2014-1 tri- lição 5 - A TRAVESIA DO MAR VERMELHO

5.801 visualizações

Publicada em

Subsídios elaborados pelo Ev. Natalino das Neves - Programa IEADSJP_EBDTV
IEADSJP - Igreja Evangélica Assembleia de Deus de São José dos Pinhais
Pr. Presidente: Ival Teodoro da Silva

Publicada em: Educação
4 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
5.801
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
306
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
113
Comentários
4
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

2014-1 tri- lição 5 - A TRAVESIA DO MAR VERMELHO

  1. 1. LIÇÕES BÍBLICAS - CPAD 1º TRIMESTRE DE 2014 LIÇÃO 5 A Travessia do Mar Vermelho Prof. Ms. Natalino das Neves www.natalinodasneves.blogspot.com.br
  2. 2. LEITURA BÍBLICA
  3. 3. Êxodo 14.15,19-26 15 - Então, disse o SENHOR a Moisés: Por que clamas a mim? Dize aos filhos de Israel que marchem. 19 - E o Anjo de Deus, que ia adiante do exército de Israel, se retirou e ia atrás deles; também a coluna de nuvem se retirou de diante deles e se pôs atrás deles. 20 - E ia entre o campo dos egípcios e o campo de Israel; e a nuvem era escuridade para aqueles e para estes esclarecia a noite; de maneira que em toda a noite não chegou um ao outro. 21 - Então, Moisés estendeu a sua mão sobre o mar, e o SENHOR fez retirar o mar por um forte vento oriental toda aquela noite; e o mar tornou-se em seco, e as águas foram partidas. 22 - E os filhos de Israel entraram pelo meio do mar em seco; e as águas lhes foram como muro à sua direita e à sua esquerda.
  4. 4. Êxodo 14.15,19-26 23 - E os egípcios seguiram-nos, e entraram atrás deles todos os cavalos de Faraó, os seus carros e os seus cavaleiros, até ao meio do mar. 24 - E aconteceu que, na vigília daquela manhã, o SENHOR, na coluna de fogo e de nuvem, viu o campo dos egípcios; e alvoroçou o campo dos egípcios, 25 - e tirou-lhes as rodas dos seus carros, e fê-los andar dificultosamente. Então, disseram os egípcios: Fujamos da face de Israel, porque o SENHOR por eles peleja contra os egípcios. 26 - E disse o SENHOR a Moisés: Estende a tua mão sobre o mar, para que as águas tornem sobre os egípcios, sobre os seus carros e sobre os seus cavaleiros.
  5. 5. OBJETIVOS PROPOSTOS
  6. 6. Após esta aula, o aluno deverá estar apto a: 1. Analisar o significado da saída dos hebreus do Egito e a travessia do mar*. 2. Conscientizar-se de que somente Deus merece o nosso louvor e adoração*. 3. Compreender a proteção e o cuidado de Deus para com o seu povo*. * Objetivos propostos na revista Lições Bíblicas da CPAD.
  7. 7. INTRODUÇÃO
  8. 8. INTRODUÇÃO • Livramento do povo do Egito passagem do Mar Vermelho). (relato da • Saber clamar a Deus nas necessidades e celebrar as vitórias. • Ação de Deus no cuidado do povo. • Contextualização para os dias atuais sobre o cuidado de Deus, caminhando ao nosso lado, nos protegendo e suprindo nossas necessidades.
  9. 9. I. A TRAVESSIA DO MAR
  10. 10. I. A TRAVESSIA DO MAR • O povo saiu apressadamente do Egito: “Assim, pois, o comereis: os vossos lombos cingidos, os vossos sapatos nos pés, e o vosso cajado na mão; e o comereis apressadamente; esta é a Páscoa do SENHOR”. (Ex 12:11) • Os israelitas não saíram do Egito de mãos vazias (Ex 12:36). • Deus conduziu o povo pelo caminho mais longo (Ex 13:17). • Deus sabe qual é o melhor caminho para você!
  11. 11. I. A TRAVESSIA DO MAR • Faraó se arrepende de permitir que o povo fosse embora, queria continuar sendo servido: “Sendo, pois, anunciado ao rei do Egito que o povo fugia, mudouse o coração de Faraó e dos seus servos contra o povo, e disseram: Por que fizemos isso, havendo deixado ir a Israel, para que nos não sirva?”. (Ex 12:11) • O povo não via solução: “Diante deles estava o mar e atrás um grande exército inimigo”. • O socorro vem do alto (Sl 121:1; Ex 14:10). • As pessoas que “maquinam” o mau, no final, receberão ações da justiça divina (Ex 14.2631).
