PENSAR E REPENSAR NOHOMEM PÓS-MODERNOTema: Família
O que é família:Designa-se por família o conjuntode pessoas que possuem grau deparentesco entre si e vivem namesma casa fo...
O papel da família nodesenvolvimento de cada indivíduo éde fundamental importância. . É noseio familiar que são transmitid...
O AMBIENTE FAMILIAR É UMLOCAL ONDE DEVE EXISTIRHARMONIA, AFETOS, PROTEÇÃO ETODO O TIPO DE APOIONECESSÁRIO NA RESOLUÇÃO DEC...
FAMÍLIA FOI E SERÁ SEMPRE OFUNDAMENTO DA SOCIEDADEÉ NA FAMÍLIA QUE OS FILHOSDESENVOLVERÃO SUAPERSONALIDADE. NELACRESCERÃO,...
DROGAS NA FAMÍLIAComo ajudar os filhos a evitar as drogas?Afeto: Manifestações de carinho e amor são semprebem vindas. Ab...
 Ambiente: Reduza a influência negativa que possa vir deoutros grupos. Faça com que o ambiente familiar seja atrativo eac...
 Exemplo: Álcool e cigarro são drogas lícitas. Evite consumi-las, se não quiser estimular os filhos a fazer o mesmo. Viva...
Regras claras: Imponha limites. Quando fizeralguma proibição, não deixe dúvida sobre suasrazões. O amor de pai e de mãe p...
EDUCAÇÃOA educação dos filhos é uma das tarefas maisimportantes que podemos realizar, porémprecisamente também é aquela p...
SIGO TEUS PASSOS Pai e filho se preparam para cruzar uma ponte pênsil.Ante o perigo da travessia, o pai adverte o filho:...
VIOLÊNCIA NA FAMÍLIA Violência familiar é um tema que provoca choque e rechaço naspessoas em geral, pois se espera que a ...
 A violência familiar é resultado da combinação de trêsfatores principais: fator cultural, fator social e o fator pessoal...
 . E, como reforço, tem colocado também o sucessoprofissional na base da identidade pessoal masculina. Jánas mulheres a c...
O fator social, através do desemprego, risco dedemissões, doenças, dificuldadeseconômicas, aumenta o stress daspessoas, e...
 Há vários tipos de violência na família, osquais podemos citar: o Abuso Sexual a crianças eadolescentes, bem como a Viol...
DIVÓRCIOInvoca-se o divórcio como uma necessidade paraajudar as famílias e cônjuges que estão em crise e quenão conseguem...
NOS FILHOS -Problemas emocionais habituais: dificuldade nas relaçõespessoais, baixa auto-estima, problemas de atitude, fa...
 -Menor estabilidade no relacionamento com o outro sexo:se divorciam mais ou optam por não se casar. -Maior consumo de á...
: é importante destacar que até agora nenhumestudo conseguiu demonstrar que o divórcioofereça efeitos positivos. Inclusiv...
BENEFÍCIOS DOMATRIMONIO -É o elemento individual mais importantecomo fonte de felicidade e satisfação pessoal .-Proporci...
RELAÇÃO FAMILIAR ENTREOS HOMOSSEXUAIS Por mais que os homossexuais tenham sidoalvos de muitos preconceitos a luta dos dir...
A convivência de pessoas do mesmo sexo feznascerem polêmicos Projetos de Lei cujo propósito édar as parcerias homossexuai...
CONCEITO DEHOMOSSEXUALIDADE E SUAORIGEM:Existe uma pergunta que muitas pessoasfazem quando param para refletir sobre acon...
Com certeza não, esta é uma característicainerente a todos os animais.Assim a homossexualidade esta presente nãosomente ...
A religião é uma das organizações entre outras, comoos movimentos anti-homossexuais, que combateradicalmente os homossexu...
Mas, quando falamos em textos bíblicos nãopodemos nos esquecer que a mesma bíblia quecondena a homossexualidade, condena ...
Sendo assim, somente Deus pode julgar os sereshumanos, e mais, Direito e Religião não podem serlevadas para o mesmo camin...
No caso dos homossexuais estes direitos não sãode certa forma, garantidos falta amparo para quesejam plenamente garantido...
Qualquer pessoa inserida dentro do EstadoDemocrático de Direito tem que ter seu direito aliberdade respeitado, não podend...
O DESEMPREGO E SEUSIMPACTOS NA ESTRUTURAFAMILIARO desemprego hoje é uma das mais importantescausas de desestruturação fam...
GRAVIDEZ NAADOLESCÊNCIAA gravidez na adolescência é um assunto que preocupamuitos pais e é a realidade para muitos jovens...
Penso que os jovens são vítimas de desamparo afetivo.Repito: eles estão à mercê do despertar da sexualidade -que torna o ...
