SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 29
Baixar para ler offline
LIÇÕES BÍBLICAS DE EBD - CPAD
    1º TRIMESTRE DE 2013



LIÇÃO 5 – UM HOMEM DE DEUS EM
           DEPRESSÃO




    Prof. Ms. Natalino das Neves
 www.natalinodasneves.blogspot.com.br


           IEADSJP_EBDTV
INTRODUÇÃO
     REFERÊNCIA                     TEXTO/TEMA

                            “Em tudo somos atribulados, mas
                            não angustiados; perplexos, mas
      Texto áureo
                            não desanimados; perseguidos,
      (2 Co 4.8,9)          mas       não    desamparados;
                            abatidos, mas não destruídos”


                            “Os conflitos de Elias o levaram a
                            enfrentar períodos de depressão
    Verdade prática         e tristeza. Mas o Senhor ajudou-o
                            superar.”

                            Jezabel ameaça Elias de morte.
Leitura bíblica em classe   Ele foge para o deserto, pede a
      (1 Rs 19:2-8)         morte, mas Deus, por meio de
                            um anjo, o reanima.
INTRODUÇÃO



• Os personagens bíblicos são seres humanos.

• Elias, devido ao seu chamado e sua
  integridade, viveu em conflitos com a
  liderança de sua época = sobrecarga
  emocional.

• Elias também era uma pessoa frágil que
  carecia de cuidados.
I – ELIAS – UM HOMEM COMO OS
            OUTROS
I – ELIAS – UM HOMEM COMO OS OUTROS




• Um homem espiritual

  •   Envolvido com a Palavra de Deus (1 Rs 18:36);
  •   Dedicado à oração (1 Rs 18:42,43; Tg 5:17);
I – ELIAS – UM HOMEM COMO OS OUTROS




• Um homem sentimental

 •   Tiago (5:17) afirma que Elias era sujeito às
     mesmas paixões que nós;
 •   Elias expressava seus sentimentos.
Sinopse do tópico




“Elias era um homem como outro qualquer.
       Sujeito às intempéries da vida.”

          (Lições bíblicas, p. 33)
II – AS CAUSAS DOS CONFLITOS DE
             ELIAS
II – AS CAUSAS DOS CONFLITOS DE ELIAS

• Decepção

 •   Após o grande sinal de Deus (1 Rs 18:38), Elias
     esperava um quebrantamento do povo e da
     liderança;
 •   Ambiente espiritual desanimador;
 •   Contraste: grande vitória       pode   conduzir   ao
     desânimo e o orgulho;
 •   Grandes expectativas X grandes revezes;
 •   Trabalhar, trabalhar e não ver o resultado esperado.
II – AS CAUSAS DOS CONFLITOS DE ELIAS

  “Na minha primeira defesa, ninguém foi a meu favor;
     antes, todos me abandonaram. Que isto não lhes
                  seja posto em conta!”
                   2 Timóteo 4:16


   “E não nos cansemos de fazer o bem, porque a seu
         tempo ceifaremos, se não desfalecermos.”
                     Gálatas 6:9


 “Veio para o que era seu, e os seus não o receberam.”
                      João 1:11
II – AS CAUSAS DOS CONFLITOS DE ELIAS

• Medo

 •   Jezabel ameaça e Elias teme pela sua vida (1 Rs
     19:3);
 •   No capítulo 18 Elias se mostra corajoso e forte,
     enquanto no capítulo 19 entra em pânico e
     desespero;
 •   Sentimentos falando mais alto do que a fé;
 •   Sintoma de depressão: temer a algo que não
     temia antes.


 •   AP – Você tem medo de quê?
Sinopse do tópico




“Os conflitos de Elias estavam associados à
             decepção e o medo.”

           (Lições bíblicas, p. 34)
III – AS CONSEQUÊNCIAS DOS
          CONFLITOS
III – AS CONSEQUÊNCIAS DOS CONFLITOS


• Fuga e isolamento

  •   Com medo da morte,            Elias   se   viu   sem
      escapatória, e foge;
  •   Deus não o recriminou por sua fuga;
  •   Além de fugir ele se isola no deserto (1 Rs 19:4)
      – ser humano é um ser social.
  •   Sintoma da depressão: isolar-se do convívio
      social. Preferência para lugares escuros e isolados.
  •   Na defensiva: culpa x perdão?
III – AS CONSEQUÊNCIAS DOS CONFLITOS


• Autopiedade e desejo de morrer

  •   Elias achava que era o único que se conservava
      fiel a Iavé (1 Rs 19:10). Pena de si mesmo;
  •   Resposta: havia mais 7.000 (1 Rs 19:18);
  •   No desânimo, a tendência é pensar que todos e
      tudo está contra nós;


  •   Sintomas de depressão: carência de simpatia ou
      síndrome de perseguição.
III – AS CONSEQUÊNCIAS DOS CONFLITOS
• Autopiedade e desejo de morrer (cont.)

  •   Contradição: foge para não morrer e depois pede
      a morte (1 Rs 19:4) – perder a vontade de
      morrer (depressão profunda);
  •   Moisés (Nm 11:15), Jonas (4:3) e Jó (3:11) –
      exemplos bíblicos que também pediram a morte;
  •   Ver também: Davi (Sl 32:3,4) e Jesus (Mt 26:38);
  •   Sintomas de       depressão:   desejo   de   morte
      (estatísticas).


  •   AP – Você tem buscado o isolamento ou tem
      desejado a morte?
Sinopse do tópico




 “Algumas características que podem
   descrever a depressão de Elias são:
desejo de fuga, isolamento, autopiedade e
            desejo de morrer.”

         (Lições bíblicas, p. 35)
IV – O SOCORRO DIVINO
IV – O SOCORRO DIVINO


• Provisão física

  •   Sono e alimentação (1 Rs 19:5) – sinais de
      depressão;
  •   Estresse e esgotamento físico: Monte Carmelo (1
      Rs    18:20-46)  –   provavelmente    depressão
      exógena.
  •   depressão    endógena      (causas   internas –
      biológicas ou hereditárias) e depressão exógena
      (causas externas – perdas, estresse, entre
      outras).
IV – O SOCORRO DIVINO


• Provisão física (cont.)

