O slideshow foi denunciado.
Utilizamos seu perfil e dados de atividades no LinkedIn para personalizar e exibir anúncios mais relevantes. Altere suas preferências de anúncios quando desejar.
TEXTO AÚREO
"E apareceu-lhe o SENHOR e disse:
Não desças ao Egito. Habita na terra
que eu te disser."
(Gn 26.2)
VERDADE PRÁTICA
Em tempos de crises financeiras
não se volte às coisas deste
mundo, mas busque a suficiência
do Pai Celest...
LEITURA BÍBLICA
Gênesis 26.1-6
1 - E havia fome na terra, além da primeira fome, que foi nos
dias de Abraão; por isso, foi-se Isaque a Abimeleque, rei do...
INTRODUÇÃO
INTRODUÇÃO
• Na lição de hoje estudaremos a respeito de Isaque, o
filho da promessa, e as crises e desafios que teve de
su...
PONTO CENTRAL
Em meio às crises o crente pode
ver a suficiência divina.
I - ISAQUE VAI PARA
GERAR POR CAUSA
DA FOME
1. A intenção de Isaque
• A decisão de descer ao Egito parecia ser a melhor opção.
Em tempos de fome e escassez, as pessoa...
2. Promessas em tempos de crises
• Havia fome na terra. A crise estava instalada, mas os céus
não estavam e não estarão ja...
3. A obediência de Isaque
• Assim como seu pai, Isaque era obediente. Se Deus
estava dizendo que não era para descer ao Eg...
SÍNTESE DO TÓPICO I
Fugindo da fome, Isaque tenciona
descer ao Egito, acreditando que
essa era a saída para a crise,
contu...
II - CRISE COM OS
VIZINHOS
1. Crise em Gerar
• Em Gerar, Isaque comete a mesma mentira de seu pai
Abraão (Gn 26,7ss; Gn 12.13).
• Não somos super-her...
2. Isaque semeou em Gerar
• Isaque semeou em sua terra até mesmo em tempos de
fome, tendo que lidar com a inveja de seus v...
3. A inveja dos vizinhos.
• Os filisteus, ao verem a prosperidade de Isaque, o
invejaram.
• Muitas pessoas não suportam ve...
SÍNTESE DO TÓPICO II
Isaque teve que enfrentar uma
crise com seus vizinhos
III - CAVANDO POÇOS
EM TEMPOS DE CRISE
1. Isaque usa os poços de Abraão
• A água nessa região era escassa, por isso, tinha um
grande valor, pois era essencial pa...
2. O poço de Eseque
• Isaque não se intimida com a oposição de seus vizinhos,
e cava outro poço.
• Porém, mais uma vez os ...
3. O poço de Sitna
• Isaque cava outro poço e mais uma vez é bem-sucedido,
pois Deus o estava abençoando.
• Os vizinhos de...
SÍNTESE DO TÓPICO III
Mesmo enfrentando crises, Isaque
continuou cavando seus poços.
CONSIDERAÇÕES
FINAIS
CONSIDERAÇÕES FINAIS
Nesta lição nós aprendemos que:
1. Mesmo nas incertezas da crise, Isaque confiou na
orientação de Deu...
REFERÊNCIAS
ANDRADE, Claudionor Corrêa de. Dicionário Bíblico Teológico. 8ª ed. Rio de
Janeiro: CPAD, 1999.
AYRES, Antônio...
Pr. Natalino das Neves
www.natalinodasneves.blogspot.com.br
Facebook: www.facebook.com/natalino.neves
Contatos:
natalino66...
LBA LIÇÃO 6 - Deus, o nosso provedor
LBA LIÇÃO 6 - Deus, o nosso provedor
LBA LIÇÃO 6 - Deus, o nosso provedor
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

LBA LIÇÃO 6 - Deus, o nosso provedor

2.161 visualizações

Publicada em

Subsídios para lições bíblicas da CPAD elaborados pelo Pastor Natalino das Neves (IEADC-Sede).
Assista aos demais vídeos com estudos bíblicos e baixe os arquivos de slides referentes aos vídeos no blog:
http://goo.gl/PPDRnr

