SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 6
Baixar para ler offline
UAB – UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL
UESPI – UNIVERSIDADE ESTADUAL DO PIAUÍ
COORDENAÇÃO GERAL EAD / UAB/UESPI
CURSO DE LICENCIATURA PLENA EM LETRAS – INGLÊS
DISCIPLINA: PRÁTICA PEDAGÓGICA II
ALUNO(S) AUTOR(ES)
PROJETO DE INTERVENÇÃO PEDAGÓGICA
APLICAÇÃO DA HABILIDADE ORAL EM LÍNGUA INGLESA
TERESINA (PI)
2016
ALUNO(S) AUTOR(ES)
PROJETO DE INTERVENÇÃO PEDAGÓGICA
APLICAÇÃO DA HABILIDADE ORAL EM LÍNGUA INGLESA
Projeto de intervenção Pedagógica para
alunos de ______ do Ensino
___________ da Unidade Escolar
____________________________, na
cidade de ______________ em
cumprimento as exigências da disciplina
de Prática Pedagógica II do Curso de
Inglês orientado pelo (a) Professor (a)
________________________________
JANEIRO - 2016
PROJETO DE INTERVENÇÃO PEDAGÓGICA
NOME DO PROJETO
1. INTRODUÇÃO
A Língua Inglesa tornou-se uma língua oficial em termos globais. Escrever
bem, expressar-se e compreender de forma razoável os parâmetros linguísticos é
essencial para o cotidiano. Os avanços do mundo moderno cada dia exige uma
série de conhecimentos, principalmente por parte daqueles que desejam se tornar
aptos a desenvolver bem as habilidades da língua
inglesa.___________________________________________________________
_________________________________________________________________
_________________________________________________________________
_________________________________________________________________
_________________________________________________________________
_________________________________________________________________
_________________________________________________________________
_________________________________________________________________
_________________________________________________________________
_________________________________________________________________
_________________________________________________________________
_________________________________________________________________
_________________________________________________________________
2. JUSTIFICATIVA
Segundo os Parâmetros Curriculares Nacionais, o ensino de língua inglesa
tem como um de seus pressupostos básicos o domínio mínimo das habilidades
como escrita, leitura, oralidade e ouvir da língua inglesa, o que não acontece na
maioria das escolas. É preciso que haja uma intervenção dentro deste contexto,
considerando que nossas escolas tem grande deficiência dentro desse ensino,
especialmente no que se refere ao ensino da oralidade;
_________________________________________________________________
_________________________________________________________________
_________________________________________________________________
_________________________________________________________________
_________________________________________________________________
_________________________________________________________________
_________________________________________________________________
_________________________________________________________________
_________________________________________________________________
_________________________________________________________________
3. OBJETIVOS
• GERAL: Propiciar aos alunos do(a) _______ (ano/ série) da Unidade
Escolar ____________________, o interesse e desenvolvimento da
habilidade oral, possibilitando ao alunado a aquisição de competência ao
processo de aprendizagem dessa habilidade, incentivando o educando a
valorizá-la e desenvolver a auto percepção das mesma, para agir e
interagir com o mundo e suas diversas mudanças.
• ESPECÍFICOS:
- Promover o prazer pela língua inglesa, e incentivar o desejo de aprender a
mesma.
- Proporcionar ao aluno a oportunidade de familiarizar-se com as habilidades.
- Ampliar o conhecimento do vocabulário através da escrita, leitura, oralidade
e audição.
- Refletir sobre os elementos utilizados nas produções. (com o apoio do
professor)
4. CONTEÚDO PROGRAMÁTICO
_________________________________________________________________
_________________________________________________________________
_________________________________________________________________
_________________________________________________________________
5. METODOLOGIA
_________________________________________________________________
_________________________________________________________________
_________________________________________________________________
_________________________________________________________________
_________________________________________________________________
6. RECURSOS
- HUMANOS
- MATERIAIS
7. CRONOGRAMA
8. AVALIAÇÃO
Avaliação do Projeto
_________________________________________________________________
_________________________________________________________________
_________________________________________________________________
Avaliação dos estudantes
_________________________________________________________________
_________________________________________________________________
_________________________________________________________________
8. REFERÊNCIAS
_________________________________________________________________
_________________________________________________________________
_________________________________________________________________
Avaliação dos estudantes
_________________________________________________________________
_________________________________________________________________
_________________________________________________________________
8. REFERÊNCIAS

