SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 28
TEXTO ÁUREO
"Porque, assim como o
relâmpago sai do oriente e se
mostra até ao ocidente, assim
será também a vinda do Filho
do Homem."
(Mt 24.27)
VERDADE PRÁTICA
A Segunda Vinda de Cristo será
em duas fases distintas:
primeira - invisível ao mundo,
para arrebatar a sua Igreja;
segunda - visível e corporal,
com a sua Igreja glorificada.
LEITURA BÍBLICA
1 Tessalonicenses 4.13-18;
Lucas 21.25-27
1 Ts 4.13 - Não quero, porém, irmãos, que sejais ignorantes acerca dos
que já dormem, para que não vos entristeçais, como os demais, que
não têm esperança.
14 - Porque, se cremos que Jesus morreu e ressuscitou, assim também
aos que em Jesus dormem Deus os tornará a trazer com ele.
15 - Dizemo-vos, pois, isto pela palavra do Senhor: que nós, os que
ficarmos vivos para a vinda do Senhor, não precederemos os que
dormem.
16 - Porque o mesmo Senhor descerá do céu com alarido, e com voz
de arcanjo, e com a trombeta de Deus; e os que morreram em Cristo
ressuscitarão primeiro;
17 - depois, nós, os que ficarmos vivos, seremos arrebatados
juntamente com eles nas nuvens, a encontrar o Senhor nos ares, e
assim estaremos sempre com o Senhor.
18 - Portanto, consolai-vos uns aos outros com estas palavras.
Lc 21.25 - E haverá sinais no sol, e na lua, e nas estrelas, e, na terra,
angústia das nações, em perplexidade pelo bramido do mar e das
ondas;
26 - homens desmaiando de terror, na expectação das coisas que
sobrevirão ao mundo, porquanto os poderes do céu serão abalados.
27 - E, então, verão vir o Filho do Homem numa nuvem, com poder e
grande glória.
INTRODUÇÃO
INTRODUÇÃO
• A Bíblia mostra a segunda vinda de Cristo em duas fases:
a primeira é o arrebatamento da Igreja, e a segunda é a
sua vinda em glória.
• Entre esses dois eventos, haverá na terra a Grande
Tribulação, o julgamento divino sobre todos os
moradores do mundo e no céu o Tribunal de Cristo
seguido das Bodas do Cordeiro.
• Essa é a interpretação oficial das igrejas Assembleias de
Deus.
• Sugiro conhecer as outras formas de interpretação.
PONTO CENTRAL
A segunda vinda de Cristo se
dará em duas fases: o
arrebatamento e a vinda.
I - OS EVENTOS DO
PORVIR
1. Fonte de predição
• A Bíblia como fonte de predição do futuro.
• Esses eventos são uma série de acontecimentos do
epílogo da história humana que envolve:
• o arrebatamento da Igreja (1 Ts 4.16,17);
• a vinda de Jesus em glória (Mt 24.30; Ap 1.7);
• o juízo de Deus sobre a terra no fim dos tempos (Mt 24.21);
• o futuro glorioso de Israel (Is 62.2,3) e
• o reino milenar de Cristo (Is 9.7; 11.10).
• São acontecimentos anunciados desde o princípio do
mundo, desde Enoque (Jd 14) até o livro de Apocalipse.
3. Impérios da antiguidade e as Diásporas judaicas
• Fato histórico - surgimento e queda dos impérios antigos:
Babilônia (Is 13.19,20); medo-persa, grego e romano.
• As duas dispersões do povo judeu e as suas respectivas
restaurações.
• A primeira Diáspora (Jr 16.13) e seu retorno (Ed 1.1-3);
• A segunda Diáspora com a destruição do templo e de
Jerusalém, com o seu respectivo retorno depois de mais
de 18 séculos à terra de seus antepassados, tal como fora
anunciado pelos profetas do AT, como Jeremias (Jr
31.17), Ezequiel (Ez 11.17; 36.24; 37.21), Amós (Am
9.14,15) e Zacarias (Zc 8.7,8).
SÍNTESE DO TÓPICO
A fonte para todos os eventos do
futuro são as Sagradas
Escrituras.
Subsídio didático
"Uma das características mais inigualáveis dos verdadeiros profetas do
AT era a habilidade que tinham de prever os eventos futuros com
perfeita exatidão. O próprio Deus previu o cativeiro de Israel no Egito e
o seu subsequente livramento (Gn 15.13-18). Moisés previu a
conquista bem-sucedida da Terra Prometida pelos israelitas sob o
comando de Josué (Dt 31.23). Samuel previu o fracasso da dinastia de
Saul (1 Sm 15.28). Natã previu as consequências do pecado de Davi e
seus efeitos sobre a sua própria família (2 Sm 12.7-12). Elias previu as
mortes de Acabe e Jezabel (1 Rs 21.19-23). Isaías previu o livramento
de Jerusalém da invasão assíria de Senaqueribe (2 Rs 19.34-37).
Jeremias previu o cativeiro dos judeus por setenta anos na Babilônia"
(LAHAYE, Tim; HINDSON, Ed. (Eds.). Enciclopédia Popular de Profecia
Bíblica. Rio de Janeiro: CPAD, 2013, pp.120-21).
Subsídio pedagógico
Eschaton:
"[Do gr. schaton, últimas coisas] Termo teológico que denota a
culminação de todas as coisas segundo os decretos divinos."
Escatologia:
"[Do gr. escathos, ultimas coisas + logia, discurso racional]
Estudo sistemático e lógico das doutrinas concernentes às
últimas coisas. Compreendida como um dos capítulos da
dogmática cristã, a escatologia tem por objeto os seguintes
temas: estado intermediário, arrebatamento da Igreja, Grande
Tribulação, Milênio, Julgamento Final e o estado perfeito
