Antonio Baldo Toninho Cavalo

1.367 visualizações

Publicada em

Tributo

Publicada em: Tecnologia, Negócios
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.367
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
7
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Antonio Baldo Toninho Cavalo

  1. 1. By nickbaldo@gmail.com Tributo -Antonio Baldo -Toninho Cavalo
  2. 2. By nickbaldo@gmail.com “ ...Pobre desta Campinas, desta gente que hoje não se acha mais humilde..” O Brasil que tem sobrevivido as atrocidades de tantos políticos com suas politicagens, com suas molecagens. As perdas são constantes, na saúde, na segurança, na escola, na vida,no esporte, na cultura e na qualidade de viver. Pela cultura gostaria de tributar a lembrança da música "gente humilde" que meu pai me ensinou a ouvir e respeitar tendo como amigo cantor o inesquecível Wilson de oliveira, amigo, irmão almas de verdadeiros amigos que foram. [email_address]
  3. 3. By nickbaldo@gmail.com Tributo Tributo ao meu amado pai Antonio Baldo, "toninho Cavalo", presidente de honra do "respaldo" (respardo)", que tanto me ensinou, com seus amigos, com sua liberdade de expressão, com a convivência com todas as raças, alí ninguém era negro, branco, japones, italiano, portugues ou brasileiro, eramos somente gente, gente humilde com vontade de viver e de fazer, mesmo que tivesse que chorar de tanto lutar. Alí ninguém tinha medo do pior, pois o pior é que tinha medo de nós.
  4. 4. By nickbaldo@gmail.com Assim sinto meu peito apertar, pois acontece derrepente de viver naquele lugar, onde o Brasil era o lugar, onde toda esta gente humilde ia em frente sem ninguém com quem contar..." As cadeiras nas calçadas, onde todos sabiam que era um lar, com as varandas cheia de alegrias, agora há somente a tristeza no meu peito onde não vejo aonde lutar, pela minha gente, gente humilde, que vontade que me da de chorar. Tanta é a dor no meu peito pois não vejo mais os amigos de meu pai e muitos de nossos amigos não estão mais nesta gente humilde.... neste dias que continuo pensando na minha gente, o peito volta a apertar, já não há mais uma campinas de verdade .
  5. 5. By nickbaldo@gmail.com Temos as maiores favelas do planeta, com os péssimos governos, acabaram com o suburbio saudável , com as casas simples, aonde estão as cadeiras nas calçadas ?, aonde estão as varandas?, aonde estão as nossas avós?, que dor que dá no peito, não vejo ninguém com vontade de chorar por nossa gente humilde..... Aonde estão homens e cidadãos como toninho cavalo, wilson de oliveira, piracicaba, cafuçu, ruguinha, cacião, italo vassoura, zé duarte encanador, baé, zéquinha baiano, cilinho, nan, alceuzinho, maurinho, brandão, xita… foram e não mais teremos toda esta gente que se fazia de humilde, onde se aprendia o que era e como ser nobre a vida toda. Que falta de poder ver o trem cortando campinas, a estação elegante , o jockey club com os cavalos, com a beleza entre um esporte e o jogo meio proibido, dos locais de jogatinas sem prejuízo, sem vícios, onde era escola para os mais novos, onde as prostitutas eram “senhoras ", pois nos ensinavam que gente humilde sabia amar, saber separar o pecado do pesar.
  6. 6. By nickbaldo@gmail.com Quem era inteligente era inteligente, longe de tanta propaganda, mas ninguém criava o inteligente ou menos inteligente, nenhuma diferença, todos sabiam que aqui somente estavamos para fazer o certo, para viver, ter amigos, amar nossas famílias, amar nossos pais, nossos irmãos,cuidarmos de nossas irmãs, beijar nossos avós, amar nossas professoras, nossas escolas,ajudar os hospitais, gostar de nossas igrejas, respeitar nossos delegados, nossos juizes, nossos políticos, todos queriam ser bombeiros, policiais, pessoas com somente uma determinação de fazer o certo! Era a aula de tolerância e respeito humano que não se tem mais neste Brasil.
  7. 7. By nickbaldo@gmail.com Era um tempo que precisa voltar , onde se respeitava tudo e a todos porém ninguém respeitava o medo, fosse contra qualquer contraventor, pois contraventor era contraventor. O bicheiro não era contraventor, era o “malandro” era amigo do time de futebol, tinha vergonha de fazer coisas erradas, vivia como todos, com as mesmas dificuldades. Contraventor era bandido que logo era banido... que enganava estivesse aonde estivesse, .... Podia ser um político, um professor, um padre, um cantor, um médico um doutor, um milico, um delegado, um promotor, era um bandido não podia mentir e nem enganar .Os homens e mulheres sabiam que ninguém deixava de fazer tudo certinho, ninguém aceitava mexer com a família dos outros, fosse a bronca que fosse a familia era aonde se parava.... Era gente humilde com dignidade e igualdade para viver, não precisava de governo para atrapalhar ou enganar. Aqui era onde se podia amar......
