PRODUTOS DE APOIO
PARA A CEGUEIRA
E BAIXA VISÃO
José Fernando Rodrigues
proffernando.73@gmail.com
 O que são produtos de apoio
 Como chegar a eles?
 Legislação
 Produtos para a cegueira
 Produtos para a baixa visão
...
O que são produtos de apoio
 São meios de inclusão escolar, profissional e social de pessoas com
alguma incapacidade visu...
Como chegar a eles?
 O Estado português, num esforço conjunto
entre os Ministérios da Saúde, da Educação e
Ciência e da S...
 O financiamento destes produtos de apoio é
feito por entidades prescritoras e financiadoras
previamente designadas por d...
 No caso das crianças e jovens em idade escolar …
 Os produtos de apoio podem ser adquiridos
diretamente pelos familiare...
 No caso de adultos …
 Se empregados, poderão recorrer ao IEFP
Instituto de Emprego e Formação Profissional
que recebe v...
Legislação
 Antes de 2009 os produtos de apoio eram designados por “ajudas técnicas”, contudo, com um
novo edifício legis...
Produtos para a cegueira
 Material escolar
 Utilidades da vida diária
 Orientação e mobilidade
 Software de voz e brai...
Material escolar
Cores com cheiro
Compasso
Transferidor
Estojo de desenho
Esquadros
Pauta braille
Punção para
escrever num...
Jogos adaptados
Dominó tátil
Xadrez tátil
Baralho de cartas
em braille
Bolas de futebol e Goalball
Jogo do galo tátil
Bone...
Utilidades da vida diária
Fita métrica com
marcações em relevo
Relógios
táteis
Medidor de líquidos com
marcações em relevo...
Orientação e mobilidade
Bengala articulada
Trekker – Equipamento que
utiliza o posicionamento
global GPS para auxiliar na
...
Software de voz e braille
Computador e comunicações móveis
Programas que permitem ler o que está no ecrã.
Para computadore...
OCR - Optical Character Recognition
 O OCR é um software bastante utilizados por deficientes visuais
que permite transfor...
Produtos para o braille
Computadores adaptados
Pronto de 18 células
Bloco de notas eletrónico (PDA)
autónomo com voz e bra...
Linhas braille
SuperVario
Active Braille
Braille Star
BrailleWave
Outras utilidades
EVEREST Impressora
braille
Máquina de relevos e
diagramas táteis
Scaner que digitaliza e lê
documentos a...
Livros Daisy e audiolivros
 Os livros Daisy são livros em suporte digital que
permitem visualizar o conteúdo do livro
enq...
Produtos para a baixa visão
 Se a baixa visão for muito acentuada e se
traduzir em resíduos visuais é provável e até
reco...
Material escolar
Régua para assinatura
Pauta para escrita
ampliada
Globo terrestre com braille e
relevos
< ------------ Ma...
Atividades da vida
diária
Relógio com números
ampliados
Calculadora com
teclas ampliadas e
visor com números
grandes
Relóg...
Ampliação ótica
Lupas de mão
Régua de ampliação
<- Lupa com iluminação
Lupa de mão com iluminação ->
<- Lupa de bolso
Lupa para pendurar
<- Lupa de secretária
Candeeiro de
secretária com luz
branca e fria ->
Telescópios para visão ao longe e ao perto
Armações que permitem
fixar telescópios
Sistemas Kepler
Telescópios com
possibilidade de
focagem para visão ao
longe e ao perto
Ampliação eletrónica
Ampliador de tabuleiro deslizante que permite diferentes
posicionamentos do monitor ->
Ampliadores co...
Ampliadores mais portáteis que podem
ser ligados a um qualquer monitor ou
computador portátil
Ampliadores eletrónicos
portáteis
Ampliadores de bolso
Softwares de ampliação para
computadores Telemóveis
Todas as imagens que integram esta apresentação foram retiradas da pág...