eterno."
Escatologia
Individual:
"[Do gr. escathos, ultimas coisas + logia, discurso racional; do
lat. individu, pessoa] Estudo das últimas coisas que dizem
respeito exclusivamente ao indivíduo, tratando de sua morte,
estado intermediário, ressurreição e destino eterno. Neste
contexto, nenhuma abordagem é feita, quer a Israel, quer a
Igreja."
III - OS EVENTOS DA
SEGUNDA VINDA DE
CRISTO
1. O arrebatamento da igreja
• É o rapto dos santos da terra, um acontecimento global e
simultâneo em todo o planeta.
• A profecia contempla até os fusos horários, pois uns
estarão dormindo à noite e outros trabalhando nesse
exato momento (Lc 17.34-36).
• Esse evento será inesperado, algo rápido, em fração de
segundo, e invisível aos olhos humanos (1 Co 15.52)
• Os mortos salvos ressuscitarão primeiro (1 Ts 4.16b);
• em seguida, os corpos dos salvos vivos serão revestidos da
incorruptibilidade (1 Co 15.53);
• Juntos serão arrebatados da terra para o encontro com Jesus nas nuvens (1
Ts 4.16,17).
• Essa é a primeira fase da segunda vinda de Cristo, a
esperança da Igreja (Fp 3.21).
2. A vinda de Cristo em glória
• Sete anos depois do arrebatamento da Igreja, o Senhor
virá em glória, visível aos olhos humanos (Mt 24.30,31;
Lc 21.25-28).
• Nesse retorno de Jesus à terra, Ele virá acompanhado
dos santos (1 Ts 3.13; Jd 14).
• O propósito desta vinda é:
• julgar as nações (Jl 3.12-14; Mt 25.31,32);
• restaurar o trono de Davi (Zc 12.8-14) em cumprimento à
promessa de Deus feita por meio do anjo Gabriel (Lc 1.32,33);
• destruir a besta e o falso profeta (2 Ts 2.8; Ap 19.19,20); e
• estabelecer o seu reino de justiça e paz na terra (Is 2.4; Ap
20.2,3).
3. A Grande Tribulação
• A Igreja será arrebatada antes desse período, conhecido
como a "Grande Tribulação" (1 Ts 1.10).
• Um tempo de angústia e sofrimentos sem precedentes
na história (Dn 12.1; Jl 2.2; Mt 24.21; Mc 13.19; Jl 1.15; 2
Pe 3.10), especialmente Ap 6.1ss.
• Será a era do anticristo (2 Ts 2.7-9), identificado como a
besta (Ap 13.2-8). O falso profeta será o porta-voz do
anticristo, que enganará o povo por meio dos falsos
milagres (Ap 16.13,14).
• O anticristo fará um concerto com a nação de Israel por
uma "semana de anos" (Dn 9.27), mas na metade deste
período o concerto será rompido.
4. O Tribunal de Cristo e as Bodas do Cordeiro
• Enquanto a Grande Tribulação acontece na terra; no céu,
os santos estarão recebendo a recompensa por aquilo
que cada um fez em vida pela causa do evangelho (1 Co
3.12-15; Ap 22.12).
• É o chamado Tribunal de Cristo (2 Co 5.10), a premiação
dos salvos.
• Não se trata de um julgamento para a salvação ou
condenação.
• Em seguida, virá a festa das bodas do Cordeiro (Ap 10.9),
o grande banquete que celebrará a união de Cristo com a
sua Igreja.
SÍNTESE DO TÓPICO
"Vinda", "manifestação",
"aparição" e "revelação" são
termos bíblicos que remontam a
segunda vinda de Cristo.
CONSIDERAÇÕES
FINAIS
CONSIDERAÇÕES FINAIS
Nesta lição nós aprendemos:
A interpretação escatológica oficial das igrejas Assembleias
de Deus:
1. Arrebatamento da igreja antes da Grande Tribulação;
2. Início da Grande Tribulação na terra, sob o domínio do
anticristo e a besta, enquanto no céu acontece o Tribunal de
Cristo (recompensas aos salvos) e as bodas do cordeiro;
3. Vinda de Cristo com os salvos e os anjos para o julgamento das
nações e salvação de um remanescente que se converterá
durante a Grande Tribulação;
4. Estabelecimento de um reino de justiça perene e o julgamento
final (próxima lição).
BERGSTÉN, Eurico. Introdução à Teologia Sistemática. Rio de Janeiro: CPAD,
1999.
COMENTÁRIO BÍBLICO BEACON. Rio de Janeiro: CPAD, 2005.
DEVER, M. A Mensagem do Antigo Testamento. Rio de Janeiro: CPAD, 2008.
DICIONÁRIO VINE: O significado exegético e expositivo das palavras do
Antigo e do Novo Testamento. 14.ed. Rio de Janeiro: CPAD, 2011.
GILBERTO, Antonio. Teologia Sistemática Pentecostal. Rio de Janeiro: CPAD,
2008.
HORTON, Stanley. Teologia Sistemática: Uma perspectiva pentecostal. 1.ed.
Rio de Janeiro: CPAD, 1996
LIÇÕES BÍBLICAS ADULTOS. A razão de nossa fé: assim cremos, assim
vivemos. 3º Trim., Edição Professor, Rio de Janeiro, CPAD, 2017.
REFERÊNCIAS
MENZIES, William; HORTON, Stanley M. Doutrinas Bíblica: Os fundamentos
da nossa fé. 10.ed. Rio de Janeiro: CPAD, 2010.
RICHARDS, Lawrence O. Guia do Leitor da Bíblia: Uma análise de Gênesis a
Apocalipse capítulo por capítulo. 10ª ed. Rio de Janeiro: CPAD, 2012.
RICHARDS, Lawrence. Comentário Histórico-Cultural do Novo Testamento.
Rio de Janeiro: CPAD, 2007.
SOARES, Esequias. A razão de nossa fé: assim cremos, assim vivemos. Rio de
Janeiro: CPAD, 2017.
REFERÊNCIAS
Pr. Natalino das Neves
www.natalinodasneves.blogspot.com.br
Facebook: www.facebook.com/natalino.neves
Contatos:
natalino6612@gmail.com
(41) 98409 8094 (TIM)

