Produção textual

707 visualizações

Publicada em

DICAS DE PRODUÇÃO TEXTUAL

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
707
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
19
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Produção textual

  1. 1. Por: Renato Crissafi Certamente você já ouviu falar que revisar um texto é mais fácil do que produzir um.Eu mesmo canso de falar isso. E de fato é mesmo, analisar o que já está escrito é bemdiferente de organizar pensamentos e informações e transferi-los para uma folha de papel. Elaborar um texto não é a mais fácil das tarefas para a maioria das pessoas, pensoaté que seja tão difícil para algumas delas quanto falar em público. Existem várias fontes emque se podem encontrar dicas de redação. Sendo assim não quero ser cansativo e oferecermais uma fórmula. Espero que entenda mais como uma orientação, uma sugestão. Tente redigir seus textos seguindo as orientações propostas para colocar emprática o que aprende e veja se o resultado é mais satisfatório, nesse caso, só ateoria não vai ajudar. Fala-se muito que quem lê muito escreve bem. Creio que isso seja relativo, poismuitos leem bastante, mas não de forma avaliativa ou crítica. A leitura realmente fazdiferença na produção textual quando se consegue armazenar informações, criar sensocrítico capaz de discordar do autor, ou concordar com base em algum conhecimento ouargumento plausível. Boa parte das pessoas faz uma leitura superficial, objetivando oentretenimento, faz bem, mas necessariamente não contribui para uma boa produção detexto. Vamos ver algumas dicas! 1. Defina sobre o que escreverá. “Um pintor certamente não terá êxito se for trabalhar como açougueiro.” Procure escrever sobre o que se conhece. No caso de concursos, os temas já estão predefinidos e essa regra não vale muito. Nesse caso o importante é se atualizar com os principais assuntos discutidos no momento. 2. Entenda sobre o que escreverá. Procure obter o máximo de informações quanto for possível sobre o tema proposto. No caso de temas definidos em concursos, procure fazer um roteiro, ainda que mental, das informações sobre o tema. 3. Organize as ideias. É importante definir a ordem de importância das informações e como elas poderão ser mais bem encaixadas no texto, mas isso não é imutável, essa ordem pode ser alterada à medida que o texto vai sendo construído. Essa tarefa será facilitada com a elaboração de um roteiro. 4. Para quem você escreverá. É importante saber para quem se destina o texto, qual o público-leitor. Isso definirá se serão necessários termos técnicos, o nível de vocabulário e o grau de formalidade. Em textos de mensagens e e-mails informais, não é comum se atentar às normas cultas, mas vejo isso como um problema se virar hábito, e se essa prática interferir negativamente na produção do texto formal.gestaoedidatica.com gestaoedidatica@gmail.com 1
  2. 2. Por: Renato Crissafi 5. Cuidado com os vícios de linguagem. Evite o uso de ditados populares como fontes de argumentação. Lembre-se que a redundância não está somente em expressões como subir para cima ou entrar para dentro, ela também aparece na repetição das ideias, tal como goteiras no teto ou certeza absoluta. 6. Produza um rascunho. As dicas para essa fase costumam ser contraditórias. A maioria dos professores indica não se preocupar com regras gramaticais, mas tenho muitos relatos que apontam que isso costuma ser um problema quando se vai passar o texto a limpo, pois geralmente acaba faltando tempo ou mesmo que o fato de se ter uma preocupação finda por causar certo comodismo. Eu mesmo costumo manter a preocupação com as regras de ortografia, pontuação e acentuação nessa fase. 7. Organize seu texto. Seu parágrafo inicial deve apresentar o tema de seu texto e uma síntese das informações acerca do mesmo. Procure separar as informações principais sobre o tema em parágrafos distintos, mas nunca perca o elo entre eles ou dará a impressão de estar abordando um tema em paralelo. 