SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 20
Baixar para ler offline
LIÇÕES BÍBLICAS DA EBD - CPAD
     1º TRIMESTRE DE 2013


LIÇÃO 4 – ELIAS E OS PROFETAS DE
              BAAL


IEADSJP – Igreja Evangélica Assembleia de
      Deus de São José dos Pinhais

   Pr. Presidente: Ival Teodoro da Silva

  Comentários: Ev. Natalino das Neves
INTRODUÇÃO
     REFERÊNCIA                     TEXTO/TEMA
                            “Então, Elias se chegou a todo o
                            povo e disse: até quando
                            coxeareis        entre       dois
      Texto áureo
                            pensamentos? Se o Senhor é
     (1 Rs 18:21)           Deus, segui-o; se é Baal, segui-o.
                            Porém o povo lhe não respondeu
                            nada.”

                            “O confronto entre Elias e os
                            profetas   de    Baal   marcou
    Verdade prática         definitivamente a separação
                            entre a verdadeira e a falsa
                            adoração em Israel.”
                            A oração de Elias é respondida
Leitura bíblica em classe   por Deus (cai fogo) e o povo de
    (1 Rs 18:36-40)         Israel reconhece seu verdadeiro
                            Deus e mata os profetas de Baal.
INTRODUÇÃO



• O episódio da disputa de Elias com os
  profetas de Baal foi preponderante para a
  continuidade do culto à Iavé;

• É preciso coragem para confrontar os
  profetas institucionalizados e protegidos
  pela liderança (jogo do “toma-lá-dá-cá”).

• Deus tem compromisso com a verdade.
I – CONFRONTANDO OS FALSOS
          DEUSES
I – CONFRONTANDO OS FALSOS DEUSES


• Conhecendo o falso deus Baal

  •   Era uma divindade cananeia (1 Rs 16:31) e
      significa “proprietário, marido ou senhor”;
  •   As práticas cultuais a essa divindade, que incluía
      atos sexuais, fascinava também aos israelitas.
  •   Os profetas de Iavé não deviam se deixar
      seduzir, mas deviam denunciar (1 Rs 21:20-26).


  •   AP – Você tem se seduzido ou denunciado as
      práticas idólatras?
I – CONFRONTANDO OS FALSOS DEUSES



• Identificando a falsa divindade Aserá

  •   Aserá, conhecida também como Astarote ou
      Astarte, era a deusa-mãe (El o deus principal) – 1
      Rs 18:17-19;
  •   Acreditavam que era a fonte       da fertilidade
      humana, animal e vegetal;
  •   Influência negativa sobre o povo de Israel (Jz
      2:13; 3:7).
II – CONFRONTANDO OS FALSOS
          PROFETAS
II – CONFRONTANDO OS FALSOS
                PROFETAS
• Profetizavam sob encomenda

 •   Profetas mantidos pelo sistema (1 Rs 18:19) e
     não confiáveis, diferente de Micaías (1 Rs
     22:13,14);
 •   O verdadeiro profeta não deve se preocupar em
     dizer o que o povo quer ouvir, mas estar atento
     ao que Deus tem para dizer ao seu povo.
 •   Os falsos profetas continuaram a existir ao
     longo da história de Israel, bem como da Igreja.


 •   AP – Você tem buscar atender ao              ser
     humano/sistema e a si mesmo ou a Deus?
II – CONFRONTANDO OS FALSOS
               PROFETAS



• Eram mais numerosos

 •   Os profetas oficiais eram mais numerosos, pois
     tinham mais benefícios e eram protegidos por
     interesses (1 Rs 18:19, 22);
 •   Quantidade x qualidade?


 •   AP – Você tem buscado quantidade ou qualidade?
III – CONFRONTANDO A FALSA
         ADORAÇÃO
III – CONFRONTANDO A FALSA ADORAÇÃO


• Em que ela imita a verdadeira

  •   Semelhanças entre os rituais: altar, música,
      danças e sacrifícios (1 Rs 18);
  •   Elias desmascara os falsos profetas desafiando-
      os a fornecer algo que não poderia dar: “fogo”
      do Senhor (1 Rs 18:24-29, 38);
  •   Cópia para confundir os fiéis.


  •   AP – Você tem sido um verdadeiro adorador?
III – CONFRONTANDO A FALSA ADORAÇÃO



• No que ela se diferencia da verdadeira

  •   A verdadeira deve estar em conformidade com a
      Palavra de Deus;
  •   Motivação (pessoal x coletividade);
  •   Frutos.


