Lição 12 - NÃO COBIÇARÁS

2.148 visualizações

Publicada em

Subsídios elaborados pelo Pr. Natalino das Neves
Programa Escola Dominical na WEBTV.
IEADSJP - Igreja Evangélica Assembleia de Deus de São José dos Pinhais
Pr. Presidente: Ival Teodoro da Silva
Pr. Vice Presidente: Elson Pereira

Assista ao vídeo referente a este arquivo de slides no meu blog:

http://goo.gl/PPDRnr

Publicada em: Educação
0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.148
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
53
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
124
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Lição 12 - NÃO COBIÇARÁS

  1. 1. Prof. Ms. Natalino das Neves www.natalinodasneves.blogspot.com.br Lições Bíblicas 1º Trimestre de 2015 Lição 12 – Não cobiçarás
  2. 2. LEITURA BÍBLICA ÊXODO 20.17; 1 REIS 21.1-5,9,10,15,16
  3. 3. TEXTO ÁUREO De ninguém cobicei a prata, nem o ouro, nem a veste." (At 20.33)
  4. 4. VERDADE PRÁTICA “A cobiça é a raiz da qual surge todo pecado contra o próximo, tanto em pensamento como na prática.” Lições Bíblicas CPAD (Adulto – Professor), p. 62.
  5. 5. LEITURA DIÁRIA Segunda – Gn 3.6 A queda do homem começou com a cobiça daquilo que não era seu. Terça – Pv 6.25 A beleza é também uma porta para a entrada da cobiça Quarta – Mt 5.28 A cobiça é um pecado que gera outros tipos de pecado Quinta – Rm 7.7 O apóstolo Paulo mencionou a cobiça como fonte da concupiscência Sexta – 1 Co 10.6 O cristão deve aprender a lição dos israelitas no deserto sobre a cobiça Sábado – Tg 1.14,15 Ninguém é suficientemente forte para brincar com o pecado e sair ileso longe de mexericos Lições Bíblicas CPAD (Adulto – Professor), p. 62.
  6. 6. PARA UM MELHOR APRENDIZADO, BAIXE ESTE ARQUIVO DE SLIDES E ACOMPANHE OS COMENTÁRIOS DO VÍDEO DISPONÍVEL EM: www.natalinodasneves.blogspot.com.br ou www.redemaoamiga.com.br
  7. 7. INTRODUÇÃO
  8. 8. INTRODUÇÃO • Tem relação estrita com o mandamento “não furtarás” e “não adulterarás”, podendo ter relação com outros também. • Respeito ético no que se refere ao que pertence aos outros. • O único dos dez mandamentos que se dedica à motivação que precede uma infração da lei. • Domínio próprio dos apetites da alma, dos impulsos, desejos e vontade do ser humano.
  9. 9. I – O DÉCIMO MANDAMENTO _ Questões introdutórias
  10. 10. I – O DÉCIMO MANDAMENTO _ Questões introdutórias • Expulsar dentro de si a mentalidade do sistema do faraó (ganância, acumulo de bens e de terras, opressão, entre outros) e dos direitos dos reis (1 Sm 8.11-18). • Atua na causa (motivação) e não na consequência. Portanto, uma lei preventiva. • Estabelecer limites à vontade humana, visando o respeito mútuo.
  11. 11. I – O DÉCIMO MANDAMENTO _ Questões introdutórias • A cobiça é o ato de desejar aquilo que é gerado pela emoção, gerada a partir da impressão visual. • Um desejo excessivo por possuir o que pertence a outra pessoa (Mq 2.2; At 20.33; 1 Co 10.6; Tg 4.2; entre outros). • A cobiça é causa de muitos males como lascívia, inveja, avareza, entre outros (Gl 5.20-21; Tg 4.2).
  12. 12. APLICAÇÃO PRÁTICA O que mais você tem desejado? Esse desejo tem provocado que tipo de reação em você? Cuidado! A cobiça pode conduzir a muitos outros males.
  13. 13. II – O EXEMPLO DA VINHA DE NABOTE E DE JESUS
  14. 14. II – O EXEMPLO DA VINHA DE NABOTE E DE JESUS • O confisco criminoso da vinha de Nabote por Acabe é um bom exemplo do que uma pessoa movida pela cobiça é capaz de fazer (1 Rs 21.1- 16) • Nabote recusa a oferta “imperdível” de Acabe por questão familiar, cultural e religiosa ( o direito de propriedade). • Jezabel elabora um plano para tomar de forma ilegítima a vinha e Acabe, vergonhosamente, compartilha como plano, movido pela cobiça.