  12. 12. Aplicação prática Você está preparado para receber as promessas de Deus? Você tem escolhido o caminho mais curto ou o caminho de Deus? No momento de desespero, onde tem buscado socorro? Olhe para o alto e peça o auxílio de Deus!
  13. 13. II. CELEBRANDO AS VITÓRIAS
  14. 14. II. CELEBRANDO AS VITÓRIAS • O povo hebreu tinha o hábito de comemorar suas vitórias (Ex 15:1-19). • Reconheciam que Deus era quem lhes dava as vitórias (Lv 22:29; Sl 103:2). • Participação corajosa e voluntária das mulheres, lideradas por Miriã (Ex 15:20-21). • A celebração da vitória em conjunto auxilia na comunhão do povo.
  15. 15. Aplicação prática Você tem celebrado as suas vitórias? Você tem reconhecido o agir de Deus nas suas vitórias? Você tem sido grato e adorado a Deus pelos seus feitos? Celebre suas vitória e adore sempre a Deus!
  16. 16. III. A PROTEÇÃO E O CUIDADO DE DEUS
  17. 17. III. A PROTEÇÃO E O CUIDADO DE DEUS • Deus caminhava dia e noite ao lado de seu povo: “E o SENHOR ia adiante deles, de dia numa coluna de nuvem, para os guiar pelo caminho, e de noite numa coluna de fogo, para os alumiar, para que caminhassem de dia e de noite. Nunca tirou de diante da face do povo a coluna de nuvem, de dia, nem a coluna de fogo, de noite”. (Ex 13:21-22) • Deus orientava a caminhada do povo: “Quando, pois, a nuvem se levantava de sobre o tabernáculo, então, os filhos de Israel caminhavam em todas as suas jornadas. Se a nuvem, porém, não se levantava, não caminhavam até ao dia em que ela se levantava.” (Ex 40:36-37).
  18. 18. III. A PROTEÇÃO E O CUIDADO DE DEUS • Deus provia o que comer e vestir: “Então, disse o SENHOR a Moisés: Eis que vos farei chover pão dos céus, e o povo sairá e colherá cada dia a porção para cada dia, para que eu veja se anda em minha lei ou não”. (Ex 16:4) “E quarenta anos vos fiz andar pelo deserto; não se envelheceram sobre vós as vossas vestes, nem se envelheceu no teu pé o teu sapato”. (Dt 29:5) • Não seja ingrato a Deus, murmurando (questionando injustamente) – (Hb 13:5; 1 Co 10:10; Fp 2:14).
  19. 19. Aplicação prática Você tem percebido a presença contínua de Deus em sua vida? Você tem ouvido a orientação de Deus na sua caminhada (nuvem e coluna de fogo)? Você tem percebido o cuidado de Deus no suprimento de suas necessidades? Seja grato a Deus!
  20. 20. CONSIDERAÇÕES FINAIS
  21. 21. Nesta lição nos aprendemos que:
  22. 22. 1. Nem sempre o caminho de Deus para nossa vida é o mais curto! Mas, uma coisa é certa, Ele caminha conosco.
  23. 23. 2. Devemos celebrar nossas vitórias e adorarmos à Deus por ser Ele o responsável por elas.
  24. 24. 3. Deus está atento às nossas necessidades. Ele é o nosso provedor. Glória a Deus!
  25. 25. CONVITE: Nos dias 29 a 31 de Janeiro estarei ministrando na ESCOLA BÍBLICA DE OBREIROS em Almirante Tamandaré PR. Você e meu/minha convidado(a).
  26. 26. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS ARCHER JUNIOR, GLEASON L. Merece confiança o Antigo Testamento? 4ª Edição. São Paulo: Vida Nova, 1991. COHEN, Armando Chaves. Êxodo. Rio de Janeiro: CPAD, 1998. CERESKO, Anthony. Introdução ao Antigo Testamento numa perspectiva libertadora. Rio de Janeiro: Paulus, 1996. HAMILTON, Victor P. Manual do Pentateuco. 2ª Ed. Rio de Janeiro: CPAD, 2007. HOFF, Paul. O Pentateuco. São Paulo: Vida, 1997.
  27. 27. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS MERRILL, Eugene H. História de Israel no Antigo Testamento. Rio de Janeiro: CPAD, 2001. RENDTORFF, Rolf. Antigo Testamento: uma introdução. São Paulo: Academia Cristã, 2009. SHREINER, Josef. Palavra e Mensagem do Antigo Testamento. São Paulo: Teológica, 2004.
  28. 28. IEADSJP – Igreja Evangélica Assembleia de Deus de São José dos Pinhais www.adsaojosedospinhais.com.br www.redemaoamiga.com.br Pr. Presidente: Ival Teodoro da Silva Pr. Vice-Presidente: Eurico Deraldo Santana Comentários: Ev. Natalino das Neves www.natalinodasneves.blogspot.com.br natalino6612@gmail.com (41) 8409 8094 / 3076 3589
  29. 29. FAVOR DIVULGAR PARA SUA REDE SOCIAL

×