  •   AP – Você tem avaliado sua forma de adoração?
IV – CONFRONTANDO O SINCRETISMO
        RELIGIOSO ESTATAL
IV – CONFRONTANDO O SINCRETISMO
              RELIGIOSO ESTATAL



• O perigo do sincretismo religioso

  •   Sincretismo religioso: fusão de elementos
      culturais/religiosos diferentes e antagônicos.
  •   O sincretismo religioso é constante na história
      do povo israelita (Ex 12:38; Ne 13:3; livros
      proféticos);
  •   O sincretismo religioso também é atual no meio
      evangélico.
IV – CONFRONTANDO O SINCRETISMO
              RELIGIOSO ESTATAL



• A resposta divina ao sincretismo

  •   Eliminação de seus agentes (1 Rs 18:38-40);
  •   Prescrição legal para destruição dos agentes (Dt
      13:12-18; 20:12-13).
  •   Contextualização diferente para nossos dias?


  •   AP – Você tem eliminado os agentes do sincretismo
      em sua vida?
CONSIDERAÇÕES FINAIS
CONSIDERAÇÕES FINAIS


• Os profetas de Baal atendiam os interesses
  do sistema institucionalizado e dominador;

• O confronto de Elias com os profetas de
  Baal era uma luta contra o sincretismo
  religioso que era ameaça a verdadeira
  adoração;

• O perigo do sincretismo é real e atual e
  deve ser combatido.
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS


BUIS, Pierre. O livro dos Reis. São Paulo: Paulus, 1997.

CERESKO, Anthony. Introdução ao Antigo Testamento
numa perspectiva libertadora. Rio de Janeiro: Paulus, 1996.

GONÇALVES, José. Porção dobrada. Rio de Janeiro: CPAD,
2012.

Lições Bíblicas: Elias e Eliseu, um ministério de poder para
toda Igreja. 1º trimestre de 2013. Rio de Janeiro: CPAD,
2012.

MERRILL, Eugene H. História de Israel             no   Antigo
Testamento. Rio de Janeiro: CPAD, 2001.
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS


RENDTORFF, Rolf. Antigo Testamento: uma introdução. São
Paulo: Academia Cristã, 2009.

SHREINER, Josef. Palavra e Mensagem         do   Antigo
Testamento. São Paulo: Teológica, 2004.

SICRE, José Luís. Profetismo em Israel: o profeta, os
profetas, a mensagem. Rio de Janeiro: Vozes, 2008.

SWINDOLL, Charles R. Elias: um homem de heroísmo e
humildade. São Paulo: Editora Vida, 2010.

WILSON, Robert R. Profecia e Sociedade no Antigo Israel.
São Paulo: Targumin; Paulus, 2006.
GRATO PELA ATENÇÃO

             Ev. Natalino das Neves
    www.natalinodasneves.blogspot.com.br/
     natalino.neves@ig.com.br - 8409 8094




IEADSJP - Igreja Evangélica Assembleia de Deus de
               São José dos Pinhais
      Pr. Presidente: Ival Teodoro da Silva
           www.redemaoamiga.com.br
    www.adsaojosedospinhais.com.br/novo/

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Eade i-ii-16-estêvão-o-primeiro-mártir-do-cristianismo
Eade i-ii-16-estêvão-o-primeiro-mártir-do-cristianismoEade i-ii-16-estêvão-o-primeiro-mártir-do-cristianismo
Eade i-ii-16-estêvão-o-primeiro-mártir-do-cristianismoJoyAlbanez
 
RELIGIÕES DE MATRIZ AFRICANA
RELIGIÕES DE MATRIZ AFRICANARELIGIÕES DE MATRIZ AFRICANA
RELIGIÕES DE MATRIZ AFRICANAEnerliz
 
Introducao ao livro de malaquias
Introducao ao livro de malaquiasIntroducao ao livro de malaquias
Introducao ao livro de malaquiasManoel Pedregoza
 
Agrandemeretriz 100414202528-phpapp01
Agrandemeretriz 100414202528-phpapp01Agrandemeretriz 100414202528-phpapp01
Agrandemeretriz 100414202528-phpapp01O ÚLTIMO CHAMADO
 
Judaísmo Deus é unico e cristianismo amor total
Judaísmo Deus é unico e cristianismo amor totalJudaísmo Deus é unico e cristianismo amor total
Judaísmo Deus é unico e cristianismo amor totalLeandro Nazareth Souto
 
PRELEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTO
PRELEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTOPRELEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTO
PRELEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTOPastor Natalino Das Neves
 
AULA 011 EAE DM - SEPARAÇÃO DOS REINOS, SUA DESTRUIÇÃO, CATIVEIRO E A RECONST...
AULA 011 EAE DM - SEPARAÇÃO DOS REINOS, SUA DESTRUIÇÃO, CATIVEIRO E A RECONST...AULA 011 EAE DM - SEPARAÇÃO DOS REINOS, SUA DESTRUIÇÃO, CATIVEIRO E A RECONST...
AULA 011 EAE DM - SEPARAÇÃO DOS REINOS, SUA DESTRUIÇÃO, CATIVEIRO E A RECONST...Daniel de Melo
 
