SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 20
Baixar para ler offline
“E o jovem, ouvindo essa palavra, retirou-se triste,
porque possuía muitas propriedades” (Mt19.22)
T E X T O D O D I A
O dinheiro é útil e necessário, todavia o apego
exacerbado a ele pode impedir o ser humano de
participar da vida eterna com Deus.
S Í N T E S E
Mateus 19.16-24
16 - E eis que, aproximando-se dele um jovem, disse-lhe: Bom Mestre, que bem farei,
para conseguir a vida eterna?
17 - E ele disse-lhe: Por que me chamas bom? Não há bom, senão um só que é Deus.
Se queres, porém, entrar na vida, guarda os mandamentos.
18 - Disse-lhe ele: Quais? E Jesus disse: Não matarás, não cometerás adultério, não
furtarás, não dirás falso testemunho;
19 - honra teu pai e tua mãe, e amarás o teu próximo como a ti mesmo.
20 - Disse-lhe o jovem: Tudo isso tenho guardado desde a minha mocidade; que me
falta ainda?
21 - Disse-lhe Jesus: Se queres ser perfeito, vai, vende tudo o que tens, dá-o aos
pobres e terás um tesouro no céu; e vem e segue-me.
22 - E o jovem, ouvindo essa palavra, retirou-se triste, porque possuía muitas
propriedades.
23 - Disse, então, Jesus aos seus discípulos: Em verdade vos digo que é difícil entrar
um rico no Reino dos céus.
24 - E outra vez vos digo que é mais fácil passar um camelo pelo fundo de uma agulha
do que entrar um rico no Reino de Deus.
Leitura bíblica
• Nesta lição será abordado o ensino de Jesus
sobre a correta atitude para com o dinheiro.
• O perigo de se apegar de forma demasiada a
ele e a seus benefícios, a ponto de
comprometer a salvação eterna com Deus.
• Com base no diálogo de Jesus com o jovem
rico, abordaremos sobre o perigo:
a) de tentar compensar o amor ao dinheiro com obras
e religiosidade;
b) de perder a vida eterna com Deus por colocar as
esperanças nas incertezas das riquezas.
INTRODUÇÃO
I – O PERIGO DE TENTAR
COMPENSAR O AMOR AO
DINHEIRO COM BOAS
OBRAS E
RELIGIOSIDADE
Pr. Natalino das Neves
www.natalinodasneves.blogspot.com.br
(41) 98409 8094
O jovem rico vai até Jesus,
mas sem disposição de renunciar as riquezas (v. 16a)
• As informações em conjunto dos sinóticos
demonstra que o jovem era importante e tinha
um bom poder aquisitivo (Lc 18.18; Mc 10.17;
Mt 19.22).
• Fazia parte de uma minoria privilegiada que, via
de regra, se beneficiava do sistema de
dominação e fazia oposição ao projeto de Jesus.
• Ele reconhecia a autoridade de Jesus –
pergunta o que era necessário para herdar a vida
eterna.
• O reconhecimento da fonte e o interesse pela
salvação não é suficiente.
2. O jovem acreditava conseguir a vida eterna
por meio de méritos próprios (v. 16,17,20).
• Crença dominante na época era de que riqueza
era sinônimo de justiça e comunhão com Deus.
• Rituais e esmolas aos pobres.
• “Bom mestre” = forma de elogio e
reconhecimento de quem fazia boas obras.
• Queria saber o tipo de ritual ou caridade
poderia lhe garantir a vida eterna com Deus.
• Paulo combateu essa doutrina com a doutrina
da justificação pela fé (Rm 4).
3. O amor ao dinheiro não pode ser
compensado pela religiosidade (v. 17-20)
• A resposta para guardar os mandamentos deixa o
jovem feliz – “Quais?”.
• Não era surpresa para um judeu praticante:
“tudo isso eu tenho guardado desde minha
mocidade”.
• Um exímio religioso e cumpridor das tradições
judaicas.
• Retrato de religiosos atuais: cumpridores de
rituais, sacrifícios, caridade, tradição... Mas, sem
o verdadeiro arrependimento e amor de Cristo.
4. O jovem sabia que lhe faltava algo (v. 20).
• “Que me falta ainda?” demonstra que apesar de
religioso ele sabia que algo estava faltando.
• Ele teria presenciado os debates de Jesus com
os escribas e fariseus? Convencido da
necessidade de mudança interior?
• O projeto de Jesus visava salvação, bem-estar,
prosperidade e felicidade para todos e não para
um grupo específico.
• A base era a mesma dos judeus (lei, profetas e
salmos), mas a interpretação era diferente.
Jovem, falta-te algo para “conseguir a vida
eterna”?
Os preceitos morais e éticos dos mandamentos
são importantíssimos, mas não têm a função de
compensar a injustiça oriunda do amor ao
dinheiro!
APLICAÇÃO PRÁTICA
II – O PERIGO DE PERDER A
VIDA ETERNA DEVIDO AO
APEGO DEMASIADO AOS
BENS MATERIAIS
Pr. Natalino das Neves
www.natalinodasneves.blogspot.com.br
(41) 98409 8094
O apego aos bens materiais impediu
o jovem de seguir Jesus (v. 21-22)
• A resposta de Jesus não foi a que o jovem rico
esperava ouvir: “se queres ser perfeito, vai,
vende tudo...
• Falta de desprendimento dos bens materiais
impossibilita ser um seguidor de Jesus.
• Chama atenção que o diálogo termina
abruptamente: “ele fica triste, retira-se e não
interroga mais o mestre”.
• Mateus deixa claro: “porque possuía muitas
propriedades”. Obs. Abuso de pregadores....
• Parábola do Semeador - espinhos (Mt 13.22)
2. Jesus explica o que havia acontecido
aos discípulos (v. 23-26)
• Conversa reservada com os discípulos para
explicar o ocorrido.
• Camelo passar pelo fundo de uma agulha –
linguagem hiperbólica para dizer que era
impossível um rico, nas condições daquele
jovem, se salvar.
• “Quem poderá, pois, salvar-se?” – discípulos
ainda estavam sendo influenciado pela crença
popular.
• Jesus esclarece que a verdadeira fonte de
salvação é somente Deus (v. 26).
3. A vida eterna é para os “pobres de espírito”
• Sermão do Monte (Mt 5.1-12) – felizes são os
pobres de espírito (humildes, carentes, modestos
e miseráveis”.
• Pobres de espírito = conscientes de que
sempre necessitam de Deus.
• Muitos, tendo muitos bens materiais, rejeitam a
justiça divina e se tornam soberbos e
opressores – vivem sem paz e infelizes.
• Jesus tendo tudo, escolheu por amor a nós,
viver como pobre (Zc 9.9; Mt 21.5; Fp 2.1ss).
• Ver último parágrafo p. 22 revista.
Jovem, você tem se apegado de maneira
exagerada aos bens materiais?
A salvação não é exclusiva de um grupo de
pessoas. A vida eterna, com Deus, está
reservada a todas as pessoas que são “pobres
de espírito”?
APLICAÇÃO PRÁTICA
Na lição de hoje aprendemos que:
• viver uma vida de religiosidade, mas continuar
colocando o amor aos bens materiais em primeiro
lugar coloca em risco a possibilidade de ter uma vida
eterna com Deus.
• O cristão deve seguir o estilo de vida de Jesus, que
não somente ensinou o caminho da vida eterna, como
também testemunhou com seu próprio exemplo de
vida.
CONSIDERAÇÕES FINAIS
REFERÊNCIAS
Pr. Natalino das Neves
www.natalinodasneves.blogspot.com.br
natalino6612@gmail.com
Natalino.neves@ig.com.br
(41) 98409 8094 (WhatsApp/TIM)
Contatos:

