Cronograma iluminacao de edificios

530 visualizações

Publicada em

cronograma iluminação

Publicada em: Engenharia
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
530
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
8
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Cronograma iluminacao de edificios

  1. 1. GERENCIAMENTO DE OBRAS E GESTÃO DE PROJETOS 1 PROJETO DE ILUMINAÇÃO EXTERNA DE EDIFÍCIOS CRONOGRAMA FÍSICO-FINANCEIRO 1. Descrição Iluminação de um edifício histórico com projeção retangular em planta de 42 m de comprimento, 26 m de largura e 8,5 m de altura. O perímetro total é 176 m e a área da fachada, 1.496 m2 . 26.0m 8.0m 42.0m 2.0m 8.0m9.0m 8.0m8.0m 10.0m 4.0m 8.0m 9.0m Figura 1 Planta baixa do pavimento térreo A iluminação externa de um edifício é composta por 10 luminárias com lâmpadas de vapor de sódio com potência de 2.000 VA cada, fixadas em postes metálicos com 7 m de comprimento, fixados em base de concreto. O controle das luminárias será feito a partir de um QDL – Quadro de Distribuição de Luz, instalado no interior do edifício. A posição das luminárias é mostrada na figura abaixo.
  2. 2. GERENCIAMENTO DE OBRAS E GESTÃO DE PROJETOS 2 64.2m 15.1m 11m 48.2m 11m Figura 2 Rede de iluminação externa de edifício 2. Dimensionamento 2.1 Dimensionamento dos circuitos A rede de iluminação é composta por 4 circuitos, conforme indica o Quadro de Cargas abaixo. Tabela 1: Quadro de Cargas Seção dos Condutores (mm2 ) Circ Nº Local Tensão (V) Potência (VA) I (A) Fator de agrup I corrigida (A) L (m) 1º Método 2º Método Adotado Disj. (A) 1 Frente 220 6000 27,3 0,80 34,1 93 21,0 6,0 25 70 2 Fundos 220 6000 27,3 0,80 34,1 82 17,5 6,0 25 70 3 Direito 220 4000 18,2 0,80 22,7 130 18,5 2,5 25 70 4 Esquerdo 220 4000 18,2 0,80 22,7 130 18,5 2,5 25 70 Nota: L é o comprimento do condutor (em metros) do Quadro de Distribuição de Luz até o ponto mais distante. Eletrodutos: φ 40 mm.
  3. 3. GERENCIAMENTO DE OBRAS E GESTÃO DE PROJETOS 3 Circuito 1 – Frente 1º Método U = 220 V N = 6000 VA L = 98 m Máxima queda tensão e = 2% 2 2 21 22002,0 986000 58 1 2 mmS = × × ××= 2 Método U = 220 V N = 6000 VA f = 0,80 )(A FPUk P I ⋅⋅ = )(1,34 80,02200,1 6000 AI = ×× = → S=6 mm2 . Circuito 2 – Fundos 1º Método U = 220 V N = 7500 VA L = 82 m Máxima queda tensão e=2% 2 2 5,17 22002,0 826000 58 1 2 mmS = × × ××= 2 Método U = 220 V N = 6000 VA f = 0,80 )(A FPUk P I ⋅⋅ = )(1,34 80,02200,1 6000 AI = ×× = → S=6 mm2 . Circuito 3 – Direito 1º Método U = 220 V N = 4000 VA L = 130 m Máxima queda tensão e=2% 2 2 5,18 22002,0 1304000 58 1 2 mmS = × × ××= 2 Método U = 220 V N = 4000 VA f = 0,80 )(A FPUk P I ⋅⋅ = )(7,22 80,02200,1 4000 AI = ×× = → S=2,5mm2 . Circuito 4 – Esquerdo 1º Método U = 220 V N = 4000 VA L = 130 m Máxima queda tensão e=2% 2 2 5,18 22002,0 1304000 58 1 2 mmS = × × ××= 2 Método U = 220 V N =4000 VA f = 0,80 )(A FPUk P I ⋅⋅ = )(7,22 80,02200,1 4000 AI = ×× = → S=2,5mm2 . onde: FP = fator de potência (cos φ) = 1 (circuito resistivo) 1=k para circuitos monofásicos a 2 fios