Publicada em: Educação

LBA LIÇÃO 6 - Deus, o nosso provedor

  1. 1. TEXTO AÚREO "E apareceu-lhe o SENHOR e disse: Não desças ao Egito. Habita na terra que eu te disser." (Gn 26.2)
  2. 2. VERDADE PRÁTICA Em tempos de crises financeiras não se volte às coisas deste mundo, mas busque a suficiência do Pai Celeste.
  3. 3. LEITURA BÍBLICA Gênesis 26.1-6
  4. 4. 1 - E havia fome na terra, além da primeira fome, que foi nos dias de Abraão; por isso, foi-se Isaque a Abimeleque, rei dos filisteus, em Gerar. 2 - E apareceu-lhe o SENHOR e disse: Não desças ao Egito. Habita na terra que eu te disser; 3 - peregrina nesta terra, e serei contigo e te abençoarei; porque a ti e à tua semente darei todas estas terras e confirmarei o juramento que tenho jurado a Abraão, teu pai. 4 - E multiplicarei a tua semente como as estrelas dos céus e darei à tua semente todas estas terras. E em tua semente serão benditas todas as nações da terra, 5 - porquanto Abraão obedeceu à minha voz e guardou o meu mandado, os meus preceitos, os meus estatutos e as minhas leis. 6 - Assim, habitou Isaque em Gerar.
  5. 5. INTRODUÇÃO
  6. 6. INTRODUÇÃO • Na lição de hoje estudaremos a respeito de Isaque, o filho da promessa, e as crises e desafios que teve de superar. • Mesmo enfrentando problemas com seus vizinhos, Isaque não deixou de trabalhar, de investir e crer na provisão divina. • Devemos buscar a a suficiência divina em tempos de crise.
  7. 7. PONTO CENTRAL Em meio às crises o crente pode ver a suficiência divina.
  8. 8. I - ISAQUE VAI PARA GERAR POR CAUSA DA FOME
  9. 9. 1. A intenção de Isaque • A decisão de descer ao Egito parecia ser a melhor opção. Em tempos de fome e escassez, as pessoas tendem a tomar decisões que envolvem mudança. • Não existe nada de errado em querer mudar e livrar-se das dificuldades. • Porém, toda mudança deve ser feita com precaução e planejamento. • Buscar a orientação de Deus por meio da orientação e atenção à voz do Espírito é fundamental. AP – Como você tem tomado suas decisões?
  10. 10. 2. Promessas em tempos de crises • Havia fome na terra. A crise estava instalada, mas os céus não estavam e não estarão jamais em crise. • O Senhor apareceu a Isaque e renovou-lhe as promessas que haviam sido feitas ao seu pai (Gn 26.3ss). • O Deus de Isaque também é o seu Deus. Vivemos em um momento de crise em nosso país, mas trabalhe, busque seus objetivos e confie em Deus. AP – Vivemos em tempos de crise, mas a promessa de Deus permanece?
  11. 11. 3. A obediência de Isaque • Assim como seu pai, Isaque era obediente. Se Deus estava dizendo que não era para descer ao Egito, ele obedeceu. • A obediência a Deus nos faz prosperar, mesmo em tempos de crises. • As escolhas erradas e a desobediência geram consequências negativas (Dt 29.21). • Não se importe com o que as pessoas dizem a seu respeito; obedeça a Deus. AP – Você tem sido obediente à voz de Deus?
  12. 12. SÍNTESE DO TÓPICO I Fugindo da fome, Isaque tenciona descer ao Egito, acreditando que essa era a saída para a crise, contudo não era.
  13. 13. II - CRISE COM OS VIZINHOS
  14. 14. 1. Crise em Gerar • Em Gerar, Isaque comete a mesma mentira de seu pai Abraão (Gn 26,7ss; Gn 12.13). • Não somos super-heróis, somos humanos. Abraão e Isaque também eram humanos e cometiam falhas. Mas se renderam a Deus. • Na crise Deus está conosco para nos confortar e nos libertar. AP – Você tem passado por crise? Confie em Deus!
  15. 15. 2. Isaque semeou em Gerar • Isaque semeou em sua terra até mesmo em tempos de fome, tendo que lidar com a inveja de seus vizinhos (Gn 26.12). • Semear envolve esforço, fé, e Isaque fez sua parte. • Deus abençoou as sementes de Isaque e a colheita foi farta (Gn 26.12). AP – Não desanime diante das crises?
