27. Com licença, Dona Fiota? Entre! É você, Carol? 28
  28. 28. Eu mesma! Minha avó mandou essas broas de Obrigada, Carol! Que beleza! fubá pra senhora! Parecem estar deliciosas! Oba! Vamos comê-las e continuar a nossa conversa. A maior é minha, hein vó! 29
  29. 29. Não acho, Bruno! A família não pode ficar desprotegida. Guloso! Se isso acontecer, o cidadão perde toda sua referência de certo ou errado. Carol, a vovó vê a família como a coisa mais importante do mundo. Eu achei exagero, você não acha? 30
  30. 30. Que cidadão, Carol? Eu, você, o Clayton e o Matheus, que estão chegando. Todos somos cidadãos! Pense comigo, garoto. Na família recebemos proteção, carinho, educação e os cuidados que precisamos para nos transformar em cidadãos dignos e éticos, como disse a Dona Rosângela. 31
  31. 31. Bom dia para todos! Mas você, hein Carol, tão novinha e com idéias tão bacanas, parabéns! Oi, Dona Fiota, passei aqui na sua porta e senti um Salve, salve, o barbeiro mais famoso cheirinho de cajuvira e não resisti. do nosso bairro, grande Tchê. Entre Entrei para tomar um pouquinho de e tome o seu cajuvira (café). café quentinho. 32
  32. 32. Mas, a Carol está certa, Bruno. A família é uma instituição sagrada. 33
  33. 33. Deve ser mesmo, Tchê! Para você ficar falando assim tão difícil. 34
  34. 34. Difícil nada! Acompanhar a mudança radical que ocorre na sociedade, na vida das pessoas, coloca a gente de olhos bem abertos com relação à família. A realidade exige posturas e adaptações que acabam por gerar conflitos. Mas a família deve ser preservada sempre. Sabe, Tchê, meu colega Jaime não conhece o pai. Ele mora com os avós e a mãe. 35
  35. 35. Viu, Bruno, atualmente esses ajustes são comuns. A família tradicional é aquela composta por pai, mãe e filhos: ela existe e é muito importante. Mas, a família do seu colega também é, mesmo que ele não saiba quem seja o pai. Na sociedade brasileira, assim como em outros lugares, existem vários tipos de família, como: netos e avós, mães e filhos, pais e filhos, entre outros, entendeu? A professora nos explicou que a família acumula valores fundamentais para uma sociedade justa e, se possível, igualitária. 36
  36. 36. Não, Seu Bruno! É muita falta de atenção sua! Você se lembra que ela explicou sobre valores repassados pelos mais velhos, falou sobre a justiça e a igualdade que deveria existir para todos, independente da etnia, credo ou condição social? Tchê, parece que estão te chamando Igualitária? O que significa isso? na barbearia... Lá vem você outra vez... 37
  37. 37. Vou atender este cliente que nunca chega atrasado. Obrigado pelo cajuvira, Dona Fiota. Até logo, crianças!!! Tchau, Tchê! Depois você volta para mais uma cajuvira e um dedo de prosa. 38
  38. 38. Está sim, Bruno. Antigamente, as famílias eram mais numerosas aqui em Bom Despacho, penso que em outros lugares também. Mas, muitos fatores contribuíram para que a família ficasse cada vez menor. Vó, você disse que a família está se modificando. Como? 39
  39. 39. A educação está cada vez mais difícil, mais cara. As mulheres não são mais exclusivamente donas de casa, precisam trabalhar fora. A violência crescente, a dificuldade para o tratamento de saúde, o alto preço dos alimentos e da moradia e o avanço dessa tal tecnologia, que nem conheço direito, são alguns pontos que contribuem para que as famílias sejam cada vez menores. Quais, por exemplo? 40
  40. 40. É, Bruno, sua memória está fraca mesmo. Você se lembra que a Dona Rosângela explicou para nós sobre tipos de família e, principalmente, sobre as famílias É mesmo, Carol, você tem razão, africana e afro-brasileira? às vezes esqueço das coisas!!! 41
  41. 41. Ô Fiota! Ô Fiota! A Carol está aí? Ela veio trazer as broas de fubá e não voltou! Está sim! Entre, Ângela. Nossa conversa é sobre a família, e está tão boa que nem vimos o tempo passar. O Bruno quer saber mais por que as famílias estão menores. 42