  4. 4. GERENCIAMENTO DE OBRAS E GESTÃO DE PROJETOS 4 2.2 Dimensionamento do ramal de entrada Entrada do QDL – Quadro de Distribuição de Luz 1º Método U = 220 V N = 20000 VA L = 50 m Máxima queda tensão e=2% 2 2 6,35 22002,0 5020000 58 1 2 mmS = × × ××= 2 Método U = 220 V N =20000 VA f = 1,0 )(A FPUk P I ⋅⋅ = )(91 80,02200,1 20000 AI = ×× = → S=25mm2 . Entrada: 3 # 35 mm2 – F F T. Disjuntor bipolar 80 A Eletroduto: φ 40 mm. 2.3 Tabelas de dimensionamento Tabela 2: Dimensionamento de disjuntores termomagnéticos Corrente nominal (A)Seção dos condutores (mm2 ) 1 circuito por eletroduto 2 ou mais circuitos agrupados 1,5 15 10 2,5 20 15 4 25 20 6 35 25 10 50 40 16 60 50 25 80 70 35 100 80 50 125 100 Tabela 3: Capacidade de condução de corrente para fios e cabos PIRASTIC ANTIFLAM da PIRELLI à temperatura ambiente de 30ºC, instalados em eletrodutos Capacidade de condução de corrente (A) Diâmetro nominal (mm2 ) 2 condutores carregados (monofásico e bifásico) 3 condutores carregados (trifásico) 1,5 17,5 15,5 2,5 24 21 4 32 28 6 41 36 10 57 50 16 76 68 25 101 89 35 125 111 50 151 134 70 192 171
  5. 5. GERENCIAMENTO DE OBRAS E GESTÃO DE PROJETOS 5 Tabela 3: Ocupação máxima dos eletrodutos de PVC para fios e cabos PIRASTIC ANTIFLAM Número de condutores no eletroduto 2 3 4 5 6 7 8 9 Seção nominal (mm2 ) Tamanho nominal do eletroduto (mm) 1,5 16 16 16 16 16 16 20 20 2,5 16 16 16 20 20 20 20 25 4 16 16 20 20 20 25 25 25 6 16 20 20 25 25 25 25 32 10 20 20 25 25 32 32 32 40 16 20 20 25 32 32 40 40 40 25 25 25 32 40 40 40 50 50 35 25 32 40 40 50 50 50 50 Tabela 4: Fator de Agrupamento Número de Circuitos Agrupados 1 2 3 4 5 6 7 1,00 0,80 0,70 0,65 0,60 0,56 0,55 3. Serviços Para a execução do projeto de iluminação proposto são necessários os serviços abaixo listados, que deverão compor o cronograma físico-financeiro da obra. 3.1. Preparação de valas 1.1 Escavação manual de valas: largura 30 cm, profundidade 50cm - FDE 01.05 1.2 Lastro de 5 cm de brita # 2 – FDE 01.07.02 1.3 Lastro de 5 cm de concreto – FDE 01.07.10 1.4 Abertura manual de valas para caixas: (50×50×60) cm. 1.5 Lastro de 5 cm de brita # 2 – FDE 01.07.02 1.6 Lastro de 5 cm de concreto – FDE 01.07.10 1.7 Reaterro das valas FDE 02.01.25 3.2. Caixas de inspeção alvenaria 2.1 Caixa de inspeção de alvenaria (50×50×60) cm de ½ tijolo revestida FDE 01.08.50 2.2 Tampa de concreto (70×70×50) cm FDE 01.08.52
  6. 6. GERENCIAMENTO DE OBRAS E GESTÃO DE PROJETOS 6 3.3. Instalação de eletrodutos 3.1 Instalação de eletrodutos PVC rígido roscavel # 40 mm nas valas FDE 09.03.48 3.4. Postes metálicos 4.1 Escavação da base do poste (φ 30 × 60) cm 4.2 Fixação dos postes de aço galvanizado # 3 ½ × 6 m FDE 09.03.48 3.5. Luminárias 5.1 Montagem e fixação das luminárias de vapor de sódio FDE 09.11.73 5.2 Pintura esmalte em estrutura metálica FDE 15.01.04 3.6. Quadro de Distribuição de Luz 6.1 Fixação do QDL – Quadro de Distribuição de Luz FDE 09.05.54 3.7. Quadro de Distribuição de Luz 7.1 Cabo de 25 mm2 , isolação 750 V FDE 09.03.25 3.8 Definição das dimensões das valas e caixas de alvenaria As figuras 3 e 4 ilustram as dimensões das aberturas das valas e caixas de inspeção, respectivamente. 50cm 30cm 60cm 50cm Figura 3: Abertura manual de valas: lastro de 5 cm de brita 2 e 5 cm de concreto magro Figura 4: Caixas de alvenaria (50×50×60)cm tampa de concreto (70×70×5)cm. 3.9 Quantitativos e custos unitários Apresenta-se a seguir a tabela de quantitativos e custos unitários e totais diretos dos diversos serviços da obra.