  16. 16. 3. A inveja dos vizinhos. • Os filisteus, ao verem a prosperidade de Isaque, o invejaram. • Muitas pessoas não suportam ver a prosperidade alheia. • Há que diz que é fácil chorar com os que choram, mas difícil é se alegrar com os que se alegram • A inveja é a podridão dos ossos: "O coração com saúde é a vida da carne, mas a inveja é a podridão dos ossos" (Pv 14.30). • O crente não pode se deixa levar pela inveja e pela maldade. AP – Não se vingue dos invejosos?
  17. 17. SÍNTESE DO TÓPICO II Isaque teve que enfrentar uma crise com seus vizinhos
  18. 18. III - CAVANDO POÇOS EM TEMPOS DE CRISE
  19. 19. 1. Isaque usa os poços de Abraão • A água nessa região era escassa, por isso, tinha um grande valor, pois era essencial para a agricultura, para o rebanho e para as famílias. • Ter um poço d'água era como ter um poço de petróleo ou uma mina de ouro. • Isaque, a princípio, utiliza os poços que foram cavados por seu pai e que os filisteus haviam tapado (Gn 26.18). • Logo os pastores daquela região contenderam com os pastores de Isaque, reivindicando aquelas águas.
  20. 20. 2. O poço de Eseque • Isaque não se intimida com a oposição de seus vizinhos, e cava outro poço. • Porém, mais uma vez os pastores de Gerar contendem (poço de Eseque = cotenda), dizendo que a água era deles. • Isaque mantém o controle e não retribui a violência. Mansidão é uma das qualidades do fruto do Espírito Santo (Gl 5.22). Contudo, ser manso não é ser covarde ou passivo. • Ser manso é ser controlado, guiado pelo Espírito Santo. AP – Como você em se comportado nas contendas?
  21. 21. 3. O poço de Sitna • Isaque cava outro poço e mais uma vez é bem-sucedido, pois Deus o estava abençoando. • Os vizinhos de Isaque mais uma vez reivindicam aquelas águas. Então o poço foi chamado de Sitna, inimizade. • Nossa tendência é “buscar nossos direitos”, contender. Ao cristão não convém contender (2 Tm 2.24). • Abimeleque reconhece a atitude de Isaque e publicamente reconhece que Deus estava com Isaque (Gn 26.26-28). • Isaque, diplomaticamente, prepara um banquete para aqueles homens, selando assim um acordo de paz.
  22. 22. SÍNTESE DO TÓPICO III Mesmo enfrentando crises, Isaque continuou cavando seus poços.
  23. 23. CONSIDERAÇÕES FINAIS
  24. 24. CONSIDERAÇÕES FINAIS Nesta lição nós aprendemos que: 1. Mesmo nas incertezas da crise, Isaque confiou na orientação de Deus, assim como seu pai. 2. A crise favorece um ambiente competitivo. Se as pessoas usarem de maldade e malícia para nos prejudicar, mesmo assim devemos manter nossos princípios cristãos. 3. O trabalho deve ser priorizado e a confiança em Deus mantida, pois no momento de Deus, vem a resposta.
  25. 25. REFERÊNCIAS ANDRADE, Claudionor Corrêa de. Dicionário Bíblico Teológico. 8ª ed. Rio de Janeiro: CPAD, 1999. AYRES, Antônio Tadeu. Reflexos da Globalização sobre a Igreja: Até que ponto as últimas tendências mundiais afetam o Corpo de Cristo? Rio de Janeiro: CPAD, 2001. BÍBLIA DE ESTUDO APLICAÇÃO PESSOAL. Rio de Janeiro: CPAD, 2003. CABRAL, Elienai. Abraão: As experiências de nosso pai na fé. Rio de Janeiro: CPAD, 2002 COMENTÁRIO BÍBLICO BEACON. Vol 1. Rio de Janeiro: CPAD, 2005. LIÇÕES BÍBLICAS ADULTOS - PROFESSOR. O Deus de toda provisão: esperança e sabedoria divina para a igreja em tempos de crise. Comentarista Elienai Cabral. 4º Trim. Rio de Janeiro: CPAD, 2016. CABRAL, Elienai. O Deus de toda provisão: esperança e sabedoria divina para a igreja em tempos de crise. Rio de Janeiro: CPAD, 2016. RICHARDS, Lawrence O. Guia do Leitor da Bíblia: Uma análise de Gênesis a Apocalipse capítulo por capítulo. 10ª ed. Rio de Janeiro: CPAD, 2012
  26. 26. Pr. Natalino das Neves www.natalinodasneves.blogspot.com.br Facebook: www.facebook.com/natalino.neves Contatos: natalino6612@gmail.com (41) 8409 8094 (TIM)

×