  15. 15. II – O EXEMPLO DA VINHA DE NABOTE E DE JESUS • Juntos (Jezabel e Acabe) violaram o sexto, oitavo, nono e o décimo mandamento. • Jesus condena a ganância daqueles que só querem acumular bens (Lc 12.16-21). • Incentivou buscar primeiro o Reino de Deus e sua Justiça (Mt 6.33). • Jesus priorizou fazer a vontade de Deus (Fp 2.8; Hb 5.8).
  16. 16. APLICAÇÃO PRÁTICA O que você já fez movido pela cobiça? Quais os meios tem utilizado para conseguir alcançar seus sonhos? Deixe o Espírito Santo mover sua vida e não a cobiça!!!
  17. 17. CONSIDERAÇÕES FINAIS
  18. 18. CONSIDERAÇÕES FINAIS • O desejo excessivo de possuir o que é de outra pessoa pode levar as pessoas a fazerem coisas horríveis e desagradáveis aos olhos de Deus. • O exemplo do confisco da vinha de Nabote por Jezabel e Acabe demonstra a decadência que pode uma pessoa movida pela cobiça chegar. • Jesus deu exemplo de uma pessoa que foi movida pela vontade de Deus e não pela cobiça.
  19. 19. ANDIÑACH, Pablo R. O Livro do Êxodo: um comentário exegético- teológico. São Leopoldo: Sinodal/EST, 2010. ANTONIAZZI, Alberto. Dez mandamentos antigos e um mandamento novo. In: Estudos Bíblicos 9 – Os Dez Mandamentos: várias leituras. Petrópolis: Vozes, 1987, p. 58-68. GARCIA, Paulo Roberto. Lei e Justiça: um estudo no Evangelho de Mateus. In: Estudos Bíblicos 51 - A Lei. Petrópolis: Vozes, 1996, p. 58-66. GERSTENBERGER, Erhard. Os dez e os outros mandamentos de Deus. In: Estudos Bíblicos 51 - A Lei. Petrópolis: Vozes, 1996, p. 8-22. GRUEN, Wolfgang. O Decálogo segundo Ex 20,1-17. Texto e observações. In: Estudos Bíblicos 9 – Os Dez Mandamentos: várias leituras. Petrópolis: Vozes, 1987, p. 7-10. HORTON, Michael S. A lei da perfeita liberdade. São Paulo: Cultura Cristã, 2000. REFERÊNCIAS
  20. 20. KONINGS, Johan. Amar a Deus e/ou ao próximo?. In: Estudos Bíblicos 51 - A Lei. Petrópolis: Vozes, 1996, p. 44-49. LIÇÕES BÍBLICAS. Os dez mandamentos: valores divinos para uma sociedade em constante mudança. 1º Trimestre de 2015. Rio de janeiro: CPAD, 2015. MERRIL, Eugene H. História de Israel no Antigo Testamento: o reino de sacerdotes que Deus colocou entre as nações. 6ª Edição. Rio de Janeiro: CPAD, 2007. MESTERS, Carlos. Os Dez Mandamentos. Ferramenta da Comunidade. In: Estudos Bíblicos 9 – Os Dez Mandamentos: várias leituras. Petrópolis: Vozes, 1987, p. 7-10. OLIVEIRA, Benjamim C. O Decálogo. Palavras de uma aliança. In: Estudos Bíblicos 9 – Os Dez Mandamentos: várias leituras. Petrópolis: Vozes, 1987, p. 11-23. REFERÊNCIAS
  21. 21. RYKEN, Philip Graham. Os Dez Mandamentos para os dias de hoje. Rio de Janeiro: CPAD, 2014. SIQUEIRA, Tércio Machado. O evangelho do Antigo Testamento. In: Estudos Bíblicos 51 - A Lei. Petrópolis: Vozes, 1996, p. 23-31. SILVA, Airton José. Leis de vida e leis de morte. Os dez mandamentos e seu contexto social. In: Estudos Bíblicos 9 – Os Dez Mandamentos: várias leituras. Petrópolis: Vozes, 1987, p. 7-10. SMITH, Ralph L. Teologia do Antigo Testamento: história, método e mensagem. São Paulo: Vida Nova, 2001. SOARES, Esequias. Os dez mandamentos: valores divinos para uma sociedade em constante mudança. 1º Trimestre de 2015. Rio de janeiro: CPAD, 2015. ZUCK, Roy B (Ed). Teologia do Antigo Testamento. 1ª Edição. Rio de Janeiro: CPAD, 2009. REFERÊNCIAS
  22. 22. ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL NA WEBTV IEADSJP Pr. Presidente: Ival Teodoro da Silva Pr. Vice Presidente: Elson Pereira Comentários: Pr. Natalino das Neves www.natalinodasneves.blogspot.com.br natalino6612@gmail.com (41) 8409 8094 / 3076 3589

×