As Festas Judaicas e suas Tradições
As Festas Judaicas e suas TradiçõesAs Festas Judaicas e suas Tradições
As Festas Judaicas e suas TradiçõesPLETZ.com -
 
A019 EAE DM - A FRATERNIDADE ESSÊNIA - 20180606
A019 EAE DM - A FRATERNIDADE ESSÊNIA - 20180606A019 EAE DM - A FRATERNIDADE ESSÊNIA - 20180606
A019 EAE DM - A FRATERNIDADE ESSÊNIA - 20180606Daniel de Melo
 
Paulo e a igreja em filipos lição 1
Paulo e a igreja em filipos   lição 1Paulo e a igreja em filipos   lição 1
Paulo e a igreja em filipos lição 1yosseph2013
 

Mais procurados (16)

Eade i-ii-16-estêvão-o-primeiro-mártir-do-cristianismo
Eade i-ii-16-estêvão-o-primeiro-mártir-do-cristianismoEade i-ii-16-estêvão-o-primeiro-mártir-do-cristianismo
Eade i-ii-16-estêvão-o-primeiro-mártir-do-cristianismo
 
Nos e o_culto
Nos e o_cultoNos e o_culto
Nos e o_culto
 
RELIGIÕES DE MATRIZ AFRICANA
RELIGIÕES DE MATRIZ AFRICANARELIGIÕES DE MATRIZ AFRICANA
RELIGIÕES DE MATRIZ AFRICANA
 
Introducao ao livro de malaquias
Introducao ao livro de malaquiasIntroducao ao livro de malaquias
Introducao ao livro de malaquias
 
Agrandemeretriz 100414202528-phpapp01
Agrandemeretriz 100414202528-phpapp01Agrandemeretriz 100414202528-phpapp01
Agrandemeretriz 100414202528-phpapp01
 
Estêvão - O primeiro mártir do Cristianismo - EADE
Estêvão - O primeiro mártir do Cristianismo - EADEEstêvão - O primeiro mártir do Cristianismo - EADE
Estêvão - O primeiro mártir do Cristianismo - EADE
 
A história de israel
A história de israelA história de israel
A história de israel
 
Judaísmo Deus é unico e cristianismo amor total
Judaísmo Deus é unico e cristianismo amor totalJudaísmo Deus é unico e cristianismo amor total
Judaísmo Deus é unico e cristianismo amor total
 
Religiões de matriz africana
Religiões de matriz africanaReligiões de matriz africana
Religiões de matriz africana
 
Paganismo
PaganismoPaganismo
Paganismo
 
PRELEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTO
PRELEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTOPRELEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTO
PRELEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTO
 
Filhos dos profetas
Filhos dos profetasFilhos dos profetas
Filhos dos profetas
 
AULA 011 EAE DM - SEPARAÇÃO DOS REINOS, SUA DESTRUIÇÃO, CATIVEIRO E A RECONST...
AULA 011 EAE DM - SEPARAÇÃO DOS REINOS, SUA DESTRUIÇÃO, CATIVEIRO E A RECONST...AULA 011 EAE DM - SEPARAÇÃO DOS REINOS, SUA DESTRUIÇÃO, CATIVEIRO E A RECONST...
AULA 011 EAE DM - SEPARAÇÃO DOS REINOS, SUA DESTRUIÇÃO, CATIVEIRO E A RECONST...
 
As Festas Judaicas e suas Tradições
As Festas Judaicas e suas TradiçõesAs Festas Judaicas e suas Tradições
As Festas Judaicas e suas Tradições
 
A019 EAE DM - A FRATERNIDADE ESSÊNIA - 20180606
A019 EAE DM - A FRATERNIDADE ESSÊNIA - 20180606A019 EAE DM - A FRATERNIDADE ESSÊNIA - 20180606
A019 EAE DM - A FRATERNIDADE ESSÊNIA - 20180606
 
Paulo e a igreja em filipos lição 1
Paulo e a igreja em filipos   lição 1Paulo e a igreja em filipos   lição 1
Paulo e a igreja em filipos lição 1
 

Destaque (20)

O resgate da paternidade
O  resgate   da   paternidadeO  resgate   da   paternidade
O resgate da paternidade
 
Slide conferencia ensino e lideranca
Slide conferencia   ensino e liderancaSlide conferencia   ensino e lideranca
Slide conferencia ensino e lideranca
 
Sinais que antecedem a volta de cristo
Sinais que antecedem a volta de cristoSinais que antecedem a volta de cristo
Sinais que antecedem a volta de cristo
 
O cristão e o perdão
O cristão e  o perdãoO cristão e  o perdão
O cristão e o perdão
 
Vidasparacristo.com curso de maturidade no espírito volume 1
Vidasparacristo.com curso de maturidade no espírito volume 1Vidasparacristo.com curso de maturidade no espírito volume 1
Vidasparacristo.com curso de maturidade no espírito volume 1
 
