20101217 nova luz_pmsp_smdu

3.475 visualizações

Publicada em

Publicada em: Turismo, Tecnologia
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.475
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
15
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
119
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

20101217 nova luz_pmsp_smdu

  1. 1. SP-URBANISMO Projeto Nova LuzProjeto Preliminar - Urbanístico e ZEIS Dezembro 2010
  2. 2. Projeto Preliminar - Urbanístico e ZEISEm 17/11/2010 foram apresentadas a visão e asdiretrizes urbanísticas do Projeto Nova Luz.Hoje, 17/12/2010, apresentam-se as propostas emnível preliminar do Projeto Urbanístico e do Planode Urbanização de ZEISEm 14/01/2011 será realizada Consulta Públicadessa etapa do projeto
  3. 3. INTERVENÇÕES NO INTERIOR DAS QUADRASObjetivos • Viabilizar a implantação das novas âncoras, ligações e espaços públicos • Viabilizar a atração de novos moradores e empregos para a área • Viabilizar a implantação dos programas desejados para a áreaPara atingir os objetivos acima será necessárioprever a reconstrução de edificações no perímetrode intervenção
  4. 4. INTERVENÇÕES NO INTERIOR DAS QUADRASPremissa: • Criar as condições para que permaneçam na área os que nela moram, trabalham, têm comércio ou negóciosComo assegurar o atendimento da premissa: • Por meio do edital de licitação da concessão, garantir que concessionário ofereça uma oportunidade na área para aqueles afetados pela intervenção
  5. 5. INTERVENÇÕES NO INTERIOR DAS QUADRASAs propostas de intervenção nos imóveis nasquadras consideraram: • A compatibilidade com o projeto urbanístico (em relação aos espaços públicos e às características e estado das edificações) • O potencial construtivo já utilizado pelas edificações • A quantidade de unidades habitacionais existentes nas edificações
  6. 6. CRITÉRIOS DE TRANSFORMAÇÃOOs critérios básicos de análise que levaram apermanência das edificações: • Incidência de legislação de preservação • Porte da edificação, considerando:  Coeficiente de aproveitamento utilizado  Área construída (referência 2000 m²)  Existência de mais de 20 unidades habitacionais na edificação no caso de edifícios residenciais • Características paisagísticas e/ou arquitetônicas que justifiquem a permanência • Permanência não compromete a implantação do projeto urbanístico
  7. 7. INTERVENÇÕES NO INTERIOR DAS QUADRASPara edificações ou conjunto de edificações aserem reconstruídas o projeto urbanísticopreliminar estabelece: • A volumetria proposta para as novas edificações • Os usos propostos para o pavimento térreo e para os demais pavimentos • A inserção das edificações nas quadras • Os espaços livres no interior das quadras que harmonizam as novas edificações propostas e as que permanecem
  8. 8. ÁREAS A TRANSFORMAR PROPOSTAS Tombados Tombados Manter Fachada Manter Renovar
  9. 9. DIRETRIZES PARA O ESPAÇO CONSTRUÍDO• Harmonizar-se com a arquitetura existente, levando em conta suas alturas e volumes, número de andares e aberturas• Realçar as esquinas reinterpretando o conceito existente nas edificações da área, através do uso de balcões, aberturas e escala diferenciada• Modular grandes panos de fachada para evitar uma superfície homogênea• Organizar o edifício verticalmente de forma que cada um expresse sua composição: embasamento, corpo e cobertura• Usar terraço jardim nas edificações (sustentabilidade e lazer)• Valorizar a escala do pedestre com a estruturação em embasamento e torre e localização de usos comerciais nos térreos• Criar pátios internos nas quadras com acesso disciplinado, permitindo circulação de pedestres ou uso de lazer para moradores