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

LBJ LIÇÃO 13 - A IGREJA LOUVARÁ ETERNAMENTE AO SENHOR
LBJ LIÇÃO 13 - A IGREJA LOUVARÁ ETERNAMENTE AO SENHORLBJ LIÇÃO 13 - A IGREJA LOUVARÁ ETERNAMENTE AO SENHOR
LBJ LIÇÃO 13 - A IGREJA LOUVARÁ ETERNAMENTE AO SENHORNatalino das Neves Neves
 
Você está podendo?
Você está podendo?Você está podendo?
Você está podendo?Quenia Damata
 
Lição 1 (jovens) - Fundamentos bíblicos para relacionamentos saudáveis
Lição 1 (jovens) - Fundamentos bíblicos para relacionamentos saudáveisLição 1 (jovens) - Fundamentos bíblicos para relacionamentos saudáveis
Lição 1 (jovens) - Fundamentos bíblicos para relacionamentos saudáveisNatalino das Neves Neves
 
Lidando de forma correta com o dinheiro
Lidando de forma correta com o dinheiroLidando de forma correta com o dinheiro
Lidando de forma correta com o dinheiroVania Paula
 
O desafio de ser um cristão contemporâneo,
O desafio de ser um cristão contemporâneo,O desafio de ser um cristão contemporâneo,
O desafio de ser um cristão contemporâneo,Felicio Araujo
 
Sermão em Tiago 4.13-17
Sermão em Tiago 4.13-17Sermão em Tiago 4.13-17
Sermão em Tiago 4.13-17marckmel
 
LBJ LIÇÃO 9 - A adoração integral ensinada por jesus
LBJ LIÇÃO 9 - A adoração integral ensinada por jesusLBJ LIÇÃO 9 - A adoração integral ensinada por jesus
LBJ LIÇÃO 9 - A adoração integral ensinada por jesusNatalino das Neves Neves
 
Novo(a) apresentação do microsoft office power point
Novo(a) apresentação do microsoft office power pointNovo(a) apresentação do microsoft office power point
Novo(a) apresentação do microsoft office power pointEdson_2012.A-F
 
Adolescentes Vencedores, Lição 08 : Antenados!
Adolescentes Vencedores, Lição 08 : Antenados!Adolescentes Vencedores, Lição 08 : Antenados!
Adolescentes Vencedores, Lição 08 : Antenados!Quenia Damata
 
LBJ LIÇÃO 8 - A lembrança da essência da adoração
LBJ LIÇÃO 8  - A lembrança da essência da adoraçãoLBJ LIÇÃO 8  - A lembrança da essência da adoração
LBJ LIÇÃO 8 - A lembrança da essência da adoraçãoNatalino das Neves Neves
 
Jovens nao conf. mas sendo forma
Jovens nao conf. mas sendo formaJovens nao conf. mas sendo forma
Jovens nao conf. mas sendo formaNivaldo R. Santos
 
Lição 13 - O jovem e a lei do amor
Lição 13 - O jovem e a lei do amorLição 13 - O jovem e a lei do amor
Lição 13 - O jovem e a lei do amorboasnovassena
 