  7. 7. GERENCIAMENTO DE OBRAS E GESTÃO DE PROJETOS 7 Tabela 5: Serviço, quantitativos e custos diretos. Índice custo un. custo un. custo Nº de tempo tempo tempo Item Serviço Un. tempo (h) quant. Material M.O. total equipes (horas) (dias) (dias) 1 Preparação de valas 1356,00 5 1.1 Abertura de valas m3 2,30 30,72 0,00 17,97 552,04 2 35,33 4,42 5 1.2 Lastro de brita 2 - 5 cm m3 0,15 3,072 3,05 1,17 12,96 1 0,46 0,06 1 1.3 Lastro de concreto - 5 cm m3 0,80 3,072 7,56 9,04 51,00 1 2,46 0,31 1 1.4 Abertura de valas - caixas m3 2,30 1,5 0,00 17,97 26,96 1 3,45 0,43 1 1.5 Lastro de brita 2 - 5 cm caixas m3 0,15 0,125 3,05 1,17 0,53 1 0,02 0,00 1 1.6 Lastro de concreto - 5 cm cx m3 0,80 0,125 7,56 9,04 2,08 1 0,10 0,01 1 1.7 Reaterro m3 3,50 25,976 0,00 27,35 710,44 3 30,31 3,79 4 2 Caixas de inspeção 1134,91 5 2.1 Cx alvenaria 1/2 tijolo revestida m2 5,7 12 26,73 65,93 1111,92 2 34,20 4,28 4 2.2 Tampa de concreto - 5cm m3 2,42 0,245 35,21 58,62 22,99 1 0,59 0,07 1 3 Eletrodutos 3835,55 6 3.1 Eletroduto PVC rigido # 40 mm m 0,7 205 5,89 12,82 3835,55 3 47,83 5,98 6 4 Postes metálicos 4604,17 4 4.1 Escavação de valas m3 2,30 0,21 0,00 17,97 3,77 1 0,48 0,06 1 4.2 Postes aco galv # 3 1/2 x 6m unidade 2,00 10 402,55 57,49 4600,40 1 20,00 2,50 3 5 Luminárias 2535,28 4 5.1 Fixação de Luminárias unidade 3,00 10 197,79 30,19 2279,80 2 15,00 1,88 2 5.2 Pintura esmalte m2 0,40 35,19 1,87 5,39 255,48 1 14,08 1,76 2 6 Quadro de comando 573,01 2 Quadro de comando - fixação unidade 5,00 1 415,50 65,93 481,43 1 5,00 0,63 1 Quadro de comando - ligação unidade 5,00 1 0,00 91,58 91,58 1 5,00 0,63 1 7 Cabos 17883,36 7 Cabo de 25 mm2 m 0,4 1584 6,71 4,58 17883,36 4 52,80 6,60 7 TOTAL 31922,28 33 4. Cronograma físico-financeiro Para a montagem do cronograma físico-financeiro da obra é necessária a obtenção de dados das composições de custos e de tempo de cada serviço. Neste projeto essas composições foram tomadas da tabela fornecida pela FDE – Fundação para o desenvolvimento da educação da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo. As obras para o Governo Federal devem ser orçadas com base na tabela SINAPI, fornecida pela Caixa Econômica Federal. 1 Preparação de valas 1.356,00R$ 4% 2 Caixas de inspeção 1.134,91R$ 4% 3 Eletrodutos 3.835,55R$ 12% 4 Postes metálicos 4.604,17R$ 14% 5 Luminárias 2.535,28R$ 8% 6 Quadro de comando 573,01R$ 2% 7 Cabos 17.883,36R$ 56% TOTAL 31.922,28R$ 100% PERCENTUAL 100%10% 16% 3 4 R$ 7.689,84 5 8% 34% 24% 2 R$ 2.535,28 R$ 10.766,53R$ 1.134,91 6 7 8 R$ 3.183,51 R$ 5.256,22 4% 4% CRONOGRAMA FÍSICO FINANCEIRO SEMANAS SERVIÇOSITEM TOTAL POR ITENS PERCEN- TUAL R$ 1.356,00 1