  10. 10. IMPLANTAÇÃO PROPOSTA
  11. 11. PERSPECTIVAS
  12. 12. PERSPECTIVAS BoulevardParque de Rio BrancoVizinhançaNébiasRua Vitória Centro Integrado Passeio Cultural Rua MauáParque LinearRua TimbirasCultural eEntretenimento
  13. 13. PERSPECTIVAS
  14. 14. PERSPECTIVASParque LinearRua Timbiras Parque de Vizinhança NébiasRua Vitória Boulevard Rio Branco Centro IntegradoCultural eEntretenimento Passeio Cultural Rua Mauá
  15. 15. PERSPECTIVAS
  16. 16. PERSPECTIVAS Parque Linear Rua Timbiras Rua Vitória Parque de Vizinhança NébiasPasseioCulturalRua MauáCultural eEntretenimento Centro Boulevard Integrado Rio Branco
  17. 17. PERSPECTIVAS
  18. 18. PERSPECTIVASCultural eEntretenimentoPasseio CulturalRua MauáCentroIntegradoBoulevardRio BrancoRua VitóriaParque deVizinhançaNébias Parque Linear Rua Timbiras
  19. 19. Cenários: atual e futuro ATUAL FUTURO Área Área População construída construída População [m2] [m2]RESIDENCIAL 11.680 535.148 830.848 20.527 NÃORESIDENCIAL 23.374 680.908 1.004.225 43.602 TOTAL 1.216.056 1.835.073
  20. 20. USOS PROPOSTOS - PAVIMENTO TÉRREO
  21. 21. USOS PROPOSTOS - PAVIMENTOS SUPERIORES
  22. 22. ATIVANDO O TECIDO URBANO1. ÂNCORAS 2. LIGAÇÕES 3. SETORESDefinição de edifícios Interligar as âncoras Induzir vocaçõese espaços públicos pelas ruas e caminhos diferentes para áreaschave que irão atrair de pedestres ativando específicas ligadasas pessoas as áreas do entorno e aos seus usos criando hierarquias
  23. 23. SÍNTESE DE ÂNCORAS PROPOSTAS Parques Âncora Edificações Âncora Passeios Âncora Ligações Estruturais Ligações Locais
  24. 24. SÍNTESE DE ÂNCORAS
  25. 25. SETORES PRELIMINAR
  26. 26. SETORES DA NOVA LUZ
  27. 27. SETOR TIMBIRAS TECNOLOGIAHOJE • Esta área destaca-se pelo conjunto de imóveis comerciais existentes ao longo da avenida Ipiranga, com conjuntos arquitetônicos de destaque como o edifício dos Andradas construído nos anos 50PROPOSTA • Organiza-se ao longo de um parque linear, conectando a ETEC com a Praça da República • Pretende atrair empresas de tecnologia aproveitando os incentivos fiscais e a infraestrutura de transporte público da área • Os escritórios criados neste setor poderão atrair empresas de porte que requerem grandes lajes corporativas, permitindo a criação de edifícios inteligentes
  28. 28. SETOR TIMBIRAS TECNOLOGIA
  29. 29. SETOR TIMBIRAS TECNOLOGIA
  30. 30. SETOR TIMBIRAS TECNOLOGIA
  31. 31. SETOR TIMBIRAS TECNOLOGIA: PONTO FOCAL
  32. 32. SETOR TIMBIRAS TECNOLOGIA: PONTO FOCAL
  33. 33. SETOR TIMBIRAS TECNOLOGIA: CARACTERIZACÃO E CORTER. Santa Ifigênia Av. Rio Branco
  34. 34. SETOR CULTURAL E ENTRETENIMENTOHOJE • Localizado junto aos principais equipamentos culturais da região e Estação da Luz, hoje esta área apresenta um baixo índice de ocupação com vários galpões transformados em estacionamentos e duas quadras já demolidasPROPOSTA • Criação de Centro de Entretenimento onde serão localizados um conjunto de cinemas, teatros, cafés e restaurantes, com um grande pátio interno que permite a realização de diversos eventos e atividades ao ar livre • Alargamento de calçadas ligando a Estação da Luz aos futuros empreendimentos, e transformação da confluência entre a Avenida Duque Caxias e a Rua Mauá em um grande boulevard de apoio aos usuários dos equipamentos culturais
  35. 35. SETOR CULTURAL E ENTRETENIMENTO
  36. 36. SETOR CULTURAL E ENTRETENIMENTO
  37. 37. SETOR CULTURAL E ENTRETENIMENTO
  38. 38. SETOR CULTURAL E ENTRETENIMENTO: PONTO FOCAL
  39. 39. SETOR CULTURAL E ENTRETENIMENTO: PONTO FOCAL
  40. 40. SETOR CULTURAL E ENTRETENIMENTO: CARACTERIZACÃO E CORTE Rua Mauá Rua Washington Luis