Lbj lição 7 Quando o legalismo substitui a adoração
Lbj lição 7   Quando o legalismo substitui a adoraçãoLbj lição 7   Quando o legalismo substitui a adoração
Lbj lição 7 Quando o legalismo substitui a adoraçãoboasnovassena
 
Lição 4 diga não ao ritmo de vida deste mundo
Lição 4  diga não ao ritmo de vida deste mundoLição 4  diga não ao ritmo de vida deste mundo
Lição 4 diga não ao ritmo de vida deste mundoboasnovassena
 

Mais procurados (19)

LBJ LIÇÃO 13 - A IGREJA LOUVARÁ ETERNAMENTE AO SENHOR
LBJ LIÇÃO 13 - A IGREJA LOUVARÁ ETERNAMENTE AO SENHORLBJ LIÇÃO 13 - A IGREJA LOUVARÁ ETERNAMENTE AO SENHOR
LBJ LIÇÃO 13 - A IGREJA LOUVARÁ ETERNAMENTE AO SENHOR
 
Você está podendo?
Você está podendo?Você está podendo?
Você está podendo?
 
Lição 1 (jovens) - Fundamentos bíblicos para relacionamentos saudáveis
Lição 1 (jovens) - Fundamentos bíblicos para relacionamentos saudáveisLição 1 (jovens) - Fundamentos bíblicos para relacionamentos saudáveis
Lição 1 (jovens) - Fundamentos bíblicos para relacionamentos saudáveis
 
Lidando de forma correta com o dinheiro
Lidando de forma correta com o dinheiroLidando de forma correta com o dinheiro
Lidando de forma correta com o dinheiro
 
LBA LIÇÃO 1 - O que é ética cristã
LBA LIÇÃO 1 - O que é ética cristãLBA LIÇÃO 1 - O que é ética cristã
LBA LIÇÃO 1 - O que é ética cristã
 
O desafio de ser um cristão contemporâneo,
O desafio de ser um cristão contemporâneo,O desafio de ser um cristão contemporâneo,
O desafio de ser um cristão contemporâneo,
 
Lição 11 - O jovem e a comunidade
Lição 11 - O jovem e a comunidadeLição 11 - O jovem e a comunidade
Lição 11 - O jovem e a comunidade
 
Sermão em Tiago 4.13-17
Sermão em Tiago 4.13-17Sermão em Tiago 4.13-17
Sermão em Tiago 4.13-17
 
Lição 10 - O jovem e a consagração
Lição 10 - O jovem e a consagraçãoLição 10 - O jovem e a consagração
Lição 10 - O jovem e a consagração
 
LBJ LIÇÃO 9 - A adoração integral ensinada por jesus
LBJ LIÇÃO 9 - A adoração integral ensinada por jesusLBJ LIÇÃO 9 - A adoração integral ensinada por jesus
LBJ LIÇÃO 9 - A adoração integral ensinada por jesus
 
Novo(a) apresentação do microsoft office power point
Novo(a) apresentação do microsoft office power pointNovo(a) apresentação do microsoft office power point
Novo(a) apresentação do microsoft office power point
 
Adolescentes Vencedores, Lição 08 : Antenados!
Adolescentes Vencedores, Lição 08 : Antenados!Adolescentes Vencedores, Lição 08 : Antenados!
Adolescentes Vencedores, Lição 08 : Antenados!
 
LBJ LIÇÃO 8 - A lembrança da essência da adoração
LBJ LIÇÃO 8  - A lembrança da essência da adoraçãoLBJ LIÇÃO 8  - A lembrança da essência da adoração
LBJ LIÇÃO 8 - A lembrança da essência da adoração
 
Jovens nao conf. mas sendo forma
Jovens nao conf. mas sendo formaJovens nao conf. mas sendo forma
Jovens nao conf. mas sendo forma
 
Lição 13 - O jovem e a lei do amor
Lição 13 - O jovem e a lei do amorLição 13 - O jovem e a lei do amor
Lição 13 - O jovem e a lei do amor
 
Jesus e o dinheiro
Jesus e o dinheiroJesus e o dinheiro
Jesus e o dinheiro
 
LBJ 1 TRI 2016 - Resumo do trimestre
LBJ 1 TRI 2016 - Resumo do trimestreLBJ 1 TRI 2016 - Resumo do trimestre
LBJ 1 TRI 2016 - Resumo do trimestre
 
Lbj lição 7 Quando o legalismo substitui a adoração
Lbj lição 7   Quando o legalismo substitui a adoraçãoLbj lição 7   Quando o legalismo substitui a adoração
Lbj lição 7 Quando o legalismo substitui a adoração
 
Lição 4 diga não ao ritmo de vida deste mundo
Lição 4  diga não ao ritmo de vida deste mundoLição 4  diga não ao ritmo de vida deste mundo
Lição 4 diga não ao ritmo de vida deste mundo
 

Semelhante a ApegoRiquezas

Aula Jonatas 53: Sola gratia
Aula Jonatas 53: Sola gratiaAula Jonatas 53: Sola gratia
Aula Jonatas 53: Sola gratiaAndre Nascimento
 
2° trimestre 2015 lição 10
2° trimestre 2015   lição 102° trimestre 2015   lição 10
2° trimestre 2015 lição 10Joel Silva
 
2° trimestre 2015 lição 10
2° trimestre 2015   lição 102° trimestre 2015   lição 10
2° trimestre 2015 lição 10ebdadultos
 