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Princípios para uma Vida de Santidade
Princípios para uma Vida de SantidadePrincípios para uma Vida de Santidade
Princípios para uma Vida de Santidade
IBMemorialJC
 
Aula 01 Escatologia o estado intermediário o destino dos mortos
Aula 01 Escatologia o estado intermediário o destino dos mortosAula 01 Escatologia o estado intermediário o destino dos mortos
Aula 01 Escatologia o estado intermediário o destino dos mortos
bpclaudio11
 

Mais procurados (20)

Lição 11 - A Importância da Bíblia como única regra de Fé
Lição 11 - A Importância da Bíblia como única regra de FéLição 11 - A Importância da Bíblia como única regra de Fé
Lição 11 - A Importância da Bíblia como única regra de Fé
 
Princípios para uma Vida de Santidade
Princípios para uma Vida de SantidadePrincípios para uma Vida de Santidade
Princípios para uma Vida de Santidade
 
O Destino Final dos Mortos
O Destino Final dos MortosO Destino Final dos Mortos
O Destino Final dos Mortos
 
Santificação
SantificaçãoSantificação
Santificação
 
IBADEP MÉDIO - MISSIOLOGIA AULA 1
IBADEP MÉDIO - MISSIOLOGIA AULA 1IBADEP MÉDIO - MISSIOLOGIA AULA 1
IBADEP MÉDIO - MISSIOLOGIA AULA 1
 
Escatologia o Estudo das Últimas Coisas.
Escatologia o Estudo das Últimas Coisas.Escatologia o Estudo das Últimas Coisas.
Escatologia o Estudo das Últimas Coisas.
 
Aula 01 Escatologia o estado intermediário o destino dos mortos
Aula 01 Escatologia o estado intermediário o destino dos mortosAula 01 Escatologia o estado intermediário o destino dos mortos
Aula 01 Escatologia o estado intermediário o destino dos mortos
 
8. tribunal de cristo
8. tribunal de cristo8. tribunal de cristo
8. tribunal de cristo
 
Lição 02 - Pecado: uma realidade humana
Lição 02 - Pecado: uma realidade humanaLição 02 - Pecado: uma realidade humana
Lição 02 - Pecado: uma realidade humana
 
Sinais que antecedem a vinda de cristo ilustrado
Sinais que antecedem a vinda de cristo   ilustradoSinais que antecedem a vinda de cristo   ilustrado
Sinais que antecedem a vinda de cristo ilustrado
 
Estudo batismo oficialmontesinai
Estudo batismo oficialmontesinaiEstudo batismo oficialmontesinai
Estudo batismo oficialmontesinai
 
Escatologia parte 2_ibadep_a grande tribulação
Escatologia  parte 2_ibadep_a grande tribulaçãoEscatologia  parte 2_ibadep_a grande tribulação
Escatologia parte 2_ibadep_a grande tribulação
 
Teologia Sistemática - Aula 1 - Apresentação
Teologia Sistemática - Aula 1 - ApresentaçãoTeologia Sistemática - Aula 1 - Apresentação
Teologia Sistemática - Aula 1 - Apresentação
 
Lição 11 - A Ressurreição de Jesus Cristo
Lição 11 - A Ressurreição de Jesus CristoLição 11 - A Ressurreição de Jesus Cristo
Lição 11 - A Ressurreição de Jesus Cristo
 
BEMA - O Tribunal de Cristo
BEMA - O Tribunal de CristoBEMA - O Tribunal de Cristo
BEMA - O Tribunal de Cristo
 
Qual o segredo para...
Qual o segredo para...Qual o segredo para...
Qual o segredo para...
 
hamartiologia - Doutrina do pecado.
hamartiologia - Doutrina do pecado.hamartiologia - Doutrina do pecado.
hamartiologia - Doutrina do pecado.
 