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

RELATÓRIO DA EJA- DORALICE DOURADO
RELATÓRIO DA EJA- DORALICE DOURADORELATÓRIO DA EJA- DORALICE DOURADO
RELATÓRIO DA EJA- DORALICE DOURADOUFMA e UEMA
 
Atendimento educacional especializado na
Atendimento educacional especializado naAtendimento educacional especializado na
Atendimento educacional especializado naanalubt
 
Atendimento educacional especializado à pessoa com surdez
Atendimento educacional especializado à pessoa com surdezAtendimento educacional especializado à pessoa com surdez
Atendimento educacional especializado à pessoa com surdezSimônica Salgado
 
Inclusão de alunos surdos
Inclusão de alunos surdosInclusão de alunos surdos
Inclusão de alunos surdosrosana bastos
 
Slides educacao inclusiva-e_educacao_especial
Slides educacao inclusiva-e_educacao_especialSlides educacao inclusiva-e_educacao_especial
Slides educacao inclusiva-e_educacao_especialDirce Cristiane Camilotti
 
Projeto de Intervenção
Projeto de IntervençãoProjeto de Intervenção
Projeto de Intervençãomoniquests
 
Modelo pei-plano-educacional-individualizado
Modelo pei-plano-educacional-individualizadoModelo pei-plano-educacional-individualizado
Modelo pei-plano-educacional-individualizadoAntonio Sousa
 
Ficha individual ensino medio inovador
Ficha individual  ensino medio inovadorFicha individual  ensino medio inovador
Ficha individual ensino medio inovadorFrancineteproinfo
 
LIBRAS AULA 12: Aspectos Linguísticos da língua de sinais – Morfologia
LIBRAS AULA 12: Aspectos Linguísticos da língua de sinais – Morfologia LIBRAS AULA 12: Aspectos Linguísticos da língua de sinais – Morfologia
LIBRAS AULA 12: Aspectos Linguísticos da língua de sinais – Morfologia profamiriamnavarro
 
Relatório de acompanhamento do professor de aee
Relatório de acompanhamento do professor de aeeRelatório de acompanhamento do professor de aee
Relatório de acompanhamento do professor de aeeAugusto Bertotto
 
CBC de Língua Estrangeira
 CBC de Língua Estrangeira CBC de Língua Estrangeira
CBC de Língua EstrangeiraNatan Campos
 
Caracterização da escola 2
Caracterização da escola 2Caracterização da escola 2
Caracterização da escola 2Superestagio
 
Nova ficha de solicitação de atendimento (1)
Nova ficha de solicitação de atendimento (1)Nova ficha de solicitação de atendimento (1)
Nova ficha de solicitação de atendimento (1)Leila Schimith
 
Projeto de leitura. 1º ao 9º ano
Projeto de leitura. 1º ao 9º anoProjeto de leitura. 1º ao 9º ano
Projeto de leitura. 1º ao 9º anojose ebner
 
Ficha de atendimento do aee
Ficha de atendimento do aeeFicha de atendimento do aee
Ficha de atendimento do aeeLima Pedagoga
 

Mais procurados (20)

RELATÓRIO DA EJA- DORALICE DOURADO
RELATÓRIO DA EJA- DORALICE DOURADORELATÓRIO DA EJA- DORALICE DOURADO
RELATÓRIO DA EJA- DORALICE DOURADO
 
Atendimento educacional especializado na
Atendimento educacional especializado naAtendimento educacional especializado na
Atendimento educacional especializado na
 
Atendimento educacional especializado à pessoa com surdez
Atendimento educacional especializado à pessoa com surdezAtendimento educacional especializado à pessoa com surdez
Atendimento educacional especializado à pessoa com surdez
 
Inclusão de alunos surdos
Inclusão de alunos surdosInclusão de alunos surdos
Inclusão de alunos surdos
 
LIBRAS Calendario
LIBRAS CalendarioLIBRAS Calendario
LIBRAS Calendario
 
Slides educacao inclusiva-e_educacao_especial
Slides educacao inclusiva-e_educacao_especialSlides educacao inclusiva-e_educacao_especial
Slides educacao inclusiva-e_educacao_especial
 
Projeto de Intervenção
Projeto de IntervençãoProjeto de Intervenção
Projeto de Intervenção
 
