TEATRO DO OPRIMIDO

2.559 visualizações

Publicada em

TEATRO DO OPRIMIDO

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.559
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
41
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

TEATRO DO OPRIMIDO

  1. 1. TEATRO DO OPRIMIDO
  2. 2. “Aquele que transforma as palavras em versos transforma-se em poeta; aquele que transforma o barro em estátua transforma-se em escultor; ao transformar as relações sociais e humanas apresentadas em uma cena de teatro, transforma-se em cidadão”. (Augusto Boal)
  3. 3. Forma de teatro interativo que te obriga a refletir sobre o tema que está a ser apresentado pelos atores.
  4. 4. Este tipo de teatro é diferente, porque as suas peças não têm um fim determinado e prescrito.
  5. 5. O ser humano carrega em si o ator e o espectador porque age e observa, e o também escritor, o figurinista e o diretor da própria peça, ou seja, da própria vida, pois escolhe como agir, o que vestir em cada ocasião e como se comportar.
  6. 6. Teatro Boal no Tibet.
  7. 7. A ideia central é que o espectador ensaie a sua própria revolução sem delegar papéis aos personagens, desta forma conscientizando-se da sua autonomia diante dos fatos cotidianos, indo em direção a sua real liberdade de ação, sendo todos “espectadores”, ou seja, atores e espectadores da ação dramática e da própria vida.
  8. 8. BIBLIOGRAFIA ◦ Robson Leite.Dia Mundial do Teatro do Oprimido – 16 de março. Disponível em: <http://www.robsonleite.com.br/16-de-marco-dia-mundial-do-teatro-do-oprimido/>. Acesso em: 23/03/2014. ◦ Teatro do Oprimido. Disponível em <http://www.arte.seed.pr.gov.br/modules/conteudo/conteudo.php?conteudo= 208>.Acesso em: 23/03/2014. ◦ Fundação BB. Teatro do Oprimido. Youtube.(3m42). ◦ Grupo de Teatro do Oprimido (GTO). Disponível em: <http://www.unicef.org/mozambique/pt/participa_4693.html>, Acesso em: 23/03/2014.

×