Sistema Digestivo

10.894 visualizações

Publicada em

0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
10.894
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
16
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
254
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Sistema Digestivo

  1. 1. ESCOLA EB 2,3 GIL VICENTE Sistema Digestivo
  2. 2. Função <ul><li>Um sistema é um conjunto de órgãos que desempenham uma função comum. Cada órgão contribui de forma diferente para o mesmo objectivo (como na linha de montagem de uma fábrica); </li></ul><ul><li>O Sistema Digestivo é um conjunto de vários órgãos que têm como função separar os nutrientes dos alimentos para que sejam absorvidos e assimilados . </li></ul><ul><li>Ao longo do sistema digestivo, os alimentos sofrem transformações mecânicas e químicas. </li></ul>
  3. 3. Constituição <ul><li>O Sistema, ou Aparelho, Digestivo encontra-se dividido em: </li></ul><ul><li>1- Tubo digestivo </li></ul>
  4. 4. Constituição <ul><li>O Sistema, ou Aparelho, Digestivo encontra-se dividido em: </li></ul><ul><li>1- Tubo digestivo </li></ul>Órgãos por onde passam os alimentos e através dos quais sofrem transformações químicas e físicas.
  5. 5. Constituição <ul><li>O Sistema, ou Aparelho, Digestivo encontra-se dividido em: </li></ul><ul><li>1- Tubo digestivo </li></ul><ul><li>2- Órgãos anexos </li></ul>Órgãos que produzem substâncias – Sucos Digestivos – que são lançados no tubo digestivo e que alteram quimicamente os alimentos.
  6. 7. Tubo Digestivo <ul><li>Conjunto de órgãos por onde os alimentos vão passando e ao longo do qual sofrem várias alterações. Tem início na boca e termina no ânus. </li></ul><ul><li>1- Boca 2 - Faringe </li></ul><ul><li>3- Esófago 4 - Estômago </li></ul><ul><li>5- Intestino delgado 6 - Intestino grosso </li></ul><ul><li>7- Recto 8 - Ânus </li></ul>
  7. 8. Órgãos anexos <ul><li>Estes órgãos, embora não façam parte do tudo digestivo, são muito importantes para a digestão dos alimentos. </li></ul><ul><li>Lançam no tubo digestivo substâncias – sucos digestivos – que vão transformando quimicamente os alimentos. </li></ul>
  8. 9. Glândulas anexas <ul><li>Glândulas salivares (boca) – saliva </li></ul><ul><li>Glândulas gástricas (estômago) – suco gástrico </li></ul><ul><li>Fígado – Bílis (vesícula biliar) </li></ul><ul><li>Pâncreas – suco pancreático </li></ul><ul><li>Intestino delgado (glândulas intestinais) – suco intestinal </li></ul>
  9. 10. Transformações dos alimentos ao longo do Sistema Digestivo
  10. 11. Transformações dos alimentos ao longo do Sistema Digestivo
  11. 12. Boca Língua
  12. 13. Boca Dentes
  13. 14. Boca Epiglote
  14. 15. Dentes <ul><li>Um adulto tem normalmente 32 dentes, dezasseis na mandíbula (inferior) e dezasseis na maxila (superior). </li></ul><ul><li>Os quatros incisivos , localizados bem na frente, cortam pedaços de comida não muito duros. Junto deles, estão os dois caninos , um de cada lado. Por serem pontiagudos, servem para dilacerar e perfurar. </li></ul><ul><li>Os incisivos e os caninos preparam uma quantidade de alimento para entrar na boca. A tarefa seguinte fica para os quatro pré-molares e seis molares : a de cortar , esmagar e triturar o alimento. </li></ul>
  15. 16. Funções <ul><li>Como já foi referido os dentes têm como função principal a mastigação dos alimentos; </li></ul><ul><li>Também têm uma função estética. </li></ul>
  16. 17. Tipos de dentes Dilaceram e perfuram Cortam, esmagam e trituram Cortam alimentos pouco duros
  17. 18. Constituição dos dentes
  18. 19. Dentição <ul><li>Temporária ou “de leite”: entre 6 meses e 3 anos. </li></ul><ul><li>Formada por 20 dentes. </li></ul>
  19. 20. Dentição <ul><li>Definitiva: completa por volta dos 20 anos. </li></ul><ul><li>Formada por 32 dentes. </li></ul>
  20. 21. Cuidados com os dentes <ul><li>Escovar os dentes após qualquer refeição, ao acordar e antes de dormir; </li></ul><ul><li>Usar regularmente fio dentário uma vez que a escova não alcança todos os espaços entre os dentes; </li></ul><ul><li>Utilizar uma escova suave para não ferir as gengivas ou riscar os dentes; </li></ul><ul><li>Moderar o consumo de açúcar refinado (bolos, chocolate); </li></ul>
  21. 22. Cuidados com os dentes <ul><li>Consultar o dentista pelo menos 2 vezes por ano; </li></ul><ul><li>Não mastigar chiclete por mais de vinte minutos num dia; </li></ul><ul><li>Nas chicletes sem açúcar existe xilitol, açúcar de difícil digestão pelas bactérias que leva a assépsia oral e previne a cárie; </li></ul><ul><li>Consumir produtos que forneçam cálcio; </li></ul>
  22. 23. Cuidados com os dentes <ul><li>Não abrir objectos com os dentes; </li></ul><ul><li>A saúde oral depende também da ingestão correcta de flúor; </li></ul><ul><li>Não ranger os dentes. </li></ul>
  23. 24. Língua <ul><li>A língua é o órgão muscular relacionado com sentido do paladar; </li></ul><ul><li>Ajuda a ensalivar os alimentos; </li></ul><ul><li>Também participa na fala. </li></ul>