Modelo pei-plano-educacional-individualizado
Modelo pei-plano-educacional-individualizadoModelo pei-plano-educacional-individualizado
Modelo pei-plano-educacional-individualizado
 
modelo-de-projeto-politico-pedagogico
modelo-de-projeto-politico-pedagogicomodelo-de-projeto-politico-pedagogico
modelo-de-projeto-politico-pedagogico
 
Ficha individual ensino medio inovador
Ficha individual  ensino medio inovadorFicha individual  ensino medio inovador
Ficha individual ensino medio inovador
 
LIBRAS AULA 12: Aspectos Linguísticos da língua de sinais – Morfologia
LIBRAS AULA 12: Aspectos Linguísticos da língua de sinais – Morfologia LIBRAS AULA 12: Aspectos Linguísticos da língua de sinais – Morfologia
LIBRAS AULA 12: Aspectos Linguísticos da língua de sinais – Morfologia
 
Aee. sala multifuncional
Aee. sala multifuncionalAee. sala multifuncional
Aee. sala multifuncional
 
Relatório de acompanhamento do professor de aee
Relatório de acompanhamento do professor de aeeRelatório de acompanhamento do professor de aee
Relatório de acompanhamento do professor de aee
 
CBC de Língua Estrangeira
 CBC de Língua Estrangeira CBC de Língua Estrangeira
CBC de Língua Estrangeira
 
Caracterização da escola 2
Caracterização da escola 2Caracterização da escola 2
Caracterização da escola 2
 
Projeto familia na escola
Projeto familia na escolaProjeto familia na escola
Projeto familia na escola
 
Nova ficha de solicitação de atendimento (1)
Nova ficha de solicitação de atendimento (1)Nova ficha de solicitação de atendimento (1)
Nova ficha de solicitação de atendimento (1)
 
Projeto de leitura. 1º ao 9º ano
Projeto de leitura. 1º ao 9º anoProjeto de leitura. 1º ao 9º ano
Projeto de leitura. 1º ao 9º ano
 
Ficha de atendimento do aee
Ficha de atendimento do aeeFicha de atendimento do aee
Ficha de atendimento do aee
 
Observacao coordenador-sala-de-aula
Observacao coordenador-sala-de-aulaObservacao coordenador-sala-de-aula
Observacao coordenador-sala-de-aula
 

Destaque

Projeto de Intervenção Pedagógica (PIP)
Projeto de Intervenção Pedagógica (PIP)Projeto de Intervenção Pedagógica (PIP)
Projeto de Intervenção Pedagógica (PIP)Debora_Marques
 
Roteiro básico Projeto de Intervenção
Roteiro básico Projeto de IntervençãoRoteiro básico Projeto de Intervenção
Roteiro básico Projeto de IntervençãoGoretti Silva
 
143313395 plano-de-intervencao-pedagogica-2012
143313395 plano-de-intervencao-pedagogica-2012143313395 plano-de-intervencao-pedagogica-2012
143313395 plano-de-intervencao-pedagogica-2012Selma Coimbra
 
Aulas de Inglês, criativas, divertidas
Aulas de Inglês, criativas, divertidasAulas de Inglês, criativas, divertidas
Aulas de Inglês, criativas, divertidasMaria Vieira
 
Projeto de intervenção estagio ii -
Projeto de intervenção   estagio ii -Projeto de intervenção   estagio ii -
Projeto de intervenção estagio ii -Alexsandra Veras
 
Projeto webquest cruzadas de inglês
Projeto webquest   cruzadas de inglêsProjeto webquest   cruzadas de inglês
Projeto webquest cruzadas de inglêsMírian Carlos
 
FestLAN - Projeto inglês na lan house
FestLAN - Projeto inglês na lan houseFestLAN - Projeto inglês na lan house
FestLAN - Projeto inglês na lan houseFestLAN
 
Projeto de intervenção
Projeto de intervençãoProjeto de intervenção
Projeto de intervençãoMarcio Cunha
 
Project: LET’S LEARN ENGLISH!
Project: LET’S LEARN ENGLISH!Project: LET’S LEARN ENGLISH!
Project: LET’S LEARN ENGLISH!firminizia
 
A música no inglês
A música no inglêsA música no inglês
A música no inglêsTamara Silva
 
Modelos de Intervenção
Modelos de IntervençãoModelos de Intervenção
Modelos de IntervençãoHelena13dias
 