  •   Necessidade de auxílio de terceiros (1 Rs 19:6);
  •   White (2001, p.         103)   recomenda     algumas
      alternativas cristãs:
      “As soluções são muitas: uma boa caminhada, contar as
      bênçãos, uma boa noite de sono, uma conversa com os
      amigos, alguns hinos de louvor, uns momentos a sós com
      Deus.”

  •   Se não resolver, recomenda-se a procura de ajuda
      profissional.
IV – O SOCORRO DIVINO


• Provisão emocional e espiritual

  •   Quando chegam as tribulações, a limitação e
      falibilidade humana faz que muitos esqueçam a
      infinitude e infalibilidade de Deus;
  •   Voz de Deus no Monte Horebe (caverna): vento,
      terremoto e fogo x silêncio de Deus (1 Rs 19: 8-
      15);
  •   Deus “para” e ouve Elias, que desabafa;
  •   Importância de alguém idôneo para ouvir;
IV – O SOCORRO DIVINO



• Provisão emocional e espiritual (cont.)

  •   Reanimado p/ nova missão: ungir Azael como
      rei da Síria, Jeú como rei de Israel, e Eliseu
      como seu sucessor (1 Rs 19:15-16);
  •   Carência de ocupação: inútil (idolatria x morte
      profetas de Baal/Aserá)?
  •   AP – Você já foi alimentado com as próprias
      mensagens (se alimentando debaixo do zimbro)?
Sinopse do tópico




“O socorro divino trouxe provisão física e
        espiritual ao projeta Elias.”

          (Lições bíblicas, p. 35)
CONSIDERAÇÕES FINAIS
CONSIDERAÇÕES FINAIS
• Homens e mulheres de Deus também estão
  sujeitos a conflitos e estados depressivos;

• Elias foi cuidado por Deus:

  • Tratamento físico: descanso e alimentação;
  • Tratamento emocional: levou-o a enfrentar seus
    próprios medos e ouviu seu desabafo;
  • Tratamento espiritual: o reanimou para uma nova
    missão e transmitiu-lhe uma nova visão “ministerial” –
    delegação.
• Deus se faz presente em seu momento de
  conflito. Perceba sua presença e mão amiga!
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS
BUIS, Pierre. O livro dos Reis. São Paulo: Paulus, 1997.

CARRENHO, Esther. Depressão: tem luz no fim do túnel.
São Paulo:Editora Vida, 2007.

CERESKO, Anthony. Introdução ao Antigo Testamento
numa perspectiva libertadora. Rio de Janeiro: Paulus, 1996.

GONÇALVES, José. Porção dobrada. Rio de Janeiro: CPAD,
2012.

LIÇÕES BÍBLICAS. Elias e Eliseu, um ministério de poder
para toda Igreja. 1º trimestre de 2013. Rio de Janeiro:
CPAD, 2012.

MERRILL, Eugene H. História de Israel             no   Antigo
Testamento. Rio de Janeiro: CPAD, 2001.
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS
RENDTORFF, Rolf. Antigo Testamento: uma introdução. São
Paulo: Academia Cristã, 2009.

SHREINER, Josef. Palavra e Mensagem         do   Antigo
Testamento. São Paulo: Teológica, 2004.

SICRE, José Luís. Profetismo em Israel: o profeta, os
profetas, a mensagem. Rio de Janeiro: Vozes, 2008.

SWINDOLL, Charles R. Elias: um homem de heroísmo e
humildade. São Paulo: Editora Vida, 2010.

WHITE, John. As máscaras da melancolia: um psiquiatra
cristão aborda a problemática da depressão e do
suicídio. Belo Horizonte: Dynamus, 2001.

WILSON, Robert R. Profecia e Sociedade no Antigo Israel.
São Paulo: Targumin; Paulus, 2006.
IEADSJP – Igreja Evangélica Assembleia de
      Deus de São José dos Pinhais
       www.adsaojosedospinhais.com.br;
         www.redemaoamiga.com.br

       Pr. Presidente: Ival Teodoro da Silva

   Pr. Vice-Presidente: Eurico Deraldo Santana

   Sup. da EBD: Ev. Ismael Nascimento Oliveira


       Comentários: Ev. Natalino das Neves
    (www.natalinodasneves.blogspot.com.br;
natalino.neves@ig.com.br; 8409 8094 / 3076 3589)
ACESSE O VÍDEO COM OS COMENTÁRIOS
 REFERENTE A ESTE ARQUIVO NO LINK
              ABAIXO:

    http://youtu.be/3ZtaP52DV0o

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

As obras da carne e do Espírito
As obras da carne e do EspíritoAs obras da carne e do Espírito
As obras da carne e do EspíritoJoselito Machado
 
Os Perigos das Obras da Carne
Os Perigos das Obras da CarneOs Perigos das Obras da Carne
Os Perigos das Obras da CarneMárcio Martins
 
hamartiologia - Doutrina do pecado.
hamartiologia - Doutrina do pecado.hamartiologia - Doutrina do pecado.
hamartiologia - Doutrina do pecado.RODRIGO FERREIRA
 
Lição 1 – Batalha Espiritual – A Realidade não Pode ser Suestimada
Lição 1 – Batalha Espiritual – A Realidade não Pode ser SuestimadaLição 1 – Batalha Espiritual – A Realidade não Pode ser Suestimada
Lição 1 – Batalha Espiritual – A Realidade não Pode ser SuestimadaÉder Tomé
 
1000 Mil esboços para sermões e pregações
1000 Mil esboços para sermões e pregações1000 Mil esboços para sermões e pregações
1000 Mil esboços para sermões e pregaçõesGesiel Oliveira
 
Lição 5 - É necessário nascer de novo
Lição 5 - É necessário nascer de novoLição 5 - É necessário nascer de novo
Lição 5 - É necessário nascer de novoÉder Tomé
 
Lição 13 - A Batalha Espiritual e as Armas do Crente
Lição 13 - A Batalha Espiritual e as Armas do CrenteLição 13 - A Batalha Espiritual e as Armas do Crente
Lição 13 - A Batalha Espiritual e as Armas do CrenteÉder Tomé
 
Provação, tentação e consequências
Provação, tentação  e consequênciasProvação, tentação  e consequências
Provação, tentação e consequênciasAlmy Alves
 