  8. 8. GERENCIAMENTO DE OBRAS E GESTÃO DE PROJETOS 8 5. Preço da obra Sobre o valor orçado dos custos diretos deve ser aplicado o BDI – Bônus e Despesas Indiretas. O BDI é um valor percentual que deve englobar todas as despesas indiretas da atividade, algumas taxas e impostos, além do lucro. Usualmente, o BDI varia entre 20% a 30%. A título de exemplo mostra-se uma possível forma de composição do BDI. Item (%) Escritório Central 1,80 Alimentação e transporte de pessoal 6,55 Lucro 8,00 Imposto: Cofins 3,00 Imposto: PIS 0,65 Imposto ISS 5,00 BDI 25,0 N caso do exemplo, os custos diretos somam o montante de R$ 31.922,28. Portanto, o preço da obra será R$ 31.922,28× 1,25 = R$ 39.902,85. Outra opção de execução de obras é a cobrança de uma taxa percentual de administração sobre o custo dos materiais e mão de obra. Esse percentual pode variar entre 10% e 25%, sendo o valor mais utilizado é de 20 %. 5.1 Honorários de projeto Outro tópico que deve ser levado em consideração pelo projetista é a fixação de seus honorários profissionais. Os critérios de cobrança de honorários podem ser baseados pelas tabelas de honorários fornecidas pelos Conselhos Regionais, pelos Sindicatos de Classe, por metro quadrado, por prancha de desenho, por Hora Técnica, entre outros. A escolha do método de fixação do valor do projeto depende de vários fatores como tamanho da obra, grau de dificuldade, etc. A fixação do valor do projeto por metro quadrado varia entre R$ 5,00 a R$ 12,00, considerando o valor de R$ 7,00, como valor médio cobrado por metro quadrado. Se o valor do projeto for fixado por pranchas de desenho, seu valor pode variar entre R$ 800,00 a R$ 2.000,00, considerando o valor médio de R$ 1.200,00 por prancha.
  9. 9. GERENCIAMENTO DE OBRAS E GESTÃO DE PROJETOS 9 Se for escolhida Hora Técnica, então seu valor costuma variar entre R$ 30,00 a R$ 150,00, a Hora Técnica. No caso de obras de instalações elétricas, o valor do projeto também pode ser fixado pelo número de pontos elétricos a serem instalados, como tomadas, pontos de luz, quadros de distribuição, etc. No exemplo em estudo, considerando o edifício um retângulo, o seu perímetro soma 176 m. Como a altura do edifício é de 8,5 m, a área da fachada é de 1.496 m2 . Entende-se que para esse projeto, o número de pranchas é pequeno. Contudo, o projeto de iluminação é trabalhoso, sendo, justo que os honorários do projeto sejam cobrados pela área a ser iluminada. Se o valor do metro quadrado for R$ 7,00, então, o valor do projeto será 00,472.10 $ 00,71496 2 2 =× m R m .