Marilene dos santos trabalhando musicas nas aulas de ingles
Marilene dos santos trabalhando musicas nas aulas de inglesMarilene dos santos trabalhando musicas nas aulas de ingles
Marilene dos santos trabalhando musicas nas aulas de inglesMarilene dos Santos
 
Projeto de ingles
Projeto de inglesProjeto de ingles
Projeto de inglesfirminizia
 
Projeto: Preparatorio ENEM para Escola Pública
Projeto:  Preparatorio ENEM para Escola PúblicaProjeto:  Preparatorio ENEM para Escola Pública
Projeto: Preparatorio ENEM para Escola PúblicaJose Carlos Machado Cunha
 
A IMPORTÂNCIA DA LEITURA PARA O DESENVOLVIMENTO DA ESCRITA
A IMPORTÂNCIA DA LEITURA PARA O DESENVOLVIMENTO DA ESCRITAA IMPORTÂNCIA DA LEITURA PARA O DESENVOLVIMENTO DA ESCRITA
A IMPORTÂNCIA DA LEITURA PARA O DESENVOLVIMENTO DA ESCRITAcefaprodematupa
 

Destaque (20)

Projeto de Intervenção Pedagógica (PIP)
Projeto de Intervenção Pedagógica (PIP)Projeto de Intervenção Pedagógica (PIP)
Projeto de Intervenção Pedagógica (PIP)
 
Roteiro básico Projeto de Intervenção
Roteiro básico Projeto de IntervençãoRoteiro básico Projeto de Intervenção
Roteiro básico Projeto de Intervenção
 
143313395 plano-de-intervencao-pedagogica-2012
143313395 plano-de-intervencao-pedagogica-2012143313395 plano-de-intervencao-pedagogica-2012
143313395 plano-de-intervencao-pedagogica-2012
 
Aulas de Inglês, criativas, divertidas
Aulas de Inglês, criativas, divertidasAulas de Inglês, criativas, divertidas
Aulas de Inglês, criativas, divertidas
 
Projeto de intervenção estagio ii -
Projeto de intervenção   estagio ii -Projeto de intervenção   estagio ii -
Projeto de intervenção estagio ii -
 
P.i.p
P.i.pP.i.p
P.i.p
 
Projeto webquest cruzadas de inglês
Projeto webquest   cruzadas de inglêsProjeto webquest   cruzadas de inglês
Projeto webquest cruzadas de inglês
 
FestLAN - Projeto inglês na lan house
FestLAN - Projeto inglês na lan houseFestLAN - Projeto inglês na lan house
FestLAN - Projeto inglês na lan house
 
Projeto de inglês 2º ano b
Projeto de inglês 2º ano bProjeto de inglês 2º ano b
Projeto de inglês 2º ano b
 
Projeto de intervenção
Projeto de intervençãoProjeto de intervenção
Projeto de intervenção
 
Projeto pedagógico Lingua Inglesa e as Novas Tecnologias
Projeto pedagógico Lingua Inglesa e as Novas Tecnologias Projeto pedagógico Lingua Inglesa e as Novas Tecnologias
Projeto pedagógico Lingua Inglesa e as Novas Tecnologias
 
Project: LET’S LEARN ENGLISH!
Project: LET’S LEARN ENGLISH!Project: LET’S LEARN ENGLISH!
Project: LET’S LEARN ENGLISH!
 
A música no inglês
A música no inglêsA música no inglês
A música no inglês
 
Modelos de Intervenção
Modelos de IntervençãoModelos de Intervenção
Modelos de Intervenção
 
Marilene dos santos trabalhando musicas nas aulas de ingles
Marilene dos santos trabalhando musicas nas aulas de inglesMarilene dos santos trabalhando musicas nas aulas de ingles
Marilene dos santos trabalhando musicas nas aulas de ingles
 
Projeto de ingles
Projeto de inglesProjeto de ingles
Projeto de ingles
 
PROPOSTA DE LÍNGUA INGLESA APÓS ÀS AULAS
PROPOSTA DE LÍNGUA INGLESA APÓS ÀS AULASPROPOSTA DE LÍNGUA INGLESA APÓS ÀS AULAS
PROPOSTA DE LÍNGUA INGLESA APÓS ÀS AULAS
 
Projeto de WEB Site
Projeto de WEB SiteProjeto de WEB Site
Projeto de WEB Site
 
Projeto: Preparatorio ENEM para Escola Pública
Projeto:  Preparatorio ENEM para Escola PúblicaProjeto:  Preparatorio ENEM para Escola Pública
Projeto: Preparatorio ENEM para Escola Pública
 
