SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 19
Baixar para ler offline
Ecologia 
Conceitos Básicos de Ecologia e Relações Ecológicas
O que é Ecologia? 
É a ciência que estuda as interações entre os organismos e seu 
ambiente, ou seja, é o estudo científico da distribuição e abundância 
dos seres vivos e das interações que determinam a sua distribuição. As 
interações podem ser entre seres vivos e/ou com o meio ambiente. 
2
Conceitos Básicos 
Espécie: Indivíduos morfologicamente semelhantes que são capazes de se 
cruzar e gerar descendentes férteis; 
População: Indivíduo da mesma espécie presentes em uma mesma área; 
Comunidade: Indivíduos de diferentes espécies presentes em uma área; 
Fatores Abióticos: São elementos presentes na natureza que não possuem ou 
possuíram vida; 
Ecossistema: Relação que ocorre entre a comunidade e os fatores abióticos; 
Biosfera: O maior ecossistema da Terra, parte vida do planeta; 
Hábitat: Local onde podemos encontrar certa espécie; 
Nicho Ecológico: Papel que o indivíduo desempenha na natureza. 
3
Espécie 
Conceito fundamental da Biologia que designa a unidade básica 
do sistema taxonômico utilizado na classificação científica dos seres 
vivos. Embora existam múltiplas definições, nenhuma delas consensual, o 
conceito estrutura-se em torno da constituição de agrupamentos de 
indivíduos com profundas semelhanças estruturais e funcionais 
recíprocas, que lhes confere acentuada uniformidade bioquímica e a 
capacidade de reprodução entre si, originando descendentes férteis de 
ambos os sexos. 
4
Espécie 
5
População 
Conjunto de pessoas ou organismos de uma mesma espécie que habitam 
uma determinada área, num espaço de tempo definido, que acasalam uns 
com os outros, produzindo descendência. Uma população pode consistir 
em apenas alguns indivíduos ou em milhões deles, desde que esses 
indivíduos de fato produzam descendência. Um grupo de indivíduos que 
não podem se reproduzir, não constituem uma população. 
6
População 
7
Comunidade 
Também chamada biocenose, é a totalidade dos organismos vivos que 
fazem parte do mesmo ecossistema e interagem entre si, corresponde, 
não apenas à reunião de indivíduos e/ou sua organização social e sim ao 
nível mais elevado de complexidade de um ecossistema. Uma comunidade 
pode ter seus limites definidos de acordo com características que 
signifiquem algo para nós, investigadores humanos. Mas ela também pode 
ser definida a partir da perspectiva de um determinado organismo da 
comunidade. 
8
Comunidade 
9
Fatores Abióticos 
São todas as influências que os seres vivos possam receber em um 
ecossistema, derivadas de aspectos físicos, químicos ou físico-químicos 
do meio ambiente, tais como a luz, a temperatura, o vento e outros. Cada 
ecótopo, ou seja, cada tipo de paisagem sofre os efeitos de fatores 
abióticos particulares. 
10
Fatores Abióticos 
11
Ecossistema 
Designa o conjunto formado por todas as comunidades que vivem e 
interagem em determinada região e pelos fatores abióticos que atuam 
sobre essas comunidades, ou seja, podemos definir ecossistema como 
sendo um conjunto de comunidades interagindo entre si e agindo sobre 
e/ou sofrendo a ação dos fatores abióticos. 
12
Ecossistema 
13
Biosfera 
Ou ecosfera é o conjunto de todos os ecossistemas da Terra, sendo o 
maior nível de organização ecológica. Ela inclui a biota e os 
compartimentos terrestres com os quais a biota interage, assim como 
seus processos e inter-relações. 
14
Biosfera 
15
Hábitat 
É o espaço físico e os fatores abióticos que condicionam um ecossistema 
e por essa via determinam a distribuição das populações de determinada 
comunidade. O conceito de habitat é, normalmente, usado em referência 
a uma ou mais espécies, no sentido de estabelecer os locais e as 
condições ambientais onde o estabelecimento de populações desses 
organismos é viável. 
16
Hábitat 
17 Hábitat do pinguim -> regiões geladas.
Nicho Ecológico 
Nicho ecológico, possui n-dimensões. Diz-se que nicho é n-dimensional 
pois é praticamente impossível contar quantas dimensões tem o nicho. 
De forma simplificada, é o espaço gráfico hipervolumétrico e n-dimensional 
limitado ou expandido devido as interações com outros 
organismos, que envolve todas as respostas fisiológicas às condições do 
meio, depende da disponibilidade de recursos e como os organismos os 
usufruem, além do impacto causado por estes no meio em que vivem. 
18
Nicho Ecológico 
19 Nicho Ecológico da abelha-> fabricação de mel