Lição_original com textos_Com os ricos e famosos_812014
Lição_original com textos_Com os ricos e famosos_812014Lição_original com textos_Com os ricos e famosos_812014
Lição_original com textos_Com os ricos e famosos_812014Gerson G. Ramos
 
Nao podeis servir a Deus e a Mamon_Slides_palestra_Fred_C.E. Casa do Caminho_...
Nao podeis servir a Deus e a Mamon_Slides_palestra_Fred_C.E. Casa do Caminho_...Nao podeis servir a Deus e a Mamon_Slides_palestra_Fred_C.E. Casa do Caminho_...
Nao podeis servir a Deus e a Mamon_Slides_palestra_Fred_C.E. Casa do Caminho_...Telma Lima
 
Revista valores de Jose PDF (Semana Jovem IASD 2019)
Revista valores de Jose PDF (Semana Jovem IASD 2019)Revista valores de Jose PDF (Semana Jovem IASD 2019)
Revista valores de Jose PDF (Semana Jovem IASD 2019)Rogerio Sena
 
LBJ LIÇÃO 13 - A FAMÍLIA DO SÉCULO XXI
LBJ LIÇÃO 13 - A FAMÍLIA DO SÉCULO XXILBJ LIÇÃO 13 - A FAMÍLIA DO SÉCULO XXI
LBJ LIÇÃO 13 - A FAMÍLIA DO SÉCULO XXINatalino das Neves Neves
 
LBJ LIÇÃO 3 - AS DIFERENTES MUDANÇAS SOCIAIS NA FAMÍLIA
LBJ LIÇÃO 3 - AS DIFERENTES MUDANÇAS SOCIAIS NA FAMÍLIALBJ LIÇÃO 3 - AS DIFERENTES MUDANÇAS SOCIAIS NA FAMÍLIA
LBJ LIÇÃO 3 - AS DIFERENTES MUDANÇAS SOCIAIS NA FAMÍLIANatalino das Neves Neves
 
A grande necessidade - Paul Washer
A grande necessidade - Paul WasherA grande necessidade - Paul Washer
A grande necessidade - Paul WasherPortal Cristão
 
Boletim 457 - 15/11/15
Boletim 457 - 15/11/15Boletim 457 - 15/11/15
Boletim 457 - 15/11/15stanaami
 
Lição_122016_Filho de Davi_GGR
Lição_122016_Filho de Davi_GGRLição_122016_Filho de Davi_GGR
Lição_122016_Filho de Davi_GGRGerson G. Ramos
 
Os Desafios da EBD nos Dias Atuais para a Formação de Verdadeiros Cristaos
Os Desafios da EBD nos Dias Atuais para a Formação de Verdadeiros CristaosOs Desafios da EBD nos Dias Atuais para a Formação de Verdadeiros Cristaos
Os Desafios da EBD nos Dias Atuais para a Formação de Verdadeiros Cristaostenmario04
 
Boletim 655 - 17/11/19
Boletim 655 - 17/11/19Boletim 655 - 17/11/19
Boletim 655 - 17/11/19stanaami
 
Boletim 589 - 08/07/18
Boletim 589 - 08/07/18Boletim 589 - 08/07/18
Boletim 589 - 08/07/18stanaami
 
3º trimestre 2015 juvenis lição 04
3º trimestre 2015 juvenis lição 043º trimestre 2015 juvenis lição 04
3º trimestre 2015 juvenis lição 04Joel Silva
 
Juvenis lição 04 - 3° trimestre 2015
Juvenis   lição 04 - 3° trimestre 2015Juvenis   lição 04 - 3° trimestre 2015
Juvenis lição 04 - 3° trimestre 2015Joel Oliveira
 
TODOS OS ARTIGOS DE PADRE ASSIS
TODOS OS ARTIGOS DE PADRE ASSISTODOS OS ARTIGOS DE PADRE ASSIS
TODOS OS ARTIGOS DE PADRE ASSISHelio Diniz
 

Semelhante a ApegoRiquezas (20)

Aula Jonatas 53: Sola gratia
Aula Jonatas 53: Sola gratiaAula Jonatas 53: Sola gratia
Aula Jonatas 53: Sola gratia
 
Seguindo a cristo
Seguindo a cristoSeguindo a cristo
Seguindo a cristo
 
2° trimestre 2015 lição 10
2° trimestre 2015   lição 102° trimestre 2015   lição 10
2° trimestre 2015 lição 10
 
2° trimestre 2015 lição 10
2° trimestre 2015   lição 102° trimestre 2015   lição 10
2° trimestre 2015 lição 10
 
Lição_original com textos_Com os ricos e famosos_812014
Lição_original com textos_Com os ricos e famosos_812014Lição_original com textos_Com os ricos e famosos_812014
Lição_original com textos_Com os ricos e famosos_812014
 
Nao podeis servir a Deus e a Mamon_Slides_palestra_Fred_C.E. Casa do Caminho_...
Nao podeis servir a Deus e a Mamon_Slides_palestra_Fred_C.E. Casa do Caminho_...Nao podeis servir a Deus e a Mamon_Slides_palestra_Fred_C.E. Casa do Caminho_...
Nao podeis servir a Deus e a Mamon_Slides_palestra_Fred_C.E. Casa do Caminho_...
 