A IMPORTÂNCIA DA LEITURA PARA O DESENVOLVIMENTO DA ESCRITA
A IMPORTÂNCIA DA LEITURA PARA O DESENVOLVIMENTO DA ESCRITAA IMPORTÂNCIA DA LEITURA PARA O DESENVOLVIMENTO DA ESCRITA
A IMPORTÂNCIA DA LEITURA PARA O DESENVOLVIMENTO DA ESCRITA
 

Semelhante a Projeto de intervenção modelo

Meu plano-anual-cidadão-do-futuro
Meu plano-anual-cidadão-do-futuroMeu plano-anual-cidadão-do-futuro
Meu plano-anual-cidadão-do-futuroIsaias Rodrigues
 
O ensino na língua portuguesa: Perspectivas e Contradi
O ensino na língua portuguesa: Perspectivas e ContradiO ensino na língua portuguesa: Perspectivas e Contradi
O ensino na língua portuguesa: Perspectivas e Contradilagunaedu
 
O ensino na língua portuguesa
O ensino na língua portuguesaO ensino na língua portuguesa
O ensino na língua portuguesalagunaedu
 
O PRECONCEITO LINGUÍSTICO NO AMBIENTE ESCOLAR: COMO PREVENIR?
O PRECONCEITO LINGUÍSTICO NO AMBIENTE ESCOLAR: COMO PREVENIR?O PRECONCEITO LINGUÍSTICO NO AMBIENTE ESCOLAR: COMO PREVENIR?
O PRECONCEITO LINGUÍSTICO NO AMBIENTE ESCOLAR: COMO PREVENIR?Jididias Rodrigues da Silva
 
Izabel maria de matos monografia sobre linguística
Izabel maria de matos monografia sobre linguísticaIzabel maria de matos monografia sobre linguística
Izabel maria de matos monografia sobre linguísticaIzabel Maria de Matos
 
A TEORIA DOS GÊNEROS E O SÓCIO-INTERACIONISMO: ABORDAGENS PARA O ENSINO-APREN...
A TEORIA DOS GÊNEROS E O SÓCIO-INTERACIONISMO: ABORDAGENS PARA O ENSINO-APREN...A TEORIA DOS GÊNEROS E O SÓCIO-INTERACIONISMO: ABORDAGENS PARA O ENSINO-APREN...
A TEORIA DOS GÊNEROS E O SÓCIO-INTERACIONISMO: ABORDAGENS PARA O ENSINO-APREN...Eva Dos Reis
 
A INSERÇÃO DA LÍNGUA INGLESA NA PRÉ-ESCOLA
A INSERÇÃO DA LÍNGUA INGLESA NA PRÉ-ESCOLAA INSERÇÃO DA LÍNGUA INGLESA NA PRÉ-ESCOLA
A INSERÇÃO DA LÍNGUA INGLESA NA PRÉ-ESCOLAAugusto Figueiredo
 
Monografia de Kelly Tainan Santos Oliveira
Monografia de Kelly Tainan Santos OliveiraMonografia de Kelly Tainan Santos Oliveira
Monografia de Kelly Tainan Santos OliveiraUNEB
 
O ensino interdisciplinar de lingua inglesa
O ensino interdisciplinar de lingua inglesaO ensino interdisciplinar de lingua inglesa
O ensino interdisciplinar de lingua inglesaUNEB
 
Fasciculo 4
Fasciculo 4Fasciculo 4
Fasciculo 4DebsAEE
 
A pesquisa ação na sala de aula de língua inglesa
A pesquisa ação na sala de aula de língua inglesaA pesquisa ação na sala de aula de língua inglesa
A pesquisa ação na sala de aula de língua inglesaUNEB
 
O ENSINO DE LÍNGUA MATERNA DENTRO DO CONTEXTO ESCOLAR, NOVAS PERSPECTIVAS PAR...
O ENSINO DE LÍNGUA MATERNA DENTRO DO CONTEXTO ESCOLAR, NOVAS PERSPECTIVAS PAR...O ENSINO DE LÍNGUA MATERNA DENTRO DO CONTEXTO ESCOLAR, NOVAS PERSPECTIVAS PAR...
O ENSINO DE LÍNGUA MATERNA DENTRO DO CONTEXTO ESCOLAR, NOVAS PERSPECTIVAS PAR...Andreia Medeiros
 