Princípios para uma Vida de Santidade
Princípios para uma Vida de SantidadePrincípios para uma Vida de Santidade
Princípios para uma Vida de SantidadeIBMemorialJC
 
Três campos de batalha espiritual
Três campos de batalha espiritualTrês campos de batalha espiritual
Três campos de batalha espiritualPaulo Roberto
 
CHORA JEREMIAS: DO LAMENTO Á ESPERANÇA. DAS RUÍNAS Á RESTAURAÇÃO.
CHORA JEREMIAS:DO LAMENTO Á ESPERANÇA. DAS RUÍNAS Á RESTAURAÇÃO.CHORA JEREMIAS:DO LAMENTO Á ESPERANÇA. DAS RUÍNAS Á RESTAURAÇÃO.
CHORA JEREMIAS: DO LAMENTO Á ESPERANÇA. DAS RUÍNAS Á RESTAURAÇÃO.Marcos Nascimento
 
Lição 13 os últimos dias serão tempos trabalhosos e de apostasia
Lição 13 os últimos dias serão tempos trabalhosos e de apostasiaLição 13 os últimos dias serão tempos trabalhosos e de apostasia
Lição 13 os últimos dias serão tempos trabalhosos e de apostasiaÉder Tomé
 

Mais procurados (20)

Aprendendo sobre o Jejum
Aprendendo sobre o JejumAprendendo sobre o Jejum
Aprendendo sobre o Jejum
 
As obras da carne e do Espírito
As obras da carne e do EspíritoAs obras da carne e do Espírito
As obras da carne e do Espírito
 
Estud de jó 1 1-5
Estud de jó 1 1-5Estud de jó 1 1-5
Estud de jó 1 1-5
 
Os Perigos das Obras da Carne
Os Perigos das Obras da CarneOs Perigos das Obras da Carne
Os Perigos das Obras da Carne
 
Profetas maiores
Profetas maioresProfetas maiores
Profetas maiores
 
hamartiologia - Doutrina do pecado.
hamartiologia - Doutrina do pecado.hamartiologia - Doutrina do pecado.
hamartiologia - Doutrina do pecado.
 
Lição 1 – Batalha Espiritual – A Realidade não Pode ser Suestimada
Lição 1 – Batalha Espiritual – A Realidade não Pode ser SuestimadaLição 1 – Batalha Espiritual – A Realidade não Pode ser Suestimada
Lição 1 – Batalha Espiritual – A Realidade não Pode ser Suestimada
 
22. o livro de ester
22. o livro de ester22. o livro de ester
22. o livro de ester
 
Apocalipse aula 20-08-2016
Apocalipse   aula 20-08-2016 Apocalipse   aula 20-08-2016
Apocalipse aula 20-08-2016
 
Adventistas do sétimo dia
Adventistas do sétimo diaAdventistas do sétimo dia
Adventistas do sétimo dia
 
1000 Mil esboços para sermões e pregações
1000 Mil esboços para sermões e pregações1000 Mil esboços para sermões e pregações
1000 Mil esboços para sermões e pregações
 
Lição 5 - É necessário nascer de novo
Lição 5 - É necessário nascer de novoLição 5 - É necessário nascer de novo
Lição 5 - É necessário nascer de novo
 
Lição 13 - A Batalha Espiritual e as Armas do Crente
Lição 13 - A Batalha Espiritual e as Armas do CrenteLição 13 - A Batalha Espiritual e as Armas do Crente
Lição 13 - A Batalha Espiritual e as Armas do Crente
 
Provação, tentação e consequências
Provação, tentação  e consequênciasProvação, tentação  e consequências
Provação, tentação e consequências
 
Princípios para uma Vida de Santidade
Princípios para uma Vida de SantidadePrincípios para uma Vida de Santidade
Princípios para uma Vida de Santidade
 
A armadura de deus
A armadura de deusA armadura de deus
A armadura de deus
 
Três campos de batalha espiritual
Três campos de batalha espiritualTrês campos de batalha espiritual
Três campos de batalha espiritual
 
Jejum e oração
Jejum e oraçãoJejum e oração
Jejum e oração
 
CHORA JEREMIAS: DO LAMENTO Á ESPERANÇA. DAS RUÍNAS Á RESTAURAÇÃO.
CHORA JEREMIAS:DO LAMENTO Á ESPERANÇA. DAS RUÍNAS Á RESTAURAÇÃO.CHORA JEREMIAS:DO LAMENTO Á ESPERANÇA. DAS RUÍNAS Á RESTAURAÇÃO.
CHORA JEREMIAS: DO LAMENTO Á ESPERANÇA. DAS RUÍNAS Á RESTAURAÇÃO.
 
Lição 13 os últimos dias serão tempos trabalhosos e de apostasia
Lição 13 os últimos dias serão tempos trabalhosos e de apostasiaLição 13 os últimos dias serão tempos trabalhosos e de apostasia
Lição 13 os últimos dias serão tempos trabalhosos e de apostasia
 

Destaque

Lição 5 - Ansiedade, a antecipação do tempo
Lição 5 - Ansiedade, a antecipação do tempoLição 5 - Ansiedade, a antecipação do tempo
Lição 5 - Ansiedade, a antecipação do tempoErberson Pinheiro
 
Depressão - Ansiedade
Depressão - AnsiedadeDepressão - Ansiedade
Depressão - AnsiedadeNovo Tempo
 
Stress
StressStress
StressLala_f
 
Palestra stress, ansiedade, depressão e suicídio - dezembro 2014 - policia...
Palestra stress, ansiedade, depressão e suicídio -  dezembro 2014 - policia...Palestra stress, ansiedade, depressão e suicídio -  dezembro 2014 - policia...
Palestra stress, ansiedade, depressão e suicídio - dezembro 2014 - policia...Dr. Icaro Alves Alcântara
 
Palestra sobre "Controle do Stress, Ansiedade, Depressão e Emagrecimento atra...
Palestra sobre "Controle do Stress, Ansiedade, Depressão e Emagrecimento atra...Palestra sobre "Controle do Stress, Ansiedade, Depressão e Emagrecimento atra...
Palestra sobre "Controle do Stress, Ansiedade, Depressão e Emagrecimento atra...Dr. Icaro Alves Alcântara
 