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Mais procurados (20)

Reino Plantae Power Point
Reino Plantae Power PointReino Plantae Power Point
Reino Plantae Power Point
 
Dinâmica de Populações
Dinâmica de PopulaçõesDinâmica de Populações
Dinâmica de Populações
 
Biodiversidade e aspectos biológicos
Biodiversidade e aspectos biológicosBiodiversidade e aspectos biológicos
Biodiversidade e aspectos biológicos
 
1 introdução ao Estudo da Biologia 1º ano
1   introdução ao Estudo da Biologia 1º ano1   introdução ao Estudo da Biologia 1º ano
1 introdução ao Estudo da Biologia 1º ano
 
Aula completa reino protista
Aula completa reino protistaAula completa reino protista
Aula completa reino protista
 
Mitose e Meiose
Mitose e MeioseMitose e Meiose
Mitose e Meiose
 
Biodiversidade
BiodiversidadeBiodiversidade
Biodiversidade
 
Ecossistemas aquáticos
Ecossistemas aquáticosEcossistemas aquáticos
Ecossistemas aquáticos
 
DesequilíBrios Ambientais Completo
DesequilíBrios Ambientais CompletoDesequilíBrios Ambientais Completo
DesequilíBrios Ambientais Completo
 
Cadeia e teias alimentares
Cadeia e teias alimentaresCadeia e teias alimentares
Cadeia e teias alimentares
 
Aula Biodiversidade
Aula BiodiversidadeAula Biodiversidade
Aula Biodiversidade
 
Caracteristicas gerais dos seres vivos
Caracteristicas gerais dos seres vivosCaracteristicas gerais dos seres vivos
Caracteristicas gerais dos seres vivos
 
Ecologia - Introdução
Ecologia - IntroduçãoEcologia - Introdução
Ecologia - Introdução
 
Adaptação dos seres vivos
Adaptação dos seres vivosAdaptação dos seres vivos
Adaptação dos seres vivos
 
V.1 Introdução a ecologia
V.1 Introdução a ecologiaV.1 Introdução a ecologia
V.1 Introdução a ecologia
 
Reino protista protozoarios
Reino protista protozoariosReino protista protozoarios
Reino protista protozoarios
 
Ecologia
Ecologia Ecologia
Ecologia
 
Ecossistemas 6º ano
Ecossistemas 6º anoEcossistemas 6º ano
Ecossistemas 6º ano
 
7º ano - Estudo da Célula
7º ano - Estudo da Célula7º ano - Estudo da Célula
7º ano - Estudo da Célula
 
Taxonomia, sistemática e principais grupos de algas e vegetais
Taxonomia, sistemática e principais grupos de algas e vegetaisTaxonomia, sistemática e principais grupos de algas e vegetais
Taxonomia, sistemática e principais grupos de algas e vegetais
 

Destaque

Conceitos em ecologia e ecossistemas silviaaa
Conceitos em ecologia e ecossistemas silviaaaConceitos em ecologia e ecossistemas silviaaa
Conceitos em ecologia e ecossistemas silviaaaMed. Veterinária 2011
 
Ecologia geral
Ecologia geralEcologia geral
Ecologia geralterceirob
 
Conceitos De Ecologia Aula
Conceitos De Ecologia AulaConceitos De Ecologia Aula
Conceitos De Ecologia AulaCPM
 
Relações ecológicas 6º ano
Relações ecológicas 6º anoRelações ecológicas 6º ano
Relações ecológicas 6º anoRosana Cunha Bueno
 
Relações ecológicas entre seres vivos
Relações ecológicas entre seres vivosRelações ecológicas entre seres vivos
Relações ecológicas entre seres vivosSilvana Sanches
 