A igreja da ultima hora
A igreja da ultima horaA igreja da ultima hora
A igreja da ultima hora
 
PROTEJA SEU CASAMENTO
PROTEJA SEU CASAMENTOPROTEJA SEU CASAMENTO
PROTEJA SEU CASAMENTO
 
O cristão e as verdades bíblicas
O cristão e as verdades bíblicasO cristão e as verdades bíblicas
O cristão e as verdades bíblicas
 
Levantando uma geração com propósito
Levantando   uma   geração   com propósitoLevantando   uma   geração   com propósito
Levantando uma geração com propósito
 
Igrejas perdidas
Igrejas   perdidasIgrejas   perdidas
Igrejas perdidas
 
Slides prevenção de perdas no varejo
Slides prevenção de perdas no varejoSlides prevenção de perdas no varejo
Slides prevenção de perdas no varejo
 
O pecado de Davi
O pecado de DaviO pecado de Davi
O pecado de Davi
 
Três campos de batalha espiritual
Três campos de batalha espiritualTrês campos de batalha espiritual
Três campos de batalha espiritual
 
Principios de autoridade
Principios de autoridadePrincipios de autoridade
Principios de autoridade
 
Dízimos e Ofertas
Dízimos e OfertasDízimos e Ofertas
Dízimos e Ofertas
 
22 dízimos e ofertas
22   dízimos e ofertas22   dízimos e ofertas
22 dízimos e ofertas
 
Ceia do Senhor
Ceia do SenhorCeia do Senhor
Ceia do Senhor
 
Profeta Zacarias
Profeta ZacariasProfeta Zacarias
Profeta Zacarias
 
Estudo 7 (Dependência)
Estudo 7  (Dependência)Estudo 7  (Dependência)
Estudo 7 (Dependência)
 
Autoridade Espiritual
Autoridade EspiritualAutoridade Espiritual
Autoridade Espiritual
 

Semelhante a Elias vs Baal

Lição 4 elias e os profetas de baal
Lição 4 elias e os profetas de baalLição 4 elias e os profetas de baal
Lição 4 elias e os profetas de baalAlan Fabiano Fabiano
 
Eliaseosprofetasdebaal 130124090032-phpapp01
Eliaseosprofetasdebaal 130124090032-phpapp01Eliaseosprofetasdebaal 130124090032-phpapp01
Eliaseosprofetasdebaal 130124090032-phpapp01Neide Santos
 
Eliaseosprofetasdebaal 130124090032-phpapp01
Eliaseosprofetasdebaal 130124090032-phpapp01Eliaseosprofetasdebaal 130124090032-phpapp01
Eliaseosprofetasdebaal 130124090032-phpapp01Ourofino
 
lição 02 - Elias, o tisbita
lição 02 - Elias, o tisbitalição 02 - Elias, o tisbita
lição 02 - Elias, o tisbitaAilton da Silva
 
Elias e a espiritualidade biblica
Elias e  a espiritualidade biblicaElias e  a espiritualidade biblica
Elias e a espiritualidade biblicaVanildo Zugno
 
2013 1o tri lição 3_A longa seca sobre israel
2013 1o tri lição 3_A longa seca sobre israel2013 1o tri lição 3_A longa seca sobre israel
2013 1o tri lição 3_A longa seca sobre israelNatalino das Neves Neves
 
04 eliaseosprofetasdebaal
04 eliaseosprofetasdebaal04 eliaseosprofetasdebaal
04 eliaseosprofetasdebaalcledsondrumms
 
Natan e Elias (professor)
Natan e Elias (professor)Natan e Elias (professor)
Natan e Elias (professor)Andrew Comings
 
Oséias estudo 03
Oséias   estudo 03Oséias   estudo 03
Oséias estudo 03Joao Franca
 
TJ Fortaleza 2010
TJ Fortaleza 2010TJ Fortaleza 2010
TJ Fortaleza 2010Almighty
 

Semelhante a Elias vs Baal (20)

Lição 04
Lição 04Lição 04
Lição 04
 
Lição 4 elias e os profetas de baal
Lição 4 elias e os profetas de baalLição 4 elias e os profetas de baal
Lição 4 elias e os profetas de baal
 
Eliaseosprofetasdebaal 130124090032-phpapp01
Eliaseosprofetasdebaal 130124090032-phpapp01Eliaseosprofetasdebaal 130124090032-phpapp01
Eliaseosprofetasdebaal 130124090032-phpapp01
 
Eliaseosprofetasdebaal 130124090032-phpapp01
Eliaseosprofetasdebaal 130124090032-phpapp01Eliaseosprofetasdebaal 130124090032-phpapp01
Eliaseosprofetasdebaal 130124090032-phpapp01
 
