Lição 8 (jovens)- O relacionamento com pessoas de uma fé diferente

24.141 visualizações

Publicada em

Assista ao vídeo referente a este arquivo de slides no meu blog:

http://goo.gl/PPDRnr

Subsídios elaborados pelo Pr. Natalino das Neves
Programa Escola Dominical na WEBTV.
IEADSJP - Igreja Evangélica Assembleia de Deus de São José dos Pinhais
Pr. Presidente: Ival Teodoro da Silva
Pr. Vice Presidente: Elson Pereira

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

Lição 8 (jovens)- O relacionamento com pessoas de uma fé diferente

  1. 1. 4 º T R I M 2 0 1 5
  2. 2. Acompanhe os comentários em vídeo desta e outras lições no blog: www.natalinodasneves.blogspot.com.br
  3. 3. Texto do dia"Mas Deus, não tendo em conta os tempos da ignorância, anuncia agora a todos os homens, em todo lugar, que se arrependam." (At 17.30)
  4. 4. síntese A fé cristã está fundamentada na revelação de Deus em Cristo, e nisto se distingue das demais crenças e religiões, embora reconheça o direito de todos expressarem livremente suas crenças.
  5. 5. Agenda de LeituraS E G U N DA - Jo 4 . 1 - 3 0 O r e l a c i o n a m e n t o d e Je s u s c o m a r e l i g i ã o s a m a r i t a n a T E R Ç A - L c 9 . 5 1 - 5 6 Je s u s r e p r e e n d e a i n t o l e r â n c i a r e l i g i o s a d o s a p ó s t o l o s Q UA R TA - 1 C o 1 . 1 0 - 1 7 Re l a c i o n a m e n t o c o n f l i t u o s o e n t r e o s d o m é s t i c o s d a f é Q U I N TA - A t 5 . 1 7 - 4 2 A i n t o l e r â n c i a r e l i g i o s a d o s j u d e u s à f é c r i s t ã S E X TA - G l 1 . 6 - 2 4 Pe l a p u r e z a d o E v a n g e l h o S Á BA D O - M c 1 6 . 1 4 - 2 0 A m i s s ã o i m p e r at i v a d a I g r e j a
  6. 6. Texto bíblicoAtos 17.16,18,22-28 16. E, enquanto Paulo os esperava em Atenas, o seu espírito se comovia em si mesmo, vendo a cidade tão entregue à idolatria. 18. E alguns dos filósofos epicureus e estoicos contendiam com ele. Uns diziam: Que quer dizer este paroleiro? E outros: Parece que é pregador de deuses estranhos. Porque lhes anunciava a Jesus e a ressurreição. 22. E, estando Paulo no meio do Areópago, disse: Varões atenienses, em tudo vos vejo um tanto supersticiosos; 23. porque, passando eu e vendo os vossos santuários, achei também um altar em que estava escrito: AO DEUS DESCONHECIDO. Esse, pois, que vós honrais não o conhecendo é o que eu vos anuncio. 24. O Deus que fez o mundo e tudo que nele há, sendo Senhor do céu e da terra, não habita em templos feitos por mãos de homens. 25. Nem tampouco é servido por mãos de homens, como que necessitando de alguma coisa; pois ele mesmo é quem dá a todos a vida, a respiração e todas as coisas;
  7. 7. INTRODUÇÃO
  8. 8. INTRODUÇÃO • A globalização do mundo trouxe à fé cristã imperiosos desafios. • Na modernidade, a fé cristã era inquestionável e exclusiva, na pós- modernidade tornou-se mais uma opção no variado cardápio religioso. • Nesta lição, estudaremos o sentido de religião e a forma de o cristão se relacionar com pessoas de crenças diferentes.
  9. 9. I - RELIGIÃO NO CONTEXTO MODERNO
  10. 10. 1. Sentido secular de religião? (At 17.16-22): • Religião Vs religiosidade (vv.16,22). • Religião: fruto da cultura, da autoconsciência do homem, do medo, para suportar as angústias da vida e suspiro da criatura oprimida? • Reverência a Deus manifesta nos ritos, cultos, crenças e doutrinas. • A religião é um fenômeno presente em todas as regiões e em todos os tempos da história. • Sobrenatural: coisas sem explicação humana. I - RELIGIÃO NO CONTEXTO MODERNO