O espirito santo de deus
O  espirito  santo  de  deusO  espirito  santo  de  deus
O espirito santo de deus
 
Escatologia - um estudo introdutório
Escatologia - um estudo introdutórioEscatologia - um estudo introdutório
Escatologia - um estudo introdutório
 
O vale de megido
O vale de megidoO vale de megido
O vale de megido
 

Destaque

Não vim destruir a lei
Não vim destruir a leiNão vim destruir a lei
Não vim destruir a lei
Graça Maciel
 
Os verdadeiros laços de familia
Os verdadeiros laços de familiaOs verdadeiros laços de familia
Os verdadeiros laços de familia
Graça Maciel
 

Destaque (20)

Não vim destruir a lei
Não vim destruir a leiNão vim destruir a lei
Não vim destruir a lei
 
Não vim destruir a Lei - Cap.I do OESE
Não vim destruir a Lei - Cap.I do OESENão vim destruir a Lei - Cap.I do OESE
Não vim destruir a Lei - Cap.I do OESE
 
A caminho da luz cap 12
A caminho da luz   cap 12 A caminho da luz   cap 12
A caminho da luz cap 12
 
Cap. 1 NãO Vim Destruir A Lei
Cap. 1 NãO Vim Destruir A LeiCap. 1 NãO Vim Destruir A Lei
Cap. 1 NãO Vim Destruir A Lei
 
A Caminho da Luz
A Caminho da LuzA Caminho da Luz
A Caminho da Luz
 
A caminho da luz cap 11
A caminho da luz   cap 11A caminho da luz   cap 11
A caminho da luz cap 11
 
Não vim destruir a lei-Marcelo do N. Rodrigues-CEM
Não vim destruir a lei-Marcelo do N. Rodrigues-CEMNão vim destruir a lei-Marcelo do N. Rodrigues-CEM
Não vim destruir a lei-Marcelo do N. Rodrigues-CEM
 
Capítulo 1 do Evangelho Segundo o Espiritsmo - Não vim destruir e lei
Capítulo 1 do Evangelho Segundo o Espiritsmo - Não vim destruir e leiCapítulo 1 do Evangelho Segundo o Espiritsmo - Não vim destruir e lei
Capítulo 1 do Evangelho Segundo o Espiritsmo - Não vim destruir e lei
 
Segunda Revelação, Jesus o revolucionário
Segunda Revelação, Jesus o revolucionárioSegunda Revelação, Jesus o revolucionário
Segunda Revelação, Jesus o revolucionário
 
Brand new enrolment form 2017+
Brand new enrolment form 2017+Brand new enrolment form 2017+
Brand new enrolment form 2017+
 
A caminho da luz cap 9
A caminho da luz   cap 9A caminho da luz   cap 9
A caminho da luz cap 9
 
As 3 revelações
As 3 revelaçõesAs 3 revelações
As 3 revelações
 
Lição 8 - Jesus o missionário excelente
Lição 8 - Jesus o missionário excelenteLição 8 - Jesus o missionário excelente
Lição 8 - Jesus o missionário excelente
 
Descobrindo nossa identidade
Descobrindo nossa identidadeDescobrindo nossa identidade
Descobrindo nossa identidade
 
LBJ 2017 3 TRI LIÇÃO 11 - Crenças religiosas
LBJ 2017 3 TRI LIÇÃO 11 - Crenças religiosasLBJ 2017 3 TRI LIÇÃO 11 - Crenças religiosas
LBJ 2017 3 TRI LIÇÃO 11 - Crenças religiosas
 
Parentesco e Filiação
Parentesco e FiliaçãoParentesco e Filiação
Parentesco e Filiação
 
Os verdadeiros laços de familia
Os verdadeiros laços de familiaOs verdadeiros laços de familia
Os verdadeiros laços de familia
 
LBA LIÇÃO 11- Adotados por deus
LBA LIÇÃO 11- Adotados por deusLBA LIÇÃO 11- Adotados por deus
LBA LIÇÃO 11- Adotados por deus
 
Lição 04 - Salvação - O Amor e a Misericórdia de Deus
Lição 04 - Salvação - O Amor e a Misericórdia de DeusLição 04 - Salvação - O Amor e a Misericórdia de Deus
Lição 04 - Salvação - O Amor e a Misericórdia de Deus
 
Lição 03 - A Salvação e o Advento do Salvador
Lição 03 - A Salvação e o Advento do SalvadorLição 03 - A Salvação e o Advento do Salvador
Lição 03 - A Salvação e o Advento do Salvador
 

Semelhante a LBA 2017 3 TRI LIÇÃO 11 - A segunda vinda de Cristo

Apostila de escatologia
Apostila de escatologiaApostila de escatologia
Apostila de escatologia
Rubens Bastos
 
7 arrebatamento-120918154123-phpapp02
7 arrebatamento-120918154123-phpapp027 arrebatamento-120918154123-phpapp02
7 arrebatamento-120918154123-phpapp02
Esdras Santana Soares
 
Pespectiva sobre a volta de jesus 01
Pespectiva sobre a volta de jesus   01Pespectiva sobre a volta de jesus   01
Pespectiva sobre a volta de jesus 01
Jigdalias Rodrigues
 
7 arrebatamento-120918154123-phpapp02-141122212821-conversion-gate02
7 arrebatamento-120918154123-phpapp02-141122212821-conversion-gate027 arrebatamento-120918154123-phpapp02-141122212821-conversion-gate02
7 arrebatamento-120918154123-phpapp02-141122212821-conversion-gate02
uili santana
 

Semelhante a LBA 2017 3 TRI LIÇÃO 11 - A segunda vinda de Cristo (20)

Apostila de escatologia
Apostila de escatologiaApostila de escatologia
Apostila de escatologia
 
A Segunda Vinda de Cristo.
A Segunda Vinda de Cristo.A Segunda Vinda de Cristo.
A Segunda Vinda de Cristo.
 
A segunda vinda de cristo.
A segunda vinda de cristo.A segunda vinda de cristo.
A segunda vinda de cristo.
 
