LIÇÃO 3 (JOVENS) - Relacionamento no ambiente de trabalho

2.360 visualizações

Publicada em

Assista ao vídeo referente a este arquivo de slides no meu blog:

http://goo.gl/PPDRnr

Subsídios elaborados pelo Pr. Natalino das Neves
Programa Escola Dominical na WEBTV.
IEADSJP - Igreja Evangélica Assembleia de Deus de São José dos Pinhais
Pr. Presidente: Ival Teodoro da Silva
Pr. Vice Presidente: Elson Pereira

Publicada em: Educação
0 comentários
7 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.360
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
375
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
175
Comentários
0
Gostaram
7
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

LIÇÃO 3 (JOVENS) - Relacionamento no ambiente de trabalho

  1. 1. 4 º T R I M 2 0 1 5
  2. 2. Acompanhe os comentários em vídeo desta e outras lições no blog: www.natalinodasneves.blogspot.com.br
  3. 3. Texto do dia "E quanto ao homem, a quem Deus deu riquezas e fazenda e lhe deu poder para delas comer, e tomar a sua porção, e gozar do seu trabalho, isso é dom de Deus." (Ec 5.19)
  4. 4. síntese Senhor deu o trabalho ao homem para o pleno desenvolvimento de sua criatividade, potencialidades, humanização e felicidade.
  5. 5. Agenda de Leitura S E G U N DA - G n 2 . 4 - 1 5 O S e n h o r i n s t i t u i o t r a b a l h o T E R Ç A - G n 3 . 1 7 - 1 9 A d e s o b e d i ê n c i a t o r n o u o t r a b a l h o p e n o s o Q UA R TA - E c 3 . 1 1 - 1 3 A d i g n i d a d e d o t r a b a l h o e d i r e i t o s d o t r a b a l h a d o r Q U I N TA - E c 2 . 1 7 - 2 4 ; 6 . 7 F u t i l i d a d e e b ê n ç ã o s p r ove n i e n t e s d o t r a b a l h o S E X TA - E c 9 . 7 - 1 0 A f e l i c i d a d e d o t r a b a l h a d o r S Á B A D O - E c 4 . 4 O t r a b a l h a d o r c o m p e t e n t e é i nve j a d o p e l o i n c o m p e t e n t e
  6. 6. Texto bíblico 2 Tessalonicenses 3.7-13 7. Porque vós mesmos sabeis como convém imitar-nos, pois que não nos houvemos desordenadamente entre vós, 8. nem, de graça, comemos o pão de homem algum, mas com trabalho e fadiga, trabalhando noite e dia, para não sermos pesados a nenhum de vós; 9. não porque não tivéssemos autoridade, mas para vos dar em nós mesmos exemplo, para nos imitardes. 10. Porque, quando ainda estávamos convosco, vos mandamos isto: que, se alguém não quiser trabalhar, não coma também. 11. Porquanto ouvimos que alguns entre vós andam desordenadamente, não trabalhando, antes, fazendo coisas vãs. 12. A esses tais, porém, mandamos e exortamos, por nosso Senhor Jesus Cristo, que, trabalhando com sossego, comam o seu próprio pão. 13. E vós, irmãos, não vos canseis de fazer o bem.
  7. 7. INTRODUÇÃO
  8. 8. INTRODUÇÃO • O trabalho não é um castigo ou fruto do pecado. • O trabalho é um dom de Deus para crescimento e desenvolvimento humano. • Lugar de investir nos relacionamentos, pois ocupa grande parte de nossa vida social.
  9. 9. I - VOCÊ E O TRABALHO (Ec 2.17-24; 6.7)
  10. 10. 1. Civilização industrial e o trabalho (Jr 22.3,13; Am 8.4-6; Tg 5.4): • Neste modelo o que se privilegia é o sistema de produção e distribuição. • Bens para o consumo e atendimento às necessidades pessoas das pessoas. • Valorização ao trabalho e capacidade de consumir = TER vs SER. • As instituições preparam o ser humano para ser um “trabalhador ideal”. • Desumanização (injustiças sociais/trabalhistas) e o sucateamento das reservas naturais. I - VOCÊ E O TRABALHO (Ec 2.17-24; 6.7)