Palestra sobre Estresse e Qualidade de Vida no Trabalho
Palestra sobre Estresse e Qualidade de Vida no TrabalhoPalestra sobre Estresse e Qualidade de Vida no Trabalho
Palestra sobre Estresse e Qualidade de Vida no TrabalhoPatrícia Sena
 

Destaque (12)

Ansiedade
AnsiedadeAnsiedade
Ansiedade
 
Lição 5 - Ansiedade, a antecipação do tempo
Lição 5 - Ansiedade, a antecipação do tempoLição 5 - Ansiedade, a antecipação do tempo
Lição 5 - Ansiedade, a antecipação do tempo
 
Depressão - Ansiedade
Depressão - AnsiedadeDepressão - Ansiedade
Depressão - Ansiedade
 
Stress
StressStress
Stress
 
Palestra stress, ansiedade, depressão e suicídio - dezembro 2014 - policia...
Palestra stress, ansiedade, depressão e suicídio -  dezembro 2014 - policia...Palestra stress, ansiedade, depressão e suicídio -  dezembro 2014 - policia...
Palestra stress, ansiedade, depressão e suicídio - dezembro 2014 - policia...
 
Personalidade carater ou teperamento
Personalidade   carater ou teperamentoPersonalidade   carater ou teperamento
Personalidade carater ou teperamento
 
Palestra sobre "Controle do Stress, Ansiedade, Depressão e Emagrecimento atra...
Palestra sobre "Controle do Stress, Ansiedade, Depressão e Emagrecimento atra...Palestra sobre "Controle do Stress, Ansiedade, Depressão e Emagrecimento atra...
Palestra sobre "Controle do Stress, Ansiedade, Depressão e Emagrecimento atra...
 
Ansiedade
AnsiedadeAnsiedade
Ansiedade
 
Palestra sobre Estresse e Qualidade de Vida no Trabalho
Palestra sobre Estresse e Qualidade de Vida no TrabalhoPalestra sobre Estresse e Qualidade de Vida no Trabalho
Palestra sobre Estresse e Qualidade de Vida no Trabalho
 
Depressão
DepressãoDepressão
Depressão
 
Resumo de Qualificações
Resumo de Qualificações Resumo de Qualificações
Resumo de Qualificações
 
O Ego é seu Inimigo
O Ego é seu InimigoO Ego é seu Inimigo
O Ego é seu Inimigo
 

Semelhante a Lição 5_Um homem de Deus em depressão

Lição 05 um homem de deus em depressão
Lição 05   um homem de deus em depressãoLição 05   um homem de deus em depressão
Lição 05 um homem de deus em depressãocledsondrumms
 
Lição 05 Um Homem de Deus em Depressão.
Lição 05  Um Homem de Deus em Depressão.Lição 05  Um Homem de Deus em Depressão.
Lição 05 Um Homem de Deus em Depressão.João Paulo Silva Mendes
 
Lição 05 - Um homem de Deus em depressão
Lição 05 - Um homem de Deus em depressãoLição 05 - Um homem de Deus em depressão
Lição 05 - Um homem de Deus em depressãoAilton da Silva
 
lição 02 - Elias, o tisbita
lição 02 - Elias, o tisbitalição 02 - Elias, o tisbita
lição 02 - Elias, o tisbitaAilton da Silva
 
Elias; um homem de Deus em Depressão
Elias; um homem de Deus em DepressãoElias; um homem de Deus em Depressão
Elias; um homem de Deus em Depressãocesarsilas
 
2013 1o tri lição 4_elias e os profetas de baal
2013 1o tri lição 4_elias e os profetas de baal2013 1o tri lição 4_elias e os profetas de baal
2013 1o tri lição 4_elias e os profetas de baalNatalino das Neves Neves
 
Lição 13 A morte de eliseu
Lição 13 A morte de eliseuLição 13 A morte de eliseu
Lição 13 A morte de eliseuDaniel Viana
 
Estudo da Semana - Vencendo a tristeza e o desânimo
Estudo da Semana - Vencendo a tristeza e o desânimoEstudo da Semana - Vencendo a tristeza e o desânimo
Estudo da Semana - Vencendo a tristeza e o desânimoUnção Do Crescimento
 
LBJ 2017 3 TRI LIÇÃO 8 - Depressão, um mal de nosso tempo
LBJ 2017 3 TRI LIÇÃO 8 - Depressão, um mal de nosso tempoLBJ 2017 3 TRI LIÇÃO 8 - Depressão, um mal de nosso tempo
LBJ 2017 3 TRI LIÇÃO 8 - Depressão, um mal de nosso tempoNatalino das Neves Neves
 
Lição 2 elias o tisbita
Lição 2 elias o tisbitaLição 2 elias o tisbita
Lição 2 elias o tisbitaSuarley Ximenes
 
Panorama do AT. Poéticos e Proféticos (Aula 3).pdf
Panorama do AT. Poéticos e Proféticos (Aula 3).pdfPanorama do AT. Poéticos e Proféticos (Aula 3).pdf
Panorama do AT. Poéticos e Proféticos (Aula 3).pdfJeffersonMonteiro46
 
A depressao de elias
A depressao de eliasA depressao de elias
A depressao de eliasiceanapolis
 

Semelhante a Lição 5_Um homem de Deus em depressão (20)

Lição 05 um homem de deus em depressão
Lição 05   um homem de deus em depressãoLição 05   um homem de deus em depressão
Lição 05 um homem de deus em depressão
 
Lição 05 Um Homem de Deus em Depressão.
Lição 05  Um Homem de Deus em Depressão.Lição 05  Um Homem de Deus em Depressão.
Lição 05 Um Homem de Deus em Depressão.
 