  42. 42. Eh! São tantos os motivos... Eu tive seis filhos e eles têm no máximo dois cada um. Educar um filho atualmente não é muito fácil. As coisas estão difíceis e complicadas, pois as drogas chegam cada vez mais depressa, prega-se uma liberdade irresponsável e irreal que engana os jovens. A sexualidade é muito explorada e aflora cada dia mais cedo, deixando a afetividade em segundo plano. Assim, os problemas se acumulam e muitas adolescentes tornam-se mães muito cedo. Estes são alguns problemas sérios que precisam ser pensados, revistos, discutidos e enfrentados pelas famílias. 43
  43. 43. Na verdade, não existe uma receita pronta. Mas, acredito, Bruno, que se as pessoas parassem para discutir o assunto em família, nas associações de bairro, nas escolas, nas igrejas, nas fraternidades e em outros lugares, seria mais fácil buscar formas para se resolver este e outros problemas que também afligem as famílias. Puxa, Dona Ângela! É tão sério assim? E como podemos resolver esses problemas? 44
  44. 44. Carol, sua mãe está te chamando. Vá depressa e direto para casa, ouviu? Já vou! O que será que ela quer com tanta urgência? 45
  45. 45. A segurança dos filhos é uma das grandes preocupações de todas as Com certeza, saber onde você está famílias: brancas, negras, indígenas. e com quem. Não dá para deixar uma mocinha linda como você solta por aí! Vá para casa, pois ela se preocupa com a sua segurança. 46
  46. 46. É, vó, vocês me convenceram. É mesmo importante valorizar a família. A Carol me lembrou o que a Dona Rosângela É bom fazer vários e posso ajudar vocês! ensinou sobre as famílias africana e Tenho certeza que a Carol, o Clayton, o afro-brasileira e ficou decidido que o Matheus, a Virgínia e o Jaime também nosso turno irá falar sobre esse tema. ajudarão. E vocês, queridos leitores, Vou aproveitar o estudo e a pesquisa também podem colaborar desenhando que fizemos sobre elas e criar um esses painéis. cartaz para homenageá-las e também enfeitar a escola no dia da festa. 47
  47. 47. atiVidades Complete os quadros abaixo com desenhos: Família Tradicional Africana 48
  48. 48. Família Tradicional Afro-Brasileira 49
  49. 49. Os vários tipos de famílias existentes na África 50
  50. 50. Os vários tipos de família existentes no Brasil 51
  51. 51. Os vários tipos de famílias existentes no Mundo 52
  52. 52. ii i reFerencias BiBlioGraFicas HERNANDEZ, Leila Leite. A África na sala de aula – Visita à História Contemporânea. São Paulo: Selo Negro, 2005. LOPES, Nei. Bantos, malês e identidade negra. Belo Horizonte: Autêntica, 2006. SOUZA, Maria de Melo e. África e Brasil Africano. São Paulo: Ática, 2006. Site: http://pt.wikipedia.org/wiki/familia http://www.pime.org.br/missaojovem/mjevangincultafricana.html (Acesso 21/04/08)
  53. 53. Fundação Guimarães Rosa Superintendente-Geral Álvaro Antônio Nicolau Superintendente Operacional Pedro Seixas da Silva Superintende de Administração e Finanças José Antônio Gonçalves Departamento Social Helvécio Gomes Setor de Comunicação, Cultura e Lazer Juliana Leonel Peixoto Equipe Responsável pela Pesquisa Kelly Alcilene Cardozo: Historiadora e Especialista em Estudos Africanos e Afro-Brasileiros Rosângela Melo Gontijo: Assistente de Pesquisa Apoio Escola Estadual Martinho Fidélis Ilustração Guilherme Rocha - “FUDI” Edição, diagramação e revisão Jota Campelo Comunicação Fundação Guimarães Rosa – FGR CARDOZO, Kelly A.; GONTIJO, Rosângela M. Contando Saberes: Histórias da Dona Fiota - Famílias Africana e Afro-Brasileira. Vol. 5. Belo Horizonte: Gráfica e Editora 101, 2008. 56p.
  54. 54. Realização: Rua Paraíba, 1441 - Conj. 801/806 - Funcionários Belo Horizonte - MG - www.fgr.org.br

×