LBJ LIÇÃO 13 - A IGREJA LOUVARÁ ETERNAMENTE AO SENHOR

3.968 visualizações

Publicada em

Subsídios para lições bíblicas da CPAD elaborados pelo Pastor Natalino das Neves (IEADC-Sede).
Assista aos demais vídeos com estudos bíblicos e baixe os arquivos de slides referentes aos vídeos no blog:
http://goo.gl/PPDRnr

Publicada em: Educação
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.968
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3.519
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
35
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

LBJ LIÇÃO 13 - A IGREJA LOUVARÁ ETERNAMENTE AO SENHOR

  1. 1. TEXTO DO DIA "Cada dia te bendirei e louvarei o teu nome pelos séculos dos séculos." (Sl 145.2)
  2. 2. SÍNTESE Se tudo tem uma razão de ser, somente o Criador poderia dar sentido a cada detalhe do universo. Alegre-se, você é a realização do mais lindo projeto de Deus. Por isso, você nasceu para adorar.
  3. 3. TEXTO BÍBLICO Apocalipse 4.6-9
  4. 4. 6. E havia diante do trono um como mar de vidro, semelhante ao cristal, e, no meio do trono e ao redor do trono, quatro animais cheios de olhos por diante e por detrás. 7. E o primeiro animal era semelhante a um leão; e o segundo animal, semelhante a um bezerro; e tinha o terceiro animal o rosto como de homem; e o quarto animal era semelhante a uma águia voando. 8. E os quatro animais tinham, cada um, respectivamente, seis asas e, ao redor e por dentro, estavam cheios de olhos; e não descansam nem de dia nem de noite, dizendo: Santo, Santo, Santo é o Senhor Deus, o Todo-Poderoso, que era, e que é, e que há de vir. 9.E, quando os animais davam glória, e honra, e ações de graças ao que estava assentado sobre o trono, ao que vive para todo o sempre,
  5. 5. INTRODUÇÃO
  6. 6. INTRODUÇÃO • Sábio provérbio em Eclessiastes 7.8: "melhor é o fim das coisas do que o princípio delas[...]". • Não mantenha o foco sobre a vida terrena, mas tenha como meta principal a vida eterna com Deus. • Adoração permanente, acompanhada da presença de Deus e a paz que permanece para sempre.
  7. 7. I - O FIM DO COMEÇO
  8. 8. 1. Deus “requer” adoração de seus filhos • Requer? Não entendo que Deus requer adoração, mas que aceita toda adoração voluntária e verdadeira. • A adoração não é uma necessidade de Deus, mas um privilégio do adorador. Ele não tem carência alguma (Rm 11.35,36). • Os gregos acreditavam que os deuses precisavam das orações dos humanos para manter a sua vitalidade. • O nosso Deus é soberano e independente, mas acima de tudo, um Deus pessoal de amor que se relaciona com a criação. • A adoração do universo a Ele é pura gratidão (Sl 69.34). AP – Você tem adorado voluntariamente e com gratidão a Deus?
  9. 9. 2. Tudo que tem fôlego, louve ao Senhor • A finalidade de toda criação é louvar ao Senhor (Sl 19.1). • Todos os seres do universo foram criados por Deus e é “natural” que adorem seu Criador (Is 45.9-12). • O exemplo da redenção oferecida por Jesus demonstra o amor de Deus, independente da adoração do ser humano. • Por isso, é inconcebível a falta de adoração e agradecimento à Deus. • Não existe um padrão para adoração, a não ser a voluntariedade e gratidão sincera. AP – De que forma você adora à Deus?
  10. 10. 3. Os efeitos da Queda sobre a totalidade das coisas • A humanidade e a natureza sofre pelas atitudes e ações dos seres humanos(Gn 3.16-19). • Não podemos permitir que nada nos separa da adoração verdadeira a Deus (Gn 3.7; 1 Tm 1.17). • O sacrifício vicário de Cristo deu início a uma nova etapa no relacionamento do ser humano com Deus. • Depois disso, a grande expectativa universal é reencontrar com Deus para adoração convivência eterna com Deus. AP – Você tem resistido os obstáculos para uma verdadeira adoração?
  11. 11. APLICAÇAO PRÁTICA Você reconhece que a essência da adoração não está no sacrifício, mas na voluntariedade e gratidão? Você já pensou no privilégio que o sacrifício vicário de Cristo nos proporciona?
  12. 12. II - O COMEÇO DO FIM
  13. 13. 1. Nosso encontro com o Senhor • A imagem bíblica do futuro e feliz encontro dos salvos com seu Criador é de um casamento (Mt 25; Ap 19.7,9). • Na cultura do Oriente Antigo esta é uma das celebrações de maior importância social. Tempo de completa alegria. • A separação originária foi trágica (Gn 3.22-24), mas nossa reconciliação será plena e prazeirosa (Is 62.5). • A concepção de um tempo de exclusiva celebração deve ser algo para nos alegrar de modo extraordinário. • O fim de todo tipo de sofrimento (Ap 21.3,4; 23-27) e um período de contínua e agradável adoração. AP – Você consegue celebrar antecipadamente o encontro com Deus?