  8. 8. By nickbaldo@gmail.com “ O Brasil é o melhor país do mundo, com um povo que tem amor para votar, infelizmente os melhores políticos nunca estão lá..” O voto obrigatório somente é usado como carta marcada para alguns ganhar..... “ Janio tentou limpar, varrer e melhorar”
  9. 9. By nickbaldo@gmail.com História da música - Gente Humilde Choro - 1969 Música : Garoto (Aníbal Augusto Sardinha) Letra : Vinícius de Moraes e Chico Buarque de Holanda Garoto, o grande violonista e compositor paulista compôs esse lindo choro em 1952, cuja letra Vinícius e Chico escreveram em 1969, após a morte de Garoto. Garoto nasceu em 28/6/1915 filho de imigrantes portugueses; influenciado pelo pai que tocava guitarra e violão, Garoto interessou-se por música muito cedo e já aos 11 anos tocava banjo no conjunto Regional Irmãos Armani, daí seu apelido; tocou em vários outros conjuntos mas sua grande oportunidade surgiu em 1929, no Palácio das Indústrias em São Paulo, quando atuou ao lado de Canhoto, Zequinha e Mota então já músicos consagrados.
  10. 10. By nickbaldo@gmail.com Sucesso internacional naquela época. Estreou em disco solo em 1930 quando o maestro Francisco Mignone o convidou para gravar. Tocou nas principais emissoras de rádio durante os anos 30 e 40, inclusive ao lado de Laurindo de Almeida e Carmen Miranda na Feira Mundial de Nova York em 1939 e em 1940 na Casa Branca com Carmen Miranda em homenagem ao presidente Roosevelt no sétimo aniversário de seu governo nos EUA .
  11. 11. By nickbaldo@gmail.com Retornando ao Brasil continuou sua brilhante carreira de violonista e compositor; reconhecido pelo meio musical como um dos maiores instrumentistas brasileiros, estudou música com Atílio Bernardini e composição com João Sepe, bem como diversas matérias musicais com Radamés Gnatali de quem se tornou grande amigo; deixou para violão composições de grande valor musical e técnico; sua harmonização, baseada em acordes alterados, com progressões incomuns para a época (diziam que fazia música para músicos) fez com que sua obra fosse considerada precursora das características que seriam desenvolvidas para a Bossa Nova.
  12. 12. By nickbaldo@gmail.com Seus maiores sucessos como compositor foram : São Paulo Quatrocentão (letra de Avaré) dobrado recordista de vendas com 700 mil cópias, uma façanha para a época, Gente Humilde (letra de Vinícius e Chico Buarque),Choro Triste nº 2, Despedida, Desvairado, Felicidade (com Haroldo Barbosa), Improviso, Lembras-te de mim (com Laurindo de Almeida), Amoroso entre tantos outros. Faleceu em 1955 com apenas 40 anos de idade.
  13. 13. By nickbaldo@gmail.com O violão, como o futebol, não foram inventados no Brasil. Mas, a exemplo dele, tornou-se uma paixão nacional e aqui ganhou um estilo próprio, original e inconfundível. Ao incorporar a alegria e a malemolência de nossa gente, um e outro acabaram encantando o mundo. O futebol trocou de status: passou de esporte a arte. E o violão, antes mero instrumento musical, transformou-se em veículo de expressão da alma de um povo. Se o futebol brasileiro deve muito a Pelé, hoje um mito universal, o violão tem uma dívida impagável com um instrumentista e compositor pouco conhecido fora do meio musical: Aníbal Augusto Sardinha, o Garoto . O violão como o futebol
  14. 14. By nickbaldo@gmail.com Para defini-lo, basta a frase de outro gênio, João Gilberto: “O violão de Garoto é o coração do Brasil”. Com a mesma naturalidade, ele transitava de harmonias elaboradíssimas a composições que caíam de imediato no gosto popular, como “São Paulo Quatrocentão”, que vendeu a cifra fantástica de um milhão de cópías em 1954, ano do quarto centenário da cidade. Jóias como “ Gente Humilde ” (que posteriormente ganharia letra de Viníncius de Moraes e Chico Buarque), “Duas Contas”, a valsa “Desvairada” (espécie de vestibular para qualquer violonista que se preze) e o antológico choro “Lamentos do Morro” são até hoje alvo de constantes regravações e garantem o lugar de Aníbal Augusto Sardinha entre os maiores compositores da MPB de todos os tempos.
  15. 15. By nickbaldo@gmail.com Frase do Antonio Baldo “ Toninho Cavalo” ... a vida é dura para quem é mole..” “ ...Uma oportunidade para alguns é uma dificuldade, Uma dificuldade para outros é uma oportunidade..” “ ...Quem quer viver no céu, sem trabalhar e viver no paraíso , tem que morrer para chegar lá, aí ninguém quer !” ” mulher somente não trai o homem, quando e porque ela não quer..” “ mulher faz uma familia e obriga a todos a fazer o certo, quando ela não faz o certo a familia é destruída...” “ toninho cavalo – Antonio Baldo