Relato de exp. carol,tamires e caique
Relato de exp.   carol,tamires e caiqueRelato de exp.   carol,tamires e caique
Relato de exp. carol,tamires e caiquepibid ING
 
Atendimentoeducacionalespecializadopessoacomsurdez 111025163331-phpapp02
Atendimentoeducacionalespecializadopessoacomsurdez 111025163331-phpapp02Atendimentoeducacionalespecializadopessoacomsurdez 111025163331-phpapp02
Atendimentoeducacionalespecializadopessoacomsurdez 111025163331-phpapp02Andréa Alessandra Lédo
 

Semelhante a Projeto de intervenção modelo (20)

Meu plano-anual-cidadão-do-futuro
Meu plano-anual-cidadão-do-futuroMeu plano-anual-cidadão-do-futuro
Meu plano-anual-cidadão-do-futuro
 
O ensino na língua portuguesa: Perspectivas e Contradi
O ensino na língua portuguesa: Perspectivas e ContradiO ensino na língua portuguesa: Perspectivas e Contradi
O ensino na língua portuguesa: Perspectivas e Contradi
 
O ensino na língua portuguesa
O ensino na língua portuguesaO ensino na língua portuguesa
O ensino na língua portuguesa
 
O PRECONCEITO LINGUÍSTICO NO AMBIENTE ESCOLAR: COMO PREVENIR?
O PRECONCEITO LINGUÍSTICO NO AMBIENTE ESCOLAR: COMO PREVENIR?O PRECONCEITO LINGUÍSTICO NO AMBIENTE ESCOLAR: COMO PREVENIR?
O PRECONCEITO LINGUÍSTICO NO AMBIENTE ESCOLAR: COMO PREVENIR?
 
Monografia urca 2009
Monografia urca 2009Monografia urca 2009
Monografia urca 2009
 
Izabel maria de matos monografia sobre linguística
Izabel maria de matos monografia sobre linguísticaIzabel maria de matos monografia sobre linguística
Izabel maria de matos monografia sobre linguística
 
Monografia urca 2009
Monografia urca 2009Monografia urca 2009
Monografia urca 2009
 
A TEORIA DOS GÊNEROS E O SÓCIO-INTERACIONISMO: ABORDAGENS PARA O ENSINO-APREN...
A TEORIA DOS GÊNEROS E O SÓCIO-INTERACIONISMO: ABORDAGENS PARA O ENSINO-APREN...A TEORIA DOS GÊNEROS E O SÓCIO-INTERACIONISMO: ABORDAGENS PARA O ENSINO-APREN...
A TEORIA DOS GÊNEROS E O SÓCIO-INTERACIONISMO: ABORDAGENS PARA O ENSINO-APREN...
 
Gestão de fronteiras entre saberes na operacionalização da transversalidade d...
Gestão de fronteiras entre saberes na operacionalização da transversalidade d...Gestão de fronteiras entre saberes na operacionalização da transversalidade d...
Gestão de fronteiras entre saberes na operacionalização da transversalidade d...
 
A INSERÇÃO DA LÍNGUA INGLESA NA PRÉ-ESCOLA
A INSERÇÃO DA LÍNGUA INGLESA NA PRÉ-ESCOLAA INSERÇÃO DA LÍNGUA INGLESA NA PRÉ-ESCOLA
A INSERÇÃO DA LÍNGUA INGLESA NA PRÉ-ESCOLA
 
generosTextuaisNaPandemia.pdf
generosTextuaisNaPandemia.pdfgenerosTextuaisNaPandemia.pdf
generosTextuaisNaPandemia.pdf
 
Monografia de Kelly Tainan Santos Oliveira
Monografia de Kelly Tainan Santos OliveiraMonografia de Kelly Tainan Santos Oliveira
Monografia de Kelly Tainan Santos Oliveira
 
Projeto PIBID
Projeto PIBIDProjeto PIBID
Projeto PIBID
 
O ensino interdisciplinar de lingua inglesa
O ensino interdisciplinar de lingua inglesaO ensino interdisciplinar de lingua inglesa
O ensino interdisciplinar de lingua inglesa
 
Fasciculo 4
Fasciculo 4Fasciculo 4
Fasciculo 4
 
A pesquisa ação na sala de aula de língua inglesa
A pesquisa ação na sala de aula de língua inglesaA pesquisa ação na sala de aula de língua inglesa
A pesquisa ação na sala de aula de língua inglesa
 
