Choque

1.912 visualizações

Publicada em

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.912
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
48
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Choque

  1. 1. CHOQUE
  2. 2. Definição <ul><li>Síndrome caracterizada pela incapacidade do sistema circulatório em fornecer oxigênio e nutrientes aos tecidos de forma a atender suas necessidades metabólicas </li></ul><ul><li>Desequilíbrio entre oferta e consumo de oxigênio </li></ul><ul><li>Hipovolêmico, cardiogênico, neurogênico, anafilático e séptico. </li></ul>
  3. 3. Hipovolêmico <ul><li>O choque hipovolêmico resulta da perda de líquidos e fluídos corporais, quando relacionado com perda de sangue, é conhecido como Choque Hemorrágico. </li></ul>
  4. 4. Sinais e Sintomas <ul><li>Respiração e pulso rápido; </li></ul><ul><li>Palidez ou pele azulada; </li></ul><ul><li>Lentidão no repreenchimento capilar; </li></ul><ul><li>Pele úmida e fria; </li></ul><ul><li>Transpiração forte; </li></ul><ul><li>Pupilas dilatadas; </li></ul><ul><li>Olhos escuros e fundos; </li></ul><ul><li>Ânsia, vômito e náusea; </li></ul><ul><li>Perda da consciência em choque profundo. </li></ul>
  5. 5. Anafilático <ul><li>Este processo ocorre em questão de minutos ou em segundos, causando inclusive a morte de vítima, caso ela não seja assistida imediatamente. </li></ul><ul><li>Uma das causas mais comuns de morte por cheque anafilático, e que representa 24% do total, é a insuficiência de circulação de sangue no corpo devido a obstrução dos vasos sanguíneos. </li></ul>
  6. 6. Sinais e Sintomas <ul><li>Tosse e espirros; </li></ul><ul><li>Dificuldade para respirar; </li></ul><ul><li>Aperto e inchaço na garganta; </li></ul><ul><li>Aperto no peito; </li></ul><ul><li>Coceira, queimação, empolação, erupção severa ou vermelhidão; </li></ul><ul><li>Face,pálpebras, língua e boca inchadas; </li></ul><ul><li>Tontura, náusea e vômito; </li></ul><ul><li>Cãibras abdominais. </li></ul>
  7. 7. Cardiogênico <ul><li>O choque cardiogênico é uma situação de </li></ul><ul><li>hipoperfusão tecidual devido à incapacidade do </li></ul><ul><li>músculo cardíaco de fornecer débito adequado </li></ul><ul><li>às necessidades do organismo, ou seja, uma </li></ul><ul><li>incapacidade do coração em manter fluxo </li></ul><ul><li>sanguíneo adequado aos tecidos, resultando em </li></ul><ul><li>deficiência metabólica, mesmo em repouso, </li></ul><ul><li>com conseqüente hipóxia tissular na presença </li></ul><ul><li>de adequado volume intravascular. </li></ul>
  8. 8. Sinais e Sintomas <ul><li>Baixo débito cardíaco </li></ul><ul><li>Sudorese fria </li></ul><ul><li>Confusão mental </li></ul><ul><li>Oligúria </li></ul><ul><li>Taquicardia </li></ul><ul><li>Hipotensão arterial – aproximação dos níveis sistólicos e diastólicos </li></ul>
  9. 9. Neurogênico <ul><li>A insuficiência circulatória periférica aguda de causa neurogênica acontece nos casos de sofrimento intenso do tronco cerebral, precedendo a morte encefálica, com falência hemodinâmica e vasodilatação generalizada por perda do tônus vasomotor simpático, ou em lesões da medula espinal alta, caracterizando o “choque espinal”. </li></ul>
  10. 10. Séptico <ul><li>Estágio avançado de uma síndrome progressiva, denominada sepse. </li></ul><ul><li>É a evidência de infecção associada a uma SIRS. Não é necessária uma hemocultura positiva. A evidência de infecção pode ser feita com bases clínicas. </li></ul>
  11. 11. Síndrome de resposta inflamatória sistêmica (SIRS): <ul><li>Sinais de uma resposta inflamatória </li></ul><ul><li>generalizada, atestada por 2 ou 3 sinais obrigatórios </li></ul><ul><li>FR > 20 ou PaCO2 < 32 mmHg ou volume </li></ul><ul><li>minuto superior a 10l/min em VM </li></ul><ul><li>T >38° ou < 35,5° </li></ul><ul><li>FC > 90 bpm </li></ul>

×