Lição 05 - Um homem de Deus em depressão
Lição 05 - Um homem de Deus em depressãoLição 05 - Um homem de Deus em depressão
Lição 05 - Um homem de Deus em depressão
 
2013 1o tri lição 2_elias, o tisbita
2013 1o tri lição 2_elias, o tisbita2013 1o tri lição 2_elias, o tisbita
2013 1o tri lição 2_elias, o tisbita
 
lição 02 - Elias, o tisbita
lição 02 - Elias, o tisbitalição 02 - Elias, o tisbita
lição 02 - Elias, o tisbita
 
Elias; um homem de Deus em Depressão
Elias; um homem de Deus em DepressãoElias; um homem de Deus em Depressão
Elias; um homem de Deus em Depressão
 
2013 1o tri lição 4_elias e os profetas de baal
2013 1o tri lição 4_elias e os profetas de baal2013 1o tri lição 4_elias e os profetas de baal
2013 1o tri lição 4_elias e os profetas de baal
 
2013 1o tri lição 8_o legado de elias
2013 1o tri lição 8_o legado de elias2013 1o tri lição 8_o legado de elias
2013 1o tri lição 8_o legado de elias
 
I rs 19
I rs 19I rs 19
I rs 19
 
Lição 13 A morte de eliseu
Lição 13 A morte de eliseuLição 13 A morte de eliseu
Lição 13 A morte de eliseu
 
Estudo da Semana - Vencendo a tristeza e o desânimo
Estudo da Semana - Vencendo a tristeza e o desânimoEstudo da Semana - Vencendo a tristeza e o desânimo
Estudo da Semana - Vencendo a tristeza e o desânimo
 
2013 1o tri lição 6_a viuva de sarepta
2013 1o tri lição 6_a viuva de sarepta2013 1o tri lição 6_a viuva de sarepta
2013 1o tri lição 6_a viuva de sarepta
 
LBJ 2017 3 TRI LIÇÃO 8 - Depressão, um mal de nosso tempo
LBJ 2017 3 TRI LIÇÃO 8 - Depressão, um mal de nosso tempoLBJ 2017 3 TRI LIÇÃO 8 - Depressão, um mal de nosso tempo
LBJ 2017 3 TRI LIÇÃO 8 - Depressão, um mal de nosso tempo
 
Profeta Elias
Profeta EliasProfeta Elias
Profeta Elias
 
2013 1o tri lição 13_a morte de eliseu
2013 1o tri lição 13_a morte de eliseu2013 1o tri lição 13_a morte de eliseu
2013 1o tri lição 13_a morte de eliseu
 
Lição 2 elias o tisbita
Lição 2 elias o tisbitaLição 2 elias o tisbita
Lição 2 elias o tisbita
 
A Enfermidade na Vida do Crente
A Enfermidade na Vida do CrenteA Enfermidade na Vida do Crente
A Enfermidade na Vida do Crente
 
Panorama do AT. Poéticos e Proféticos (Aula 3).pdf
Panorama do AT. Poéticos e Proféticos (Aula 3).pdfPanorama do AT. Poéticos e Proféticos (Aula 3).pdf
Panorama do AT. Poéticos e Proféticos (Aula 3).pdf
 
O avivamento que nós precisamos
O avivamento que nós precisamosO avivamento que nós precisamos
O avivamento que nós precisamos
 
A depressao de elias
A depressao de eliasA depressao de elias
A depressao de elias
 

Mais de Natalino das Neves Neves

LIÇÃO 13_A santa Ceia, o amor e a ressurreição (I Co 11-15)
LIÇÃO 13_A santa Ceia, o amor e a ressurreição (I Co 11-15)LIÇÃO 13_A santa Ceia, o amor e a ressurreição (I Co 11-15)
LIÇÃO 13_A santa Ceia, o amor e a ressurreição (I Co 11-15)Natalino das Neves Neves
 
LIÇÃO 12 - Da circuncisão e dos alimentos sacrificados aos ídolos (1 Co 7-8)
LIÇÃO 12 - Da circuncisão e dos alimentos sacrificados aos ídolos (1 Co 7-8)LIÇÃO 12 - Da circuncisão e dos alimentos sacrificados aos ídolos (1 Co 7-8)
LIÇÃO 12 - Da circuncisão e dos alimentos sacrificados aos ídolos (1 Co 7-8)Natalino das Neves Neves
 
LIÇÃO 11 - Paulo responde questões a respeito do casamento (1 Co 7)
LIÇÃO 11 - Paulo responde questões a respeito do casamento (1 Co 7)LIÇÃO 11 - Paulo responde questões a respeito do casamento (1 Co 7)
LIÇÃO 11 - Paulo responde questões a respeito do casamento (1 Co 7)Natalino das Neves Neves
 
LIÇÃO 10 - SEU CORPO É MEMBRO DE CRISTO
LIÇÃO 10 -  SEU CORPO É MEMBRO DE CRISTOLIÇÃO 10 -  SEU CORPO É MEMBRO DE CRISTO
LIÇÃO 10 - SEU CORPO É MEMBRO DE CRISTONatalino das Neves Neves
 
LIÇÃO 9 - PAULO CENSURA A CONTENDA ENTRE IRMÃOS
LIÇÃO 9 - PAULO CENSURA A CONTENDA ENTRE IRMÃOSLIÇÃO 9 - PAULO CENSURA A CONTENDA ENTRE IRMÃOS
LIÇÃO 9 - PAULO CENSURA A CONTENDA ENTRE IRMÃOSNatalino das Neves Neves
 
PRELEÇÃO_LIÇÃO 8 - A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTO
PRELEÇÃO_LIÇÃO 8 -  A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTOPRELEÇÃO_LIÇÃO 8 -  A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTO
PRELEÇÃO_LIÇÃO 8 - A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTONatalino das Neves Neves
 
PROJEÇÃO_LIÇÃO 8 - A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTO
PROJEÇÃO_LIÇÃO 8 -  A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTOPROJEÇÃO_LIÇÃO 8 -  A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTO
PROJEÇÃO_LIÇÃO 8 - A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTONatalino das Neves Neves
 
PROJEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTO
PROJEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTOPROJEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTO
PROJEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTONatalino das Neves Neves
 
PRELEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTO
PRELEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTOPRELEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTO
PRELEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTONatalino das Neves Neves
 
PRELEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOS
PRELEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOSPRELEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOS
PRELEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOSNatalino das Neves Neves
 
PROJEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOS
PROJEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOSPROJEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOS
PROJEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOSNatalino das Neves Neves
 
PROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULO
PROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULOPROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULO
PROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULONatalino das Neves Neves
 
PRELEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULO
PRELEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULOPRELEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULO
PRELEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULONatalino das Neves Neves
 
PROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 4 - A SABEDORIA DIVINA
PROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 4 - A SABEDORIA DIVINAPROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 4 - A SABEDORIA DIVINA
PROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 4 - A SABEDORIA DIVINANatalino das Neves Neves
 
PRELEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 4 - A SABEDORIA DIVINA
PRELEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 4 - A SABEDORIA DIVINAPRELEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 4 - A SABEDORIA DIVINA
PRELEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 4 - A SABEDORIA DIVINANatalino das Neves Neves
 
PROJEÇÃO_JOVENS_LIção 3 - Divisões na Igreja
PROJEÇÃO_JOVENS_LIção 3 - Divisões na IgrejaPROJEÇÃO_JOVENS_LIção 3 - Divisões na Igreja
PROJEÇÃO_JOVENS_LIção 3 - Divisões na IgrejaNatalino das Neves Neves
 
PRELEÇÃO_JOVENS_Lição 3 - Divisões na Igreja
PRELEÇÃO_JOVENS_Lição 3 - Divisões na IgrejaPRELEÇÃO_JOVENS_Lição 3 - Divisões na Igreja
PRELEÇÃO_JOVENS_Lição 3 - Divisões na IgrejaNatalino das Neves Neves
 
Preleção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de Corinto
Preleção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de CorintoPreleção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de Corinto
Preleção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de CorintoNatalino das Neves Neves
 
Projeção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de Corinto
Projeção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de CorintoProjeção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de Corinto
Projeção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de CorintoNatalino das Neves Neves
 

Mais de Natalino das Neves Neves (20)

LIÇÃO 13_A santa Ceia, o amor e a ressurreição (I Co 11-15)
LIÇÃO 13_A santa Ceia, o amor e a ressurreição (I Co 11-15)LIÇÃO 13_A santa Ceia, o amor e a ressurreição (I Co 11-15)
LIÇÃO 13_A santa Ceia, o amor e a ressurreição (I Co 11-15)
 
LIÇÃO 12 - Da circuncisão e dos alimentos sacrificados aos ídolos (1 Co 7-8)
LIÇÃO 12 - Da circuncisão e dos alimentos sacrificados aos ídolos (1 Co 7-8)LIÇÃO 12 - Da circuncisão e dos alimentos sacrificados aos ídolos (1 Co 7-8)
LIÇÃO 12 - Da circuncisão e dos alimentos sacrificados aos ídolos (1 Co 7-8)
 
LIÇÃO 11 - Paulo responde questões a respeito do casamento (1 Co 7)
LIÇÃO 11 - Paulo responde questões a respeito do casamento (1 Co 7)LIÇÃO 11 - Paulo responde questões a respeito do casamento (1 Co 7)
LIÇÃO 11 - Paulo responde questões a respeito do casamento (1 Co 7)
 
LIÇÃO 10 - SEU CORPO É MEMBRO DE CRISTO
LIÇÃO 10 -  SEU CORPO É MEMBRO DE CRISTOLIÇÃO 10 -  SEU CORPO É MEMBRO DE CRISTO
LIÇÃO 10 - SEU CORPO É MEMBRO DE CRISTO
 
LIÇÃO 9 - PAULO CENSURA A CONTENDA ENTRE IRMÃOS
LIÇÃO 9 - PAULO CENSURA A CONTENDA ENTRE IRMÃOSLIÇÃO 9 - PAULO CENSURA A CONTENDA ENTRE IRMÃOS
LIÇÃO 9 - PAULO CENSURA A CONTENDA ENTRE IRMÃOS
 
PRELEÇÃO_LIÇÃO 8 - A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTO
PRELEÇÃO_LIÇÃO 8 -  A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTOPRELEÇÃO_LIÇÃO 8 -  A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTO
PRELEÇÃO_LIÇÃO 8 - A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTO
 
PROJEÇÃO_LIÇÃO 8 - A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTO
PROJEÇÃO_LIÇÃO 8 -  A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTOPROJEÇÃO_LIÇÃO 8 -  A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTO
PROJEÇÃO_LIÇÃO 8 - A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTO
 
PROJEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTO
PROJEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTOPROJEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTO
PROJEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTO
 
PRELEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTO
PRELEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTOPRELEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTO
PRELEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTO
 
PRELEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOS
PRELEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOSPRELEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOS
PRELEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOS
 
PROJEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOS
PROJEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOSPROJEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOS
PROJEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOS
 
PROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULO
PROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULOPROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULO
PROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULO
 
PRELEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULO
PRELEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULOPRELEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULO
PRELEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULO
 
PROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 4 - A SABEDORIA DIVINA
PROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 4 - A SABEDORIA DIVINAPROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 4 - A SABEDORIA DIVINA
PROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 4 - A SABEDORIA DIVINA
 
PRELEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 4 - A SABEDORIA DIVINA
PRELEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 4 - A SABEDORIA DIVINAPRELEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 4 - A SABEDORIA DIVINA
PRELEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 4 - A SABEDORIA DIVINA
 
PROJEÇÃO_JOVENS_LIção 3 - Divisões na Igreja
PROJEÇÃO_JOVENS_LIção 3 - Divisões na IgrejaPROJEÇÃO_JOVENS_LIção 3 - Divisões na Igreja
PROJEÇÃO_JOVENS_LIção 3 - Divisões na Igreja
 
PRELEÇÃO_JOVENS_Lição 3 - Divisões na Igreja
PRELEÇÃO_JOVENS_Lição 3 - Divisões na IgrejaPRELEÇÃO_JOVENS_Lição 3 - Divisões na Igreja
PRELEÇÃO_JOVENS_Lição 3 - Divisões na Igreja
 
Preleção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de Corinto
Preleção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de CorintoPreleção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de Corinto
Preleção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de Corinto
 
Projeção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de Corinto
Projeção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de CorintoProjeção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de Corinto
Projeção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de Corinto
 
2021 2 tri_lbj_licao_1_prelecao
2021 2 tri_lbj_licao_1_prelecao2021 2 tri_lbj_licao_1_prelecao
2021 2 tri_lbj_licao_1_prelecao
 

Último

Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfCurrículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfIedaGoethe
 
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxAula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxBiancaNogueira42
 
Família de palavras.ppt com exemplos e exercícios interativos.
Família de palavras.ppt com exemplos e exercícios interativos.Família de palavras.ppt com exemplos e exercícios interativos.
Família de palavras.ppt com exemplos e exercícios interativos.Susana Stoffel
 
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasPrograma de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasCassio Meira Jr.
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdfUFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdfManuais Formação
 
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
Modelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e Tani
Modelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e TaniModelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e Tani
Modelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e TaniCassio Meira Jr.
 
