O slideshow foi denunciado.
Utilizamos seu perfil e dados de atividades no LinkedIn para personalizar e exibir anúncios mais relevantes. Altere suas preferências de anúncios quando desejar.

2016 3 TRI LIÇÃO 10 - O MESSIAS DAVÍDICO E SEU REINO

11.534 visualizações

Publicada em

Subsídios elaborados pelo Pr. Natalino das Neves (Pastor auxiliar na IEADC-Sede)
Acesse demais vídeos e respectivos arquivos de slides com comentários no blog:
http://goo.gl/PPDRnr

Se você gostar deste vídeo, favor clicar no ícone "gostei", que fica logo abaixo, lado esquerdo do vídeo.

Se ainda não se inscreveu neste canal, favor clicar no ícone “inscrever-se”, que fica na parte superior direita da página principal de meu canal.

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

2016 3 TRI LIÇÃO 10 - O MESSIAS DAVÍDICO E SEU REINO

  1. 1. TEXTO DO DIA "Este será grande e será chamado Filho do Altíssimo; e o Senhor Deus lhe dará o trono de Davi, seu pai." (Lc 1.32)
  2. 2. SÍNTESE O reino messiânico será pleno de paz, alegria, justiça e amor.
  3. 3. TEXTO BÍBLICO Isaías 11.2-5, 10
  4. 4. 2 E repousará sobre ele o Espírito do Senhor, e o Espírito de sabedoria e de inteligência, e o Espírito de conselho e de fortaleza, e o Espírito de conhecimento e de temor do Senhor. 3 E deleitar-se-á no temor do Senhor e não julgará segundo a vista dos seus olhos, nem repreenderá segundo o ouvir dos seus ouvidos; 4 mas julgará com justiça os pobres, e repreenderá com equidade os mansos da terra, e ferirá a terra com a vara de sua boca, e com o sopro dos seus lábios matará o ímpio. 5 E a justiça será o cinto dos seus lombos, e a verdade, o cinto dos seus rins. 10 E acontecerá, naquele dia, que as nações perguntarão pela raiz de Jessé, posta por pendão dos povos, e o lugar do seu repouso será glorioso.
  5. 5. INTRODUÇÃO
  6. 6. INTRODUÇÃO • Na lição de hoje veremos que Isaías tem em vista a dinastia de Davi prevendo a vinda do Messias. • O Messias surgiria da linhagem de Jessé para a salvação de Israel. • Ele seria o ápice dos reis do pacto davídico e o surgimento do majestoso Reino de Deus e a futura glória desse Reino. • Jesus se apresenta como esse Messias no NT.
  7. 7. I - O MESSIAS E SEU REINO
  8. 8. 1. Atributos do Messias • Isaías indica a origem e as competências do Messias. • Para os destinatários de Isaias o messias era Ezequias. • Porém seus atributos são relidos no NT. • Ele teria comunicação direta com o Espírito Santo e também a unção do mesmo para cumprir sua missão. • Os atributos designados a Ele esclarecem a perfeição de suas ações: todos os tesouros de sabedoria e todo o entendimento lhe seria dado para se ajustar a todas as ocasiões.
  9. 9. 2. A justiça do Reino • Nos tempos do Antigo Testamento, a justiça era responsabilidade do rei. • A ordem e a prática da justiça deveria ser em defesa dos pobres e oprimidos. • O Messias julgará com retidão baseado no que é sensato. • O Reino de Deus no NT consiste nessa retidão a nós atribuída mediante uma correta posição diante de Deus (de pecadores a purificados) por meio de Cristo.
  10. 10. 3. O reto juiz • O Messias não terá apenas o conhecimento equilibrado para garantir a justiça social, mas também terá a força para colocar em vigor o que Ele sabe estar correto. • A justiça está relacionada com a fidelidade. • Ele não apenas faz justiça aos fracos, mas demonstra fidelidade à aliança com Deus. • Justiça e fidelidade são partes integrais de suas vestes, o cinturão segurava todas as peças do vestuário, e sua fidelidade aos homens e a Deus esboçam a nobreza de seu caráter (Is 11.5).
  11. 11. PENSE As qualidades do Messias nos levam a ter certeza de que sua glória, força e poder vão além de qualquer força humana.
  12. 12. PONTO IMPORTANTE Para o profeta Isaías, o Messias não terá apenas o conhecimento para garantir a justiça social, mas também terá a força para colocar em vigor o que Ele sabe estar correto.