  10. 10. GERENCIAMENTO DE OBRAS E GESTÃO DE PROJETOS 10 6. Contrato Para a execução de todo projeto ou obra necessita de um contrato, no qual as partes combinam as condições do serviço. Mostra-se a seguir um possível modelo de contrato. CONTRATO DE PROJETO DE DESIGN DE AMBIENTES Modelo de Contrato oferecido pela Professora Arq. Jamile Tormann REFERÊNCIA: Projeto de Design de Ambientes completo do imóvel localizado à Rua __________________________, Cidade, UF. CONTRATANTE: ____________________________________________ Inscrito no CPF sob número _________________________ Com endereço à Rua _______________________________, Cidade, UF. CONTRATADO: ____________________________________________ Inscrito no CPF sob número _________________________ Com endereço à Rua _______________________________, Cidade, UF 1. OBJETO DO CONTRATO O presente contrato tem por objetivo, a execução pelo CONTRATADO, dos serviços contidos na Cláusula 2, subseqüente, relacionados com a referência do presente contrato. 2. DESCRIÇÃO DOS SERVIÇOS Os serviços a serem executados pelo CONTRATADO consistem no desenvolvimento completo do projeto de DESIGN DE INTERIORES E AMBIENTES, composto de dados concepcionais apresentados em escala adequada à perfeita compreensão dos elementos nele contidos: 2.1. Estudo Preliminar – Brieffing, estudos preparatórios, relatórios, desenhos esquemáticos, e demais documentos em que se demonstra a compreensão do problema e a definição dos critérios e diretrizes conceituais para o desenvolvimento do trabalho; 2.2. Projeto Conceitual – desenhos de lançamento das propostas anunciadas no Estudo Preliminar, acompanhadas de cálculos e demais instrumentos de demonstração das propostas apresentadas no projeto; incluem-se instruções a serem encaminhadas aos responsáveis pelos
  11. 11. GERENCIAMENTO DE OBRAS E GESTÃO DE PROJETOS 11 projetos de instalação elétrica, ar condicionado e automação, como a indicação da composição dos comandos e modo de operação dos mesmos, que evidenciem as diferentes possibilidades de uso dos sistemas propostos; compreende também a compatibilização, atividade em que se justapõem as informações técnicas e as necessidades físicas relativas às determinações do projeto de Design de Ambientes e as decorrentes dos demais projetos integrantes do trabalho global (arquitetura, estrutura, instalações elétricas e telefônicas, hidráulicas, de ar condicionado, de sonorização e sprinklers, interiores e exteriores, paisagismo, etc.), com a finalidade de garantir a coexistência física e técnica indispensável ao perfeito andamento da execução do projeto; 2.3. Projeto Executivo – concretização das idéias propostas no Projeto Conceitual devidamente compatibilizadas a partir da integração do projeto de Ambientes com todos os sistemas prediais envolvidos no trabalho. Incluem-se as informações técnicas pertinentes à correta integração dos ambientes e demais equipamentos aos detalhes da arquitetura, bem como os dados do equipamento especificado, para a concretização dos conceitos estabelecidos no projeto. Os desenhos referentes móveis, equipamentos, revestimentos, materiais e acabamentos deverão ser inseridos no Projeto Executivo ou complemento deste (Memorial Descritivo), para que haja perfeita compreensão das dimensões físicas e da forma de instalação dos mesmos no edifício. Os detalhamentos de móveis e acessórios especiais serão considerados serviços extraordinários; Parágrafo único: os desenhos serão apresentados em escala. 2.4. Supervisão Técnica – atividade de acompanhamento da execução das obras do edifício ou empreendimento, para constatação da correta execução de suas determinações e apresentação de modificações ou adaptações tecnicamente convenientes, quando necessário e pertinente. Não ficam acordadas visitas técnicas à obra durante o andamento da construção do edifício. As visitas necessárias durante a fase de acabamento serão acordadas em instrumento à parte posteriormente. 3. PRAZOS 3.1. Os serviços ora contratados serão executados nos prazos abaixo especificados: 3.1.1. ESTUDO PRELIMINAR: 30 (trinta) dias após a assinatura deste contrato; 3.1.2. PROJETO CONCEITUAL: 60 (sessenta) dias após a entrega do Estudo Preliminar;