  11. 11. 2. Sentido bíblico de religião: • A religião não procede da busca do homem pelo divino, mas da revelação que Deus fez de si mesmo às suas criaturas (Jo 1.16; 1 Tm 6.15,16). • Ela surge por iniciativa do Senhor e não pela busca do próprio homem (Gn 3.8). • É Deus quem se revela ao homem, e não o homem a Deus (Gn 12.1-3; Êx 3.1-14; Rm 1.19). • Foi por meio da revelação divina ao povo hebreu que o monoteísmo se difundiu. I - RELIGIÃO NO CONTEXTO MODERNO
  12. 12. 3. A religião na sociedade brasileira (Sl 33.12): • Brasil assegura o direito à liberdade religiosa a todos os cidadãos e a completa separação entre o Estado e as instituições religiosas. • Deste modo, cada cidadão pode manifestar sua religião e expressar a sua crença, individual ou coletivamente, de modo público ou particular, com toda liberdade. • Esse fundamento é estendido a todas as pessoas e religiões em todo território nacional. I - RELIGIÃO NO CONTEXTO MODERNO
  13. 13. Pense A Revelação é um ato amoroso pelo qual Deus se dá a conhecer e comunica sua vontade aos homens. Ponto importanteO ar tigo 18 da Declaração dos Direitos Humanos garante a liberdade religiosa a todos.
  14. 14. II - FÉ CRISTÃ NO CONTEXTO DAS RELIGIÕES MUNDIAIS
  15. 15. 1. Todas as religiões são iguais? (At 17.23-29): • O fato de o ser humano não compreender adequadamente a revelação de Deus deu origem às muitas religiões (Rm 1.20-23). • Aspectos do conhecimento de Deus percebidos nas religiões (At 17.23, 28; Rm 1.21,22; 2.12- 16; Tt 1.12,13). • Semelhanças: templos, ritos, grandes narrativas, valor da criatura humana, da preservação do planeta e solidariedade. II - FÉ CRISTÃ NO CONTEXTO DAS RELIGIÕES MUNDIAIS
  16. 16. 1. Todas as religiões são iguais? (At 17.23-29): • Todavia, quando se tem, os “livros sagrados” utilizados como referências são diferentes em alguns casos. • Mesmo nas religiões monoteístas e que têm a Bíblia como regra de fé existem diferenças de crenças. • Portanto, as religiões não são iguais, embora haja "pontos de concordância" (At 17.16-29). II - FÉ CRISTÃ NO CONTEXTO DAS RELIGIÕES MUNDIAIS
  17. 17. 2. A fé cristã é superior às outras religiões? • O cristianismo é acusado por críticos de ser exclusivista e intolerante (Jesus como único caminho de salvação - Jo 14.6; At 4.12; 1 Pe 2.19-25). • A teologia inclusivista afirma que a salvação acontece em todo o mundo, dentro e fora das religiões mundiais, quer por meio da fé em Jesus, quer nas religiões independente da fé cristã. II - FÉ CRISTÃ NO CONTEXTO DAS RELIGIÕES MUNDIAIS
  18. 18. 2. A fé cristã é superior às outras religiões? • Segundo Hick, é preciso abandonar o Jesus de Nazaré dos Evangelhos e aceitar como novo paradigma o Cristo cósmico ou Logos eterno, que se traduz como o Transcendente, o Divino, o Último ou Real, e que se manifestou como Cristo para o Cristão, Dharma para os hinduístas e budistas, Allah para os mulçumanos, e assim por diante. II - FÉ CRISTÃ NO CONTEXTO DAS RELIGIÕES MUNDIAIS
  19. 19. Cristo a todos acolheu indistintamente (Jo 4.7-9; Mt 15.21-28), e a todos deu exemplo de profunda humildade (Fp 2.5- 10; Jo 13.1-20; 14.28). II - FÉ CRISTÃ NO CONTEXTO DAS RELIGIÕES MUNDIAIS
  20. 20. 3. A singularidade da salvação em Cristo: • Biblicamente, Jesus é o único mediador entre Deus e os homens (1 Tm 2.5; Hb 9.11-15). • Ele não apenas manifestou a salvação, mas a realizou na história. • A salvação revelada e operada por Jesus é única, exclusiva e singular. • Biblicamente, há salvação fora das instituições religiosas, mas não há salvação fora de Jesus. II - FÉ CRISTÃ NO CONTEXTO DAS RELIGIÕES MUNDIAIS