  16. 16. By nickbaldo@gmail.com Aníbal Augusto Sardinha, o Garoto Antonio baldo - toninho cavalo
  17. 17. By nickbaldo@gmail.com Toninho Entre tudo que gostava, gostava de musicas brasileiras, de Silvio caldas, nelson gonçalves, maisa a gata mansa, Elis regina, elizeth cardoso, emilinha borba, samba, bossa nova, altemar dutra, Jamelão, mpb..... Comidas que gostava, todas brasileiras, menos feijoada, gostava de costela na brasa, churrasco, sardinha na brasa, e nunca esquecia da comida italiana..... Gostava de cantar, chão de estrela, minha pastorinha, gente humilde! Gostava de ouvir Silvio caldas e Nelson Gonçalves....
  18. 18. By nickbaldo@gmail.com Sua biografia encontra-se somente nos corações de seus amigos, nunca desprezou um amigo, nunca fugiu de um inimigo. Foi órfão de pai muito cedo, aprendeu que o Brasil era maravilhoso, mas que aqui já se tornara um refugio de “contraventores” vindos do mundo todo e que o s governos sempre praticavam o pior para o povo e o melhor para eles.... Sempre foi fiel ao seu pai, musico, artista italiano que fazia sapatos como bruno magli.... A imigração italiana de sua familia foi um engano pois a América não era a América do sul e sim a América do norte..... ..futebol era sua emoção , zagueiro era sua posição, jogar no cruzeiro era o refrão de seu time e de seus amigos de coração.
  19. 19. By nickbaldo@gmail.com Sua inteligência era incomum, sua vontade inabalável, sua fé inacreditável, sua garra jamais superada, sua alegria sempre presente, nunca lastimava, nunca resmungava, nunca blafesmava ..... Trabalhar para ele era uma prova de dignidade, jamais faltar ao seu trabalho, ficasse sem dormir quantos dias fosse, jamais se entregava..... Alfabetizou-se como autodidata, gostava de ler jornais, revistas e assistir todos os noticiários fossem de futebol, de política, da vida de um cidadão....
  20. 20. By nickbaldo@gmail.com Fazia contas e cálculos “ de cabeça” acertava todas... Fazia mosaicos em ladrilhos, hoje seriam hidráulicos, na época não, eram uma copia dos mosaicos de ravena da italia, depois com o mármore, mas sua paixão era com a vida, com o futebol, “ sabia tudo de futebol”, era ponte pretano de honra e de caráter, nunca misturou política , religião e futebol, sua macaquinha era sua estação . Conheceu moises Lucarelli, ajudou a construir o estádio da ponte preta.Contava todas as histórias, suas lutas, Ponte Preta não era de aventureiros, contraventores.. Era a Macaca , a nega véia....com a como a nossa “negra - inglesa” a Dona Ana. Seus amigos eram de todos os lugares, bugrinos nunca foram inimigos. Inimigos eram os que enganavam, mentiam e destruíam seus sonhos de brasileiro.
  21. 21. By nickbaldo@gmail.com Toninho Cavalo, que com tanta firmeza viveu neste Brasil lindo, mas sentiu a desonestidade da desconsideração de tantos governos... com tantas perseguições, com tantas injustiças que promoviam o estado a prefeitura e tantos fiscais que já faziam tantas corrupções e chantagens... Foi um “brave heart”, num país que desde seu tempo nunca considerou suas crianças seus adultos e seus velhos.... Um país que era sua paixão, sua esperança, mas que nunca foi justo. Era um estadista, era um revolucionário para o bem do povo, do ser humano, sempre falava que não queria ver o Brasil – nas mãos dos comunistas, pois eles não trabalhavam e fazia o povo trabalhar fazendo somente discursos sem acabar com a pobreza, no final sempre com mais impostos. Era um italiano que sabia do preço dos exageros ocorridos na Europa. Seu carinho com seus filhos, sua familia, seus amigos e seu irmão hugo foram a expressão maior da alma deste guerreiro .
  22. 22. By nickbaldo@gmail.com Frase do Antonio Baldo “ Toninho Cavalo” ... a vida é dura para quem é mole..” “ ...Uma oportunidade para alguns é uma dificuldade, Uma dificuldade para outros é uma oportunidade..” “ ...Quem quer viver no céu, sem trabalhar e viver no paraíso , tem que morrer para chegar lá, aí ninguém quer !” ” mulher somente não trai o homem, quando e porque ela não quer..” “ mulher faz uma familia e obriga a todos a fazer o certo, quando ela não faz o certo a familia é destruída...” “ toninho cavalo – Antonio Baldo
  23. 23. Em 03 de setembro de 1995, sua partida , sua viagem sem volta trouxe a inevitável emoção do mistério da dor irreversível, da saudade e da lembrança que nunca será apagada ! Seu filho Nivaldo baldo nivaldo.baldo@gmail.com nickbaldo@gmail.com

×