2014 2 tri lição 13 - A Multiforme Sabedoria de Deus-

4.140 visualizações

Publicada em

Subsídios elaborados pelo Ev. Natalino das Neves
Programa Escola Dominical na WEBTV.
IEADSJP - Igreja Evangélica Assembleia de Deus de São José dos Pinhais
Pr. Presidente: Ival Teodoro da Silva

Publicada em: Educação
2 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.140
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
134
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
104
Comentários
2
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

2014 2 tri lição 13 - A Multiforme Sabedoria de Deus-

  1. 1. LIÇÕES BÍBLICAS - CPAD 2º TRIMESTRE DE 2014 LIÇÃO 13 A Multiforme Sabedoria de Deus Prof. Ms. Natalino das Neves www.natalinodasneves.blogspot.com.br
  2. 2. ACESSE O VÍDEO COM OS COMENTÁRIOS REFERENTE A ESTE ARQUIVO EM UM DOS ENDEREÇOS ABAIXO: www.natalinodasneves.blogspot.com.br www.redemaoamiga.com.br
  3. 3. "Para que, agora, pela igreja, a multiforme sabedoria de Deus seja conhecida dos principados e potestades nos céus" (Ef 3.10). TEXTO ÁUREO
  4. 4. A multiforme sabedoria de Deus vai além da compreensão humana e é demonstrada ao mundo pela Igreja de Cristo. Lições Bíblicas - CPAD VERDADE PRÁTICA
  5. 5. Efésios 3.8-10; 1 Pedro 4.7-10 LEITURA BÍBLICA
  6. 6. INTRODUÇÃO • Os dons espirituais e ministeriais são manifestações da sabedoria de Deus em benefício da igreja e humanidade. DONS ESPIRITUAIS E MINISTERIAIS Dons de Revelação Palavra de Sabedoria; Palavra daCiência; Discernimento de Espíritos. Dons de Poder Dom da Fé; Dons de Curar; Operação de Maravilhas. Dons de Expressão Dom de Profecia; Variedade de Línguas; Interpretação das Línguas Dons Ministeriais Apóstolos; Profetas; Evangelistas; Pastores; Doutores.
  7. 7. I. OS DONS ESPIRITUAIS E MINISTERIAIS
  8. 8. I. OS DONS ESPIRITUAIS E MINISTERIAIS • Os mais diversos dons espirituais e ministeriais (1 Co 12.8-10; Rm 12.6-8; 1 Co 12.28-30; 1 Pe 4.10,11 e Hb 2.4; Ef 4.7- 11 e 2 Tm 1.6) são concedidos segundo a sabedoria de Deus para o bem das comunidades. • A correta utilização dos dons beneficiam: • As pessoas e promovem a vivência sábia; • Propagação do evangelho; • Transformação de vidas.
  9. 9. APLICAÇÃO PRÁTICA Deus na sua soberana sabedoria, concede dons aos seres humanos para o bem da coletividade.
  10. 10. II. BONS DESPENSEIROS DOS MISTÉRIOS DIVINOS
  11. 11. II. BONS DESPENSEIROS DOS MISTÉRIOS DIVINOS • Os dons são concedidos por Deus não para o uso pessoal (exceção ao dom de línguas); • Figura do despenseiro: responsável pela despensa de seu senhor e em servir à sua família. "Cada um administre aos outros o dom como o recebeu, como bons despenseiros da multiforme graça de Deus" (1 Pe 4.10). • Devemos ser vistos pelos homens como "ministros de Cristo e despenseiros dos mistérios de Deus" (1 Co 4.1; Cl 1.26,27).
  12. 12. II. BONS DESPENSEIROS DOS MISTÉRIOS DIVINOS “[...] para que, agora, pela igreja, a multiforme sabedoria de Deus seja conhecida dos principados e potestades nos céus" (Ef 3.10).
  13. 13. APLICAÇÃO PRÁTICA Cuide dos dons e revelações recebidas de Deus, colocando à disposição do próximo, como bom despenseiro!
  14. 14. III – OS DONS ESPIRITUAIS E O FRUTO DO ESPÍRITO
  15. 15. III – OS DONS ESPIRITUAIS E O FRUTO DO ESPÍRITO • Os dons espirituais são indispensáveis à Igreja, mas se estiverem acompanhados com o amor não atendem sua finalidade (1 Co 12; 13; 14); • O caminho do amor é mais excelente que o dos dons espirituais (1 Co 12.31); • Os dons são maravilhosos e importantes, mas o fruto do espírito é essencial para a vida cristã (Gl 5.22); • O fruto do Espírito não pode ser preterido em função dos dons espirituais.
  16. 16. APLICAÇÃO PRÁTICA Seja sábio: • Use os dons em benefício do próximo; • Desfrute dos dons, mas não abra mão do amor; • Desfrute dos dons, mas priorize a manifestação do fruto do Espírito em sua vida!
  17. 17. CONSIDERAÇÕES FINAIS
  18. 18. Os dons são concedidos, sabiamente, por Deus para o bem da coletividade.
  19. 19. O amor precede os dons espirituais e iremos prestar conta a Deus de como os utilizamos.
  20. 20. O fruto do Espírito precede os dons espirituais.
  21. 21. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS CARSON, D. A.; MOO, Douglas J.; MORRIS, Leon. Introdução ao Novo Testamento. São Paulo: Vida nova, 1997. DUNN, James D. G. A teologia do apóstolo Paulo. São Paulo: Paulus, 2003. HORTON, Stanley M. A Doutrina do Espirito Santo no Antigo e Novo Testamento. Rio de Janeiro: CPAD, 2012. HORTON, Stanley M. Teologia Sistemática: Uma Perspectiva Pentecostal. Rio de Janeiro: CPAD, 1996. LIÇÕES BÍBLICAS. Dons Espirituais e Ministeriais: Servindo a Deus e aos homens com poder extraordinário. Rio de Janeiro: CPAD, 2014.
  22. 22. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS RENOVATO, Elinaldo. Dons Espirituais & Ministeriais: Servindo a Deus e aos homens com poderes extraordinários. Rio de Janeiro: CPAD, 2014. RIDDERBOS, Herman. A teologia do apóstolo Paulo: a obra definitiva sobre o pensamento do apóstolo aos gentios. São Paulo: Cultura Cristã, 2004. STRONSTAD, Roger; ARRINGTON, French L. Comentário Bíblico Pentecostal Novo Testamento. Vol. 2: Romanos a Apocalipse. 4ª Ed. Rio de Janeiro: CPAD, 2009. ZUCK, Roy B. Teologia do Novo Testamento. Rio de Janeiro: CPAD, 2008. Velloso, Ary. Foco e desenvolvimento do Novo Testamento. São Paulo: Hagnos, 2008.
  23. 23. IEADSJP – Igreja Evangélica Assembleia de Deus de São José dos Pinhais www.adsaojosedospinhais.com.br www.redemaoamiga.com.br Pr. Presidente: Ival Teodoro da Silva Pr. Elson Pereira Comentários: Ev. Natalino das Neves www.natalinodasneves.blogspot.com.br natalino6612@gmail.com (41)8409 8094 / 3076 3589
  24. 24. FAVOR COMPARTILHAR.

×