  11. 11. I - VOCÊ E O TRABALHO (Ec 2.17-24; 6.7) 2. Perspectivas bíblica e humana (Gn 2.4-15, 19; 1.28): • Os mesopotâmicos tinham o trabalho como um castigo impostos aos seres humanos para descanso dos deuses. • Conceito de trabalho para os gregos: • Hesíodo afirmava que no paraíso, no início dos Dias, os seres humanos não trabalhavam, pois eram como semideuses. • No império grego foi implementado o sistema de produção escravista, o mais desumano de todos (assista o vídeo: www.natalinodasneves.blogspot.com.br). • Sócrates defendia que o grego era superior aos demais povos e incentivava a escravidão (assista o vídeo).
  12. 12. I - VOCÊ E O TRABALHO (Ec 2.17-24; 6.7) 2. Perspectivas bíblica e humana (Gn 2.4-15, 19; 1.28): • Conceito bíblico é diferente: • o próprio Deus é que dá o exemplo para o trabalho (Gn 2.1-3; Gn 39.11- mesmo termo em hebraico Gn 2.2; Jo 5.17). • no paraíso já existia o trabalho (Gn 2.5,15); • o trabalho como meio de desenvolvimento, criatividade e potencialidade do ser humano como imagem de Deus (Gn 1.26-28). • o ser humano na busca de seus próprios interesses desvirtuou o conceito de trabalho (Gn 3.17-19); • Deus estabeleceu o descanso (Gn 2.2; Hb 4.4; Ex 23.12; Ec 5.12) e o direito de usufruir dos frutos do trabalho (Ec 3.13; 9.7- 10)
  13. 13. I - VOCÊ E O TRABALHO (Ec 2.17-24; 6.7) 3. O trabalho em o Novo Testamento (Ef 6.5-9): • Jesus trabalhava como carpinteiro (Mt 13.55; Mc 6.3). • Jesus empregou o exemplo de diversas profissões de sua época como símbolo do reino de Deus (Mt 13). • Os apóstolos eram trabalhadores e ressaltavam a dignidade do trabalho (Mt 4.18-20; 9.9; 1 Co 4.12; Rm 4.4; 1 Co 9.6; 1 Tm 5.18; 2 Tm 2.6). • Os apóstolos recriminavam aqueles que não se davam ao trabalho, principalmente que faziam do evangelho uma fonte de lucro (1 Ts 4.11; 2 Ts 3.10-12; 1 Tm 6.5). • Todo trabalho honesto tem a mesma dignidade.
  14. 14. Pense Deus criou o trabalho para o pleno desenvolvimento dos talentos do homem. Como você tem empregado esses dons para o benefício da humanidade?
  15. 15. II - VOCÊ E AS PESSOAS NO AMBIENTE DE TRABALHO (Gl 5.22)
  16. 16. 1. Ambiente de trabalho saudável: • Lugar em que a maioria das pessoas passam a maior parte do tempo de sua vida. • Por isso, deve haver um investimento no relacionamento interpessoal neste ambiente. • Valorização do ser humano, respeito às diferenças e a solidariedade. • A má qualidade do ambiente do trabalho pode causar vários problemas, principalmente de saúde. II - VOCÊ E AS PESSOAS NO AMBIENTE DE TRABALHO (Gl 5.22)
  17. 17. 2. Construindo ambientes saudáveis (Rm 12.18; Mc 9.50; 1 Pe 3.11): • Ter um ambiente de trabalho saudável é responsabilidade de todas as pessoas que fazem parte dele, independente do cargo/função. • Valores e interesses pessoais e organizacionais (Mt 5- 7). • Para se ter um ambiente de trabalho saudável é necessário que as pessoas desenvolvam uma relação de confiança e respeito mútuo (Rm 12.17-21; Pv 25.9,10). II - VOCÊ E AS PESSOAS NO AMBIENTE DE TRABALHO (Gl 5.22)
  18. 18. 3. Lidando com os conflitos (Pv 15.1,18; Ec 4.4): • Os conflitos são inevitáveis, pois fazem parte das relações humanas. • Nem sempre os conflitos são negativos ou prejudiciais. • Os conflitos devem ser tratados com a maturidade e rapidez que a situação requer (Pv. 3.29; 27.9; Mt 5.22-25; Ef 4.26) “Irai-vos e não pequeis; não se ponha o sol sobre a vossa ira” (Ef 4.26). II - VOCÊ E AS PESSOAS NO AMBIENTE DE TRABALHO (Gl 5.22)
  19. 19. “Os conflitos existem e podem contribuir para a resolução de problemas e maturidade afetiva dos profissionais”. Lições Bíblicas do Professor, p. 2.