Ecossistemas - fatores abióticos
Ecossistemas - fatores abióticosEcossistemas - fatores abióticos
Ecossistemas - fatores abióticosmariacarmoteixeira
 
2ª prova pós web 1ª chamada
2ª prova pós web 1ª chamada2ª prova pós web 1ª chamada
2ª prova pós web 1ª chamadaAlexandre Ernesto
 
Conceitos em Ecologia e Ecossitemas
Conceitos em Ecologia e EcossitemasConceitos em Ecologia e Ecossitemas
Conceitos em Ecologia e EcossitemasAntonio Fernandes
 
Um ponto de viragem: o Millennium Ecosystem Assessment
Um ponto de viragem: o Millennium Ecosystem AssessmentUm ponto de viragem: o Millennium Ecosystem Assessment
Um ponto de viragem: o Millennium Ecosystem AssessmentEmpresas e Biodiversidade
 
Gestao aguas pluviais_urbanas
Gestao aguas pluviais_urbanasGestao aguas pluviais_urbanas
Gestao aguas pluviais_urbanasEric Clapton
 
A Terra Conta A Sua História
A  Terra Conta A Sua HistóriaA  Terra Conta A Sua História
A Terra Conta A Sua HistóriaRosa Xisto
 
Aula 01 campo de estudo da ecologia[1]
Aula 01 campo de estudo da ecologia[1]Aula 01 campo de estudo da ecologia[1]
Aula 01 campo de estudo da ecologia[1]CIN
 

Destaque (20)

Ecologia
EcologiaEcologia
Ecologia
 
Conceitos em ecologia e ecossistemas silviaaa
Conceitos em ecologia e ecossistemas silviaaaConceitos em ecologia e ecossistemas silviaaa
Conceitos em ecologia e ecossistemas silviaaa
 
Ecologia geral
Ecologia geralEcologia geral
Ecologia geral
 
Introdução á Ecologia
Introdução á EcologiaIntrodução á Ecologia
Introdução á Ecologia
 
Conceitos De Ecologia Aula
Conceitos De Ecologia AulaConceitos De Ecologia Aula
Conceitos De Ecologia Aula
 
Medicina Veterinária da Conservação
Medicina Veterinária da ConservaçãoMedicina Veterinária da Conservação
Medicina Veterinária da Conservação
 
Relações ecológicas 6º ano
Relações ecológicas 6º anoRelações ecológicas 6º ano
Relações ecológicas 6º ano
 
Relações ecológicas entre seres vivos
Relações ecológicas entre seres vivosRelações ecológicas entre seres vivos
Relações ecológicas entre seres vivos
 
Ecossistemas - fatores abióticos
Ecossistemas - fatores abióticosEcossistemas - fatores abióticos
Ecossistemas - fatores abióticos
 
Aula ecologia 1
Aula ecologia 1Aula ecologia 1
Aula ecologia 1
 
2ª prova pós web 1ª chamada
2ª prova pós web 1ª chamada2ª prova pós web 1ª chamada
2ª prova pós web 1ª chamada
 
David Freer
David FreerDavid Freer
David Freer
 
Ecologia 1º ano
Ecologia 1º anoEcologia 1º ano
Ecologia 1º ano
 
Conceitos em Ecologia e Ecossitemas
Conceitos em Ecologia e EcossitemasConceitos em Ecologia e Ecossitemas
Conceitos em Ecologia e Ecossitemas
 
Um ponto de viragem: o Millennium Ecosystem Assessment
Um ponto de viragem: o Millennium Ecosystem AssessmentUm ponto de viragem: o Millennium Ecosystem Assessment
Um ponto de viragem: o Millennium Ecosystem Assessment
 
Gestao aguas pluviais_urbanas
Gestao aguas pluviais_urbanasGestao aguas pluviais_urbanas
Gestao aguas pluviais_urbanas
 
A Terra Conta A Sua História
A  Terra Conta A Sua HistóriaA  Terra Conta A Sua História
A Terra Conta A Sua História
 