Lição 04 Elias e os Profetas de Baal
Lição 04 Elias e os Profetas  de BaalLição 04 Elias e os Profetas  de Baal
Lição 04 Elias e os Profetas de Baal
 
Resumo 1º trimestre 2013.
Resumo 1º trimestre  2013.Resumo 1º trimestre  2013.
Resumo 1º trimestre 2013.
 
lição 02 - Elias, o tisbita
lição 02 - Elias, o tisbitalição 02 - Elias, o tisbita
lição 02 - Elias, o tisbita
 
Profeta Elias
Profeta EliasProfeta Elias
Profeta Elias
 
2013 1o tri lição 6_a viuva de sarepta
2013 1o tri lição 6_a viuva de sarepta2013 1o tri lição 6_a viuva de sarepta
2013 1o tri lição 6_a viuva de sarepta
 
Elias e a espiritualidade biblica
Elias e  a espiritualidade biblicaElias e  a espiritualidade biblica
Elias e a espiritualidade biblica
 
2013 1o tri lição 8_o legado de elias
2013 1o tri lição 8_o legado de elias2013 1o tri lição 8_o legado de elias
2013 1o tri lição 8_o legado de elias
 
Lição 1 1º tri - 2013
Lição 1 1º tri - 2013Lição 1 1º tri - 2013
Lição 1 1º tri - 2013
 
Lição 01
Lição 01Lição 01
Lição 01
 
2013 1o tri lição 3_A longa seca sobre israel
2013 1o tri lição 3_A longa seca sobre israel2013 1o tri lição 3_A longa seca sobre israel
2013 1o tri lição 3_A longa seca sobre israel
 
Lição 5_Um homem de Deus em depressão
Lição 5_Um homem de Deus em depressãoLição 5_Um homem de Deus em depressão
Lição 5_Um homem de Deus em depressão
 
04 eliaseosprofetasdebaal
04 eliaseosprofetasdebaal04 eliaseosprofetasdebaal
04 eliaseosprofetasdebaal
 
Natan e Elias (professor)
Natan e Elias (professor)Natan e Elias (professor)
Natan e Elias (professor)
 
Oséias estudo 03
Oséias   estudo 03Oséias   estudo 03
Oséias estudo 03
 
TJ Fortaleza 2010
TJ Fortaleza 2010TJ Fortaleza 2010
TJ Fortaleza 2010
 
LIÇÃO 3 - NÃO TERÁS OUTROS DEUSES
LIÇÃO 3 - NÃO TERÁS OUTROS DEUSESLIÇÃO 3 - NÃO TERÁS OUTROS DEUSES
LIÇÃO 3 - NÃO TERÁS OUTROS DEUSES
 

Mais de Natalino das Neves Neves

LIÇÃO 13_A santa Ceia, o amor e a ressurreição (I Co 11-15)
LIÇÃO 13_A santa Ceia, o amor e a ressurreição (I Co 11-15)LIÇÃO 13_A santa Ceia, o amor e a ressurreição (I Co 11-15)
LIÇÃO 13_A santa Ceia, o amor e a ressurreição (I Co 11-15)Natalino das Neves Neves
 
LIÇÃO 12 - Da circuncisão e dos alimentos sacrificados aos ídolos (1 Co 7-8)
LIÇÃO 12 - Da circuncisão e dos alimentos sacrificados aos ídolos (1 Co 7-8)LIÇÃO 12 - Da circuncisão e dos alimentos sacrificados aos ídolos (1 Co 7-8)
LIÇÃO 12 - Da circuncisão e dos alimentos sacrificados aos ídolos (1 Co 7-8)Natalino das Neves Neves
 
LIÇÃO 11 - Paulo responde questões a respeito do casamento (1 Co 7)
LIÇÃO 11 - Paulo responde questões a respeito do casamento (1 Co 7)LIÇÃO 11 - Paulo responde questões a respeito do casamento (1 Co 7)
LIÇÃO 11 - Paulo responde questões a respeito do casamento (1 Co 7)Natalino das Neves Neves
 
LIÇÃO 10 - SEU CORPO É MEMBRO DE CRISTO
LIÇÃO 10 -  SEU CORPO É MEMBRO DE CRISTOLIÇÃO 10 -  SEU CORPO É MEMBRO DE CRISTO
LIÇÃO 10 - SEU CORPO É MEMBRO DE CRISTONatalino das Neves Neves
 
LIÇÃO 9 - PAULO CENSURA A CONTENDA ENTRE IRMÃOS
LIÇÃO 9 - PAULO CENSURA A CONTENDA ENTRE IRMÃOSLIÇÃO 9 - PAULO CENSURA A CONTENDA ENTRE IRMÃOS
LIÇÃO 9 - PAULO CENSURA A CONTENDA ENTRE IRMÃOSNatalino das Neves Neves
 