Eventos escatolottt
Eventos escatolotttEventos escatolottt
Eventos escatolottt
 
Lição 11 - A Segunda Vinda de Cristo
Lição 11 - A Segunda Vinda de CristoLição 11 - A Segunda Vinda de Cristo
Lição 11 - A Segunda Vinda de Cristo
 
Lição 11 - A Segunda Vinda de Cristo - CPAD
Lição 11 - A Segunda Vinda de Cristo - CPADLição 11 - A Segunda Vinda de Cristo - CPAD
Lição 11 - A Segunda Vinda de Cristo - CPAD
 
7 arrebatamento-120918154123-phpapp02
7 arrebatamento-120918154123-phpapp027 arrebatamento-120918154123-phpapp02
7 arrebatamento-120918154123-phpapp02
 
A Segunda Vinda De Cristo
A Segunda Vinda De CristoA Segunda Vinda De Cristo
A Segunda Vinda De Cristo
 
Lição 12 EBD , 17 setembro 2017.
Lição 12  EBD , 17 setembro 2017.Lição 12  EBD , 17 setembro 2017.
Lição 12 EBD , 17 setembro 2017.
 
Escatologia bíblica jin 17 jan final
Escatologia bíblica jin 17 jan finalEscatologia bíblica jin 17 jan final
Escatologia bíblica jin 17 jan final
 
Lição 11 - A segunda vinda de cristo
Lição 11 - A segunda vinda de cristoLição 11 - A segunda vinda de cristo
Lição 11 - A segunda vinda de cristo
 
Pespectiva sobre a volta de jesus 01
Pespectiva sobre a volta de jesus   01Pespectiva sobre a volta de jesus   01
Pespectiva sobre a volta de jesus 01
 
Pespectiva sobre a volta de jesus 01
Pespectiva sobre a volta de jesus   01Pespectiva sobre a volta de jesus   01
Pespectiva sobre a volta de jesus 01
 
A segunda vinda de Cristo.pptx
A segunda vinda de Cristo.pptxA segunda vinda de Cristo.pptx
A segunda vinda de Cristo.pptx
 
2 introdução à escatologia ii
2 introdução à escatologia ii2 introdução à escatologia ii
2 introdução à escatologia ii
 
7 arrebatamento-120918154123-phpapp02-141122212821-conversion-gate02
7 arrebatamento-120918154123-phpapp02-141122212821-conversion-gate027 arrebatamento-120918154123-phpapp02-141122212821-conversion-gate02
7 arrebatamento-120918154123-phpapp02-141122212821-conversion-gate02
 
1º trimestre 2016 lição 01 adultos
1º trimestre 2016 lição 01 adultos1º trimestre 2016 lição 01 adultos
1º trimestre 2016 lição 01 adultos
 
ESCATOLOGIA AULA 7.pptx
ESCATOLOGIA AULA 7.pptxESCATOLOGIA AULA 7.pptx
ESCATOLOGIA AULA 7.pptx
 
O Fim dos Tempos
O Fim dos TemposO Fim dos Tempos
O Fim dos Tempos
 
2016 1º trimestre adultos lição 01.pptx
2016 1º trimestre adultos lição 01.pptx2016 1º trimestre adultos lição 01.pptx
2016 1º trimestre adultos lição 01.pptx
 

Mais de Natalino das Neves Neves

Mais de Natalino das Neves Neves (20)

LIÇÃO 13_A santa Ceia, o amor e a ressurreição (I Co 11-15)
LIÇÃO 13_A santa Ceia, o amor e a ressurreição (I Co 11-15)LIÇÃO 13_A santa Ceia, o amor e a ressurreição (I Co 11-15)
LIÇÃO 13_A santa Ceia, o amor e a ressurreição (I Co 11-15)
 
LIÇÃO 12 - Da circuncisão e dos alimentos sacrificados aos ídolos (1 Co 7-8)
LIÇÃO 12 - Da circuncisão e dos alimentos sacrificados aos ídolos (1 Co 7-8)LIÇÃO 12 - Da circuncisão e dos alimentos sacrificados aos ídolos (1 Co 7-8)
LIÇÃO 12 - Da circuncisão e dos alimentos sacrificados aos ídolos (1 Co 7-8)
 
LIÇÃO 11 - Paulo responde questões a respeito do casamento (1 Co 7)
LIÇÃO 11 - Paulo responde questões a respeito do casamento (1 Co 7)LIÇÃO 11 - Paulo responde questões a respeito do casamento (1 Co 7)
LIÇÃO 11 - Paulo responde questões a respeito do casamento (1 Co 7)
 
LIÇÃO 10 - SEU CORPO É MEMBRO DE CRISTO
LIÇÃO 10 -  SEU CORPO É MEMBRO DE CRISTOLIÇÃO 10 -  SEU CORPO É MEMBRO DE CRISTO
LIÇÃO 10 - SEU CORPO É MEMBRO DE CRISTO
 
LIÇÃO 9 - PAULO CENSURA A CONTENDA ENTRE IRMÃOS
LIÇÃO 9 - PAULO CENSURA A CONTENDA ENTRE IRMÃOSLIÇÃO 9 - PAULO CENSURA A CONTENDA ENTRE IRMÃOS
LIÇÃO 9 - PAULO CENSURA A CONTENDA ENTRE IRMÃOS
 
PRELEÇÃO_LIÇÃO 8 - A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTO
PRELEÇÃO_LIÇÃO 8 -  A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTOPRELEÇÃO_LIÇÃO 8 -  A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTO
PRELEÇÃO_LIÇÃO 8 - A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTO
 