Aula 01 campo de estudo da ecologia[1]
Aula 01 campo de estudo da ecologia[1]Aula 01 campo de estudo da ecologia[1]
Aula 01 campo de estudo da ecologia[1]
 
Gestão de bacias hidrográficas
Gestão de bacias hidrográficasGestão de bacias hidrográficas
Gestão de bacias hidrográficas
 
ECOLOGIA - CONCEITOS
ECOLOGIA - CONCEITOSECOLOGIA - CONCEITOS
ECOLOGIA - CONCEITOS
 

Semelhante a Conceitos Básicos de Ecologia

Semelhante a Conceitos Básicos de Ecologia (20)

Sistema Terra
Sistema TerraSistema Terra
Sistema Terra
 
Nt4
Nt4Nt4
Nt4
 
Nt6
Nt6Nt6
Nt6
 
HISTORICO-DA-ECOLOGIA.ppt
HISTORICO-DA-ECOLOGIA.pptHISTORICO-DA-ECOLOGIA.ppt
HISTORICO-DA-ECOLOGIA.ppt
 
HISTORICO-DA-ECOLOGIA.ppt
HISTORICO-DA-ECOLOGIA.pptHISTORICO-DA-ECOLOGIA.ppt
HISTORICO-DA-ECOLOGIA.ppt
 
Fundamentos em Ecologia
Fundamentos em EcologiaFundamentos em Ecologia
Fundamentos em Ecologia
 
Ecologiaaaaaa
EcologiaaaaaaEcologiaaaaaa
Ecologiaaaaaa
 
Slides-resumo_Ciências_biológicas_1.pdf
Slides-resumo_Ciências_biológicas_1.pdfSlides-resumo_Ciências_biológicas_1.pdf
Slides-resumo_Ciências_biológicas_1.pdf
 
Ecologia
EcologiaEcologia
Ecologia
 
Ecologia e Meio Ambiente_NOÇÕES GERAIS DE ECOLOGIA_aula 1.pdf
Ecologia e Meio Ambiente_NOÇÕES GERAIS DE ECOLOGIA_aula 1.pdfEcologia e Meio Ambiente_NOÇÕES GERAIS DE ECOLOGIA_aula 1.pdf
Ecologia e Meio Ambiente_NOÇÕES GERAIS DE ECOLOGIA_aula 1.pdf
 
1 introdução a ciêncrdfwegweTGWEGWElogia.pdf
1 introdução a ciêncrdfwegweTGWEGWElogia.pdf1 introdução a ciêncrdfwegweTGWEGWElogia.pdf
1 introdução a ciêncrdfwegweTGWEGWElogia.pdf
 
Ecologia.pptx
Ecologia.pptxEcologia.pptx
Ecologia.pptx
 
Ricklefs cap 1
Ricklefs cap 1Ricklefs cap 1
Ricklefs cap 1
 
Ecologia
EcologiaEcologia
Ecologia
 
Biologia
 Biologia Biologia
Biologia
 
1o Ano Ecologia I
1o Ano   Ecologia I1o Ano   Ecologia I
1o Ano Ecologia I
 
1 parte ecologia
1 parte ecologia1 parte ecologia
1 parte ecologia
 
Aula 1
Aula 1Aula 1
Aula 1
 
enemem100dias-apostila-biologia.pdf
enemem100dias-apostila-biologia.pdfenemem100dias-apostila-biologia.pdf
enemem100dias-apostila-biologia.pdf
 
Ecossistemas
EcossistemasEcossistemas
Ecossistemas
 

Mais de Nataliana Cabral

Mais de Nataliana Cabral (7)

4 biomas
4   biomas4   biomas
4 biomas
 
3 estratégias de disfarce
3   estratégias de disfarce3   estratégias de disfarce
3 estratégias de disfarce
 
2 relações ecológicas
2   relações ecológicas2   relações ecológicas
2 relações ecológicas
 
A Corrente do Bem
A Corrente do BemA Corrente do Bem
A Corrente do Bem
 
Emílio, ou da educação
Emílio, ou da educaçãoEmílio, ou da educação
Emílio, ou da educação
 
Energia limpa uma questão de necessidade
Energia limpa   uma questão de necessidadeEnergia limpa   uma questão de necessidade
Energia limpa uma questão de necessidade
 
