Servidor proxy

4.817 visualizações

Publicada em

Servidor Proxy - SquidNT

Publicada em: Tecnologia
0 comentários
7 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.817
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
333
Comentários
0
Gostaram
7
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Servidor proxy

  1. 1. Servidor Proxy
  2. 2. Servidor Proxy Proxy é o termo utilizado para definir os intermediários entre o usuário e seu servidor. E por isso desempenha a função de conexão do computador (local) à rede externa (Internet). Como os endereços locais do computador não são válidos para acessos externos, cabe ao proxy enviar a solicitação do endereço local para o servidor, traduzindo e repassando-a para o seu computador.
  3. 3. Origem O proxy surgiu da necessidade de conectar uma rede local à Internet através de um computador da rede que compartilha sua conexão com as demais máquinas. Em outras palavras, se considerarmos que a rede local é uma rede "interna" e a Internet é uma rede "externa", podemos dizer que o proxy é que permite outras máquinas terem acesso externo.
  4. 4. Funcionamento No caso de um proxy HTTP, o servidor recebe uma requisição HTTP, a interpreta e executa as ações necessárias para respondê-la. Como geralmente possui um cache, ou ele responde com o conteúdo do cache, ou requisita o recurso (arquivo) ao servidor HTTP original, desta vez como um pedido próprio
  5. 5. Servidor Proxy Um servidor proxy pode ser usado com basicamente três objetivos: 1-1- Compartilhar a conexão com a Internet quando existeexiste apenas um IP disponível (o proxy é o único realmente conectado à Web, os outros PCs acessam através dele).
  6. 6. Servidor Proxy 2-2- Melhorar o desempenho do acesso através de um cache de páginas. O proxy armazena as páginas e arquivos mais acessados, quando alguém solicitar uma das páginas já armazenadas do cache, esta será automaticamente transmitida, sem necessidade de baixa-la novamente.
  7. 7. Servidor Proxy 3-3- Bloquear acesso a determinadas páginas (pornográficas, etc.), como o acesso passa pelo proxy é fácil implantar uma lista de endereços ou palavras que devem ser bloqueadas.
  8. 8. Principais tipo de Proxy Proxy Web A aplicação mais comum é o web proxy cache. Isto determina o cacheamento de paginas web e arquivos disponíveis em servidores webremotos, permitindo o acesso mais rápido e confiável de clientes da rede local.
  9. 9. Principais tipo de Proxy Proxy transparente O proxy transparente é uma arquitetura que permite que o navegador cliente não saiba da existência do proxy. Ele acha que está solicitando o recurso diretamente ao servidor original; o proxy encarrega-se de capturar e processar a solicitação.
  10. 10. Principais tipo de Proxy Proxy reverso É um servidor de rede comumente instalado para ficar na frente de um servidor Web. Todas as conexões originadas externamente são endereçadas para um dos servidores Web através de um roteamento pelo servidor Proxy
  11. 11. Programas Setme.fr (Proxy Online) Squid Microsoft Internet Security and Acceleration Server (ISA Server) WinProxy Winconnection OMNE Wall smartWEB Anonymouse (webproxy) BlueCoat Sonicwall Polipo
  12. 12. Squid O Squid é um servidor proxy que suporta HTTP, HTTPS, FTP e outros. Ele reduz a utilização da conexão e melhora os tempos de resposta fazendo cache de requisições freqüentes de páginas web numa rede de computadores. Ele pode também ser usado como um proxy reverso.
  13. 13. ACLs As ACLs (Access Control List) são regras para navegação via proxy. Definindo ACL As ACLs são dispostas de seguinte forma: acl NOME_DA_ACL TIPO_DA_ACL parâmetro ou acl NOME_DA_ACL TIPO_DA_ACL "/caminho/completo/regra.conf" - Na primeira regra será definido todos os parâmetros em sequência separados por espaço, utilizado para regras com poucos parâmetros. - Na segunda regra será definido um arquivo para adição dos parâmetros dispostos um por linha, utilizado para regras com muitos parâmetros. - Todas as ACLs são tratadas com CASE-SENSITIVE para definir como case-insensitive utilize a opção -i logo após o tipo de ACL.
  14. 14. Tipos de ACLS -Src ACL do tipo src (origem) ela trata o IP ou uma faixa de IP com que o cliente chega no Proxy. acl ESTACAO_DIRETOR src 192.168.1.100/255.255.255.255 -Dst ACL do tipo dst (destino) ela trata o IP de destino da navegação. acl IP_INTEGRAL dst 200.175.44.1/255.255.255.255
  15. 15. Tipos de ACLS -Dstdomain ACL do tipo dstdomain (domínio de destino) ela trata o domínio de destino da navegação. acl SITE_INTEGRAL dstdomain .integral.inf.br -Time ACL do tipo time (tempo) ela trata um determinado momento baseado em dia da semana e hora. acl HORARIO_ALMOCO time MTWHF 12:00-13:30
  16. 16. Referências http://www.squid-cache.org.br/index.php?option=com_content&task=view&id=113&Itemid=27 http://www.vivaolinux.com.br/artigo/A-verdade-sobre-as-ACLs-do-Squid http://www.tecmundo.com.br/tira-duvidas/34526 https://pt.wikipedia.org/wiki/Proxy http://cesarakg.freeshell.org/transparent-squid.html http://www.2world.com.br/site/servicos/proxy-reverso/proxy-reverso/

×