  41. 41. SETOR NÉBIASHOJE • Concentração de edifícios residenciais e hotéis • Apresenta um conjunto de edificações tombadas de destaque no entorno da Praça Júlio Mesquita, com expoentes residenciais de várias épocas como o Edifício Trussardi, construído em 1941, ícone da arquitetura moderna de autoria do arquiteto Rino LeviPROPOSTA • Distrito predominantemente residencial, com comércio de bairro no térreo • Criação do Parque de Vizinhança Nébias, espaço de lazer e permanência com ampla área verde • Criação de eixo prioritário para pedestres, com atividades comerciais, conectando a Praça Júlio Mesquita ao Parque Nébias
  42. 42. SETOR NÉBIAS
  43. 43. SETOR NÉBIAS
  44. 44. SETOR NÉBIAS
  45. 45. SETOR NÉBIAS: PONTO FOCAL
  46. 46. SETOR NÉBIAS: PONTO FOCAL
  47. 47. SETOR NÉBIAS: CARACTERIZAÇÃO E CORTEAv. Rio Branco Rua Guaianazes Rua Cons. Nébias
  48. 48. SETOR CORREDOR RIO BRANCOHOJE • Organizado ao longo da Av. Rio Branco no trecho entre a Av. Duque de Caxias e a Rua Aurora, esta área apresenta vários edifícios residenciais com mais de 200 unidades habitacionais e muitos terrenos sem construçãoPROPOSTA • A Avenida Rio Branco concentrará um conjunto imobiliário no qual predominará a localização de escritórios comerciais com grandes lajes corporativas e térreo ocupado com lojas e galerias comerciais; • Aumento da área para pedestres com a redução das faixas de rolamento. Mais arborização e nova iluminação tornando um espaço para circulação e permanência
  49. 49. SETOR CORREDOR RIO BRANCO
  50. 50. SETOR CORREDOR RIO BRANCO
  51. 51. SETOR CORREDOR RIO BRANCO
  52. 52. SETOR CORREDOR RIO BRANCO: PONTO FOCAL
  53. 53. SETOR CORREDOR RIO BRANCO: PONTO FOCAL
  54. 54. SETOR CORREDOR RIO BRANCO: CARACTERIZAÇÃO E CORTERua Cons. Nébias Rua Guaianazes Av. Rio Branco
  55. 55. SETOR TRIUNFOHOJE • É o setor com a mais baixa concentração de moradores da Nova Luz e onde se localiza a maior parte das ZEIS • Destaca-se a Rua Santa Ifigênia como um forte corredor comercial a ser mantido e valorizado, com vários edifícios de destaque tombadosPROPOSTA • Vizinhança predominantemente residencial firmemente inserida no núcleo histórico de Nova Luz • Esta área apresenta uma combinação de apartamentos para diversas rendas e perfis familiares (37m2, 50m2 e 65m2) • Um novo conjunto de equipamentos comunitários incluindo escola, biblioteca, creche e serviços locais é criado ao redor da intersecção da Rua dos Gusmões e Rua dos Andradas • Previsão de comércio local para atender as necessidades diárias dos moradores
  56. 56. SETOR TRIUNFO
  57. 57. SETOR TRIUNFO
  58. 58. SETOR TRIUNFO
  59. 59. SETOR TRIUNFO: PONTO FOCAL
  60. 60. SETOR TRIUNFO: PONTO FOCAL
  61. 61. SETOR TRIUNFO: CARACTERIZAÇÃO E CORTE 1Rua Santa Ifigênia Rua dos Andradas Rua do Triunfo Rua dos Protestantes 2Rua Gal. Osório Rua dos Gusmôes Rua Vitória Rua Aurora
  62. 62. ZEIS - IMPLANTAÇÃO PROPOSTA
  63. 63. ZEIS - IMPLANTAÇÃO PROPOSTA
  64. 64. HABITAÇÃO EM ZEISNas quadras que contém a área de ZEIS estáprevisto: • Atendimento a demandas de HIS e HMP • 1.971 novas unidades habitacionais • Área construída prevista de 90.019 m² • Estimativa de 5.125 novos moradores • Possibilita acolher a população situada em imóveis a serem transformados
  65. 65. SÍNTESE DE ÂNCORAS
  66. 66. PRÓXIMOS PASSOS• Divulgação e consulta da 2ª Fase do Projeto Urbanístico Preliminar• Audiência Pública• Consolidação do Projeto, incorporando críticas e sugestões do processo de consulta pública• Divulgação e consulta do Projeto Urbanístico Consolidado• Audiência Pública
  67. 67. SP-URBANISMO Projeto Nova LuzProjeto Preliminar - Urbanístico e ZEIS Dezembro 2010

×