Lições bíblicas cpad fechamento do 3o trimestre

1.499 visualizações

Publicada em

Aula ministrada pelo Ev. Natalino das Neves na Congregação Afonso Pena - IEADSJP
Dirigida pelo Pr. Eurico Deraldo Santana, vice-presidente da IEADSJP

0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.499
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
11
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
31
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Lições bíblicas cpad fechamento do 3o trimestre

  1. 1. LIÇÕES BÍBLICAS DA CPAD FILIPENSES: A humildade de Cristo como exemplo para a Igreja Fechamento do 3º Trimestre Prof. Ms. Natalino das Neves www.natalinodasneves.blogspot.com.br
  2. 2. INTRODUÇÃO • Contextualização da Epístola aos Filipenses. • Principais pontos de cada lição do trimestre. • Paulo foi exemplo de uma vida “sacrificada” e oferecida, que agradou a Deus. • A cumplicidade entre os filipenses e Paulo também serve como exemplo de amor e sacrifício agradável á Deus. • A atitude dos filipenses foi considerada por Paulo como um fruto espontâneo, uma oferta aceita por Deus.
  3. 3. CONTEXTUALIZAÇÃO DA EPÍSTOLA
  4. 4. CONTEXTUALIZAÇÃO DA EPÍSTOLA 1. A cidade de Filipos. • Localizada no norte da Grécia e fundada por Filipe II, rei da Macedônia e pai de Alexandre Magno. • Era uma colônia romana – residência para soldados aposentados como prêmio – centro militar (conquista por César Augustus, primeiro imperador de Roma e sobrinho de Julius César). • Importante centro comercial, pois estava situada numa estrada muito trafegada, a via Egnatia, que ligava a Itália com a Ásia - cruzamento de rotas comerciais.
  5. 5. CONTEXTUALIZAÇÃO DA EPÍSTOLA 2. A chegada do Evangelho em Filipos. • A comunidade cristã de Filipos foi fundada pelo Apóstolo Paulo em sua segunda viagem missionária, auxiliado por Silas e Timóteo (At 15:40; 16:1-40). • “Impedidos” pelo Espírito Santo de ira para a Ásia (atual Turquia), acabam chegando em Filipos (visão em Troade: “passa à Macedônia e ajuda-nos” – 16:9). • Buscando um lugar para oração, a beira do rio Angites, pregam para as mulheres que ali estavam (provavelmente prosélitos da comunidade judaica).
  6. 6. CONTEXTUALIZAÇÃO DA EPÍSTOLA 2. A chegada do Evangelho em Filipos. • Paulo inicia sua primeira pregação na Europa e dentre seus frutos, a conversão de Lídia, de Tiatira, comerciante de púrpura (At 16:14). • Igreja formada na casa de Lídia floresce (At 16:15-40). • A libertação da jovem “adivinhadora” e a revolta por interesses financeiros que acaba com açoites e prisão, com os pés atados no tronco (16:16-24).
  7. 7. CONTEXTUALIZAÇÃO DA EPÍSTOLA 2. A chegada do Evangelho em Filipos. • Paulo e Silas oravam e cantavam – terremoto e abertura das portas na prisão e o grande milagre da salvação do carcereiro (At 16:25-32). • O carcereiro vira “enfermeiro e servo ” de Paulo e Silas (AT 16:33-34). A despedida (At 16:35-40). • Descobertas arqueológicas de uma carta do imperador Cláudio ao procônsul Gálio, citado em At 18, ajudaram a datar a fundação da igreja em 49 ou 50.
  8. 8. CONTEXTUALIZAÇÃO DA EPÍSTOLA 3. O relacionamento do apóstolo com os filipenses • O evangelho criou um relacionamento de amor fraterno entre o apóstolo e a comunidade filipense, um dar e receber contínuo. • Compaixão dos filipenses quando da sua prisão, defesa e confirmação do Evangelho (1:7).
  9. 9. CONTEXTUALIZAÇÃO DA EPÍSTOLA 3. O relacionamento do apóstolo com os filipenses • Paulo se sentia confortado com a atitude dos filipenses. • Agradece a Deus por tudo o que aconteceu em Filipos, tanto as coisas desagradáveis como agradáveis – confiança na soberania de Deus.
  10. 10. Aplicação prática Você tem se comprometido com o Evangelho pregado pela Palavra? Você tem se relacionado com afetividade com a comunidade da igreja? Você tem sido grato a Deus por todas as coisas?
