SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 31
Baixar para ler offline
Potencial de membrana
Potencial de repouso
Canais iônicos
• Canais sempre abertos
• Bomba NA+/K+ATPase
• Canais dependentes de voltagem
• Canais dependente de ligante
Membrana Celular
Hidratação do íon
Diâmetro dos canais iônicos
Potencial de equilíbrio do Sódio
Na+
15 mM 150 mM
Potencial de equilíbrio do Potássio
K+
5 mM100 mM
Bomba de Na+/K+
Célula em repouso – Potencial de repouso
Potencial de Ação
Unidade básica da condução informação
Conduz a informação por meio de um
desequilíbrio no potencial de repouso da membrana
Canais iônicos
• Canais sempre abertos
• Bomba NA+/K+ATPase
• Canais dependentes de voltagem
• Canais dependente de ligante
Canais dependente de
voltagem
•Proteínas integrais que atravessam a membrana
• Depende de voltagem específica para abertura
• Específico para determinado íon (Na+ ou K+)
Célula em ação – Potencial de ação
Correntes no PA
Repouso
Repouso
Despolarização
Repolarização
TTX- bloqueador de canais de Na+
TEA- bloqueador de canais de K+
Como são gerados os pulsos
elétricos?
Kernneth Cole e Howard Curtis(1938),observaram:
Condutância (g) durante o PA
do fluxo de íons na membrana da célula
Como estudar os canais
dependentes de voltagem?
Cole, 1949 e Hogkin e Huxley (década 50)
•Fixador de voltagem
•Permite o estudo da abertura e fechamento dos canais
dependentes de voltagem mantendo o potencial de membrana
fixo
Estados conformacionais do canal de
Na+
Aberto
Despolarização
Fechado
Repouso
Inativado
Repolarização
Canal inativado
•Absoluto: não pode ser aberto
•Relativo: só abre mediante a um estímulo
muito forte
Sumário sobre PA
Sumário sobre PA
• é similar em todos neurônios
•Tem amplitude fixa, variando em torno de 90 mV
•A abertura e fechamento dos canais dependentes de
voltagem tem cinética diferente
•Diferentes neurônios podem ter diferentes distribuições
de canais dep voltagem
•Cada região do neurônio tem diferente excitabilidade
Propagação do potencial de
ação
•Condução do potencial de ação ao longo do neurônio
•Quanto maior o calibre do axônio, mais fácil a propagação
do potencial de ação
Direção da corrente
Dois tipos de condução:
Saltatória
Ponto à ponto

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Histologia do tecido nervoso
Histologia do tecido nervosoHistologia do tecido nervoso
Histologia do tecido nervosoCaio Maximino
 
Fisiologia Humana 3 - Bioeletrogênese
Fisiologia Humana 3 - BioeletrogêneseFisiologia Humana 3 - Bioeletrogênese
Fisiologia Humana 3 - BioeletrogêneseHerbert Santana
 
Tecido Cartilaginoso
Tecido CartilaginosoTecido Cartilaginoso
Tecido CartilaginosoNatalianeto
 
Ciclo celular e mitose
Ciclo celular e mitoseCiclo celular e mitose
Ciclo celular e mitoseemanuel
 
Fisiologia da Membrana Celular
Fisiologia da Membrana CelularFisiologia da Membrana Celular
Fisiologia da Membrana CelularPedro Miguel
 
Contraçao muscular 2015
Contraçao muscular 2015Contraçao muscular 2015
Contraçao muscular 2015Clovis Gurski
 
Sistema nervoso slides
Sistema nervoso slidesSistema nervoso slides
Sistema nervoso slidesFabiano Reis
 
Tronco encefálico - SNC
Tronco encefálico - SNCTronco encefálico - SNC
Tronco encefálico - SNCAdriana Mércia
 
Aula 06 sistema nervoso - anatomia e fisiologia
Aula 06   sistema nervoso - anatomia e fisiologiaAula 06   sistema nervoso - anatomia e fisiologia
Aula 06 sistema nervoso - anatomia e fisiologiaHamilton Nobrega
 