  14. 14. 2. O que faremos no céu • Não seremos anjos, mas teremos corpos glorificados (1 Co 15.54). • Os seres humanos pelas suas limitações, fazem várias conjecturas sobre como será o céu. Principalmente, pelo desconhecimento dos gêneros literários dos textos bíblicos. • Muitos se acham “doutores” de assuntos dos céus. Prefiro destacar que será tempo de paz e gozo, na companhia do Criador. Simples assim! AP – Você acredita na vida após a morte? Tem se fundamentado nesta crença para superar seus desafios?
  15. 15. 3. A perfeita adoração • O melhor que podemos apresentar à Deus, ainda está longe se comparado ao que Deus fez e ainda tem para nós (1 Co 13.9-12). • A limitação humana não permite entendermos o que Deus tem preparado para os salvos. • Quando passar por tribulações, abandono, desprezo, entre outros inconvenientes, pense na vida eterna com o Rei do universo (2 Tm 4.6-8; Mt 19.28-30).
  16. 16. APLICAÇAO PRÁTICA Você tem focado nas coisas negativas desta vida ou tem tido como alvo o que Deus preparou para os salvos? Levante a cabeça e mantenha seu olhar firme ao autor e consumador de nossa fé! Assim será mais feliz.
  17. 17. III - UMA ETERNIDADE INTEIRA SÓ PARA ADORAR
  18. 18. 1. Qual o sentido da vida? • Uma das grandes perguntas existenciais: o sentido da vida? • De um modo geral as pessoas buscam respostas em várias fontes: dinheiro, relacionamentos, poder. • Para o cristão, o principal sentido é a adoração(Jr 17.14). • Quanto mais próximo de Deus ficamos, mais evidente torna-se quem o Pai é, e quem somos nós (Tg 4.8). • Muitas pessoas tiram a própria vida ou vivem de forma vegetativa por não ter um sentido para sua vida. AP – Qual o sentido de sua vida? Desfrute de sua vida, viva bem com Deus e com as pessoas!
  19. 19. 2. Diga não ao efêmero, a eternidade aguarda-te • Nós devemos deixar-nos afetar muito mais pelo futuro do que pelo passado (Fp 3.13,14). • A expectativa das bênçãos celestiais devem nos influenciar a tomar decisões corretas e dignas (2 Ts 1.5- 12). • Rejeite tudo que possa afastar você de sua comunhão com o Senhor: • Não sejamos profanos como Esaú (Hb 12.16); • Maldosos como Caim (1 Jo 3.12); • Avarentos como Ananias e Safira. • Siga os bons exemplos: • Excelente como Daniel (Dn 5.12); • Cheios do Espírito como José (Gn 41.38); • dedicados como Paulo (2 Co 11.26).
  20. 20. 3. Ser, adorar e amar • Deus restaurará a humanidade e o universo, reestabelecerá todas as coisas ao seu devido lugar. • Por isso, esperemos com grande expectativa o cumprimento das promessas divinas. • Nossa interioridade, que hoje passa por aflições, crises, medos e receios, será eternamente sarada e nosso relacionamento com Deus será perfeito (Ef 3.16; 1 Pe 1.19-23). • Aproxime-se com confiança e adore a Deus por seu amor, com liberdade (2 Pe 1.17). AP – Deus te ama! Ele é fiel! Adore-o com toda sua força!
  21. 21. APLICAÇAO PRÁTICA Você já descobriu o sentido da vida? Você tem valorizado o efêmero ou o que é eterno? Seja feliz!!!
  22. 22. PENSE Quanto mais próximo de Deus ficamos, mais evidente torna-se quem o Pai é, e quem somos nós.
  23. 23. CONSIDERAÇÕES FINAIS
  24. 24. CONSIDERAÇÕES FINAIS Nesta lição nos aprendemos que: 1. Deus não requer uma adoração obrigatória, mas se agrada do reconhecimento de seu amor e do sacrifício vicário de Cristo. 2. O ser humano não consegue imaginar o que Deus tem preparado para nós, mas pode ter a certeza de uma vida eterna feliz na companhia do próprio Criador. 3. A pessoa que descobre o verdadeiro sentido da vida, consegue superar as dificuldades da vida, com a expectativa das bênçãos eternas de Deus.
  25. 25. REFERÊNCIAS COLSON, Charles & PEARCEY, Nancy. E Agora Como Viveremos? Rio de Janeiro: CPAD, 2000. DEVER, M. A Mensagem do Antigo Testamento. Rio de Janeiro: CPAD, 2008. KLAUBER, Marcio. O Caminho do Adorador. Rio de Janeiro: CPAD, 2005. LIÇÕES BÍBLICAS JOVENS. Em Espírito e em Verdade: a essência da adoração cristã. 4º Trim, Edição Professor, Rio de Janeiro, 2016. PALMER, Michael D. (Ed.). Panorama do Pensamento Cristão. Rio de Janeiro: CPAD, 2001. SILVA. E. R. Adoração sem limite: Um coração aos pés de Cristo. Rio de Janeiro: CPAD, 2015.
  26. 26. Pr. Natalino das Neves www.natalinodasneves.blogspot.com.br Facebook: www.facebook.com/natalino.neves Contatos: natalino6612@gmail.com (41) 98409 8094 (TIM)

×