Aplicação dos Metais do Grupo I
Aplicação dos Metais do Grupo IAplicação dos Metais do Grupo I
Aplicação dos Metais do Grupo I
 

Último

Romero Britto - biografia 6º ano (1).pptx
Romero Britto - biografia 6º ano (1).pptxRomero Britto - biografia 6º ano (1).pptx
Romero Britto - biografia 6º ano (1).pptxLuisCarlosAlves10
 
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...nexocan937
 
8 ano - Congruência e Semelhança e Angulos em Triangulos.ppt
8 ano - Congruência e Semelhança e  Angulos em Triangulos.ppt8 ano - Congruência e Semelhança e  Angulos em Triangulos.ppt
8 ano - Congruência e Semelhança e Angulos em Triangulos.pptDaniloConceiodaSilva
 
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxSlides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)Paula Meyer Piagentini
 
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdfO Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdfQueleLiberato
 
PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...
PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...
PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...MANUELJESUSVENTURASA
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terraSistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terraBiblioteca UCS
 
atividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãoatividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãodanielagracia9
 
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptxSlides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
19 de abril - Dia dos Povos Indígenas do Brasil
19 de abril - Dia dos Povos Indígenas do Brasil19 de abril - Dia dos Povos Indígenas do Brasil
19 de abril - Dia dos Povos Indígenas do BrasilMary Alvarenga
 
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxGislaineDuresCruz
 
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º BimestreLer e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º BimestreProfaCintiaDosSantos
 
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.azulassessoria9
 
As teorias de Lamarck e Darwin. Evolução
As teorias de Lamarck e Darwin. EvoluçãoAs teorias de Lamarck e Darwin. Evolução
As teorias de Lamarck e Darwin. Evoluçãoprofleticiasantosbio
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoCelianeOliveira8
 
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24RITA CALAIM_2023_24.pdf
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24RITA CALAIM_2023_24.pdfHORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24RITA CALAIM_2023_24.pdf
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24RITA CALAIM_2023_24.pdfSandra Pratas
 
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitaçãoSer Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitaçãoJayaneSales1
 

Último (20)

Romero Britto - biografia 6º ano (1).pptx
Romero Britto - biografia 6º ano (1).pptxRomero Britto - biografia 6º ano (1).pptx
Romero Britto - biografia 6º ano (1).pptx
 
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
 
8 ano - Congruência e Semelhança e Angulos em Triangulos.ppt
8 ano - Congruência e Semelhança e  Angulos em Triangulos.ppt8 ano - Congruência e Semelhança e  Angulos em Triangulos.ppt
8 ano - Congruência e Semelhança e Angulos em Triangulos.ppt
 
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxSlides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
 
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
 
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdfO Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
 
Os Ratos - Dyonelio Machado FUVEST 2025
Os Ratos  -  Dyonelio Machado  FUVEST 2025Os Ratos  -  Dyonelio Machado  FUVEST 2025
Os Ratos - Dyonelio Machado FUVEST 2025
 
PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...
PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...
PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terraSistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
 
atividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãoatividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetização
 
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptxSlides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
 
19 de abril - Dia dos Povos Indígenas do Brasil
19 de abril - Dia dos Povos Indígenas do Brasil19 de abril - Dia dos Povos Indígenas do Brasil
19 de abril - Dia dos Povos Indígenas do Brasil
 
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
 
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º BimestreLer e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º Bimestre
 
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
 
As teorias de Lamarck e Darwin. Evolução
As teorias de Lamarck e Darwin. EvoluçãoAs teorias de Lamarck e Darwin. Evolução
As teorias de Lamarck e Darwin. Evolução
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
 
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24RITA CALAIM_2023_24.pdf
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24RITA CALAIM_2023_24.pdfHORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24RITA CALAIM_2023_24.pdf
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24RITA CALAIM_2023_24.pdf
 
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitaçãoSer Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
 