Potencial de ação
Potencial de açãoPotencial de ação
Potencial de açãodelanievov
 
Potencial de ação enf
Potencial de ação enfPotencial de ação enf
Potencial de ação enfNathalia Fuga
 
Sistema nervoso - anatomia humana
Sistema nervoso - anatomia humanaSistema nervoso - anatomia humana
Sistema nervoso - anatomia humanaMarília Gomes
 

Mais procurados (20)

Histologia do tecido nervoso
Histologia do tecido nervosoHistologia do tecido nervoso
Histologia do tecido nervoso
 
Fisiologia Humana 3 - Bioeletrogênese
Fisiologia Humana 3 - BioeletrogêneseFisiologia Humana 3 - Bioeletrogênese
Fisiologia Humana 3 - Bioeletrogênese
 
Tecido Cartilaginoso
Tecido CartilaginosoTecido Cartilaginoso
Tecido Cartilaginoso
 
Ciclo celular e mitose
Ciclo celular e mitoseCiclo celular e mitose
Ciclo celular e mitose
 
Fisiologia da Membrana Celular
Fisiologia da Membrana CelularFisiologia da Membrana Celular
Fisiologia da Membrana Celular
 
Contraçao muscular 2015
Contraçao muscular 2015Contraçao muscular 2015
Contraçao muscular 2015
 
Sistema nervoso slides
Sistema nervoso slidesSistema nervoso slides
Sistema nervoso slides
 
Aula 08 sistema nervoso
Aula 08   sistema nervosoAula 08   sistema nervoso
Aula 08 sistema nervoso
 
Tronco encefálico - SNC
Tronco encefálico - SNCTronco encefálico - SNC
Tronco encefálico - SNC
 
4 morte celular v2
4 morte celular v24 morte celular v2
4 morte celular v2
 
Aula 06 sistema nervoso - anatomia e fisiologia
Aula 06   sistema nervoso - anatomia e fisiologiaAula 06   sistema nervoso - anatomia e fisiologia
Aula 06 sistema nervoso - anatomia e fisiologia
 
Fisiologia muscular
Fisiologia muscularFisiologia muscular
Fisiologia muscular
 
Tecido nervoso aula 2
Tecido nervoso   aula 2Tecido nervoso   aula 2
Tecido nervoso aula 2
 
Transmissões sinápticas
Transmissões sinápticasTransmissões sinápticas
Transmissões sinápticas
 
Sistema nervoso autonomo
Sistema nervoso autonomoSistema nervoso autonomo
Sistema nervoso autonomo
 
Mecanismo de sinapses
Mecanismo de sinapsesMecanismo de sinapses
Mecanismo de sinapses
 
Tecido nervoso
Tecido nervosoTecido nervoso
Tecido nervoso
 
Potencial de ação
Potencial de açãoPotencial de ação
Potencial de ação
 
Potencial de ação enf
Potencial de ação enfPotencial de ação enf
Potencial de ação enf
 
Sistema nervoso - anatomia humana
Sistema nervoso - anatomia humanaSistema nervoso - anatomia humana
Sistema nervoso - anatomia humana
 

Semelhante a Potencial membrana canais iônicos

6 ARRITMIAS CARDIACAS 2006.ppt
6 ARRITMIAS CARDIACAS 2006.ppt6 ARRITMIAS CARDIACAS 2006.ppt
6 ARRITMIAS CARDIACAS 2006.pptgreygranaditas
 
Fisiologia questoes
Fisiologia  questoesFisiologia  questoes
Fisiologia questoesAnne Caria
 
Neuro 1 aula 4 290311 bioeletrogênese
Neuro 1 aula 4 290311 bioeletrogêneseNeuro 1 aula 4 290311 bioeletrogênese
Neuro 1 aula 4 290311 bioeletrogêneseThiago Lemos
 
09. Potencial de Ação Anexos.pptx.pdf
09. Potencial de Ação Anexos.pptx.pdf09. Potencial de Ação Anexos.pptx.pdf
09. Potencial de Ação Anexos.pptx.pdfBernardoNigri2
 
Potencial De AçãO Bio
Potencial De AçãO  BioPotencial De AçãO  Bio
Potencial De AçãO Bioari lima
 