  12. 12. GERENCIAMENTO DE OBRAS E GESTÃO DE PROJETOS 12 3.1.3 PROJETO EXECUTIVO: 120 (cento e vinte) dias após a entrega do Projeto Conceitual. 3.2. Os prazos acima constituem os mínimos necessários para o desenvolvimento técnico dos serviços, podendo, no entanto, serem dilatados a pedido do CONTRATANTE. 3.3. Não serão contados os dias em que o projeto ficar retido pelo CONTRATANTE, para apreciação. 3.4. Os prazos acima não se vinculam aos prazos necessários para aprovação junto aos órgãos competentes, podendo, entretanto, o CONTRATADO desenvolver, paralelamente e estes trâmites, as etapas posteriores. 3.5. Os prazos acima serão contados a partir da entrega dos elementos necessários ao desenvolvimento do projeto pelo CONTRATANTE, ou seja, levantamento planialtimétrico, sondagens, plantas arquitetônicas, escrituras e civis, etc. 4. HONORÁRIOS 4.1. Para uma área bruta aproximadamente de _____ metros quadrados de área a ser trabalhada, o valor do Projeto será de R$ _____________ pelos serviços previstos no presente contrato o CONTRATANTE pagará ao CONTRATADO, os honorários calculados em R$ _________ (_______________________) que serão pagos da seguinte forma: • 20% – na assinatura do contrato; • 30% – na entrega do Projeto Conceitual; • 50% – na entrega do Projeto Executivo. 4.2. Não constam do preço do projeto; 4.2.1. Impostos, taxas, emolumentos e registro na Prefeitura; 4.2.2. Sondagens e levantamentos de patologias prediais; 4.2.3. Cópias heliográficas, xerográficas e fotografias; 4.2.4. Maquetes, perspectivas e plantas de comercialização; 4.2.5. Alterações introduzidas pelo CONTRATANTE nas etapas subseqüentes que já foram previamente analisadas e aprovadas;
  13. 13. GERENCIAMENTO DE OBRAS E GESTÃO DE PROJETOS 13 4.2.6. Projetos complementares de instalações hidráulicas, sanitários, elétricas, movelarias exclusivas, intervenções arquitetônicas, etc. 4.3. O pagamento de cada etapa deverá ser efetuado até 5 (cinco) dias úteis após a aprovação (de acordo) dos serviços correspondentes, contra emissão dos respectivos recibos de honorários profissionais. 4.3.1. O CONTRATANTE terá 5 (cinco) dias úteis para a aprovação ou solicitação de eventuais alterações a contar da data de cada etapa. 4.3.2. Os pagamentos efetuados após seu vencimento sofrerão multa de 30% (trinta). 4.4. Todas as alterações introduzidas no projeto pelo CONTRATANTE, visitas à obra e sua fiscalização serão cobradas por hora técnica, de acordo com os valores a seguir convencionados. • Designer de Ambientes:... R$ XX,XX / hora • Desenhista:....................... R$ XX,XX / hora 5. OBRIGAÇÕES DO CONTRATADO Constituem obrigações do CONTRATADO; 5.1. Indicar e mediar a contratação de todo o pessoal necessário à execução dos serviços objeto deste contrato: pedreiros, instaladores, gesseiros, marceneiros, serralheiro e fornecedores. 5.2. Responder perante o CONTRATANTE, pela execução e entrega dos objetos da Cláusula 2. 5.3. Assumir, na qualidade de autoria, a responsabilidade técnica pelas especificações feitas, atendendo prontamente às exigências, modificações e esclarecimentos que forem necessários bem como intermediar as partes fornecedor / cliente quando houver algum problema. 5.4. Fornecer um CD com as plantas, detalhes relativos ao desenvolvimento do projeto e memorial descritivo ao CONTRATANTE. 5.5. Coordenar e dar orientação geral nos projetos complementares ao projeto de Design de Ambientes, tais como indicações de alterações nas instalações elétricas e telefônicas, arquitetura, instalações hidráulicas e outros, podendo, a pedido do CONTRATANTE, indicar profissionais legalmente habilitados para sua execução.