Revista valores de Jose PDF (Semana Jovem IASD 2019)
Revista valores de Jose PDF (Semana Jovem IASD 2019)Revista valores de Jose PDF (Semana Jovem IASD 2019)
Revista valores de Jose PDF (Semana Jovem IASD 2019)
 
LBJ LIÇÃO 13 - A FAMÍLIA DO SÉCULO XXI
LBJ LIÇÃO 13 - A FAMÍLIA DO SÉCULO XXILBJ LIÇÃO 13 - A FAMÍLIA DO SÉCULO XXI
LBJ LIÇÃO 13 - A FAMÍLIA DO SÉCULO XXI
 
LBJ LIÇÃO 3 - AS DIFERENTES MUDANÇAS SOCIAIS NA FAMÍLIA
LBJ LIÇÃO 3 - AS DIFERENTES MUDANÇAS SOCIAIS NA FAMÍLIALBJ LIÇÃO 3 - AS DIFERENTES MUDANÇAS SOCIAIS NA FAMÍLIA
LBJ LIÇÃO 3 - AS DIFERENTES MUDANÇAS SOCIAIS NA FAMÍLIA
 
A grande necessidade - Paul Washer
A grande necessidade - Paul WasherA grande necessidade - Paul Washer
A grande necessidade - Paul Washer
 
Boletim 457 - 15/11/15
Boletim 457 - 15/11/15Boletim 457 - 15/11/15
Boletim 457 - 15/11/15
 
Lição_122016_Filho de Davi_GGR
Lição_122016_Filho de Davi_GGRLição_122016_Filho de Davi_GGR
Lição_122016_Filho de Davi_GGR
 
Os Desafios da EBD nos Dias Atuais para a Formação de Verdadeiros Cristaos
Os Desafios da EBD nos Dias Atuais para a Formação de Verdadeiros CristaosOs Desafios da EBD nos Dias Atuais para a Formação de Verdadeiros Cristaos
Os Desafios da EBD nos Dias Atuais para a Formação de Verdadeiros Cristaos
 
Boletim 655 - 17/11/19
Boletim 655 - 17/11/19Boletim 655 - 17/11/19
Boletim 655 - 17/11/19
 
Boletim 589 - 08/07/18
Boletim 589 - 08/07/18Boletim 589 - 08/07/18
Boletim 589 - 08/07/18
 
3º trimestre 2015 juvenis lição 04
3º trimestre 2015 juvenis lição 043º trimestre 2015 juvenis lição 04
3º trimestre 2015 juvenis lição 04
 
Juvenis lição 04 - 3° trimestre 2015
Juvenis   lição 04 - 3° trimestre 2015Juvenis   lição 04 - 3° trimestre 2015
Juvenis lição 04 - 3° trimestre 2015
 
O Jovem Rico
O Jovem RicoO Jovem Rico
O Jovem Rico
 
Edicao junho 2021 via web digital
Edicao junho 2021  via web digitalEdicao junho 2021  via web digital
Edicao junho 2021 via web digital
 
TODOS OS ARTIGOS DE PADRE ASSIS
TODOS OS ARTIGOS DE PADRE ASSISTODOS OS ARTIGOS DE PADRE ASSIS
TODOS OS ARTIGOS DE PADRE ASSIS
 

Mais de Natalino das Neves Neves

LIÇÃO 13_A santa Ceia, o amor e a ressurreição (I Co 11-15)
LIÇÃO 13_A santa Ceia, o amor e a ressurreição (I Co 11-15)LIÇÃO 13_A santa Ceia, o amor e a ressurreição (I Co 11-15)
LIÇÃO 13_A santa Ceia, o amor e a ressurreição (I Co 11-15)Natalino das Neves Neves
 
LIÇÃO 12 - Da circuncisão e dos alimentos sacrificados aos ídolos (1 Co 7-8)
LIÇÃO 12 - Da circuncisão e dos alimentos sacrificados aos ídolos (1 Co 7-8)LIÇÃO 12 - Da circuncisão e dos alimentos sacrificados aos ídolos (1 Co 7-8)
LIÇÃO 12 - Da circuncisão e dos alimentos sacrificados aos ídolos (1 Co 7-8)Natalino das Neves Neves
 
LIÇÃO 11 - Paulo responde questões a respeito do casamento (1 Co 7)
LIÇÃO 11 - Paulo responde questões a respeito do casamento (1 Co 7)LIÇÃO 11 - Paulo responde questões a respeito do casamento (1 Co 7)
LIÇÃO 11 - Paulo responde questões a respeito do casamento (1 Co 7)Natalino das Neves Neves
 
LIÇÃO 10 - SEU CORPO É MEMBRO DE CRISTO
LIÇÃO 10 -  SEU CORPO É MEMBRO DE CRISTOLIÇÃO 10 -  SEU CORPO É MEMBRO DE CRISTO
LIÇÃO 10 - SEU CORPO É MEMBRO DE CRISTONatalino das Neves Neves
 
LIÇÃO 9 - PAULO CENSURA A CONTENDA ENTRE IRMÃOS
LIÇÃO 9 - PAULO CENSURA A CONTENDA ENTRE IRMÃOSLIÇÃO 9 - PAULO CENSURA A CONTENDA ENTRE IRMÃOS
LIÇÃO 9 - PAULO CENSURA A CONTENDA ENTRE IRMÃOSNatalino das Neves Neves
 
PRELEÇÃO_LIÇÃO 8 - A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTO
PRELEÇÃO_LIÇÃO 8 -  A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTOPRELEÇÃO_LIÇÃO 8 -  A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTO
PRELEÇÃO_LIÇÃO 8 - A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTONatalino das Neves Neves
 