Entidades e empresas
 Instituições de e para deficientes visuais
 Empresas de equipamentos tiflotécnicos
 Páginas da In...
Instituições de e para deficientes visuais
 ACAPO – Associação dos Cegos e Amblíopes de Portugal
 Centro Helen Keller
 ...
Empresas de equipamentos tiflotécnicos
- Ataraxia – www.ataraxia.pt
- Tiflotecnia – www.tiflotecnia.com
- UEST – Unidade d...
Sites alusivas a estas temáticas
 Braille Fácil - http://intervox.nce.ufrj.br/brfacil/
 CRTIC - http://area.dgidc.min-ed...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Produtos de apoio para a cegueira e baixa visão

929 visualizações

Publicada em

Uma abordagem simples e direta sobre os produtos de apoio para a cegueira e baixa visão.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
929
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
36
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Produtos de apoio para a cegueira e baixa visão

  1. 1. PRODUTOS DE APOIO PARA A CEGUEIRA E BAIXA VISÃO José Fernando Rodrigues proffernando.73@gmail.com
  2. 2.  O que são produtos de apoio  Como chegar a eles?  Legislação  Produtos para a cegueira  Produtos para a baixa visão  Entidades e empresas
  3. 3. O que são produtos de apoio  São meios de inclusão escolar, profissional e social de pessoas com alguma incapacidade visual, neste caso.  Podem ser: - Equipamentos simples de uso manual e não tecnológico. - Equipamentos complexos com tecnologia de ponta e elevada sofisticação.  Os produtos de apoio tornam o deficiente visual capaz de competir no mundo escolar, profissional ou simplesmente interagir socialmente.  Os produtos de apoio potenciam: - A autonomia. - A autoestima. - O acesso ao conhecimento e à cultura. - A inclusão escolar e digital. - A igualdade profissional. - O direito ao ócio e ao lazer.
  4. 4. Como chegar a eles?  O Estado português, num esforço conjunto entre os Ministérios da Saúde, da Educação e Ciência e da Solidariedade Emprego e Segurança Social, criou mecanismos de prescrição e financiamento de produtos de apoio para que os cidadãos com deficiência ou algum tipo de incapacidade mais carenciados tenham igual acesso a estes meios compensatórios das suas limitações.
  5. 5.  O financiamento destes produtos de apoio é feito por entidades prescritoras e financiadoras previamente designadas por despacho anual, publicado pelo Instituto Nacional para a Reabilitação (INR). - Centros Distritais de Segurança Social. - Hospitais designados pela DGS. - Centros Especializados. - Centros de Reabilitação Profissional. - Centros de Emprego. - Instituições de e para deficientes.
  6. 6.  No caso das crianças e jovens em idade escolar …  Os produtos de apoio podem ser adquiridos diretamente pelos familiares do aluno, se tiverem meios económicos para o fazer, depois de se aconselharem com professores, técnicos e médicos.  O Ministério da Educação e Ciência, através da Direção-Geral da Educação, disponibiliza tecnologias de apoio aos alunos, que devem ser solicitadas pelos professores da educação especial e prescritas por um médico.  Os CRTIC colaboram neste processo recebendo e analisando os pedidos, dando-lhes respostas adequadas.  Alguns produtos de apoio ficam na escola onde se encontram os alunos e outros podem ser utilizadas por estes nas suas residências.
  7. 7.  No caso de adultos …  Se empregados, poderão recorrer ao IEFP Instituto de Emprego e Formação Profissional que recebe verbas anuais para financiar processos de pedidos de produtos de apoio.  Em situação de desemprego ou noutra será o Instituto da Segurança Social a financiar produtos de apoio.