PROJEÇÃO_LIÇÃO 8 - A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTO
PROJEÇÃO_LIÇÃO 8 -  A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTOPROJEÇÃO_LIÇÃO 8 -  A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTO
PROJEÇÃO_LIÇÃO 8 - A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTO
 
PROJEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTO
PROJEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTOPROJEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTO
PROJEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTO
 
PRELEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTO
PRELEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTOPRELEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTO
PRELEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTO
 
PRELEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOS
PRELEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOSPRELEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOS
PRELEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOS
 
PROJEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOS
PROJEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOSPROJEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOS
PROJEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOS
 
PROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULO
PROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULOPROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULO
PROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULO
 
PRELEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULO
PRELEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULOPRELEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULO
PRELEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULO
 
PROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 4 - A SABEDORIA DIVINA
PROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 4 - A SABEDORIA DIVINAPROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 4 - A SABEDORIA DIVINA
PROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 4 - A SABEDORIA DIVINA
 
PRELEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 4 - A SABEDORIA DIVINA
PRELEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 4 - A SABEDORIA DIVINAPRELEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 4 - A SABEDORIA DIVINA
PRELEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 4 - A SABEDORIA DIVINA
 
PROJEÇÃO_JOVENS_LIção 3 - Divisões na Igreja
PROJEÇÃO_JOVENS_LIção 3 - Divisões na IgrejaPROJEÇÃO_JOVENS_LIção 3 - Divisões na Igreja
PROJEÇÃO_JOVENS_LIção 3 - Divisões na Igreja
 
PRELEÇÃO_JOVENS_Lição 3 - Divisões na Igreja
PRELEÇÃO_JOVENS_Lição 3 - Divisões na IgrejaPRELEÇÃO_JOVENS_Lição 3 - Divisões na Igreja
PRELEÇÃO_JOVENS_Lição 3 - Divisões na Igreja
 
Preleção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de Corinto
Preleção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de CorintoPreleção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de Corinto
Preleção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de Corinto
 
Projeção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de Corinto
Projeção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de CorintoProjeção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de Corinto
Projeção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de Corinto
 
2021 2 tri_lbj_licao_1_prelecao
2021 2 tri_lbj_licao_1_prelecao2021 2 tri_lbj_licao_1_prelecao
2021 2 tri_lbj_licao_1_prelecao
 

Último

AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdfAS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
ssuserbb4ac2
 

Último (20)

AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdfAS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
 
Atividade com a música Xote da Alegria - Falamansa
Atividade com a música Xote  da  Alegria    -   FalamansaAtividade com a música Xote  da  Alegria    -   Falamansa
Atividade com a música Xote da Alegria - Falamansa
 
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
 
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptxSlides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
 
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
 
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
 
Slide - HIV (1) edit.pptx hiv em crianças
Slide - HIV (1) edit.pptx hiv em criançasSlide - HIV (1) edit.pptx hiv em crianças
Slide - HIV (1) edit.pptx hiv em crianças
 
Exercícios de Clima no brasil e no mundo.pdf
Exercícios de Clima no brasil e no mundo.pdfExercícios de Clima no brasil e no mundo.pdf
Exercícios de Clima no brasil e no mundo.pdf
 
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática 38 a 62.pdf
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática  38 a 62.pdfPlanejamento 2024 - 1º ano - Matemática  38 a 62.pdf
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática 38 a 62.pdf
 
Diálogo Crátilo de Platão sócrates daspdf
Diálogo Crátilo de Platão sócrates daspdfDiálogo Crátilo de Platão sócrates daspdf
Diálogo Crátilo de Platão sócrates daspdf
 
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docxUnidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
 
Aula 5 - Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas.ppt
Aula 5 - Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas.pptAula 5 - Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas.ppt
Aula 5 - Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas.ppt
 
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã""Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
 
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisNós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
 
PLANO DE ESTUDO TUTORADO COMPLEMENTAR 1 ANO 1 BIMESTRE.pdf
PLANO DE ESTUDO TUTORADO COMPLEMENTAR 1 ANO 1 BIMESTRE.pdfPLANO DE ESTUDO TUTORADO COMPLEMENTAR 1 ANO 1 BIMESTRE.pdf
PLANO DE ESTUDO TUTORADO COMPLEMENTAR 1 ANO 1 BIMESTRE.pdf
 
Apresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantil
Apresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantilApresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantil
Apresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantil
 
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
 
Produção de poemas - Reciclar é preciso
Produção  de  poemas  -  Reciclar é precisoProdução  de  poemas  -  Reciclar é preciso
Produção de poemas - Reciclar é preciso
 
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroMeu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
 
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdfRespostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
 