PROJEÇÃO_LIÇÃO 8 - A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTO
PROJEÇÃO_LIÇÃO 8 -  A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTOPROJEÇÃO_LIÇÃO 8 -  A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTO
PROJEÇÃO_LIÇÃO 8 - A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTONatalino das Neves Neves
 
PROJEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTO
PROJEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTOPROJEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTO
PROJEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTONatalino das Neves Neves
 
PRELEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTO
PRELEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTOPRELEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTO
PRELEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTONatalino das Neves Neves
 
PRELEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOS
PRELEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOSPRELEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOS
PRELEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOSNatalino das Neves Neves
 
PROJEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOS
PROJEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOSPROJEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOS
PROJEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOSNatalino das Neves Neves
 
PROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULO
PROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULOPROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULO
PROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULONatalino das Neves Neves
 
PRELEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULO
PRELEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULOPRELEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULO
PRELEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULONatalino das Neves Neves
 
PROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 4 - A SABEDORIA DIVINA
PROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 4 - A SABEDORIA DIVINAPROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 4 - A SABEDORIA DIVINA
PROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 4 - A SABEDORIA DIVINANatalino das Neves Neves
 
PRELEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 4 - A SABEDORIA DIVINA
PRELEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 4 - A SABEDORIA DIVINAPRELEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 4 - A SABEDORIA DIVINA
PRELEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 4 - A SABEDORIA DIVINANatalino das Neves Neves
 
PROJEÇÃO_JOVENS_LIção 3 - Divisões na Igreja
PROJEÇÃO_JOVENS_LIção 3 - Divisões na IgrejaPROJEÇÃO_JOVENS_LIção 3 - Divisões na Igreja
PROJEÇÃO_JOVENS_LIção 3 - Divisões na IgrejaNatalino das Neves Neves
 
PRELEÇÃO_JOVENS_Lição 3 - Divisões na Igreja
PRELEÇÃO_JOVENS_Lição 3 - Divisões na IgrejaPRELEÇÃO_JOVENS_Lição 3 - Divisões na Igreja
PRELEÇÃO_JOVENS_Lição 3 - Divisões na IgrejaNatalino das Neves Neves
 
Preleção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de Corinto
Preleção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de CorintoPreleção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de Corinto
Preleção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de CorintoNatalino das Neves Neves
 
Projeção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de Corinto
Projeção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de CorintoProjeção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de Corinto
Projeção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de CorintoNatalino das Neves Neves
 

Mais de Natalino das Neves Neves (20)

LIÇÃO 13_A santa Ceia, o amor e a ressurreição (I Co 11-15)
LIÇÃO 13_A santa Ceia, o amor e a ressurreição (I Co 11-15)LIÇÃO 13_A santa Ceia, o amor e a ressurreição (I Co 11-15)
LIÇÃO 13_A santa Ceia, o amor e a ressurreição (I Co 11-15)
 
LIÇÃO 12 - Da circuncisão e dos alimentos sacrificados aos ídolos (1 Co 7-8)
LIÇÃO 12 - Da circuncisão e dos alimentos sacrificados aos ídolos (1 Co 7-8)LIÇÃO 12 - Da circuncisão e dos alimentos sacrificados aos ídolos (1 Co 7-8)
LIÇÃO 12 - Da circuncisão e dos alimentos sacrificados aos ídolos (1 Co 7-8)
 
LIÇÃO 11 - Paulo responde questões a respeito do casamento (1 Co 7)
LIÇÃO 11 - Paulo responde questões a respeito do casamento (1 Co 7)LIÇÃO 11 - Paulo responde questões a respeito do casamento (1 Co 7)
LIÇÃO 11 - Paulo responde questões a respeito do casamento (1 Co 7)
 
LIÇÃO 10 - SEU CORPO É MEMBRO DE CRISTO
LIÇÃO 10 -  SEU CORPO É MEMBRO DE CRISTOLIÇÃO 10 -  SEU CORPO É MEMBRO DE CRISTO
LIÇÃO 10 - SEU CORPO É MEMBRO DE CRISTO
 
LIÇÃO 9 - PAULO CENSURA A CONTENDA ENTRE IRMÃOS
LIÇÃO 9 - PAULO CENSURA A CONTENDA ENTRE IRMÃOSLIÇÃO 9 - PAULO CENSURA A CONTENDA ENTRE IRMÃOS
LIÇÃO 9 - PAULO CENSURA A CONTENDA ENTRE IRMÃOS
 
PRELEÇÃO_LIÇÃO 8 - A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTO
PRELEÇÃO_LIÇÃO 8 -  A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTOPRELEÇÃO_LIÇÃO 8 -  A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTO
PRELEÇÃO_LIÇÃO 8 - A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTO
 
PROJEÇÃO_LIÇÃO 8 - A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTO
PROJEÇÃO_LIÇÃO 8 -  A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTOPROJEÇÃO_LIÇÃO 8 -  A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTO
PROJEÇÃO_LIÇÃO 8 - A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTO
 
PROJEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTO
PROJEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTOPROJEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTO
PROJEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTO
 
PRELEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTO
PRELEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTOPRELEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTO
PRELEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTO
 
PRELEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOS
PRELEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOSPRELEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOS
PRELEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOS
 
PROJEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOS
PROJEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOSPROJEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOS
PROJEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOS
 
PROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULO
PROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULOPROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULO
PROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULO
 
PRELEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULO
PRELEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULOPRELEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULO
PRELEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULO
 
PROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 4 - A SABEDORIA DIVINA
PROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 4 - A SABEDORIA DIVINAPROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 4 - A SABEDORIA DIVINA
PROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 4 - A SABEDORIA DIVINA
 
PRELEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 4 - A SABEDORIA DIVINA
PRELEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 4 - A SABEDORIA DIVINAPRELEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 4 - A SABEDORIA DIVINA
PRELEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 4 - A SABEDORIA DIVINA
 
PROJEÇÃO_JOVENS_LIção 3 - Divisões na Igreja
PROJEÇÃO_JOVENS_LIção 3 - Divisões na IgrejaPROJEÇÃO_JOVENS_LIção 3 - Divisões na Igreja
PROJEÇÃO_JOVENS_LIção 3 - Divisões na Igreja
 
PRELEÇÃO_JOVENS_Lição 3 - Divisões na Igreja
PRELEÇÃO_JOVENS_Lição 3 - Divisões na IgrejaPRELEÇÃO_JOVENS_Lição 3 - Divisões na Igreja
PRELEÇÃO_JOVENS_Lição 3 - Divisões na Igreja
 
Preleção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de Corinto
Preleção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de CorintoPreleção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de Corinto
Preleção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de Corinto
 
Projeção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de Corinto
Projeção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de CorintoProjeção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de Corinto
Projeção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de Corinto
 
2021 2 tri_lbj_licao_1_prelecao
2021 2 tri_lbj_licao_1_prelecao2021 2 tri_lbj_licao_1_prelecao
2021 2 tri_lbj_licao_1_prelecao
 

Último

ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolaresALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolaresLilianPiola
 
Habilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e EspecíficasHabilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e EspecíficasCassio Meira Jr.
 
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029Centro Jacques Delors
 
Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...
Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...
Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...LizanSantos1
 
trabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduratrabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduraAdryan Luiz
 
Gerenciando a Aprendizagem Organizacional
Gerenciando a Aprendizagem OrganizacionalGerenciando a Aprendizagem Organizacional
Gerenciando a Aprendizagem OrganizacionalJacqueline Cerqueira
 
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOInvestimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOMarcosViniciusLemesL
 
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirFCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirIedaGoethe
 
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfDIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfIedaGoethe
 
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃOLEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃOColégio Santa Teresinha
 
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxDeyvidBriel
 
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISPrática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISVitor Vieira Vasconcelos
 
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptx
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptxSlides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptx
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfCultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfaulasgege
 
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasMesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasRicardo Diniz campos
 
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxSlide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxconcelhovdragons
 
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxAula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxBiancaNogueira42
 
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfCurrículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfIedaGoethe
 
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundogeografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundonialb
 

Último (20)

ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolaresALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
 
Habilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e EspecíficasHabilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e Específicas
 
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
 
Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...
Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...
Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...
 
trabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduratrabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditadura
 
Gerenciando a Aprendizagem Organizacional
Gerenciando a Aprendizagem OrganizacionalGerenciando a Aprendizagem Organizacional
Gerenciando a Aprendizagem Organizacional
 
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOInvestimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
 
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirFCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
 
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfDIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
 
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃOLEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
 
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
 
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
 
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISPrática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
 
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptx
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptxSlides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptx
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptx
 
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfCultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
 
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasMesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
 
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxSlide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
 
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxAula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
 
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfCurrículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
 
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundogeografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
 