  20. 20. Pense 1. O trabalho é uma opor tunidade de você desenvolver suas habilidades em conquistar e manter amigos ao seu lado. 2. A inveja e a cobiça são sentimentos destrutivos que afetam as relações pessoais no trabalho. Qual opção você tem escolhido?
  21. 21. III - VOCÊ E SEUS SUPERIORES NO TRABALHO (Ef 6.5-9)
  22. 22. 1. Relacionamento equilibrado: • Toda empresa tem sua hierarquia e cultura. O profissional precisa saber lidar com elas. • Vida profissional vs vida pessoal (amizade). • Não seja um bajulador, mas saiba elogiar, quando apropriado (Sl 12.2; Pv 10.31; 12.6,18; Pv 15.23). • Recomendações para um relacionamento equilibrado: • Diligência (Pv 22.29); • Humildade (Pv 25.6-7); • Comunicação precisa (Pv 25.11); • Exerça seu trabalho com satisfação (Ef 6.7). III - VOCÊ E SEUS SUPERIORES NO TRABALHO (Ef 6.5-9)
  23. 23. 2. Obediência aos princípios divinos: • Obediência aos superiores traz paz (Rm 13.1-7). Porém não uma obediência cega e desumana. • Executar o trabalho como se fosse para Deus (Ef 6.5- 7). • O ideal é uma relação amigável e produtiva entre subordinados e superiores. • Os patrões não devem liderar com ameaças e revanchismo (Ef 6.8-9). III - VOCÊ E SEUS SUPERIORES NO TRABALHO (Ef 6.5-9)
  24. 24. 3. Relacionamento com chefe incompetente: • Realidade em muitas organizações. • O líder incompetente é inseguro, desconfiado, imaturo e invejoso. • Seu comportamento pode desestabilizar a equipe (inimizades, abafamento de talentos, desmotivação, entre outros males). • Procure manter um relacionamento profissional e saudável com ele. • Evite conversas paralelas que não agregam e podem ser usadas contra você (assista o vídeo). III - VOCÊ E SEUS SUPERIORES NO TRABALHO (Ef 6.5-9)
  25. 25. Pense Jamais reclame de seu chefe para outro funcionário. Nas empresas as palavras têm asas
  26. 26. Importante Seja apaixonado pelo seu trabalho e encontre nele realização e crescimento pessoal.
  27. 27. CONSIDERAÇÕES FINAIS
  28. 28. CONSIDERAÇÕES FINAIS 1. O conceito bíblico de trabalho é de dom divino e útil para o desenvolvimento e dignidade humana. 2. A maioria dos seres humanos passam o maior tempo da vida no ambiente de trabalho, por isso devemos lidar com sabedoria com os conflitos. 3. O relacionamento saudável com os superiores auxilia na manutenção do emprego e progresso na carreira.
  29. 29. REFERÊNCIAS AR C H ER J R . G le a so n. M e re c e co nf i an ç a o An ti g o Testamento? São Paulo: Vida Nova, 1991. BENT HO , Es dr as C . A F am íli a n o An t i go Test a m ent o . 1.ed. Rio de Janeiro : CPAD, 2006. B lom b er g, G ra ig L. Q u e stõ e s c ru c ia i s n o Nov o Testamento . Rio de Jenrio: CPAD, 2009. CO L SO N , C. E , Ag o r a co mo Viv e r em o s? 1.ed. Rio de Janeiro : CPAD, 2000. H E N RY, M at t he w. C om en tá r io Bí bl i co M atthew H e nr y. Rio de Janeiro: CPAD, 2002. HO L LO M A N, H e nr y. O p od e r da s a ntif ic a ç ão . R io d e Janeiro: CPAD, 2003. K A I S E R J R, W alt er C. P r eg a nd o e e n si na nd o a p a rti r do Anti go Testamento . Rio de Janeiro: CPAD, 2009.
  30. 30. REFERÊNCIAS PAL M ER , M . D. Pa no r am a do Pe ns a me nt o C r is tã o . 1.ed. Rio de Janeiro : CPAD, 2001, p. 305. RI C H AR D S, L a wre n ce O . Gu ia d o L e ito r d a B íb li a: Um a a n á lis e d e G ê n es is a A p oc a lips e c a pít u lo p or capítulo . 10. ed. Rio de Janeiro : CPAD, 2012. SO A R E S , E s e qu ia s . C a s am en to , Div ó r ci o & S e xo à Luz da Bíblia. 1.ed. Rio de Janeiro : CPAD, 2011. VI N E, W.E. D ic io n á ri o VI N E . R io d e Ja n e ir o : C PAD, 2003. ZU C K, R o y B . Te ol o gi a do An t ig o Test am e nto . R io de Janeiro: CPAD, 2009.

×