 Será que não ocorre aos responsáveis que essa situação éresponsável pelo vazio existencial que depois resulta em novasex...
a situação é praticamente a mesma, com oagravante de que, muitas vezes, eles sãodepositários de expectativas e esperanças...
Pensar e repensar  no homem pós moderno
Pensar e repensar  no homem pós moderno
Pensar e repensar  no homem pós moderno
Pensar e repensar  no homem pós moderno
Pensar e repensar  no homem pós moderno
Pensar e repensar  no homem pós moderno
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Pensar e repensar no homem pós moderno

513 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
513
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
7
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Pensar e repensar no homem pós moderno

  1. 1. PENSAR E REPENSAR NOHOMEM PÓS-MODERNOTema: Família
  2. 2. O que é família:Designa-se por família o conjuntode pessoas que possuem grau deparentesco entre si e vivem namesma casa formando um lar. Umafamília tradicional é normalmenteformada pelo pai e mãe, unidos pormatrimônio ou união de fato, e porum ou mais filhos
  3. 3. O papel da família nodesenvolvimento de cada indivíduo éde fundamental importância. . É noseio familiar que são transmitidos osvalores morais e sociais que servirãode base para o processo desocialização da criança, bem como astradições e os costumes perpetuadosatravés de gerações.
  4. 4. O AMBIENTE FAMILIAR É UMLOCAL ONDE DEVE EXISTIRHARMONIA, AFETOS, PROTEÇÃO ETODO O TIPO DE APOIONECESSÁRIO NA RESOLUÇÃO DECONFLITOS OU PROBLEMAS DEALGUM DOS MEMBROS. ASRELAÇÕES DECONFIANÇA, SEGURANÇA.CONFORTO E BEM-ESTARPROPORCIONAM A UNIDADEFAMILIAR.
  5. 5. FAMÍLIA FOI E SERÁ SEMPRE OFUNDAMENTO DA SOCIEDADEÉ NA FAMÍLIA QUE OS FILHOSDESENVOLVERÃO SUAPERSONALIDADE. NELACRESCERÃO, ENCONTRARÃO OSENTIDO DE SUA EXISTÊNCIA EAMADURECERÃO NASEGURANÇA, ATÉ QUE UM DIATAMBÉM ELES PARTIRÃO PARAREALIZAR SEU PRÓPRIO PROJETO.
  6. 6. DROGAS NA FAMÍLIAComo ajudar os filhos a evitar as drogas?Afeto: Manifestações de carinho e amor são semprebem vindas. Abrace, beije, incentive os filhos, mesmoem público. Fortaleça os vínculos entre os membros dafamília, incentivando o clima de afetividade,sinceridade e companheirismo entre todos.
  7. 7.  Ambiente: Reduza a influência negativa que possa vir deoutros grupos. Faça com que o ambiente familiar seja atrativo eaconchegante. Faça com que seu filho se sinta bem em suaprópria casa. Diálogo: Ache tempo para conversas e consultas freqüentessobre qualquer assunto. Reserve um tempo especial para cadamembro da família. Mantenha em casa um clima de diálogofranco e aberto. Converse com seus filhos sobre o consumo deálcool e de outras drogas, mas também sobre demais assuntosque fazem parte de seus interesses.
  8. 8.  Exemplo: Álcool e cigarro são drogas lícitas. Evite consumi-las, se não quiser estimular os filhos a fazer o mesmo. Viva o quevocê recomenda aos seus filhos. Mesmo que os contestem ouquestionem, terão nos pais os melhores exemplos e guias. Liberdade: Mais autonomia significa maior capacidade dedecisão. Incentive a responsabilidade de cada um. Respeite osvalores e os sentimentos de seu filho. Evite criticá-lo o tempo todo. Modelo: Cuide para que a relação com os filhos sejafundamentada na confiança e no respeito. Isso cria um modelo decomportamento para eles. O jovens precisam de bons modelos.
  9. 9. Regras claras: Imponha limites. Quando fizeralguma proibição, não deixe dúvida sobre suasrazões. O amor de pai e de mãe precisa serexigente. Esse amor acompanha, colocalimites, exige comportamentos, orientarespostas, deixa as regras claras e atenta para ossinais de fraqueza. Confie em seus filhos.
  10. 10. EDUCAÇÃOA educação dos filhos é uma das tarefas maisimportantes que podemos realizar, porémprecisamente também é aquela para a qual menos nospreparamos. Quase todos aprendemos a ser pais pelométodo de “formação no posto de trabalho” eseguindo o exemplo que nos deram nossos própriospais
  11. 11. SIGO TEUS PASSOS Pai e filho se preparam para cruzar uma ponte pênsil.Ante o perigo da travessia, o pai adverte o filho:  Filho, tenha muito cuidado e preste bastante atenção onde coloca ospés, pois é muito perigoso cruzar esta ponte. O filho, com um olhar, que mais que obediência refletiaestranheza, respondeu ao pai:  Pai, me pergunto: quem de nós dois deve ser mais cuidadoso parapisar, já que a minha intenção é pisar exatamente no lugar que você pisar?