Conceitos Básicos de Ecologia

  • 1. Ecologia Conceitos Básicos de Ecologia e Relações Ecológicas
  • 2. O que é Ecologia? É a ciência que estuda as interações entre os organismos e seu ambiente, ou seja, é o estudo científico da distribuição e abundância dos seres vivos e das interações que determinam a sua distribuição. As interações podem ser entre seres vivos e/ou com o meio ambiente. 2
  • 3. Conceitos Básicos Espécie: Indivíduos morfologicamente semelhantes que são capazes de se cruzar e gerar descendentes férteis; População: Indivíduo da mesma espécie presentes em uma mesma área; Comunidade: Indivíduos de diferentes espécies presentes em uma área; Fatores Abióticos: São elementos presentes na natureza que não possuem ou possuíram vida; Ecossistema: Relação que ocorre entre a comunidade e os fatores abióticos; Biosfera: O maior ecossistema da Terra, parte vida do planeta; Hábitat: Local onde podemos encontrar certa espécie; Nicho Ecológico: Papel que o indivíduo desempenha na natureza. 3
  • 4. Espécie Conceito fundamental da Biologia que designa a unidade básica do sistema taxonômico utilizado na classificação científica dos seres vivos. Embora existam múltiplas definições, nenhuma delas consensual, o conceito estrutura-se em torno da constituição de agrupamentos de indivíduos com profundas semelhanças estruturais e funcionais recíprocas, que lhes confere acentuada uniformidade bioquímica e a capacidade de reprodução entre si, originando descendentes férteis de ambos os sexos. 4
  • 6. População Conjunto de pessoas ou organismos de uma mesma espécie que habitam uma determinada área, num espaço de tempo definido, que acasalam uns com os outros, produzindo descendência. Uma população pode consistir em apenas alguns indivíduos ou em milhões deles, desde que esses indivíduos de fato produzam descendência. Um grupo de indivíduos que não podem se reproduzir, não constituem uma população. 6
  • 8. Comunidade Também chamada biocenose, é a totalidade dos organismos vivos que fazem parte do mesmo ecossistema e interagem entre si, corresponde, não apenas à reunião de indivíduos e/ou sua organização social e sim ao nível mais elevado de complexidade de um ecossistema. Uma comunidade pode ter seus limites definidos de acordo com características que signifiquem algo para nós, investigadores humanos. Mas ela também pode ser definida a partir da perspectiva de um determinado organismo da comunidade. 8
  • 10. Fatores Abióticos São todas as influências que os seres vivos possam receber em um ecossistema, derivadas de aspectos físicos, químicos ou físico-químicos do meio ambiente, tais como a luz, a temperatura, o vento e outros. Cada ecótopo, ou seja, cada tipo de paisagem sofre os efeitos de fatores abióticos particulares. 10
  • 12. Ecossistema Designa o conjunto formado por todas as comunidades que vivem e interagem em determinada região e pelos fatores abióticos que atuam sobre essas comunidades, ou seja, podemos definir ecossistema como sendo um conjunto de comunidades interagindo entre si e agindo sobre e/ou sofrendo a ação dos fatores abióticos. 12
  • 14. Biosfera Ou ecosfera é o conjunto de todos os ecossistemas da Terra, sendo o maior nível de organização ecológica. Ela inclui a biota e os compartimentos terrestres com os quais a biota interage, assim como seus processos e inter-relações. 14
  • 16. Hábitat É o espaço físico e os fatores abióticos que condicionam um ecossistema e por essa via determinam a distribuição das populações de determinada comunidade. O conceito de habitat é, normalmente, usado em referência a uma ou mais espécies, no sentido de estabelecer os locais e as condições ambientais onde o estabelecimento de populações desses organismos é viável. 16
  • 17. Hábitat 17 Hábitat do pinguim -> regiões geladas.
  • 18. Nicho Ecológico Nicho ecológico, possui n-dimensões. Diz-se que nicho é n-dimensional pois é praticamente impossível contar quantas dimensões tem o nicho. De forma simplificada, é o espaço gráfico hipervolumétrico e n-dimensional limitado ou expandido devido as interações com outros organismos, que envolve todas as respostas fisiológicas às condições do meio, depende da disponibilidade de recursos e como os organismos os usufruem, além do impacto causado por estes no meio em que vivem. 18
  • 19. Nicho Ecológico 19 Nicho Ecológico da abelha-> fabricação de mel