Ensino de língua materna
Ensino de língua maternaEnsino de língua materna
Ensino de língua materna
 
O ENSINO DE LÍNGUA MATERNA DENTRO DO CONTEXTO ESCOLAR, NOVAS PERSPECTIVAS PAR...
O ENSINO DE LÍNGUA MATERNA DENTRO DO CONTEXTO ESCOLAR, NOVAS PERSPECTIVAS PAR...O ENSINO DE LÍNGUA MATERNA DENTRO DO CONTEXTO ESCOLAR, NOVAS PERSPECTIVAS PAR...
O ENSINO DE LÍNGUA MATERNA DENTRO DO CONTEXTO ESCOLAR, NOVAS PERSPECTIVAS PAR...
 
Relato de exp. carol,tamires e caique
Relato de exp.   carol,tamires e caiqueRelato de exp.   carol,tamires e caique
Relato de exp. carol,tamires e caique
 
Atendimentoeducacionalespecializadopessoacomsurdez 111025163331-phpapp02
Atendimentoeducacionalespecializadopessoacomsurdez 111025163331-phpapp02Atendimentoeducacionalespecializadopessoacomsurdez 111025163331-phpapp02
Atendimentoeducacionalespecializadopessoacomsurdez 111025163331-phpapp02
 

Último

HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24RITA CALAIM_2023_24.pdf
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24RITA CALAIM_2023_24.pdfHORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24RITA CALAIM_2023_24.pdf
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24RITA CALAIM_2023_24.pdfSandra Pratas
 
música paródia cmsp conteúdo 1 bimestre.pdf
música paródia cmsp conteúdo 1 bimestre.pdfmúsica paródia cmsp conteúdo 1 bimestre.pdf
música paródia cmsp conteúdo 1 bimestre.pdfWALDIRENEPINTODEMACE
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoCelianeOliveira8
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas BrasileirosMary Alvarenga
 
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...nexocan937
 
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdfO Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdfQueleLiberato
 
8 ano - Congruência e Semelhança e Angulos em Triangulos.ppt
8 ano - Congruência e Semelhança e  Angulos em Triangulos.ppt8 ano - Congruência e Semelhança e  Angulos em Triangulos.ppt
8 ano - Congruência e Semelhança e Angulos em Triangulos.pptDaniloConceiodaSilva
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...azulassessoria9
 
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...Unidad de Espiritualidad Eudista
 
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
atividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãoatividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãodanielagracia9
 
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...azulassessoria9
 
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOMNOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOMHenrique Pontes
 
Modelos Evolutivos em História das Religiões
Modelos Evolutivos em História das ReligiõesModelos Evolutivos em História das Religiões
Modelos Evolutivos em História das ReligiõesGilbraz Aragão
 
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.Paula Meyer Piagentini
 
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdfPARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdfceajajacu
 
As teorias de Lamarck e Darwin. Evolução
As teorias de Lamarck e Darwin. EvoluçãoAs teorias de Lamarck e Darwin. Evolução
As teorias de Lamarck e Darwin. Evoluçãoprofleticiasantosbio
 
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxEVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxHenriqueLuciano2
 

Último (20)

HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24RITA CALAIM_2023_24.pdf
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24RITA CALAIM_2023_24.pdfHORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24RITA CALAIM_2023_24.pdf
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24RITA CALAIM_2023_24.pdf
 
música paródia cmsp conteúdo 1 bimestre.pdf
música paródia cmsp conteúdo 1 bimestre.pdfmúsica paródia cmsp conteúdo 1 bimestre.pdf
música paródia cmsp conteúdo 1 bimestre.pdf
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
 
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
 
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdfO Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
 
8 ano - Congruência e Semelhança e Angulos em Triangulos.ppt
8 ano - Congruência e Semelhança e  Angulos em Triangulos.ppt8 ano - Congruência e Semelhança e  Angulos em Triangulos.ppt
8 ano - Congruência e Semelhança e Angulos em Triangulos.ppt
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
 
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
 
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
 
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
atividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãoatividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetização
 
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
 
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOMNOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
 
Modelos Evolutivos em História das Religiões
Modelos Evolutivos em História das ReligiõesModelos Evolutivos em História das Religiões
Modelos Evolutivos em História das Religiões
 