  14. 14. GERENCIAMENTO DE OBRAS E GESTÃO DE PROJETOS 14 5.6. O CONTRATADO deve elaborar os projetos objetivados no presente contrato, em obediência às normas e especificações técnicas vigentes, responsabilizando-se pelos serviços prestados, na forma da legislação em vigor. 6. OBRIGAÇÕES DO CONTRATANTE 6.1. Ressarcir as despesas havidas pelo CONTRATADO, tais como decorrentes de projetos técnicos complementares, memoriais e tabelas técnicas de incorporação, cópias heliográficas, xerográficas e outras não especificadas, desde que autorizadas pelo CONTRATANTE. 6.2. Fornecer ao CONTRATADO, todos os documentos como cópias de escrituras, levantamentos planialtimétricos, sondagens, plantas arquitetônicas e civis e profissionais para a elaboração dos projetos complementares, etc. 6.3. Pagar as despesas relativas a fotografias, mapas, maquetes e plantas de comercialização necessárias à representação dos projetos. 6.4. Pagar os honorários do CONTRATADO e projetos complementares, referentes aos projetos modificativos, e alterações de projetos das fases já executadas, decorrentes das solicitações feitas pelo CONTRATANTE independente das razões que o motivaram. Esses honorários serão cobrados conforme a Cláusula 4.4 do presente contrato. 7. CONDIÇÕES GERAIS 7.1. Este contrato não criará qualquer vínculo empregatício entre o CONTRATANTE e o CONTRATADO. 7.2. A cada etapa entregue, deverá o CONTRATANTE analisar todos os desenhos entregues e autorizar (de acordo) o início da etapa seguinte. 7.3. É defeso de qualquer das partes ceder ou transferir total ou parcial, os direitos e obrigações decorrentes deste contrato. 7.4. O CONTRATANTE poderá interromper os trabalhos a qualquer momento desde que assegure ai CONTRATADO o término da etapa em andamento e sua conseqüente remuneração. 7.5. Se o objeto deste contrato se limitar ao Estudo Preliminar e ao Projeto Conceitual, e se estes forem utilizados para a execução da obra, tal utilização será suscetível da aplicação das
  15. 15. GERENCIAMENTO DE OBRAS E GESTÃO DE PROJETOS 15 disposições legais da obrigatoriedade do pagamento da indenização a três vezes o valor estipulado na Cláusula 4.1. 7.6. O CONTRATADO não se responsabiliza por alterações ocorridas durante a obra que estiverem em desacordo com os serviços por ele executados ou alterações solicitadas pelo CONTRATANTE que estiverem em desacordo com a legislação em vigor. 7.7. Se, a partir da data deste contrato, forem criados novos tributos taxas, encargos e contribuições fiscais e para fiscais ou modificadas as alíquotas atuais, de forma a majorar os ônus do CONTRATADO, os valores da remuneração constante do presente contrato, serão revisadas de modo a refletir tais modificações. 7.8. O contrato será rescindido caso ocorram as seguintes hipóteses: 7.8.1. Infração de qualquer das Cláusulas e Condições; 7.8.2. Insolvência de qualquer das partes; 7.9. A parte que der causa ao rompimento deste ajuste, incidirá na multa contratual 20% (vinte por cento) sobre o valor total dos serviços contratados. 7.10. As partes elegem o TRIBUNAL DE MEDIAÇÃO E ARBITRAGEM DO ESTADO DO ____________, CÂMARA DA CIDADE DE _____________, como órgão do INSTITUTO JURÍDICO EMPRESARIAL, com sede na Rua ______________________, nº___, Cidade, UF, CEP: _____________, para solução de toda e qualquer dúvida ou controvérsia resultante do presente contrato ou a ele relacionado, de acordo com as normas de seus regulamentos, renunciando expressamente a qualquer outro foro por mais privilegiado ou especial que seja. E, por estarem justos e contratados, assinam a presente em 2 (duas) vias com 6 (seis) páginas cada de igual teor, na presença das testemunhas, abaixo: Cidade, __ de _________________ de _____. _________________________________ CONTRATADO _________________________________ CONTRATANTE Testemunhas _________________________________ Nome: _______________________ CPF ___________________ _________________________________ Nome: _______________________ CPF ___________________
  16. 16. GERENCIAMENTO DE OBRAS E GESTÃO DE PROJETOS 16 OBS: 1. Algumas partes deste contrato devem ser alteradas de acordo com a realidade local e necessidades do projeto. 2. Caso faça uso de RTs como forma de baixar o valor total do projeto, é ético informar isso ao cliente e fazer constar deste contrato o seguinte parágrafo único logo após os valores: Parágrafo único: O valor baixo cobrado pelo projeto é referente ao acordo entre as partes onde o CONTRATANTE compromete-se a efetuar as compras sempre na presença do CONTRATADO para que este último possa receber dos fornecedores as RT's como complementação do valor global do projeto.

×