  13. 13. II - A FUTURA RESTAURAÇÃO DE ISRAEL
  14. 14. 1. Promessas de restauração • A derrota dos inimigos e a restauração de Israel e a releitura no NT do Messias e o futuro Reino Universal de Deus. • Em Abraão todos os povos da terra seriam abençoados (Gn 12.3). • Seu governo será absolutamente universal e Deus se tornará tudo para todos. • Cristo será glorificado e todas as coisas estarão incluídas no seu poder restaurador (1Co 15.28; Ef 1.10).
  15. 15. 2. Características do Reino restaurado • Esperança de condições ideais de vida sobre a Terra com o Messias. • Uma era sem conflito universal = paz e segurança entre o lobo e o cordeiro; a criança e os leão, o urso e a serpente. • Um mundo sem exploração. • Um quadro de verdadeira paz e harmonia entre os povos e nações, que reflete as relações de justiça entre os homens. • Um Reino sem maldade, onde os seres humanos viverão em paz entre si e principalmente com Deus.
  16. 16. 3. O novo êxodo • O retorno à terra prometida de todos os filhos de Israel que foram espalhados pelas nações opressoras dos vários impérios que destruíram seu povo. • Êxodo ocorrido em parte com a fundação do estado de Israel em 1948. • Em Isaías, o remanescente como sendo os desterrados de Israel (Is 11.12) = nos Evangelhos a pregação do Reino como um tema central e universal.
  17. 17. PENSE Deus sempre nos anima em meio aos momentos difíceis trazendo suas promessas e restauração.
  18. 18. PONTO IMPORTANTE A restauração de Israel também implica a restauração da Igreja.
  19. 19. III - OS CRENTES E O REINO
  20. 20. 1. O lugar do Reino (Ef 1.10) • A vida cristã é um meio pelo qual o Reino pode ser expresso. • Reino de Deus = seres humanos regenerados. • O reino tem um rei: Jesus. • Reino dos Céus porque o céu é habitação de Deus, porém, quando o Reino finalmente se estabelecer, a autoridade de Jesus Cristo será exercida em todos os lugares.
  21. 21. 2. O Reino como virtudes cristãs (Rm 14.17) • O Reino de Deus abrange todas as coisas sobre as quais Deus exerce poder - a vida dos homens, o mundo e tudo que nele existe. • O Reino messiânico foi profetizado e esperado pelos judeus na dimensão material e objetiva. • Jesus demonstra que o Reino de Deus tem uma dimensão subjetiva, espiritual e transcendente à matéria (Lc 17.21). • Por isso, a dificuldade dos judeus entenderem Jesus.
  22. 22. 3. O Reino de Deus é paz e alegria (Gl 5.22) • Paz e alegria são aspectos do Reino e também características do fruto do Espírito que é desenvolvido por Deus na alma do crente.
  23. 23. PENSE O reinado de Deus precisa iniciar em nossas vidas, em nossos corações, em nossos lares e em nossas igrejas.
  24. 24. PONTO IMPORTANTE O Reino messiânico foi profetizado e esperado pelos judeus, no entanto, não faz parte da dimensão material e objetiva como eles esperavam.
  25. 25. CONSIDERAÇÕES FINAIS
  26. 26. CONSIDERAÇÕES FINAIS Nesta lição nos aprendemos que: 1. O reino do messias seria de justiça, onde os pobres e oprimidos seriam resgatados. 2. Jesus demonstrou que o Reino de Deus está acima dos interesses materiais, um mundo sem opressores e oprimidos. 3. Promover o Reino de Deus em um mundo onde prevalece a falta de amor, a ingratidão e a desonestidade se torna tarefa crucial para os cristãos.
  27. 27. Subsídios bibliográficos