  24. 25. Língua
  25. 26. Glândulas salivares As glândulas salivares são órgãos anexos ao tubo digestivo. Segregam saliva que é lançada na boca e misturada com os alimentos formando o bolo alimentar.
  26. 27. Acção da saliva <ul><li>Com a ajuda dos dentes e da língua, os alimentos são misturados com a saliva – Ensalivação – formando o bolo alimentar; </li></ul><ul><li>A saliva tem uma acção sobre o amido (polissacarídeo), quebrando as suas ligações; </li></ul>
  27. 28. Bolo Alimentar
  28. 29. Esófago
  29. 30. Esófago O bolo alimentar desce até ao estômago, empurrado pelos movimentos peristálticos das paredes do esófago. Estes movimentos involuntários do esófago são controlados por estímulos enviados pelo cérebro.
  30. 31. Estômago
  31. 32. Estômago <ul><li>O estômago está situado logo abaixo dos pulmões, entre o esófago e o duodeno (início do intestino delgado); </li></ul><ul><li>No estômago, os alimentos são pré-digeridos e esterilizados, a fim de seguirem para o intestino, onde são absorvidos; </li></ul><ul><li>Os alimentos são aqui digeridos graças aos movimentos peristálticos do estômago e misturados com o suco gástrico formando o quimo . </li></ul>
  32. 33. Estômago Cárdia Piloro
  33. 34. Estômago <ul><li>As glândulas gástricas na parede do estômago produzem suco gástrico, um ácido muito forte; </li></ul><ul><li>As paredes do estômago estão protegidas contra o forte ácido aí presente; </li></ul><ul><li>Os alimentos permanecem no estômago cerca de 3 horas até serem evacuados, para o duodeno (intestino delgado); </li></ul><ul><li>O quimo é evacuado para o duodeno em pequenos jactos; </li></ul><ul><li>O estômago também actua como linha de defesa contra qualquer agente infeccioso que entre no organismo graças ao forte ácido presente. </li></ul>
  34. 35. Doenças do estômago <ul><li>Dispepsia (perturbação da digestão) </li></ul><ul><li>DRGE ou Doença de refluxo gastroesofágico </li></ul><ul><li>Gastralgia (dores de estômago) </li></ul><ul><li>Gastroparésia (atraso no esvaziamento do estômago sem obstrução mecânica) </li></ul><ul><li>Hipercloridria (conhecida vulgarmente por &quot;acidez estomacal&quot; - é provocada por secreção excessiva de ácido clorídrico gástrico) </li></ul><ul><li>Hipocloridria (baixa secreção de ácido clorídrico gástrico) </li></ul>
  35. 36. Doenças do estômago <ul><li>Acloridria (não existência de ácido clorídrico gástrico) </li></ul><ul><li>Linite plástica ou Doença de Brinton (forma de cancro que se difunde por todo o estômago) </li></ul><ul><li>Pirose (conhecida vulgarmente por &quot;azia&quot;) </li></ul><ul><li>Síndrome de Zollinger-Ellison (secreção excessiva de ácido clorídrico gástrico devido a um tumor do pâncreas) </li></ul><ul><li>Úlcera péptica </li></ul>
  36. 37. Saúde do estômago <ul><li>Alimentação equilibrada; </li></ul><ul><li>Comer de 3 em 3 horas; </li></ul><ul><li>Reduzir o consumo de gorduras; </li></ul><ul><li>Reduzir o consumo de carne (especialmente a vermelha); </li></ul><ul><li>Evitar alimentos fritos; </li></ul><ul><li>Comer devagar e mastigar bem os alimentos; </li></ul><ul><li>Evitar consumo excessivo de álcool; </li></ul><ul><li>Praticar exercício físico regularmente. </li></ul>
  37. 38. Intestino delgado <ul><li>Localizado a seguir ao estômago; </li></ul><ul><li>Pertence ao tudo digestivo; </li></ul><ul><li>Após 3 horas no estômago o quimo é evacuado para o duodeno, no intestino delgado; </li></ul><ul><li>No duodeno os movimentos peristálticos misturam lentamente o quimo com o suco pancreático, bílis e suco intestinal; </li></ul><ul><li>Forma-se o quilo . </li></ul>
  38. 39. Anatomia <ul><li>O comprimento do Intestino Delgado varia entre 3 e 9 metros e, divide-se em três partes: duodeno, jejuno e íleo. </li></ul><ul><li>O duodeno tem cerca de 25 cm (12 dedos de comprimento por isso se chama duodeno). </li></ul>
  39. 40. Anatomia <ul><li>A superfície do Intestino Delgado é coberta por saliências em forma de dedo com 0.5 a 1.5 mm, chamadas vilosidades intestinais ; </li></ul><ul><li>Esta estrutura, aumenta enormemente a superfície de absorção do Intestino Delgado. </li></ul>
  40. 41. Vilosidades intestinais
  41. 42. Vilosidades intestinais As vilosidades intestinais são formadas por uma vasta rede de capilares sanguíneos onde ocorre a absorção dos nutrientes . Ao entrarem na corrente sanguínea, os nutrientes são conduzidos às várias células para serem assimilados .
  42. 43. Intestino grosso
  43. 44. Intestino grosso <ul><li>No intestino grosso os alimentos não digeríveis são acumulados, sendo-lhes absorvida a água; </li></ul><ul><li>É aí que são armazenadas as fezes, antes de serem evacuadas; </li></ul><ul><li>O ânus encontra-se fechado por um músculo chamado esfíncter anal, situado à sua volta, em forma de anel. </li></ul>

×