  21. 21. Pense Jesus não apenas manifestou a salvação, mas a realizou na história Ponto importanteA mediação salvífica de Jesus Cristo é específica e única.
  22. 22. III - RELACIONAMENTO COM PESSOAS DE OUTRAS CRENÇAS
  23. 23. 1. Relacionamento religioso (At 17.17- 23): • Vivemos numa sociedade plural onde o indivíduo tem o direito de expressar sua crença ou mesmo de se pronunciar ateu. • Jesus (Jo 4.1-30) e Paulo (At 17) deram profundas lições no que concerne ao diálogo religioso • É imperativo que o cristão saiba respeitar as diferenças religiosas sem negar-se sua fé. III - RELACIONAMENTO COM PESSOAS DE OUTRAS CRENÇAS
  24. 24. 2. Relacionamento inter-religioso (1 Pe 3.15-18): • Relacionamento do cristão com pessoas de outras religiões deve ser com todo respeito, mas sincero e firme. • Com sabedoria, exponha a razão de sua esperança. • Seu testemunho deve ser tão eloquente quanto suas palavras. • O mau testemunho de alguns cristãos tem sido uma das grandes dificuldades do cristianismo. III - RELACIONAMENTO COM PESSOAS DE OUTRAS CRENÇAS
  25. 25. Pense A missão primordial da Igreja é o anúncio da salvação em Cristo. Ponto importanteO testemunho que Jesus dá de si mesmo e o seu exemplo evangelizador são paradigmas para o diálogo religioso.
  26. 26. CONSIDERAÇÕES FINAIS
  27. 27. CONSIDERAÇÕE S FINAIS 1. No sentido secular de religião é o ser humano que busca a Deus, enquanto no sentido bíblico é Deus que se revela ao ser humano. 2. É possível um diálogo do cristianismo com as demais religiões? 3. O bom testemunho é uma das principais “armas” para a propagação do cristianismo.
  28. 28. REFERÊNCIAS A R C H E R J R . G l e a s o n . M e r e c e c o n f i a n ç a o A n t i g o Te s t a m e n t o ? S ã o P a u l o : Vi d a N o v a , 1 9 9 1 . B E N T H O , E s d r a s C . A F a m í l i a n o A n t i g o Te s t a m e n t o . 1 . e d . R i o d e J a n e i r o : C PA D , 2 0 0 6 . B l o m b e r g , G r a i g L . Q u e s t õ e s c r u c i a i s n o N o vo Te s t a m e n t o . R i o d e J e n r i o : C PA D , 2 0 0 9 . C O L S O N , C . E , A g o r a c o m o Vi ve r e m o s ? 1 . e d . R i o d e J a n e i r o : C PA D , 2 0 0 0 . G E O R G E , J i m . U m J o ve m S e g u n d o o C o r a ç ã o d e D e u s . R i o d e J a n e i r o : C PA D , 2 0 0 9 . H E N RY, M a t t h e w. C o m e n t á r i o B í b l i c o M a t t h e w H e n r y . R i o d e J a n e i r o : C PA D , 2 0 0 2 . H O L L O M A N , H e n r y. O p o d e r d a s a n t i f i c a ç ã o . R i o d e J a n e i r o : C PA D , 2 0 0 3 .
  29. 29. REFERÊNCIAS K A I S E R J R , Wa l t e r C . P r e g a n d o e e n s i n a n d o a p a r t i r d o A n t i g o Te s t a m e n t o . R i o d e J a n e i r o : C PA D , 2 0 0 9 . PA L M E R , M . D . P a n o r a m a d o P e n s a m e n t o C r i s t ã o . 1 . e d . R i o d e J a n e i r o : C PA D , 2 0 0 1 , p . 3 0 5 . R I C H A R D S , L a w r e n c e O . G u i a d o L e i t o r d a B í b l i a : U m a a n á l i s e d e G ê n e s i s a A p o c a l i p s e c a p í t u l o p o r c a p í t u l o . 1 0 . e d . R i o d e J a n e i r o : C PA D , 2 0 1 2 . R O S S , M i c h a e l . C r e s c i e A g o r a ? R i o d e J a n e i r o : C PA D , 2 0 1 3 . S O A R E S , E s e q u i a s . C a s a m e n t o , D i vó r c i o & S e x o à L u z d a B í b l i a . 1 . e d . R i o d e J a n e i r o : C PA D , 2 0 11 . V I N E , W. E . D i c i o n á r i o V I N E . R i o d e J a n e i r o : C PA D , 2 0 0 3 . Z U C K , R o y B . Te o l o g i a d o A n t i g o Te s t a m e n t o . R i o d e J a n e i r o : C PA D , 2 0 0 9 .

×