Rafael Buist
Daniel Ramos
Prof: André Andrade
Tópicos de Agricultura de
Precisão
Imageamento Infra Vermelho para
aplicação na agricultura
(Mapeamento de áreas para
aplicação de defensivo ou
adubagem)
Nenhuma concede direito a uso
comercial dos RPAs, apenas teste
DECEA( Departamento de controle do
Espaço Aéreo)
http://...
AIC 29/09 (vigente até 23/10/2010).
AIC 21/10 (em vigor a partir de
23/10/2010
A operação de qualquer tipo de VANT
não deverá aumentar o risco
para pessoas e propriedades (no ar ou
no solo)
A garanti...
A proibição do voo sobre cidades,
povoados, lugares habitados ou
sobre grupo de pessoas ao ar livre
Os VANTs deverão se ...
 O voo somente poderá ocorrer em espaço
aéreo segregado, definido por NOTAM,
ficando proibida a operação em espaço
aéreo ...
Aeronave Autônoma:
AERONAVE DE ACOMPANHAMENTO:
AERONAVE REMOTAMENTE PILOTADA
(ARP) :
Área Perigosa( onde pode ocorrer
atividades perigosas para as aeronaves)
Área Proibida(é proibido o voo de
aeronaves)
Á...
ESTAÇÃO REMOTA DE PILOTAGEM
(ERP)
Estação na qual o piloto remoto pilota
uma ARP
 As operações de uma ARP, quanto ao seu perfil,
são divididas em dois tipos:
- Operação na linha de visada - operação VFR...
Tendo em vista as limitações impostas
pela ausência do piloto a bordo e a atual
impossibilidade de uma ARP cumprir com
di...
 Características físicas da aeronave (medidas,
peso, asa fixa/rotativa, número de motores,
etc.) e da ERP;
 Característi...
 Características da operação pretendida
(localização exata dos voos, incluindo rotas,
altura/altitude, data/horário e dur...
 Capacidade de navegação e de detectar
e evitar da ARP;
 Número de telefone, fac-símile ou e-
mail, para contato; e

 ...
http://tvuol.uol.com.br/video/14647342/
http://servicos.decea.gov.br/arquivos/p
ublicacoes/bf624198-2f5c-4dd6-
93569e5d5fcb4f4c.pdf?CFID=3dbae173-
4450-4d03-8de9...
http://publicacoes.decea.gov.br/?i=publ
icacao&id=3499
http://www.pilotopolicial.com.br/regula
mentacao-das-operacoes-co...
Legislação brasileira para uso de vants em áreas agricolas
Legislação brasileira para uso de vants em áreas agricolas
Legislação brasileira para uso de vants em áreas agricolas
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Legislação brasileira para uso de vants em áreas agricolas

677 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
677
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
6
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
48
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Legislação brasileira para uso de vants em áreas agricolas

  1. 1. Rafael Buist Daniel Ramos Prof: André Andrade Tópicos de Agricultura de Precisão
  2. 2. Imageamento Infra Vermelho para aplicação na agricultura (Mapeamento de áreas para aplicação de defensivo ou adubagem)
  3. 3. Nenhuma concede direito a uso comercial dos RPAs, apenas teste DECEA( Departamento de controle do Espaço Aéreo) http://www.decea.gov.br/
  4. 4. AIC 29/09 (vigente até 23/10/2010). AIC 21/10 (em vigor a partir de 23/10/2010
  5. 5. A operação de qualquer tipo de VANT não deverá aumentar o risco para pessoas e propriedades (no ar ou no solo) A garantia de manter, pelo menos, o mesmo padrão de segurança exigido para as aeronaves tripuladas
  6. 6. A proibição do voo sobre cidades, povoados, lugares habitados ou sobre grupo de pessoas ao ar livre Os VANTs deverão se adequar às regras e sistemas existentes, e não receberão nenhum tratamento especial por parte dos Órgãos de Controle de Tráfego Aéreo
  7. 7.  O voo somente poderá ocorrer em espaço aéreo segregado, definido por NOTAM, ficando proibida a operação em espaço aéreo compartilhado com aeronaves tripuladas  Quando for utilizado aeródromo compartilhado para a operação do VANT,as operações devem ser paralisadas a partir do início do táxi ou procedimento equivalente até o abandono do circuito de tráfego, na sua saída, e da entrada no circuito de tráfego até o estacionamento total, na sua chegada.
  8. 8. Aeronave Autônoma:
  9. 9. AERONAVE DE ACOMPANHAMENTO:
  10. 10. AERONAVE REMOTAMENTE PILOTADA (ARP) :
  11. 11. Área Perigosa( onde pode ocorrer atividades perigosas para as aeronaves) Área Proibida(é proibido o voo de aeronaves) Área restrita(voo é restringido conforme condições)
  12. 12. ESTAÇÃO REMOTA DE PILOTAGEM (ERP) Estação na qual o piloto remoto pilota uma ARP
  13. 13.  As operações de uma ARP, quanto ao seu perfil, são divididas em dois tipos: - Operação na linha de visada - operação VFR em que o piloto ou o observador mantém o contato visual direto com a ARP, com vistas a manter as separações previstas, bem como prevenir colisões; - Operação além da linha de visada - operação VFR ou IFR onde não há a necessidade de manter contato visual com a ARP.
  14. 14. Tendo em vista as limitações impostas pela ausência do piloto a bordo e a atual impossibilidade de uma ARP cumprir com diversos requisitos previstos nas legislações aeronáuticas em vigor, em especial com relação à sua capacidade de detectar e evitar, os voos serão sempre realizados em espaços aéreos condicionados.
  15. 15.  Características físicas da aeronave (medidas, peso, asa fixa/rotativa, número de motores, etc.) e da ERP;  Características operacionais da aeronave (velocidade, teto, autonomia,  modo de decolagem/lançamento e de pouso/recuperação, etc.);  Capacidade de comunicação com os Órgãos de Controle de Tráfego Aéreo,  se aplicável;
  16. 16.  Características da operação pretendida (localização exata dos voos, incluindo rotas, altura/altitude, data/horário e duração);  Localização da ERP;  Informações sobre a carga útil, se aplicável;  Procedimentos a serem adotados no caso de perda de link;
  17. 17.  Capacidade de navegação e de detectar e evitar da ARP;  Número de telefone, fac-símile ou e- mail, para contato; e   Quaisquer outras informações e observações julgadas necessárias.
  18. 18. http://tvuol.uol.com.br/video/14647342/
  19. 19. http://servicos.decea.gov.br/arquivos/p ublicacoes/bf624198-2f5c-4dd6- 93569e5d5fcb4f4c.pdf?CFID=3dbae173- 4450-4d03-8de9- 0cd2a6306d94&CFTOKEN=0
  20. 20. http://publicacoes.decea.gov.br/?i=publ icacao&id=3499 http://www.pilotopolicial.com.br/regula mentacao-das-operacoes-com-vant-no- brasil/ http://g1.globo.com/sp/vale-do-paraiba- regiao/noticia/2013/04/em-reuniao- industria-pede-anac-regulacao-de- drone-com-urgencia.html

×