  11. 11. ESPERANÇA EM MEIO À ADVERSIDADE “A prisão de Paulo foi uma porta aberta para a proclamação do Evangelho.”
  12. 12. ESPERANÇA EM MEIO À ADVERSIDADE “O testemunho de Paulo na adversidade pode ser observado pela sua rejeição a autopiedade e a sua fé no poder do Evangelho.”
  13. 13. ESPERANÇA EM MEIO À ADVERSIDADE Infelizmente eram duas as motivações que predominavam na igreja de Filipos: 1. A positiva (pregação com destemor e coragem) 2. A negativa (pregação pelo interesse pessoal).
  14. 14. ESPERANÇA EM MEIO À ADVERSIDADE “O dilema de Paulo era, imediatamente, "estar com Cristo" ou "viver na carne" para edificar os filipenses.”
  15. 15. O COMPORTAMENTO DOS SALVOS EM CRISTO “O cidadão do céu enfrentará ataques de cristãos não comprometidos com o Evangelho, por isso, ele deve estar cônscio que o seu chamado é o de padecer por Cristo.”
  16. 16. JESUS, O MODELO IDEAL DE HUMILDADE “O Filho do Homem “aniquilou-se a si mesmo”, “humilhou-se a si mesmo”, e “foi obediente até a morte de cruz”.”
  17. 17. AS VIRTUDES DOS SALVOS EM CRISTO “A salvação opera no povo de Deus a alegria e o contentamento.”
  18. 18. A FIDELIDADE DOS OBREIROS DO SENHOR “O compromisso pastoral do apóstolo Paulo passava pela mentoria que ele exercia sobre os novos obreiros e por seu amor pela igreja. Ele não era gerente de uma instituição, mas pastor de uma igreja.” “Ele não age sozinho, e não é do tipo de árvore em cuja sombra nada cresce” (WEINGÄRTNER, 1992, p. 65).
  19. 19. A ATUALIDADE DOS CONSELHOS PAULINOS “Guardai-vos dos cães", "guardai-vos dos maus obreiros", "guardai-vos da circuncisão"; são advertências paulinas a que a igreja se cuidasse com os judaizantes.”
  20. 20. CONFRONTANDO OS INIMIGOS DA CRUZ DE CRISTO Você tem observado quem são os inimigos da Cruz de Cristo nos dias atuais? Não os inveje! Busque manter sua salvação e contribuir para o reino de Deus!
  21. 21. A ALEGRIA DO SALVO EM CRISTO A alegria da salvação tem produzido experiências espirituais em sua vida? Você tem sido uma pessoa equilibrada, a ponto de ser uma referência no meio em que vive? Você tem vivido debaixo de ansiedades? Você tem confiado na providência de Deus?
  22. 22. UMA VIDA CRISTÃ EQUILIBRADA “Seja isso o que ocupe o vosso pensamento”: que é honesto, justo, puro, amável, boa fama... O que tem ocupado sua mente?
  23. 23. A RECIPROCIDADE DO AMOR CRISTÃO “Posso aguentar tudo naquele que é minha força” Você sabe estar abatido como também ter em abundância? Qual tem sido a principal fonte de seu contentamento? Muitos não conseguem se realizar porque tem priorizado o poder e as coisas materiais (Hb 13:5- 6; Lc 3:14; Mt 6:25-34)
  24. 24. CONSIDERAÇÕES FINAIS)
  25. 25. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS ARRINGTON, French L.; STRONSTAD, Roger (Eds.). Comentário Bíblico Pentecostal: Novo Testamento. 4ª edição. Vol. 2. Rio de Janeiro: CPAD, 2009. BARTH, Gerhard. A carta aos Filipenses. São Leopoldo: Sinodal, 1983, 93p. CABRAL, Elienai. FILIPENSES: a humildade de cristo como exemplo para a Igreja. Rio de Janeiro: CPAD, 2013. CALVINO, João. Gálatas, Efésios, Filipenses e Colossenses. São José dos Campos – SP: Editora Fiel, 2010. COMBLIN, José. Epístola aos Filipenses. 2ª edição. Petrópolis – RJ, VOZES/SINODAL, 1992.
  26. 26. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS LIÇÕES BÍBLICAS. Filipenses: a humildade de cristo como exemplo para a Igreja. 3º trimestre de 2013. Edição do professor. Rio de Janeiro: CPAD, 2013. MARTIN, Ralph. Filipenses: Introdução e Comentário. São Paulo: Vida Nova, 1985, 186p. RICHARDS, Lawrence O. Comentário Histórico-Cultural do Novo Testamento. 1. ed. Rio de Janeiro: CPAD, 2007. WEINGÄRTNER, Lindolfo. A Carta de Paulo aos Filipenses. Curitiba e Belo Horizonte: Editora Encontrão e Missão Editora, 1992. ZUCK, Roy B. Teologia do Novo Testamento. 1 ed. Rio de Janeiro: CPAD, 2008.

×