MEMBRANAS.pdf
MEMBRANAS.pdfMEMBRANAS.pdf
MEMBRANAS.pdfLoMaia7
 

Semelhante a Potencial membrana canais iônicos (10)

6 ARRITMIAS CARDIACAS 2006.ppt
6 ARRITMIAS CARDIACAS 2006.ppt6 ARRITMIAS CARDIACAS 2006.ppt
6 ARRITMIAS CARDIACAS 2006.ppt
 
Fisiologia questoes
Fisiologia  questoesFisiologia  questoes
Fisiologia questoes
 
Ecg 1.0
Ecg 1.0Ecg 1.0
Ecg 1.0
 
Ecg 1.0
Ecg 1.0Ecg 1.0
Ecg 1.0
 
Neuro 1 aula 4 290311 bioeletrogênese
Neuro 1 aula 4 290311 bioeletrogêneseNeuro 1 aula 4 290311 bioeletrogênese
Neuro 1 aula 4 290311 bioeletrogênese
 
Musculo esqueletico
Musculo esqueleticoMusculo esqueletico
Musculo esqueletico
 
09. Potencial de Ação Anexos.pptx.pdf
09. Potencial de Ação Anexos.pptx.pdf09. Potencial de Ação Anexos.pptx.pdf
09. Potencial de Ação Anexos.pptx.pdf
 
Hormonios
HormoniosHormonios
Hormonios
 
Potencial De AçãO Bio
Potencial De AçãO  BioPotencial De AçãO  Bio
Potencial De AçãO Bio
 
MEMBRANAS.pdf
MEMBRANAS.pdfMEMBRANAS.pdf
MEMBRANAS.pdf
 

Mais de Natha Fisioterapia (20)

Semiologia ortopedica 0
Semiologia ortopedica 0Semiologia ortopedica 0
Semiologia ortopedica 0
 
Semiologia ortopedica exame
Semiologia ortopedica   exameSemiologia ortopedica   exame
Semiologia ortopedica exame
 
Paralisia cerebral
Paralisia cerebralParalisia cerebral
Paralisia cerebral
 
Manuseios
ManuseiosManuseios
Manuseios
 
Fisio pediatria enfermidades-infano_juvenis
Fisio pediatria   enfermidades-infano_juvenisFisio pediatria   enfermidades-infano_juvenis
Fisio pediatria enfermidades-infano_juvenis
 
Dnpm
DnpmDnpm
Dnpm
 
Avaliaçao neo
Avaliaçao neoAvaliaçao neo
Avaliaçao neo
 
Avaliacao fisica completa do neonato
Avaliacao fisica completa do neonatoAvaliacao fisica completa do neonato
Avaliacao fisica completa do neonato
 
Aprendizado motor
Aprendizado motorAprendizado motor
Aprendizado motor
 
Shantala
ShantalaShantala
Shantala
 
Quebra de padroes
Quebra de padroesQuebra de padroes
Quebra de padroes
 
Internação
InternaçãoInternação
Internação
 
Exercicios de fortalecimento em idosos
Exercicios de fortalecimento em idososExercicios de fortalecimento em idosos
Exercicios de fortalecimento em idosos
 
Estatudo do idoso
Estatudo do idosoEstatudo do idoso
Estatudo do idoso
 
Dor no idoso
Dor no idosoDor no idoso
Dor no idoso
 
Atendimento domiciliar do idoso
Atendimento domiciliar do idosoAtendimento domiciliar do idoso
Atendimento domiciliar do idoso
 
Atendimento domiciliar ao idoso problema ou solucao
Atendimento domiciliar ao idoso  problema ou solucaoAtendimento domiciliar ao idoso  problema ou solucao
Atendimento domiciliar ao idoso problema ou solucao
 
A familia e seu ciclo vital
A familia e seu ciclo vitalA familia e seu ciclo vital
A familia e seu ciclo vital
 
Saude do idoso
Saude do idosoSaude do idoso
Saude do idoso
 
Sarcopenia
SarcopeniaSarcopenia
Sarcopenia
 

Potencial membrana canais iônicos