LBA 2017 3 TRI LIÇÃO 11 - A segunda vinda de Cristo

  • 1.
  • 2.
  • 3. TEXTO ÁUREO "Porque, assim como o relâmpago sai do oriente e se mostra até ao ocidente, assim será também a vinda do Filho do Homem." (Mt 24.27)
  • 4. VERDADE PRÁTICA A Segunda Vinda de Cristo será em duas fases distintas: primeira - invisível ao mundo, para arrebatar a sua Igreja; segunda - visível e corporal, com a sua Igreja glorificada.
  • 5. LEITURA BÍBLICA 1 Tessalonicenses 4.13-18; Lucas 21.25-27
  • 6. 1 Ts 4.13 - Não quero, porém, irmãos, que sejais ignorantes acerca dos que já dormem, para que não vos entristeçais, como os demais, que não têm esperança. 14 - Porque, se cremos que Jesus morreu e ressuscitou, assim também aos que em Jesus dormem Deus os tornará a trazer com ele. 15 - Dizemo-vos, pois, isto pela palavra do Senhor: que nós, os que ficarmos vivos para a vinda do Senhor, não precederemos os que dormem. 16 - Porque o mesmo Senhor descerá do céu com alarido, e com voz de arcanjo, e com a trombeta de Deus; e os que morreram em Cristo ressuscitarão primeiro; 17 - depois, nós, os que ficarmos vivos, seremos arrebatados juntamente com eles nas nuvens, a encontrar o Senhor nos ares, e assim estaremos sempre com o Senhor. 18 - Portanto, consolai-vos uns aos outros com estas palavras.
  • 7. Lc 21.25 - E haverá sinais no sol, e na lua, e nas estrelas, e, na terra, angústia das nações, em perplexidade pelo bramido do mar e das ondas; 26 - homens desmaiando de terror, na expectação das coisas que sobrevirão ao mundo, porquanto os poderes do céu serão abalados. 27 - E, então, verão vir o Filho do Homem numa nuvem, com poder e grande glória.
  • 9. INTRODUÇÃO • A Bíblia mostra a segunda vinda de Cristo em duas fases: a primeira é o arrebatamento da Igreja, e a segunda é a sua vinda em glória. • Entre esses dois eventos, haverá na terra a Grande Tribulação, o julgamento divino sobre todos os moradores do mundo e no céu o Tribunal de Cristo seguido das Bodas do Cordeiro. • Essa é a interpretação oficial das igrejas Assembleias de Deus. • Sugiro conhecer as outras formas de interpretação.
  • 10. PONTO CENTRAL A segunda vinda de Cristo se dará em duas fases: o arrebatamento e a vinda.
  • 11. I - OS EVENTOS DO PORVIR
  • 12. 1. Fonte de predição • A Bíblia como fonte de predição do futuro. • Esses eventos são uma série de acontecimentos do epílogo da história humana que envolve: • o arrebatamento da Igreja (1 Ts 4.16,17); • a vinda de Jesus em glória (Mt 24.30; Ap 1.7); • o juízo de Deus sobre a terra no fim dos tempos (Mt 24.21); • o futuro glorioso de Israel (Is 62.2,3) e • o reino milenar de Cristo (Is 9.7; 11.10). • São acontecimentos anunciados desde o princípio do mundo, desde Enoque (Jd 14) até o livro de Apocalipse.
  • 13. 3. Impérios da antiguidade e as Diásporas judaicas • Fato histórico - surgimento e queda dos impérios antigos: Babilônia (Is 13.19,20); medo-persa, grego e romano. • As duas dispersões do povo judeu e as suas respectivas restaurações. • A primeira Diáspora (Jr 16.13) e seu retorno (Ed 1.1-3); • A segunda Diáspora com a destruição do templo e de Jerusalém, com o seu respectivo retorno depois de mais de 18 séculos à terra de seus antepassados, tal como fora anunciado pelos profetas do AT, como Jeremias (Jr 31.17), Ezequiel (Ez 11.17; 36.24; 37.21), Amós (Am 9.14,15) e Zacarias (Zc 8.7,8).
  • 14. SÍNTESE DO TÓPICO A fonte para todos os eventos do futuro são as Sagradas Escrituras.
  • 15. Subsídio didático "Uma das características mais inigualáveis dos verdadeiros profetas do AT era a habilidade que tinham de prever os eventos futuros com perfeita exatidão. O próprio Deus previu o cativeiro de Israel no Egito e o seu subsequente livramento (Gn 15.13-18). Moisés previu a conquista bem-sucedida da Terra Prometida pelos israelitas sob o comando de Josué (Dt 31.23). Samuel previu o fracasso da dinastia de Saul (1 Sm 15.28). Natã previu as consequências do pecado de Davi e seus efeitos sobre a sua própria família (2 Sm 12.7-12). Elias previu as mortes de Acabe e Jezabel (1 Rs 21.19-23). Isaías previu o livramento de Jerusalém da invasão assíria de Senaqueribe (2 Rs 19.34-37). Jeremias previu o cativeiro dos judeus por setenta anos na Babilônia" (LAHAYE, Tim; HINDSON, Ed. (Eds.). Enciclopédia Popular de Profecia Bíblica. Rio de Janeiro: CPAD, 2013, pp.120-21).
  • 16.
  • 17. Subsídio pedagógico Eschaton: "[Do gr. schaton, últimas coisas] Termo teológico que denota a culminação de todas as coisas segundo os decretos divinos." Escatologia: "[Do gr. escathos, ultimas coisas + logia, discurso racional] Estudo sistemático e lógico das doutrinas concernentes às últimas coisas. Compreendida como um dos capítulos da dogmática cristã, a escatologia tem por objeto os seguintes temas: estado intermediário, arrebatamento da Igreja, Grande Tribulação, Milênio, Julgamento Final e o estado perfeito eterno." Escatologia Individual: "[Do gr. escathos, ultimas coisas + logia, discurso racional; do lat. individu, pessoa] Estudo das últimas coisas que dizem respeito exclusivamente ao indivíduo, tratando de sua morte, estado intermediário, ressurreição e destino eterno. Neste contexto, nenhuma abordagem é feita, quer a Israel, quer a Igreja."