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxSlide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxconcelhovdragons
 
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOInvestimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOMarcosViniciusLemesL
 
Atividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu AbrigoAtividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu AbrigoMary Alvarenga
 
Habilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e EspecíficasHabilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e EspecíficasCassio Meira Jr.
 
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 anoAdelmaTorres2
 
Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...
Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...
Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...LizanSantos1
 
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosBingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosAntnyoAllysson
 
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundogeografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundonialb
 
A Arte de Escrever Poemas - Dia das Mães
A Arte de Escrever Poemas - Dia das MãesA Arte de Escrever Poemas - Dia das Mães
A Arte de Escrever Poemas - Dia das MãesMary Alvarenga
 
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029Centro Jacques Delors
 
Gerenciando a Aprendizagem Organizacional
Gerenciando a Aprendizagem OrganizacionalGerenciando a Aprendizagem Organizacional
Gerenciando a Aprendizagem OrganizacionalJacqueline Cerqueira
 
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdfO Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdfPastor Robson Colaço
 

Último (20)

Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfCurrículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
 
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxAula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
 
Família de palavras.ppt com exemplos e exercícios interativos.
Família de palavras.ppt com exemplos e exercícios interativos.Família de palavras.ppt com exemplos e exercícios interativos.
Família de palavras.ppt com exemplos e exercícios interativos.
 
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasPrograma de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdfUFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
 
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
Modelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e Tani
Modelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e TaniModelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e Tani
Modelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e Tani
 
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxSlide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
 
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOInvestimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
 
Atividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu AbrigoAtividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu Abrigo
 
Habilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e EspecíficasHabilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e Específicas
 
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
 
Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...
Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...
Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...
 
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosBingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
 
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundogeografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
 
A Arte de Escrever Poemas - Dia das Mães
A Arte de Escrever Poemas - Dia das MãesA Arte de Escrever Poemas - Dia das Mães
A Arte de Escrever Poemas - Dia das Mães
 
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
 
Gerenciando a Aprendizagem Organizacional
Gerenciando a Aprendizagem OrganizacionalGerenciando a Aprendizagem Organizacional
Gerenciando a Aprendizagem Organizacional
 
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdfO Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
 

