Os padrões arquiteturais de Fontes de Dados
descrevem a forma como a camada da lógica
de negócio se comunica com a base de...
Existem várias técnicas para incluir o SQL na
linguagem de programação, no entanto, nenhuma é
relativamente simples.
É nec...
As Data Gateways são classes com métodos que
facultam acesso a registros da base de dados.
As classes dos padrões da Lógic...
Um Gateway de Linha de Dados é um padrão de
arquitetura que utiliza um objeto que representa
exatamente uma linha de regis...
Vantagens
• O Gateway de Linha de Dados mantém os
valores de suas propriedades ao longo do seu
ciclo de vida, não sendo ne...
Desvantagens
• O padrão faz com que aumentamos o consumo
de memória, pois se instancia naturalmente
mais objetos em um sis...
Utilização
• Onde se usa? Usa-se com maior frequência
quando se está utilizando o “Roteiro de
Transação”, pois ele decompõ...
Utilização (II)
• Onde não se usa? Quando se está utilizando o
“Modelo de Domínio”, pois é melhor utilizar o
Registro Ativ...
Gateway Linha de Dados (RDG) x Registro
Ativo (AR)
• A diferença entre estes dois padrões é que o
padrão RDG não possui ne...
• EXEMPLO
 Obrigado à todos,
FIM
28/08/13
Gateway de linha de dados
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Gateway de linha de dados

548 visualizações

Publicada em

Padrão Gateway de Linha de Dados - Arquitetura de Software - cf. Padrões de Aplicações Corporativas, FOWLER, Martim.

Publicada em: Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
548
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Gateway de linha de dados

  1. 1. Os padrões arquiteturais de Fontes de Dados descrevem a forma como a camada da lógica de negócio se comunica com a base de dados. Na resolução do problema e importante saber que cada padrão representa uma escolha que, uma vez tomada, será difícil de reestruturar para outra Padrões Arquiteturais de Fontes de Dados
  2. 2. Existem várias técnicas para incluir o SQL na linguagem de programação, no entanto, nenhuma é relativamente simples. É necessário separar os acessos SQL da lógica de negócio: Programadores - Não devem ter acesso direto ao BD porque muitas vezes não dominam a linguagem SQL de forma eficiente; DBAs - Necessitam ter acesso ao SQL de uma forma sistemática para otimizar o banco de dados. Padrões Arquiteturais de Fontes de Dados
  3. 3. As Data Gateways são classes com métodos que facultam acesso a registros da base de dados. As classes dos padrões da Lógica de Negócio invocam os métodos das Data Gateways para interagir com a base de dados. As Data Gateways podem ser implementadas de duas formas: • Row Data Gateway – um objeto para cada registro da tabela; • Table Data Gateway – um objeto para a tabela. Data Gateways
  4. 4. Um Gateway de Linha de Dados é um padrão de arquitetura que utiliza um objeto que representa exatamente uma linha de registro do banco de dados em memória. A estrutura dessa entidade é exatamente igual a estrutura física da tabela de modelo relacional. Gateway de Linha de Dados (Row Data Gateway)
  5. 5. Vantagens • O Gateway de Linha de Dados mantém os valores de suas propriedades ao longo do seu ciclo de vida, não sendo necessário passar todos os valores de suas propriedades ao longo de seu ciclo de vida.
  6. 6. Desvantagens • O padrão faz com que aumentamos o consumo de memória, pois se instancia naturalmente mais objetos em um sistema, tendo em vista que cada objeto agora representará um único registro da tabela.
  7. 7. Utilização • Onde se usa? Usa-se com maior frequência quando se está utilizando o “Roteiro de Transação”, pois ele decompõe eficientemente o código de acesso ao banco de dados e permite que este seja reutilizado facilmente em diferentes roteiros de transação.
  8. 8. Utilização (II) • Onde não se usa? Quando se está utilizando o “Modelo de Domínio”, pois é melhor utilizar o Registro Ativo para isolar os objetos de domínio da estrutura do banco de dados, que faz o mesmo trabalho sem uma camada adicional de código.
  9. 9. Gateway Linha de Dados (RDG) x Registro Ativo (AR) • A diferença entre estes dois padrões é que o padrão RDG não possui nenhum método pertencente ao modelo de negócios, somente métodos de acesso à base de dados. Quando é adicionado a lógica de negócio a um RDG então temos um Registro Ativo.
  10. 10. • EXEMPLO
  11. 11.  Obrigado à todos, FIM 28/08/13

×