8. Conclua seu texto. Sintetize novamente as ideias apresentadas promovendo alguma sugestão ou crítica ou ainda alguma informação mais relevante que sirva de contribuição para instigar leituras posteriores. 9. Seu texto deve ser bem conexo, as informações devem ser sempre relevantes, objetivas e estruturadas numa ordem de fácil entendimento ao leitor. Lembre-se que você está escrevendo para outras pessoas e não para você, parta do pressuposto de que o leitor não conhece o assunto abordado. Cuidado com os termos conectivos, pois é comum o uso de ‘onde’ em lugar de ‘quando’ e ‘porém’ com sentido de adição e não de adversidade, contrariedade, por exemplo. 10. (NUSS), Não Use Siglas Soltas. Você até pode saber do que se trata, mas o leitor dificilmente não. 11. Cuidado com o uso da vírgula.  Não separe o sujeito do verbo numa sentença direta. Ex.: Carlos, chegou do trabalho.  Use vírgula antes e depois, se for explicar ou apresentar alguém ou alguma coisa. Ex.: Carlos, cheguei do trabalho! / Belo Horizonte, a capital de Minas Gerais, fica no sudeste. / Zico, o maior jogador do Flamengo, é treinador.  Vírgula, antes de ‘mas, porém, contudo,...’, e não depois. Ex.: Trabalhei muito, (mas, porém, contudo, no entanto, todavia) ainda não estou cansado.  Ponha as locuções adverbiais entre vírgulas para enfatizar o sentido. Nesse caso, mesmo depois das expressões citadas acima. Ex.: Ela chegou, ainda que tarde, para a festa.gestaoedidatica.com gestaoedidatica@gmail.com 2
  3. 3. Por: Renato Crissafi  Procure arrumar as orações na ordem correta se tiver dúvidas sobre o uso da vírgula. Ex. 1: Eu comprei, mesmo sem ter dinheiro, um carro zero. Ex. 2: Eu comprei um carro zero mesmo sem ter dinheiro. O uso da vírgula foi desnecessário no ex. 2.  Entenda diferenças básicas de algumas palavras para não correr risco de tentar apresentar uma ideia, mas escrever outra. Ex.: deletar, dilatar e delatar, retificar e ratificar, há, à e a, etc..  Cuidado com abreviaturas. O Brasil segue padrões internacionais e uma letra maiúscula em lugar de minúsculas muda o sentido. Ex.: h (hora) H (hidrogênio). Não use hs para horas, mts para metros e minuto/minutos, abrevia-se com min, sem o ponto.  Separe termos de datas com vírgulas. Ex.: Campinas, SP, 27 de novembro de 2012. Não comece o nome do mês com letra maiúscula.  Tenha atenção às concordâncias verbal e nominal. Ex.: preferir a (e não, do que), assistir à/ao (ver um programa televisivo) e assistir (auxiliar, ajudar), etc..  Empregue os verbos corretamente. Ex.1: (se, quando) ela for-puser-quiser- vir-vier-couber. Ex.2: Se ela viesse-mantivesse-pusesse-visse-coubesse, etc..  Não inicie orações com pronomes átonos. Ex.: Me encontrei com ela. Use: Encontrei-me com ela. 12. Não faça apenas uma revisão. Leia seu texto quantas vezes puder, procure os erros mais simples, procure se há falta de clareza em alguma parte do texto, que pode acabar ficando bem diferente do rascunho, com mais ou menos parágrafos que no início. O que importa é o texto fique realmente claro, coeso e conciso. Por fim, se esta dica ajuda em alguma coisa, estude o Português como seestudasse outro idioma, aprenda suas regras e exceções, quando se estuda outra línguatambém se estuda sua gramática. Veja que a palavra ‘Português’ está iniciada com letramaiúscula porque se refere ao idioma, isso a diferencia de português, que faria referênciaao que ou a quem é nato em Portugal. “A dificuldade de se aprender algo é proporcional à importância que se dá ao que se deseja aprender.”gestaoedidatica.com gestaoedidatica@gmail.com 3

×