Lição 5_Um homem de Deus em depressão

  • 1. LIÇÕES BÍBLICAS DE EBD - CPAD 1º TRIMESTRE DE 2013 LIÇÃO 5 – UM HOMEM DE DEUS EM DEPRESSÃO Prof. Ms. Natalino das Neves www.natalinodasneves.blogspot.com.br IEADSJP_EBDTV
  • 2. INTRODUÇÃO REFERÊNCIA TEXTO/TEMA “Em tudo somos atribulados, mas não angustiados; perplexos, mas Texto áureo não desanimados; perseguidos, (2 Co 4.8,9) mas não desamparados; abatidos, mas não destruídos” “Os conflitos de Elias o levaram a enfrentar períodos de depressão Verdade prática e tristeza. Mas o Senhor ajudou-o superar.” Jezabel ameaça Elias de morte. Leitura bíblica em classe Ele foge para o deserto, pede a (1 Rs 19:2-8) morte, mas Deus, por meio de um anjo, o reanima.
  • 3. INTRODUÇÃO • Os personagens bíblicos são seres humanos. • Elias, devido ao seu chamado e sua integridade, viveu em conflitos com a liderança de sua época = sobrecarga emocional. • Elias também era uma pessoa frágil que carecia de cuidados.
  • 4. I – ELIAS – UM HOMEM COMO OS OUTROS
  • 5. I – ELIAS – UM HOMEM COMO OS OUTROS • Um homem espiritual • Envolvido com a Palavra de Deus (1 Rs 18:36); • Dedicado à oração (1 Rs 18:42,43; Tg 5:17);
  • 6. I – ELIAS – UM HOMEM COMO OS OUTROS • Um homem sentimental • Tiago (5:17) afirma que Elias era sujeito às mesmas paixões que nós; • Elias expressava seus sentimentos.
  • 7. Sinopse do tópico “Elias era um homem como outro qualquer. Sujeito às intempéries da vida.” (Lições bíblicas, p. 33)
  • 8. II – AS CAUSAS DOS CONFLITOS DE ELIAS
  • 9. II – AS CAUSAS DOS CONFLITOS DE ELIAS • Decepção • Após o grande sinal de Deus (1 Rs 18:38), Elias esperava um quebrantamento do povo e da liderança; • Ambiente espiritual desanimador; • Contraste: grande vitória pode conduzir ao desânimo e o orgulho; • Grandes expectativas X grandes revezes; • Trabalhar, trabalhar e não ver o resultado esperado.
  • 10. II – AS CAUSAS DOS CONFLITOS DE ELIAS “Na minha primeira defesa, ninguém foi a meu favor; antes, todos me abandonaram. Que isto não lhes seja posto em conta!” 2 Timóteo 4:16 “E não nos cansemos de fazer o bem, porque a seu tempo ceifaremos, se não desfalecermos.” Gálatas 6:9 “Veio para o que era seu, e os seus não o receberam.” João 1:11
  • 11. II – AS CAUSAS DOS CONFLITOS DE ELIAS • Medo • Jezabel ameaça e Elias teme pela sua vida (1 Rs 19:3); • No capítulo 18 Elias se mostra corajoso e forte, enquanto no capítulo 19 entra em pânico e desespero; • Sentimentos falando mais alto do que a fé; • Sintoma de depressão: temer a algo que não temia antes. • AP – Você tem medo de quê?
  • 12. Sinopse do tópico “Os conflitos de Elias estavam associados à decepção e o medo.” (Lições bíblicas, p. 34)
  • 13. III – AS CONSEQUÊNCIAS DOS CONFLITOS
  • 14. III – AS CONSEQUÊNCIAS DOS CONFLITOS • Fuga e isolamento • Com medo da morte, Elias se viu sem escapatória, e foge; • Deus não o recriminou por sua fuga; • Além de fugir ele se isola no deserto (1 Rs 19:4) – ser humano é um ser social. • Sintoma da depressão: isolar-se do convívio social. Preferência para lugares escuros e isolados. • Na defensiva: culpa x perdão?
  • 15. III – AS CONSEQUÊNCIAS DOS CONFLITOS • Autopiedade e desejo de morrer • Elias achava que era o único que se conservava fiel a Iavé (1 Rs 19:10). Pena de si mesmo; • Resposta: havia mais 7.000 (1 Rs 19:18); • No desânimo, a tendência é pensar que todos e tudo está contra nós; • Sintomas de depressão: carência de simpatia ou síndrome de perseguição.
  • 16. III – AS CONSEQUÊNCIAS DOS CONFLITOS • Autopiedade e desejo de morrer (cont.) • Contradição: foge para não morrer e depois pede a morte (1 Rs 19:4) – perder a vontade de morrer (depressão profunda); • Moisés (Nm 11:15), Jonas (4:3) e Jó (3:11) – exemplos bíblicos que também pediram a morte; • Ver também: Davi (Sl 32:3,4) e Jesus (Mt 26:38); • Sintomas de depressão: desejo de morte (estatísticas). • AP – Você tem buscado o isolamento ou tem desejado a morte?
  • 17. Sinopse do tópico “Algumas características que podem descrever a depressão de Elias são: desejo de fuga, isolamento, autopiedade e desejo de morrer.” (Lições bíblicas, p. 35)
  • 18. IV – O SOCORRO DIVINO
  • 19. IV – O SOCORRO DIVINO • Provisão física • Sono e alimentação (1 Rs 19:5) – sinais de depressão; • Estresse e esgotamento físico: Monte Carmelo (1 Rs 18:20-46) – provavelmente depressão exógena. • depressão endógena (causas internas – biológicas ou hereditárias) e depressão exógena (causas externas – perdas, estresse, entre outras).
  • 20. IV – O SOCORRO DIVINO • Provisão física (cont.) • Necessidade de auxílio de terceiros (1 Rs 19:6); • White (2001, p. 103) recomenda algumas alternativas cristãs: “As soluções são muitas: uma boa caminhada, contar as bênçãos, uma boa noite de sono, uma conversa com os amigos, alguns hinos de louvor, uns momentos a sós com Deus.” • Se não resolver, recomenda-se a procura de ajuda profissional.
  • 21. IV – O SOCORRO DIVINO • Provisão emocional e espiritual • Quando chegam as tribulações, a limitação e falibilidade humana faz que muitos esqueçam a infinitude e infalibilidade de Deus; • Voz de Deus no Monte Horebe (caverna): vento, terremoto e fogo x silêncio de Deus (1 Rs 19: 8- 15); • Deus “para” e ouve Elias, que desabafa; • Importância de alguém idôneo para ouvir;
  • 22. IV – O SOCORRO DIVINO • Provisão emocional e espiritual (cont.) • Reanimado p/ nova missão: ungir Azael como rei da Síria, Jeú como rei de Israel, e Eliseu como seu sucessor (1 Rs 19:15-16); • Carência de ocupação: inútil (idolatria x morte profetas de Baal/Aserá)? • AP – Você já foi alimentado com as próprias mensagens (se alimentando debaixo do zimbro)?
  • 23. Sinopse do tópico “O socorro divino trouxe provisão física e espiritual ao projeta Elias.” (Lições bíblicas, p. 35)
  • 25. CONSIDERAÇÕES FINAIS • Homens e mulheres de Deus também estão sujeitos a conflitos e estados depressivos; • Elias foi cuidado por Deus: • Tratamento físico: descanso e alimentação; • Tratamento emocional: levou-o a enfrentar seus próprios medos e ouviu seu desabafo; • Tratamento espiritual: o reanimou para uma nova missão e transmitiu-lhe uma nova visão “ministerial” – delegação. • Deus se faz presente em seu momento de conflito. Perceba sua presença e mão amiga!
  • 26. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS BUIS, Pierre. O livro dos Reis. São Paulo: Paulus, 1997. CARRENHO, Esther. Depressão: tem luz no fim do túnel. São Paulo:Editora Vida, 2007. CERESKO, Anthony. Introdução ao Antigo Testamento numa perspectiva libertadora. Rio de Janeiro: Paulus, 1996. GONÇALVES, José. Porção dobrada. Rio de Janeiro: CPAD, 2012. LIÇÕES BÍBLICAS. Elias e Eliseu, um ministério de poder para toda Igreja. 1º trimestre de 2013. Rio de Janeiro: CPAD, 2012. MERRILL, Eugene H. História de Israel no Antigo Testamento. Rio de Janeiro: CPAD, 2001.
  • 27. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS RENDTORFF, Rolf. Antigo Testamento: uma introdução. São Paulo: Academia Cristã, 2009. SHREINER, Josef. Palavra e Mensagem do Antigo Testamento. São Paulo: Teológica, 2004. SICRE, José Luís. Profetismo em Israel: o profeta, os profetas, a mensagem. Rio de Janeiro: Vozes, 2008. SWINDOLL, Charles R. Elias: um homem de heroísmo e humildade. São Paulo: Editora Vida, 2010. WHITE, John. As máscaras da melancolia: um psiquiatra cristão aborda a problemática da depressão e do suicídio. Belo Horizonte: Dynamus, 2001. WILSON, Robert R. Profecia e Sociedade no Antigo Israel. São Paulo: Targumin; Paulus, 2006.
  • 28. IEADSJP – Igreja Evangélica Assembleia de Deus de São José dos Pinhais www.adsaojosedospinhais.com.br; www.redemaoamiga.com.br Pr. Presidente: Ival Teodoro da Silva Pr. Vice-Presidente: Eurico Deraldo Santana Sup. da EBD: Ev. Ismael Nascimento Oliveira Comentários: Ev. Natalino das Neves (www.natalinodasneves.blogspot.com.br; natalino.neves@ig.com.br; 8409 8094 / 3076 3589)
  • 29. ACESSE O VÍDEO COM OS COMENTÁRIOS REFERENTE A ESTE ARQUIVO NO LINK ABAIXO: http://youtu.be/3ZtaP52DV0o