PRELEÇÃO_LIÇÃO 8 - A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTO
PRELEÇÃO_LIÇÃO 8 -  A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTOPRELEÇÃO_LIÇÃO 8 -  A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTO
PRELEÇÃO_LIÇÃO 8 - A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTONatalino das Neves Neves
 
PROJEÇÃO_LIÇÃO 8 - A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTO
PROJEÇÃO_LIÇÃO 8 -  A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTOPROJEÇÃO_LIÇÃO 8 -  A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTO
PROJEÇÃO_LIÇÃO 8 - A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTONatalino das Neves Neves
 
PROJEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTO
PROJEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTOPROJEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTO
PROJEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTONatalino das Neves Neves
 
PRELEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTO
PRELEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTOPRELEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTO
PRELEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTONatalino das Neves Neves
 
PRELEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOS
PRELEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOSPRELEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOS
PRELEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOSNatalino das Neves Neves
 
PROJEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOS
PROJEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOSPROJEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOS
PROJEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOSNatalino das Neves Neves
 
PROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULO
PROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULOPROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULO
PROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULONatalino das Neves Neves
 
PRELEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULO
PRELEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULOPRELEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULO
PRELEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULONatalino das Neves Neves
 
PROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 4 - A SABEDORIA DIVINA
PROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 4 - A SABEDORIA DIVINAPROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 4 - A SABEDORIA DIVINA
PROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 4 - A SABEDORIA DIVINANatalino das Neves Neves
 
PRELEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 4 - A SABEDORIA DIVINA
PRELEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 4 - A SABEDORIA DIVINAPRELEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 4 - A SABEDORIA DIVINA
PRELEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 4 - A SABEDORIA DIVINANatalino das Neves Neves
 
PROJEÇÃO_JOVENS_LIção 3 - Divisões na Igreja
PROJEÇÃO_JOVENS_LIção 3 - Divisões na IgrejaPROJEÇÃO_JOVENS_LIção 3 - Divisões na Igreja
PROJEÇÃO_JOVENS_LIção 3 - Divisões na IgrejaNatalino das Neves Neves
 
PRELEÇÃO_JOVENS_Lição 3 - Divisões na Igreja
PRELEÇÃO_JOVENS_Lição 3 - Divisões na IgrejaPRELEÇÃO_JOVENS_Lição 3 - Divisões na Igreja
PRELEÇÃO_JOVENS_Lição 3 - Divisões na IgrejaNatalino das Neves Neves
 
Preleção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de Corinto
Preleção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de CorintoPreleção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de Corinto
Preleção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de CorintoNatalino das Neves Neves
 
Projeção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de Corinto
Projeção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de CorintoProjeção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de Corinto
Projeção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de CorintoNatalino das Neves Neves
 

Mais de Natalino das Neves Neves (20)

LIÇÃO 13_A santa Ceia, o amor e a ressurreição (I Co 11-15)
LIÇÃO 13_A santa Ceia, o amor e a ressurreição (I Co 11-15)LIÇÃO 13_A santa Ceia, o amor e a ressurreição (I Co 11-15)
LIÇÃO 13_A santa Ceia, o amor e a ressurreição (I Co 11-15)
 
LIÇÃO 12 - Da circuncisão e dos alimentos sacrificados aos ídolos (1 Co 7-8)
LIÇÃO 12 - Da circuncisão e dos alimentos sacrificados aos ídolos (1 Co 7-8)LIÇÃO 12 - Da circuncisão e dos alimentos sacrificados aos ídolos (1 Co 7-8)
LIÇÃO 12 - Da circuncisão e dos alimentos sacrificados aos ídolos (1 Co 7-8)
 
LIÇÃO 11 - Paulo responde questões a respeito do casamento (1 Co 7)
LIÇÃO 11 - Paulo responde questões a respeito do casamento (1 Co 7)LIÇÃO 11 - Paulo responde questões a respeito do casamento (1 Co 7)
LIÇÃO 11 - Paulo responde questões a respeito do casamento (1 Co 7)
 
LIÇÃO 10 - SEU CORPO É MEMBRO DE CRISTO
LIÇÃO 10 -  SEU CORPO É MEMBRO DE CRISTOLIÇÃO 10 -  SEU CORPO É MEMBRO DE CRISTO
LIÇÃO 10 - SEU CORPO É MEMBRO DE CRISTO
 
LIÇÃO 9 - PAULO CENSURA A CONTENDA ENTRE IRMÃOS
LIÇÃO 9 - PAULO CENSURA A CONTENDA ENTRE IRMÃOSLIÇÃO 9 - PAULO CENSURA A CONTENDA ENTRE IRMÃOS
LIÇÃO 9 - PAULO CENSURA A CONTENDA ENTRE IRMÃOS
 
PRELEÇÃO_LIÇÃO 8 - A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTO
PRELEÇÃO_LIÇÃO 8 -  A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTOPRELEÇÃO_LIÇÃO 8 -  A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTO
PRELEÇÃO_LIÇÃO 8 - A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTO
 
PROJEÇÃO_LIÇÃO 8 - A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTO
PROJEÇÃO_LIÇÃO 8 -  A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTOPROJEÇÃO_LIÇÃO 8 -  A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTO
PROJEÇÃO_LIÇÃO 8 - A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTO
 
PROJEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTO
PROJEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTOPROJEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTO
PROJEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTO
 
PRELEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTO
PRELEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTOPRELEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTO
PRELEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTO
 
PRELEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOS
PRELEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOSPRELEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOS
PRELEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOS
 
PROJEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOS
PROJEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOSPROJEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOS
PROJEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOS
 
PROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULO
PROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULOPROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULO
PROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULO
 
PRELEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULO
PRELEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULOPRELEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULO
PRELEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULO
 
PROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 4 - A SABEDORIA DIVINA
PROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 4 - A SABEDORIA DIVINAPROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 4 - A SABEDORIA DIVINA
PROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 4 - A SABEDORIA DIVINA
 
PRELEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 4 - A SABEDORIA DIVINA
PRELEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 4 - A SABEDORIA DIVINAPRELEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 4 - A SABEDORIA DIVINA
PRELEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 4 - A SABEDORIA DIVINA
 
PROJEÇÃO_JOVENS_LIção 3 - Divisões na Igreja
PROJEÇÃO_JOVENS_LIção 3 - Divisões na IgrejaPROJEÇÃO_JOVENS_LIção 3 - Divisões na Igreja
PROJEÇÃO_JOVENS_LIção 3 - Divisões na Igreja
 
PRELEÇÃO_JOVENS_Lição 3 - Divisões na Igreja
PRELEÇÃO_JOVENS_Lição 3 - Divisões na IgrejaPRELEÇÃO_JOVENS_Lição 3 - Divisões na Igreja
PRELEÇÃO_JOVENS_Lição 3 - Divisões na Igreja
 
Preleção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de Corinto
Preleção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de CorintoPreleção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de Corinto
Preleção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de Corinto
 
Projeção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de Corinto
Projeção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de CorintoProjeção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de Corinto
Projeção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de Corinto
 
2021 2 tri_lbj_licao_1_prelecao
2021 2 tri_lbj_licao_1_prelecao2021 2 tri_lbj_licao_1_prelecao
2021 2 tri_lbj_licao_1_prelecao
 