  • 18. III - OS EVENTOS DA SEGUNDA VINDA DE CRISTO
  • 19. 1. O arrebatamento da igreja • É o rapto dos santos da terra, um acontecimento global e simultâneo em todo o planeta. • A profecia contempla até os fusos horários, pois uns estarão dormindo à noite e outros trabalhando nesse exato momento (Lc 17.34-36). • Esse evento será inesperado, algo rápido, em fração de segundo, e invisível aos olhos humanos (1 Co 15.52) • Os mortos salvos ressuscitarão primeiro (1 Ts 4.16b); • em seguida, os corpos dos salvos vivos serão revestidos da incorruptibilidade (1 Co 15.53); • Juntos serão arrebatados da terra para o encontro com Jesus nas nuvens (1 Ts 4.16,17). • Essa é a primeira fase da segunda vinda de Cristo, a esperança da Igreja (Fp 3.21).
  • 20. 2. A vinda de Cristo em glória • Sete anos depois do arrebatamento da Igreja, o Senhor virá em glória, visível aos olhos humanos (Mt 24.30,31; Lc 21.25-28). • Nesse retorno de Jesus à terra, Ele virá acompanhado dos santos (1 Ts 3.13; Jd 14). • O propósito desta vinda é: • julgar as nações (Jl 3.12-14; Mt 25.31,32); • restaurar o trono de Davi (Zc 12.8-14) em cumprimento à promessa de Deus feita por meio do anjo Gabriel (Lc 1.32,33); • destruir a besta e o falso profeta (2 Ts 2.8; Ap 19.19,20); e • estabelecer o seu reino de justiça e paz na terra (Is 2.4; Ap 20.2,3).
  • 21. 3. A Grande Tribulação • A Igreja será arrebatada antes desse período, conhecido como a "Grande Tribulação" (1 Ts 1.10). • Um tempo de angústia e sofrimentos sem precedentes na história (Dn 12.1; Jl 2.2; Mt 24.21; Mc 13.19; Jl 1.15; 2 Pe 3.10), especialmente Ap 6.1ss. • Será a era do anticristo (2 Ts 2.7-9), identificado como a besta (Ap 13.2-8). O falso profeta será o porta-voz do anticristo, que enganará o povo por meio dos falsos milagres (Ap 16.13,14). • O anticristo fará um concerto com a nação de Israel por uma "semana de anos" (Dn 9.27), mas na metade deste período o concerto será rompido.
  • 22. 4. O Tribunal de Cristo e as Bodas do Cordeiro • Enquanto a Grande Tribulação acontece na terra; no céu, os santos estarão recebendo a recompensa por aquilo que cada um fez em vida pela causa do evangelho (1 Co 3.12-15; Ap 22.12). • É o chamado Tribunal de Cristo (2 Co 5.10), a premiação dos salvos. • Não se trata de um julgamento para a salvação ou condenação. • Em seguida, virá a festa das bodas do Cordeiro (Ap 10.9), o grande banquete que celebrará a união de Cristo com a sua Igreja.
  • 23. SÍNTESE DO TÓPICO "Vinda", "manifestação", "aparição" e "revelação" são termos bíblicos que remontam a segunda vinda de Cristo.
  • 25. CONSIDERAÇÕES FINAIS Nesta lição nós aprendemos: A interpretação escatológica oficial das igrejas Assembleias de Deus: 1. Arrebatamento da igreja antes da Grande Tribulação; 2. Início da Grande Tribulação na terra, sob o domínio do anticristo e a besta, enquanto no céu acontece o Tribunal de Cristo (recompensas aos salvos) e as bodas do cordeiro; 3. Vinda de Cristo com os salvos e os anjos para o julgamento das nações e salvação de um remanescente que se converterá durante a Grande Tribulação; 4. Estabelecimento de um reino de justiça perene e o julgamento final (próxima lição).
  • 26. BERGSTÉN, Eurico. Introdução à Teologia Sistemática. Rio de Janeiro: CPAD, 1999. COMENTÁRIO BÍBLICO BEACON. Rio de Janeiro: CPAD, 2005. DEVER, M. A Mensagem do Antigo Testamento. Rio de Janeiro: CPAD, 2008. DICIONÁRIO VINE: O significado exegético e expositivo das palavras do Antigo e do Novo Testamento. 14.ed. Rio de Janeiro: CPAD, 2011. GILBERTO, Antonio. Teologia Sistemática Pentecostal. Rio de Janeiro: CPAD, 2008. HORTON, Stanley. Teologia Sistemática: Uma perspectiva pentecostal. 1.ed. Rio de Janeiro: CPAD, 1996 LIÇÕES BÍBLICAS ADULTOS. A razão de nossa fé: assim cremos, assim vivemos. 3º Trim., Edição Professor, Rio de Janeiro, CPAD, 2017. REFERÊNCIAS
  • 27. MENZIES, William; HORTON, Stanley M. Doutrinas Bíblica: Os fundamentos da nossa fé. 10.ed. Rio de Janeiro: CPAD, 2010. RICHARDS, Lawrence O. Guia do Leitor da Bíblia: Uma análise de Gênesis a Apocalipse capítulo por capítulo. 10ª ed. Rio de Janeiro: CPAD, 2012. RICHARDS, Lawrence. Comentário Histórico-Cultural do Novo Testamento. Rio de Janeiro: CPAD, 2007. SOARES, Esequias. A razão de nossa fé: assim cremos, assim vivemos. Rio de Janeiro: CPAD, 2017. REFERÊNCIAS
  • 28. Pr. Natalino das Neves www.natalinodasneves.blogspot.com.br Facebook: www.facebook.com/natalino.neves Contatos: natalino6612@gmail.com (41) 98409 8094 (TIM)