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
 
MANEJO INTEGRADO DE DOENÇAS (MID)
MANEJO INTEGRADO DE DOENÇAS (MID)MANEJO INTEGRADO DE DOENÇAS (MID)
MANEJO INTEGRADO DE DOENÇAS (MID)
 
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdfPARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
 
As teorias de Lamarck e Darwin. Evolução
As teorias de Lamarck e Darwin. EvoluçãoAs teorias de Lamarck e Darwin. Evolução
As teorias de Lamarck e Darwin. Evolução
 
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxEVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
 

Projeto de intervenção modelo

  • 1. UAB – UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL UESPI – UNIVERSIDADE ESTADUAL DO PIAUÍ COORDENAÇÃO GERAL EAD / UAB/UESPI CURSO DE LICENCIATURA PLENA EM LETRAS – INGLÊS DISCIPLINA: PRÁTICA PEDAGÓGICA II ALUNO(S) AUTOR(ES) PROJETO DE INTERVENÇÃO PEDAGÓGICA APLICAÇÃO DA HABILIDADE ORAL EM LÍNGUA INGLESA TERESINA (PI) 2016
  • 2. ALUNO(S) AUTOR(ES) PROJETO DE INTERVENÇÃO PEDAGÓGICA APLICAÇÃO DA HABILIDADE ORAL EM LÍNGUA INGLESA Projeto de intervenção Pedagógica para alunos de ______ do Ensino ___________ da Unidade Escolar ____________________________, na cidade de ______________ em cumprimento as exigências da disciplina de Prática Pedagógica II do Curso de Inglês orientado pelo (a) Professor (a) ________________________________ JANEIRO - 2016
  • 3. PROJETO DE INTERVENÇÃO PEDAGÓGICA NOME DO PROJETO 1. INTRODUÇÃO A Língua Inglesa tornou-se uma língua oficial em termos globais. Escrever bem, expressar-se e compreender de forma razoável os parâmetros linguísticos é essencial para o cotidiano. Os avanços do mundo moderno cada dia exige uma série de conhecimentos, principalmente por parte daqueles que desejam se tornar aptos a desenvolver bem as habilidades da língua inglesa.___________________________________________________________ _________________________________________________________________ _________________________________________________________________ _________________________________________________________________ _________________________________________________________________ _________________________________________________________________ _________________________________________________________________ _________________________________________________________________ _________________________________________________________________ _________________________________________________________________ _________________________________________________________________ _________________________________________________________________ _________________________________________________________________ 2. JUSTIFICATIVA Segundo os Parâmetros Curriculares Nacionais, o ensino de língua inglesa tem como um de seus pressupostos básicos o domínio mínimo das habilidades como escrita, leitura, oralidade e ouvir da língua inglesa, o que não acontece na maioria das escolas. É preciso que haja uma intervenção dentro deste contexto, considerando que nossas escolas tem grande deficiência dentro desse ensino, especialmente no que se refere ao ensino da oralidade; _________________________________________________________________ _________________________________________________________________ _________________________________________________________________ _________________________________________________________________ _________________________________________________________________ _________________________________________________________________ _________________________________________________________________ _________________________________________________________________ _________________________________________________________________ _________________________________________________________________
  • 4. 3. OBJETIVOS • GERAL: Propiciar aos alunos do(a) _______ (ano/ série) da Unidade Escolar ____________________, o interesse e desenvolvimento da habilidade oral, possibilitando ao alunado a aquisição de competência ao processo de aprendizagem dessa habilidade, incentivando o educando a valorizá-la e desenvolver a auto percepção das mesma, para agir e interagir com o mundo e suas diversas mudanças. • ESPECÍFICOS: - Promover o prazer pela língua inglesa, e incentivar o desejo de aprender a mesma. - Proporcionar ao aluno a oportunidade de familiarizar-se com as habilidades. - Ampliar o conhecimento do vocabulário através da escrita, leitura, oralidade e audição. - Refletir sobre os elementos utilizados nas produções. (com o apoio do professor) 4. CONTEÚDO PROGRAMÁTICO _________________________________________________________________ _________________________________________________________________ _________________________________________________________________ _________________________________________________________________ 5. METODOLOGIA _________________________________________________________________ _________________________________________________________________ _________________________________________________________________ _________________________________________________________________ _________________________________________________________________ 6. RECURSOS - HUMANOS - MATERIAIS 7. CRONOGRAMA 8. AVALIAÇÃO Avaliação do Projeto