  12. 12. VIOLÊNCIA NA FAMÍLIA Violência familiar é um tema que provoca choque e rechaço naspessoas em geral, pois se espera que a família acolha e proteja seusmembros. Então, de onde vem a violência? Perguntam sempre. Falar em violência familiar implica dizer que há umdesequilíbrio de poder na relação entre pessoas com vínculorelativamente estável ou seja, que algum membro da família estáfazendo uso do poder para controlar a relação à força, de umaforma tal que provoque danos psicológicos ou físicos na outrapessoa.
  13. 13.  A violência familiar é resultado da combinação de trêsfatores principais: fator cultural, fator social e o fator pessoal. Ofator cultural cultiva "a santidade" e privacidade do lar, ofereceestereótipos quanto a questões de gênero, colocando o que éaceitável em termos de papéis masculinos e femininos: "homemnão chora, homem é corajoso, homem não aceita afronta sembrigar". Cultiva-se assim, o não acesso aos seus sentimentos detristeza, medo, ansiedade, validando a agressividade como o maisaceitável
  14. 14.  . E, como reforço, tem colocado também o sucessoprofissional na base da identidade pessoal masculina. Jánas mulheres a cultura estimula o acesso aossentimentos, à empatia, à adaptação e ao cuidado dosoutros, colocando a felicidade da família na base daidentidade pessoal feminina. Embora estejam ocorrendomudanças nestas questões, muitas famílias aindareproduzem estes estereótipos de forma mais intensa queoutras.
  15. 15. O fator social, através do desemprego, risco dedemissões, doenças, dificuldadeseconômicas, aumenta o stress daspessoas, elevando a frustração e o sentimento deincompetência. O fator pessoal resultaprincipalmente das experiências infantis ereprodução da identificação com a forma com queas relações familiares são vividas.
  16. 16.  Há vários tipos de violência na família, osquais podemos citar: o Abuso Sexual a crianças eadolescentes, bem como a Violência Conjugal ondeo agressor é predominantemente masculino. Já nosoutros tipos de violência como Maltrato a crianças eadolescentes, Negligência, Testemunha deviolência, e Violência ao idoso, o agressor pode sertanto masculino quanto feminino.
  17. 17. DIVÓRCIOInvoca-se o divórcio como uma necessidade paraajudar as famílias e cônjuges que estão em crise e quenão conseguem resolvê-la. Alega-se que será umasolução positiva para todos os envolvidos e que ospossíveis problemas que possam originar-se dele seresolvem com o tempo.
  18. 18. NOS FILHOS -Problemas emocionais habituais: dificuldade nas relaçõespessoais, baixa auto-estima, problemas de atitude, falta dematuridade, etc. -Mentem com freqüência, tem baixorendimento, negam a responsabilidade por seus atos eapresentam dificuldade de concentração. Além disso, sãoresistentes às terapias tradicionais para curar estesproblemasMaior promiscuidade sexual, aumento de gravidezese/ou de abortos em adolescentes.
  19. 19.  -Menor estabilidade no relacionamento com o outro sexo:se divorciam mais ou optam por não se casar. -Maior consumo de álcool e drogas; adoção de condutasde risco (violência, dirigir em alta velocidade, esportes oupassatempos perigosos, amizades violentas, etc). -Abandono emocional das crianças no períodoimediatamente posterior ao divorcio: os pais estão ocupadosem reconstruir suas próprias vidas (econômica, social esexual).
  20. 20. : é importante destacar que até agora nenhumestudo conseguiu demonstrar que o divórcioofereça efeitos positivos. Inclusive aqueles quepassaram por ele conscientemente, desejariamque não tivesse sido necessário e o encaramcomo um fracasso pessoal
  21. 21. BENEFÍCIOS DOMATRIMONIO -É o elemento individual mais importantecomo fonte de felicidade e satisfação pessoal .-Proporciona a cada membro do casal umavida mais longa e sã.
  22. 22. RELAÇÃO FAMILIAR ENTREOS HOMOSSEXUAIS Por mais que os homossexuais tenham sidoalvos de muitos preconceitos a luta dos direitoshumanos vem sendo vitoriosa e os tribunaisvêm reconhecendo alguns direitos a partir daconvivência em comum, direitos esses aindainsertos no contexto legislativo
  23. 23. A convivência de pessoas do mesmo sexo feznascerem polêmicos Projetos de Lei cujo propósito édar as parcerias homossexuais status de união estávele reconhecer os direitos de todo o ser humano além dedeveres e obrigações, protegendo assim disposiçõesde caráter patrimonial protegendo a propriedadeconstruída pelos parceiros e o direito à adoção
  24. 24. CONCEITO DEHOMOSSEXUALIDADE E SUAORIGEM:Existe uma pergunta que muitas pessoasfazem quando param para refletir sobre acondição de homossexual, a questão centra-sesobre o fato de ser a homossexualidade apenascaracterística que caracteriza o ser humano?