  28. 28. "O Messias é chamado de Rebento e Renovo. Estas palavras significam um pequeno e tenro broto que se rompe com facilidade. Quando a família real fosse cortada, e quase nivelada ao solo, iria brotar novamente. A casa de Davi estava completamente decaída na época do nascimento de Cristo. O Messias deu assim uma notícia antecipada de que o seu Reino não era deste mundo. Porém, o Espírito Santo, com todos os seus dons e graças, repousa e permanece nEle (Cl 1.29; 2.9). O Messias seria justo e reto em todo o seu reinado. [...] O Evangelho muda a natureza e faz com que os mesmos que pisoteavam os mansos da terra sejam amáveis e mansos para com eles. Porém isso será mais plenamente mostrado nos últimos dias. Também Cristo, o grande Pastor, cuidará do seu rebanho para que a natureza dos problemas e da própria morte seja transformada e não façam nenhum dano real. O povo de Deus será liberto não somente do mal, mas também do temor do mal. Enquanto isto, façamos com que o nosso exemplo e esforço possam ajudar o progresso da honra de Cristo e de seu reino de paz" (HENRY, Matthew. Comentário Bíblico. 1ed. Rio de Janeiro: CPAD, 2002.p. 569).
  29. 29. "Isaías 10.1-4 faz parte de Isaías 9 e define a base pela qual o julgamento de Israel fora decretado. Deus então declara que julgará a Assíria, que excedeu em sua tarefa, destruindo Israel em vez de discipliná-lo (vv. 5-19). Mesmo assim, um remanescente permanece e Deus livrará os sobreviventes. O discorrer da passagem agora nos mostra a mensagem principal desses capítulos. Um dia virá, quando os reinos do homem serão suplantados pelos reinados de Deus. O Messias de Deus, guiado e impulsionado pelo Espírito de Deus, julgará a Terra, estabelecerá a justiça e até mesmo trará paz à própria natureza. Naquele dia, todas as nações do mundo se submeterão ao Senhor, e Deus levará seu povo escolhido de volta à sua terra natal. Naquele dia, todo Israel louvará a Deus pela salvação e o fará conhecido a todo o mundo" (RICHARS, Lawrence O. Guia do Leitor da Bíblia: Uma análise de Gênesis a Apocalipse capítulo por capítulo. 10 ed. Rio de Janeiro: CPAD, 2012, p. 418).
  30. 30. HORA DA REVISÃO 1. Quais seriam os principais atributos do Messias de acordo com Isaías 11.2? R) Sobre Ele repousaria o Espírito do Senhor, e o Espírito de sabedoria e de inteligência, e o Espírito de conselho e de fortaleza, e o Espírito de conhecimento e de temor do Senhor. 2. Qual foi uma das principais promessas que Deus fez a Abraão? R) Que todos os povos da terra seriam abençoados através dele. 3. Quem serão os habitantes do Reino de Deus? R) Os israelitas e todos os que foram salvos em Cristo Jesus. 4. Qual a principal descrição que o profeta faz do Reino de Deus? R) Um tempo de verdadeira paz e harmonia entre os povos e nações, que reflete nas relações de justiça entre os homens. 5. Conforme Romanos 14.17, quais as principais características desse Reino? R) Será um Reino de justiça, e paz, e alegria no Espírito Santo.
  31. 31. Referências
  32. 32. REFERÊNCIAS ANDRADE, Claudionor Corrêa de. Fundamentos Bíblicos de um Autêntico Avivamento. Rio de Janeiro: CPAD, 2005. ARAUJO, Israel de. Dicionário do Movimento Pentecostal. 1ed. Rio de Janeiro: CPAD, 2007. Comentário Bíblico Beacon. Vol 4. Rio de Janeiro: CPAD, 2005. CROATTO, J. S. Isaías. Vol I: 1-39. O profeta da justiça e da fidelidade. Petrópolis: Vozes, 1989. FEINBERG, Charles L. Os profetas menores. São Paulo: Vida, 1988. LIÇÕES BÍBLICAS JOVENS. Isaias: eis-me aqui, envia-me a mim. 3º Trim, Edição Professor, Rio de Janeiro, 2016.
  33. 33. REFERÊNCIAS MERRILL, H. Eugene. História de Israel no Antigo Testamento: O reino de sacerdotes que Deus colocou entre as nações. 12.ed. Rio de Janeiro: CPAD, 2013. NAKANOSE, Shigeyuki; PEDRO, Enilda de Paula. Como ler o Primeiro Isaías (Is 1-39). São Paulo: Paulus, 2002. RENDTORFF, Rolf. Antigo Testamento: uma introdução. Santo André- SP: Academia Cristã, 2009. SCHOKEL, Alonso Luís; SICRE. José Luís. Os profetas. São Paulo: Paulus, 2004. SICRE, José Luís. Profetismo em Israel. Petrópolis: Vozes, 1996. SILVA, Airton José. A voz necessária: encontro com os profetas do século VIII a.C. São Paulo: Paulus, 1998. ZUCK, B. Roy. Teologia do Antigo Testamento. Rio de Janeiro: CPAD, 2014.
  34. 34. Pr. Natalino das Neves www.natalinodasneves.blogspot.com.br Facebook: www.facebook.com/natalino.neves Contatos: natalino6612@gmail.com (41) 8409 8094 (TIM)

×