ApegoRiquezas

  • 1.
  • 2.
  • 3. “E o jovem, ouvindo essa palavra, retirou-se triste, porque possuía muitas propriedades” (Mt19.22) T E X T O D O D I A
  • 4. O dinheiro é útil e necessário, todavia o apego exacerbado a ele pode impedir o ser humano de participar da vida eterna com Deus. S Í N T E S E
  • 5. Mateus 19.16-24 16 - E eis que, aproximando-se dele um jovem, disse-lhe: Bom Mestre, que bem farei, para conseguir a vida eterna? 17 - E ele disse-lhe: Por que me chamas bom? Não há bom, senão um só que é Deus. Se queres, porém, entrar na vida, guarda os mandamentos. 18 - Disse-lhe ele: Quais? E Jesus disse: Não matarás, não cometerás adultério, não furtarás, não dirás falso testemunho; 19 - honra teu pai e tua mãe, e amarás o teu próximo como a ti mesmo. 20 - Disse-lhe o jovem: Tudo isso tenho guardado desde a minha mocidade; que me falta ainda? 21 - Disse-lhe Jesus: Se queres ser perfeito, vai, vende tudo o que tens, dá-o aos pobres e terás um tesouro no céu; e vem e segue-me. 22 - E o jovem, ouvindo essa palavra, retirou-se triste, porque possuía muitas propriedades. 23 - Disse, então, Jesus aos seus discípulos: Em verdade vos digo que é difícil entrar um rico no Reino dos céus. 24 - E outra vez vos digo que é mais fácil passar um camelo pelo fundo de uma agulha do que entrar um rico no Reino de Deus. Leitura bíblica
  • 6. • Nesta lição será abordado o ensino de Jesus sobre a correta atitude para com o dinheiro. • O perigo de se apegar de forma demasiada a ele e a seus benefícios, a ponto de comprometer a salvação eterna com Deus. • Com base no diálogo de Jesus com o jovem rico, abordaremos sobre o perigo: a) de tentar compensar o amor ao dinheiro com obras e religiosidade; b) de perder a vida eterna com Deus por colocar as esperanças nas incertezas das riquezas. INTRODUÇÃO
  • 7. I – O PERIGO DE TENTAR COMPENSAR O AMOR AO DINHEIRO COM BOAS OBRAS E RELIGIOSIDADE Pr. Natalino das Neves www.natalinodasneves.blogspot.com.br (41) 98409 8094
  • 8. O jovem rico vai até Jesus, mas sem disposição de renunciar as riquezas (v. 16a) • As informações em conjunto dos sinóticos demonstra que o jovem era importante e tinha um bom poder aquisitivo (Lc 18.18; Mc 10.17; Mt 19.22). • Fazia parte de uma minoria privilegiada que, via de regra, se beneficiava do sistema de dominação e fazia oposição ao projeto de Jesus. • Ele reconhecia a autoridade de Jesus – pergunta o que era necessário para herdar a vida eterna. • O reconhecimento da fonte e o interesse pela salvação não é suficiente.
  • 9. 2. O jovem acreditava conseguir a vida eterna por meio de méritos próprios (v. 16,17,20). • Crença dominante na época era de que riqueza era sinônimo de justiça e comunhão com Deus. • Rituais e esmolas aos pobres. • “Bom mestre” = forma de elogio e reconhecimento de quem fazia boas obras. • Queria saber o tipo de ritual ou caridade poderia lhe garantir a vida eterna com Deus. • Paulo combateu essa doutrina com a doutrina da justificação pela fé (Rm 4).
  • 10. 3. O amor ao dinheiro não pode ser compensado pela religiosidade (v. 17-20) • A resposta para guardar os mandamentos deixa o jovem feliz – “Quais?”. • Não era surpresa para um judeu praticante: “tudo isso eu tenho guardado desde minha mocidade”. • Um exímio religioso e cumpridor das tradições judaicas. • Retrato de religiosos atuais: cumpridores de rituais, sacrifícios, caridade, tradição... Mas, sem o verdadeiro arrependimento e amor de Cristo.
  • 11. 4. O jovem sabia que lhe faltava algo (v. 20). • “Que me falta ainda?” demonstra que apesar de religioso ele sabia que algo estava faltando. • Ele teria presenciado os debates de Jesus com os escribas e fariseus? Convencido da necessidade de mudança interior? • O projeto de Jesus visava salvação, bem-estar, prosperidade e felicidade para todos e não para um grupo específico. • A base era a mesma dos judeus (lei, profetas e salmos), mas a interpretação era diferente.
  • 12. Jovem, falta-te algo para “conseguir a vida eterna”? Os preceitos morais e éticos dos mandamentos são importantíssimos, mas não têm a função de compensar a injustiça oriunda do amor ao dinheiro! APLICAÇÃO PRÁTICA
  • 13. II – O PERIGO DE PERDER A VIDA ETERNA DEVIDO AO APEGO DEMASIADO AOS BENS MATERIAIS Pr. Natalino das Neves www.natalinodasneves.blogspot.com.br (41) 98409 8094
  • 14. O apego aos bens materiais impediu o jovem de seguir Jesus (v. 21-22) • A resposta de Jesus não foi a que o jovem rico esperava ouvir: “se queres ser perfeito, vai, vende tudo... • Falta de desprendimento dos bens materiais impossibilita ser um seguidor de Jesus. • Chama atenção que o diálogo termina abruptamente: “ele fica triste, retira-se e não interroga mais o mestre”. • Mateus deixa claro: “porque possuía muitas propriedades”. Obs. Abuso de pregadores.... • Parábola do Semeador - espinhos (Mt 13.22)
  • 15. 2. Jesus explica o que havia acontecido aos discípulos (v. 23-26) • Conversa reservada com os discípulos para explicar o ocorrido. • Camelo passar pelo fundo de uma agulha – linguagem hiperbólica para dizer que era impossível um rico, nas condições daquele jovem, se salvar. • “Quem poderá, pois, salvar-se?” – discípulos ainda estavam sendo influenciado pela crença popular. • Jesus esclarece que a verdadeira fonte de salvação é somente Deus (v. 26).
  • 16. 3. A vida eterna é para os “pobres de espírito” • Sermão do Monte (Mt 5.1-12) – felizes são os pobres de espírito (humildes, carentes, modestos e miseráveis”. • Pobres de espírito = conscientes de que sempre necessitam de Deus. • Muitos, tendo muitos bens materiais, rejeitam a justiça divina e se tornam soberbos e opressores – vivem sem paz e infelizes. • Jesus tendo tudo, escolheu por amor a nós, viver como pobre (Zc 9.9; Mt 21.5; Fp 2.1ss). • Ver último parágrafo p. 22 revista.
  • 17. Jovem, você tem se apegado de maneira exagerada aos bens materiais? A salvação não é exclusiva de um grupo de pessoas. A vida eterna, com Deus, está reservada a todas as pessoas que são “pobres de espírito”? APLICAÇÃO PRÁTICA
  • 18. Na lição de hoje aprendemos que: • viver uma vida de religiosidade, mas continuar colocando o amor aos bens materiais em primeiro lugar coloca em risco a possibilidade de ter uma vida eterna com Deus. • O cristão deve seguir o estilo de vida de Jesus, que não somente ensinou o caminho da vida eterna, como também testemunhou com seu próprio exemplo de vida. CONSIDERAÇÕES FINAIS
  • 20. Pr. Natalino das Neves www.natalinodasneves.blogspot.com.br natalino6612@gmail.com Natalino.neves@ig.com.br (41) 98409 8094 (WhatsApp/TIM) Contatos: