2 relações ecológicas

1.417 visualizações

Publicada em

Relações ecológicas entre os seres vivos

Publicada em: Educação
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.417
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
35
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

2 relações ecológicas

  1. 1. Relações Ecológicas
  2. 2. O que é Relação Ecológica? Nas comunidades bióticas dentro de um ecossistema encontram-se várias formas de interações entre os seres vivos que as formam, denominadas relações ecológicas ou interações biológicas. Essas relações se diferenciam pelos tipos de dependência que os organismos mantêm entre si. Algumas dessas interações se caracterizam pelo benefício mútuo de ambos os seres vivos ou de apenas um deles, sem o prejuízo do outro. Outras formas de interações são caracterizadas pelo prejuízo de um de seus participantes em benefício do outro. 2
  3. 3. Tipos de Relações Ecológicas 3 HARMÔNICAS Intraespecíficas Interespecíficas Colônia Sociedade Comensalismo Protocooperação Mutualismo
  4. 4. Tipos de Relações Ecológicas Esclavagismo 4 DESARMÔNICAS Intraespecíficas Interespecíficas Competição Intraespecífica Canibalismo Amensalismo Competição Interespecífica Predatismo Parasitismo Herbivorismo
  5. 5. Colônia É o agrupamento de vários indivíduos da mesma espécie que apresentam um elevado grau de dependência entre si, podendo ou não ocorrer divisão do trabalho. Quando constituídas por organismos que apresentam a mesma forma, não ocorre divisão de trabalho, todos os indivíduos são iguais e executam as mesmas funções vitais, nesses casos são denominadas colônias isomorfas. Quando constituídas por indivíduos com formas e funções distintas ocorre a divisão de trabalhos, nesses casos são denominadas colônias heteromorfas. 5
  6. 6. Colônia 6 Colônia de Esponjas
  7. 7. Sociedade São associações entre indivíduos da mesma espécie, organizados de um modo cooperativo e não ligados anatomicamente. Os indivíduos componentes, colaboram com a sociedade em que estão integrados graças aos estímulos recíprocos. Há neste grupo, uma divisão de funções para cada membro participante, o que gera indivíduos especialistas em determinadas funções aumentando a eficiência do conjunto e sobrevivência da espécie, a ponto de ocorrerem seleções na escolha da função de acordo com a estrutura do corpo de cada animal. 7
  8. 8. Sociedade Sociedade de Formigas 8
  9. 9. Mutualismo Também chamada de simbiose, é uma relação entre indivíduos de espécies diferentes, em que ambos são beneficiados e em que ambos precisam um do outro para sobreviver. OBS.: A associação de algas e fungos formando os líquens, não pode mais ser classificada como mutualismo, pois estudos recentes, mostram que uma estrutura do fungo chamada apreensório (que possui a função de agarrar a alga), é uma estrutura comum em parasitas. Deve-se classificar essa relação como um parasitismo controlado. 9
  10. 10. Mutualismo Mutualismo entre o Cupim e a Triconinfa (Trichonympha Grandis) 10
  11. 11. Protocooperação É uma relação entre indivíduos de espécies diferentes, em que ambos são beneficiados, na qual cada uma das espécies pode viver de modo independente, sem que isso as prejudique. 11
  12. 12. Protocooperação Protocooperação entre o Jacaré e o Pássaro Palito 12
  13. 13. Comensalismo Tipo de associação entre indivíduos onde um deles se aproveita dos restos alimentares do outro sem prejudicá-lo, ou usa o outro com omeio de locomoção ou moradia. O ser vivo que se aproveita dos restos alimentares é denominado comensal, enquanto que o ser vivo que lhe proporciona esse alimento é denominado anfitrião. É dividido em: 13 • Típico; • Inquilinismo (epifitismo); • Forésia.
  14. 14. Comensalismo Típico Quando uma espécie se alimenta dos restos alimentares deixados por um indivíduo de outra espécie. 14 Comensalismo Típico entre Leões e Hienas
  15. 15. Inquilinismo 15 Quando uma espécie usa outra como moradia. Inquilinismo entre o Peixe-palhaço e a Anêmona
  16. 16. Forésia 16 Quando uma espécie usa outra como meio de transporte. Forésia entre a Rêmora e o Tubarão
  17. 17. Competição Intraespecífica É uma relação de competição entre indivíduos da mesma espécie, que concorrem pelos mesmos fatores do ambiente, que existem em quantidade limitada. A competição intraespecífica determina, basicamente, a densidade da população em certo local. Um exemplo desse tipo de competição é a territorialidade: disputa por espaço. 17
  18. 18. Competição Intraespecífica Competição Intraespecífica entre Lobos 18
  19. 19. Canibalismo É uma relação de predatismo intraespecífico em que seres de uma mesma espécie comem outros seres da sua própria espécie. Muitas espécies de peixes devoram os alevinos de sua própria espécie, jacarés e crocodilos também devoram filhotes das suas espécies. As fêmeas da aranha viúva-negra e dos insetos louva-a-deus devoram o macho logo após acasalamento, para obter as proteínas de seu organismo, necessárias para desenvolver os ovos e também para impedir que o macho copule com outras fêmeas, para não deixar que este passe a melhor genética para descendentes de outras fêmeas. 19
  20. 20. Canibalismo Canibalismo entre o Louva-a-deus 20
  21. 21. Competição Interespecífica É uma relação de competição entre indivíduos de espécies diferentes, que concorrem pelos mesmos fatores do ambiente, fatores existentes em quantidades limitadas. 21
  22. 22. Competição Interespecífica Competição Interespecífica entre Abutres e Hienas 22
  23. 23. Predatismo É uma relação em que um ser vivo, o predador, captura e mata um outro ser vivo, a presa, com a finalidade de se alimentar com a carne deste. É uma relação que ocorre entre espécies diferentes. Os carnívoros são exemplos de animais predadores. Raros são os casos em que o predador é uma planta. 23
  24. 24. Predatismo Predatismo entre Planta Carnívora e insetos 24
  25. 25. Herbivorismo É uma relação entre um animal e uma planta, que ocorre quando o animal (herbívoro ou onívoro), alimenta-se de plantas. Essa interação é considerada a mais importante entre os diversos tipos de interações bióticas, pois é por meio dela que se dá a principal conexão entre produtores e consumidores primários. 25
  26. 26. Herbivorismo Herbivorismo entre Bovinos e Planta 26
  27. 27. Parasitismo É uma relação entre seres de espécies diferentes, em que um deles é o parasita que vive dentro ou sobre o corpo do outro que é designado hospedeiro, do qual retira alimento para sobreviver em um tempo constante. Geralmente não têm intenções de causar a morte dos hospedeiros, no entanto por vezes a população do parasita cresce exageradamente o que acaba causando a morte destes hospedeiros. 27
  28. 28. Parasitismo Quanto à localização no corpo do hospedeiro, os parasitas podem ser classificados em: • Ectoparasitas: "ecto" significa à superfície; • Endoparasitas: "endo" significa internos; • Parasitas intracelulares: "intra" significa dentro das células. 28
  29. 29. Ectoparasitas 29 Parasitas que vivem no exterior do corpo dos hospedeiros . Ectoparasita: Pilho
  30. 30. Endoparasitas 30 Parasitas que vivem no interior dos hospedeiros. Endoparasita: Lombriga (Ascaris lumbricoides)
  31. 31. Parasitas intracelulares Parasitas microscópicos que vivem e se reproduzem no interior das células dos hospedeiros. 31 Parasita Intracelular: Protozoário da Malária (Plasmodium malariae)
  32. 32. Esclavagismo É uma relação entre seres vivos onde um ser vivo se aproveita das atividades, do trabalho ou de produtos produzidos por outros seres vivos. É dividido em: 32 • Esclavagismo Intraespecífico; • Esclavagismo Interespecífico.
  33. 33. Esclavagismo Intraespecífico Ocorre quando esse tipo de relação se desenvolve entre indivíduos da mesma espécie. 33 Esclavagismo Intraespecífico: o macho alfa do bando de leões se aproveita do trabalho das leoas As leoas caçam a presa e o leão alfa é o primeiro a se alimentar.
  34. 34. Esclavagismo Interespecífico 34 Ocorre entre indivíduos de diferentes espécies de seres vivos. Esclavagismo Interespecífico: formigas cuidam e protegem pulgões para obter o açúcar deles
  35. 35. Amensalismo É uma relação em que um ser vivo de uma população secreta ou expele substâncias que inibem ou impedem o desenvolvimento de indivíduos de populações de outras espécies. 35
  36. 36. Amensalismo Amensalismo: Eucalipto e outras plantas 36 Eucalipto libera pelas raízes, substâncias que impedem a germinação de sementes ao redor.

×