  8. 8. Legislação  Antes de 2009 os produtos de apoio eram designados por “ajudas técnicas”, contudo, com um novo edifício legislativo construído desde esse ano muita coisa mudou.  Lei n .° 38/2004 de 18 de agosto - Define as bases gerais do regime jurídico da prevenção, habilitação, reabilitação e participação das pessoas com deficiência.  Decreto-Lei n .° 93/2009 de 16 de abril -Criou o Sistema deAtribuição de Produtos deApoio.  Decreto-Lei n .° 42/2011 de 23 de março – Constitui-se um regime provisório até à publicação de diploma que operacionalize a base de dados de registo do Sistema dos produtos de apoio.  Despacho n .° 3128/2013 de 27 de fevereiro – Cria a Comissão de Acompanhamento dos Produtos de Apoio.  Despacho n .° 2671/2014 de 18 de fevereiro – Estabelece as regras e verbas de atribuição de produtos de apoio para 2014. (Todos os anos é publicado um novo despacho deste género com validade anual.)  Toda esta legislação pode ser consultada no portal do Diário da República em www.dre.pt .
  9. 9. Produtos para a cegueira  Material escolar  Utilidades da vida diária  Orientação e mobilidade  Software de voz e braille - Computador - Comunicações móveis  Tecnologias para o braille - Computadores adaptados - Linhas braille - Sistemas portáteis
  10. 10. Material escolar Cores com cheiro Compasso Transferidor Estojo de desenho Esquadros Pauta braille Punção para escrever numa pauta braille Régua
  11. 11. Jogos adaptados Dominó tátil Xadrez tátil Baralho de cartas em braille Bolas de futebol e Goalball Jogo do galo tátil Boneca em braille
  12. 12. Utilidades da vida diária Fita métrica com marcações em relevo Relógios táteis Medidor de líquidos com marcações em relevo Marcador de meias Detetor de luz Balança deWC com voz
  13. 13. Orientação e mobilidade Bengala articulada Trekker – Equipamento que utiliza o posicionamento global GPS para auxiliar na orientação e mobilidade. Dá informações de localização, ruas, cruzamentos e pontos estratégicos. GPS acessível para cegos no telemóvel Ray – Equipamento eletrónico que deteta objetos à distância
  14. 14. Software de voz e braille Computador e comunicações móveis Programas que permitem ler o que está no ecrã. Para computadores Para dispositivos móveis Window-Eyes Mobile Speak Jaws Talks Dos Vox* IOS da APPle NVDA* Android* * Software gratuito que não requer licença e não tem qualquer custo para o utilizador
  15. 15. OCR - Optical Character Recognition  O OCR é um software bastante utilizados por deficientes visuais que permite transformar em texto editável um documento que foi digitalizado num scâner.  Desta forma um cego pode ler quase tudo o que está em formato papel tendo o trabalho de os digitalizar e tratar previamente.  Os OCR s mais populares entre os deficientes visuais são: - Open Book - ABBY FineReader Na Internet existem sites que fazem a transformação gratuita de documentos. Exemplo: http://www.onlineocr.net
  16. 16. Produtos para o braille Computadores adaptados Pronto de 18 células Bloco de notas eletrónico (PDA) autónomo com voz e braille. Permite ligação a um computador convencional. IRISComputador portátil autónomo adaptado.
  17. 17. Linhas braille SuperVario Active Braille Braille Star BrailleWave
  18. 18. Outras utilidades EVEREST Impressora braille Máquina de relevos e diagramas táteis Scaner que digitaliza e lê documentos através da voz. Não necessita de um computador.
  19. 19. Livros Daisy e audiolivros  Os livros Daisy são livros em suporte digital que permitem visualizar o conteúdo do livro enquanto se ouve um “narrador” a fazer a leitura do mesmo. Este formato permite deixar marcas para posterior localização e utilização e permite a descrição de imagens ou esquemas.  Os audiolivros são livros em voz humana ou voz digital, normalmente em formato MP3 que, pela sua portabilidade, são muito populares em deficientes visuais adultos como forma de acesso à leitura em qualquer lugar.