Elias vs Baal

  • 1. LIÇÕES BÍBLICAS DA EBD - CPAD 1º TRIMESTRE DE 2013 LIÇÃO 4 – ELIAS E OS PROFETAS DE BAAL IEADSJP – Igreja Evangélica Assembleia de Deus de São José dos Pinhais Pr. Presidente: Ival Teodoro da Silva Comentários: Ev. Natalino das Neves
  • 2. INTRODUÇÃO REFERÊNCIA TEXTO/TEMA “Então, Elias se chegou a todo o povo e disse: até quando coxeareis entre dois Texto áureo pensamentos? Se o Senhor é (1 Rs 18:21) Deus, segui-o; se é Baal, segui-o. Porém o povo lhe não respondeu nada.” “O confronto entre Elias e os profetas de Baal marcou Verdade prática definitivamente a separação entre a verdadeira e a falsa adoração em Israel.” A oração de Elias é respondida Leitura bíblica em classe por Deus (cai fogo) e o povo de (1 Rs 18:36-40) Israel reconhece seu verdadeiro Deus e mata os profetas de Baal.
  • 3. INTRODUÇÃO • O episódio da disputa de Elias com os profetas de Baal foi preponderante para a continuidade do culto à Iavé; • É preciso coragem para confrontar os profetas institucionalizados e protegidos pela liderança (jogo do “toma-lá-dá-cá”). • Deus tem compromisso com a verdade.
  • 4. I – CONFRONTANDO OS FALSOS DEUSES
  • 5. I – CONFRONTANDO OS FALSOS DEUSES • Conhecendo o falso deus Baal • Era uma divindade cananeia (1 Rs 16:31) e significa “proprietário, marido ou senhor”; • As práticas cultuais a essa divindade, que incluía atos sexuais, fascinava também aos israelitas. • Os profetas de Iavé não deviam se deixar seduzir, mas deviam denunciar (1 Rs 21:20-26). • AP – Você tem se seduzido ou denunciado as práticas idólatras?
  • 6. I – CONFRONTANDO OS FALSOS DEUSES • Identificando a falsa divindade Aserá • Aserá, conhecida também como Astarote ou Astarte, era a deusa-mãe (El o deus principal) – 1 Rs 18:17-19; • Acreditavam que era a fonte da fertilidade humana, animal e vegetal; • Influência negativa sobre o povo de Israel (Jz 2:13; 3:7).
  • 7. II – CONFRONTANDO OS FALSOS PROFETAS
  • 8. II – CONFRONTANDO OS FALSOS PROFETAS • Profetizavam sob encomenda • Profetas mantidos pelo sistema (1 Rs 18:19) e não confiáveis, diferente de Micaías (1 Rs 22:13,14); • O verdadeiro profeta não deve se preocupar em dizer o que o povo quer ouvir, mas estar atento ao que Deus tem para dizer ao seu povo. • Os falsos profetas continuaram a existir ao longo da história de Israel, bem como da Igreja. • AP – Você tem buscar atender ao ser humano/sistema e a si mesmo ou a Deus?
  • 9. II – CONFRONTANDO OS FALSOS PROFETAS • Eram mais numerosos • Os profetas oficiais eram mais numerosos, pois tinham mais benefícios e eram protegidos por interesses (1 Rs 18:19, 22); • Quantidade x qualidade? • AP – Você tem buscado quantidade ou qualidade?
  • 10. III – CONFRONTANDO A FALSA ADORAÇÃO
  • 11. III – CONFRONTANDO A FALSA ADORAÇÃO • Em que ela imita a verdadeira • Semelhanças entre os rituais: altar, música, danças e sacrifícios (1 Rs 18); • Elias desmascara os falsos profetas desafiando- os a fornecer algo que não poderia dar: “fogo” do Senhor (1 Rs 18:24-29, 38); • Cópia para confundir os fiéis. • AP – Você tem sido um verdadeiro adorador?
  • 12. III – CONFRONTANDO A FALSA ADORAÇÃO • No que ela se diferencia da verdadeira • A verdadeira deve estar em conformidade com a Palavra de Deus; • Motivação (pessoal x coletividade); • Frutos. • AP – Você tem avaliado sua forma de adoração?
  • 13. IV – CONFRONTANDO O SINCRETISMO RELIGIOSO ESTATAL
  • 14. IV – CONFRONTANDO O SINCRETISMO RELIGIOSO ESTATAL • O perigo do sincretismo religioso • Sincretismo religioso: fusão de elementos culturais/religiosos diferentes e antagônicos. • O sincretismo religioso é constante na história do povo israelita (Ex 12:38; Ne 13:3; livros proféticos); • O sincretismo religioso também é atual no meio evangélico.
  • 15. IV – CONFRONTANDO O SINCRETISMO RELIGIOSO ESTATAL • A resposta divina ao sincretismo • Eliminação de seus agentes (1 Rs 18:38-40); • Prescrição legal para destruição dos agentes (Dt 13:12-18; 20:12-13). • Contextualização diferente para nossos dias? • AP – Você tem eliminado os agentes do sincretismo em sua vida?
  • 17. CONSIDERAÇÕES FINAIS • Os profetas de Baal atendiam os interesses do sistema institucionalizado e dominador; • O confronto de Elias com os profetas de Baal era uma luta contra o sincretismo religioso que era ameaça a verdadeira adoração; • O perigo do sincretismo é real e atual e deve ser combatido.
  • 18. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS BUIS, Pierre. O livro dos Reis. São Paulo: Paulus, 1997. CERESKO, Anthony. Introdução ao Antigo Testamento numa perspectiva libertadora. Rio de Janeiro: Paulus, 1996. GONÇALVES, José. Porção dobrada. Rio de Janeiro: CPAD, 2012. Lições Bíblicas: Elias e Eliseu, um ministério de poder para toda Igreja. 1º trimestre de 2013. Rio de Janeiro: CPAD, 2012. MERRILL, Eugene H. História de Israel no Antigo Testamento. Rio de Janeiro: CPAD, 2001.
  • 19. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS RENDTORFF, Rolf. Antigo Testamento: uma introdução. São Paulo: Academia Cristã, 2009. SHREINER, Josef. Palavra e Mensagem do Antigo Testamento. São Paulo: Teológica, 2004. SICRE, José Luís. Profetismo em Israel: o profeta, os profetas, a mensagem. Rio de Janeiro: Vozes, 2008. SWINDOLL, Charles R. Elias: um homem de heroísmo e humildade. São Paulo: Editora Vida, 2010. WILSON, Robert R. Profecia e Sociedade no Antigo Israel. São Paulo: Targumin; Paulus, 2006.
  • 20. GRATO PELA ATENÇÃO Ev. Natalino das Neves www.natalinodasneves.blogspot.com.br/ natalino.neves@ig.com.br - 8409 8094 IEADSJP - Igreja Evangélica Assembleia de Deus de São José dos Pinhais Pr. Presidente: Ival Teodoro da Silva www.redemaoamiga.com.br www.adsaojosedospinhais.com.br/novo/