  25. 25. Com certeza não, esta é uma característicainerente a todos os animais.Assim a homossexualidade esta presente nãosomente entre os homens, mas entre asinúmeras espécies de animais, sendo este umacontecimento que se dá desde os tempos maisremotos da história da humanidade.
  26. 26. A religião é uma das organizações entre outras, comoos movimentos anti-homossexuais, que combateradicalmente os homossexuais, é claro que na Bíblia nãoexiste a palavra homossexual, mas podemos encontraruma passagem que demonstra exatamente o queestamos colocando, em Levítico 18:22, lê-se: “Com ohomem não te deitarás, como se fosse mulher: Éabominação.” Desta forma podemos entender porque aigreja entende que a homossexualidade é contrária a leidivina.
  27. 27. Mas, quando falamos em textos bíblicos nãopodemos nos esquecer que a mesma bíblia quecondena a homossexualidade, condena tambémo julgamento feito por qualquer pessoa, não nosesqueçamos da passagem de João 8:7: “...aquele dentre vós que está sem pecado que lheatire uma pedra.”.
  28. 28. Sendo assim, somente Deus pode julgar os sereshumanos, e mais, Direito e Religião não podem serlevadas para o mesmo caminho, pois são teoriasmuito diferentes, exemplo disto podemos encontraro divórcio, a independência da mulher, estas sãoquestões contrárias a Bíblia e a religião, mas que nãoacompanham a evolução da sociedade, coisa que odireito tem o dever de normatizar.
  29. 29. No caso dos homossexuais estes direitos não sãode certa forma, garantidos falta amparo para quesejam plenamente garantidos os direitos deliberdade de escolha da opção sexual e até mesmoda união homo afetiva, para que do direito a estasopções possam decorrer também a garantia deoutros direitos, como o da sucessão hereditária, daadoção, entre outros.
  30. 30. Qualquer pessoa inserida dentro do EstadoDemocrático de Direito tem que ter seu direito aliberdade respeitado, não podendo ser obrigado afazer ou deixar de fazer alguma coisa senão emvirtude da lei. Neste sentido podemos concluir quenão há razão para não se tratar com dignidade oshomossexuais e reconhecer a sua entidade familiare seus direitos inerentes.
  31. 31. O DESEMPREGO E SEUSIMPACTOS NA ESTRUTURAFAMILIARO desemprego hoje é uma das mais importantescausas de desestruturação familiar. A sentindoameaçados e com os nervos a flor da pele. Todos osprincípios e valores adquiridos como ahonestidade, o cumprimento de compromissosfinanceiros se vão e o ser humano não sabe lidarcom cada um deles.
  32. 32. GRAVIDEZ NAADOLESCÊNCIAA gravidez na adolescência é um assunto que preocupamuitos pais e é a realidade para muitos jovens. Em entrevistaconcedida em dezembro de 2004 ao jornal Gazeta do Povo, deCuritiba, e aqui publicada na íntegra, a Profa. Sueli CaramelloUliano aborda essa questão com orientações tanto parafamílias com filhos ainda pequenos como para as que estãopassando por uma situação de uma gravidez precoce.
  33. 33. Penso que os jovens são vítimas de desamparo afetivo.Repito: eles estão à mercê do despertar da sexualidade -que torna o seu corpo vulnerável a estímulos dessa natureza- , e estão mergulhados num ambiente impregnado deerotismo e sensualidade. E a família e o Estado se omitemde verdadeiramente orientá-los e até contribuem para adesorientação, favorecendo e facilitando uma situação depromiscuidade ou, no mínimo de iniciação sexual precoce.
  34. 34.  Será que não ocorre aos responsáveis que essa situação éresponsável pelo vazio existencial que depois resulta em novasexperiências de prazer que levam a transtornos e mesmo àsdrogas? Em todo caso, que a gravidez preocupe já umcomeço, uma reação. Na estrutura familiar, as crianças são os membros maisvulneráveis às situações de conflitos no grupo e, nestesentido, estão mais expostas que os demais, justamente por nãoter autonomia e capacidade plena de defesa e resolução. Comrelação aos adolescentes,
  35. 35. a situação é praticamente a mesma, com oagravante de que, muitas vezes, eles sãodepositários de expectativas e esperanças deascensão do grupo familiar, sofrem com afrustração destas expectativas, tanto pelo contextofamiliar de sobrevivência, como pelo contexto depossibilidades de inserção social

×