  20. 20. Produtos para a baixa visão  Se a baixa visão for muito acentuada e se traduzir em resíduos visuais é provável e até recomendável que se aconselhem/indiquem aos alunos tecnologias de apoio utilizadas por cegos.  Exemplo: Se os resíduos visuais são ténues ao ponto de não garantir rapidez e conforto na utilização de um software de ampliação é importante que se faça a transição para softwares de voz e linhas braille.
  21. 21. Material escolar Régua para assinatura Pauta para escrita ampliada Globo terrestre com braille e relevos < ------------ Material de desenho Sólidos geométricos ------------ >
  22. 22. Atividades da vida diária Relógio com números ampliados Calculadora com teclas ampliadas e visor com números grandes Relógio de alto contraste entre o fundo e os números Termómetro com voz e caracteres ampliados Relógio eletrónico com voz e caracteres ampliados 
  23. 23. Ampliação ótica Lupas de mão Régua de ampliação <- Lupa com iluminação Lupa de mão com iluminação -> <- Lupa de bolso
  24. 24. Lupa para pendurar <- Lupa de secretária Candeeiro de secretária com luz branca e fria ->
  25. 25. Telescópios para visão ao longe e ao perto Armações que permitem fixar telescópios
  26. 26. Sistemas Kepler Telescópios com possibilidade de focagem para visão ao longe e ao perto
  27. 27. Ampliação eletrónica Ampliador de tabuleiro deslizante que permite diferentes posicionamentos do monitor -> Ampliadores com tabuleiro deslizante em que o monitor se posiciona num plano superior e permite alguns ajustes
  28. 28. Ampliadores mais portáteis que podem ser ligados a um qualquer monitor ou computador portátil
  29. 29. Ampliadores eletrónicos portáteis Ampliadores de bolso
  30. 30. Softwares de ampliação para computadores Telemóveis Todas as imagens que integram esta apresentação foram retiradas da página da internet da ATARAXIA
  31. 31. Entidades e empresas  Instituições de e para deficientes visuais  Empresas de equipamentos tiflotécnicos  Páginas da Internet alusivas a estas temáticas
  32. 32. Instituições de e para deficientes visuais  ACAPO – Associação dos Cegos e Amblíopes de Portugal  Centro Helen Keller  Centro de Reabilitação Nossa Senhora dos Anjos  APEDV – Associação Promotora de Emprego para DeficientesVisuais  ABADV – Associação Beira Aguieira de DeficientesVisuais (Inclui a Escola de cães-guia para cegos).  ANDDVIS – Associação Nacional de Desporto para DeficientesVisuais  Associação de Retinopatia de Portugal  APEC -Associação Promotora do Ensino de Cegos  Muitas mais instituições e endereços podem ser consultadas aqui http://deficienciavisual.com.sapo.pt/contactos.htm
  33. 33. Empresas de equipamentos tiflotécnicos - Ataraxia – www.ataraxia.pt - Tiflotecnia – www.tiflotecnia.com - UEST – Unidade de Equipamentos e Serviços Tiflotécnicos – www.uest.pt
  34. 34. Sites alusivas a estas temáticas  Braille Fácil - http://intervox.nce.ufrj.br/brfacil/  CRTIC - http://area.dgidc.min-edu.pt/Webpages_CRTIC/  Direção-Geral da Educação – www.dgidc.min-edu.pt  Instituto Benjamim Constant – Brasil – www.ibc.gov.br  Instituto Nacional para a Reabilitação – www.inr.pt  LARAMARA – Associação brasileira de assistência ao deficiente visual – www.laramara.org.br  Ler para ver - http://www.lerparaver.com  NVDA – www.nvda-project.org  Páginas Internet dos CRTIC espalhados pelo país  Sobre a deficiência visual - http://deficienciavisual.com.sapo.pt/  ONCE – Organização Nacional de Cegos de Espanha – www.once.es  União Europeia de Cegos – www.euroblind.org  União Mundial de Cegos – www.worldblindunion.org

×