Egito antigo

2.324 visualizações

Publicada em

ooi

1 comentário
1 gostou
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.324
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
69
Comentários
1
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Egito antigo

  1. 1. O EGITO ANTIGOTempestade nas pirâmides de Gizé. Copyright © Composição digital de Jimmy Dunn Prof. Silvana Marques Moreira
  2. 2. A MITOLOGIA EGÍPCIAOSÍRIS – A 1ª MÚMIA SETH – DEUS ÍSIS – ESPOSA E DO CAOS IRMÃ DE OSÍRIS
  3. 3. Osíris – preside o tribunal dos mortos
  4. 4. OS EGÍPCIOSGeografia:. Localização: o Egito localiza-se na região nordeste daÁfrica, entre os desertos da Líbia, Núbia e Arábia.. Clima árido: o Egito possui uma clima quente e seco,próprio do deserto;. Oásis – O Egito, situado em meio ao grande desertodo Saara, situa-se em uma região fértil, umverdadeiro oásis;
  5. 5. Território comprido: o território egípcio acompanha ocurso do Rio Nilo, sendo por isso dez vezes maiscomprido do que largo.Três elementos fundamentais: água, terra arável etrabalho humano.
  6. 6. O NILO…“O Egito é uma dádiva do Nilo!” (Heródoto)
  7. 7. O Rio Nilo nasce no coração daÁfrica. É formadopor dois afluentes – o Nilo Branco que nasce no Lago Vitória e o Nilo Azul que nasce nas montanhas da Etiópia.
  8. 8. O DELTA DO NILO É UMA DAS REGIÕES DO PLANETA
  9. 9. Transporte de pessoas oumercadorias, o Nilo era a única via.Os barcos eram feitos com caules de papiro que também era a matériaprima para a confecção de um tipo de papel.
  10. 10. Shaduf
  11. 11. A civilização egípcia desenvolveu-se na dependênciadas cheias do Nilo. Para a prática da agricultura,foram necessárias grandes obras públicas (canais,diques) organizadas pelo Estado, que arrecadava,através de tributos, o excedente produzido.Desde 5000 a.C., o curso do Nilo era habitado porinúmeras tribos denominadas nomos.Com o tempo, os nomos começaram a se organizar,dando origem a Duas Terras:
  12. 12. - Reino do Baixo Egito – nomos do Norte – região dodelta do Nilo- Reino do Alto Egito – nomos do Sul – vale do NiloPor volta de 3200 a.C., Menés, rei do Alto Egito,unificou os dois reinos dando início à primeiradinastia de faraós.
  13. 13. Alto Egito Baixo Egito Alto e Baixo Faraó em guerra Coroa Coroa Egito Coroa Azul Branca Vermelha unificados
  14. 14. PERÍODOS HISTÓRICOS DO EGITO ANTIGO PERÍODO TINITA- Por volta de 3200 a.C., Menés, rei do Alto Egito,unificou os dois reinos – Alto Egito e Baixo Egito,estabelecendo a capital em Tínis.
  15. 15. ANTIGO IMPÉRIO – 3200 A 2300 a.C.-Capital em Mênfis;-Grandes obras hidráulicas – canalização das águasdo Nilo;-Primeiros faraós – venerados como “deuses vivos”(teocracia absoluta)-Construção das Grandes Pirâmides: Quéops,Quéfren e Miquerinos na região do Vale de Gizé,próximo a Mênfis.
  16. 16. Pirâmides de Quéops, Quéfren e Miquerinos Vale de Gizé - Egito
  17. 17. A PIRÂMIDE DE SAQQARA – A PRIMEIRA A SER CONSTRUÍDA, SERVIUDE MODELO PARA AS DEMAIS (FARAÓ DJOSER, ARQUITETO IMHOTEP, 2650 a.C)
  18. 18. - Distúrbios ocasionados por inúmeras revoltas lideradas pelosadministradores das províncias, levaram os egípcios a umaguerra civil que enfraqueceu a dinastia menfita. LEMBRETE Os egípcios construíram cerca de 90 pirâmides, somente no Antigo Império. Abandonaram as construções por chamarem a atenção dos ladrões e saqueadores.
  19. 19. O MÉDIO IMPÉRIO – 2100 a 1580 a.C-Dinastia tebana. Capital em Tebas;-Reunificação das forças do Império;-Prosperidade econômica e florescimento literário;-O faraó Amenemat III ordena a construção do lago Méris;-Grande expansão territorial;-*Por volta de 1750 a.C., ocorre a invasão dos hicsos (povo deorigem asiática que eram superiores em armas – armas deferro e carros puxados por cavalos), que dominam os egípciospor 170 anos
  20. 20. NOVO IMPÉRIO – 1580 a 1100 a.C.- Amés I, expulsa os hicsos, estabelecendo novamente acapital em Tebas;- Grande expansão militar (os domínios egípcios iam desde a4ª catarata até o Rio Eufrates, na Mesopotâmia;- Atuação de grandes faraós:•Tutmés III - conquistador de vastos territórios;•Hatspsout – farani•Amenófis IV – faraó herege
  21. 21. Importantíssimo: Amenófis IV, fez uma tentativa de implantar omonoteísmo no Egito, com o culto a Aton – DiscoSolar. Mudou o próprio nome para Akenaton – “filhodo Sol”. Devido à pressão da nobreza, em especialdos sacerdotes, construiu uma nova capital Aketaton– a cidade do Disco Solar. Morreu assassinado e teve seu corpo desfigurado,não sendo mumificado. Foi casado com Nefertiti (amais bela do Egito) e pai de Tutancamon (faraó-menino).
  22. 22. Encontra-se noMuseu Egípcio de Berlim.
  23. 23. Amenófis IV– Akenaton,considerado um herege por ter implantadodurante seureinado, um cultomonoteísta.
  24. 24.  Outro faraó importante do Novo Império, foiRamsés II, o maior de todos os conquistadores econstrutores do Egito. Seu reinado foi marcado pelacélebre Batalha de Kadesh, contra os Hititas – povoda Anatólia (atual Turquia) e pelo Êxodo – saída doshebreus do Egito conduzidos por Moisés.- Entre as suas obras colossais estão os templos deLuxor e Karnak em Tebas; a cidade militar deHeliópolis, no delta do Nilo; o templo de Abu-Simbelno sul do Egito
  25. 25. Detalhe de uma das estátuas de Ramsés II, Estátuas no interior do templo de no templo de Abu Simbel Ramsés II, em Abu Simbel.
  26. 26. Templo de Ramsés II ao entardecer, Abu Simbel. Parte do lago Nasser, em primeiro plano.
  27. 27. Templo da rainha Nefertari, construído por Ramsés II, em Abu Simbel. Copyright © de John Leverseidge.
  28. 28. Estátuas de Ramsés II com cerca de 20 metros de altura cada uma, no templo principal de Abu Simbel. Show de luzes e de cores.
  29. 29. Deus Amon e deusa Ísis, no templo de Ramsés III, em Luxor
  30. 30. A DECADÊNCIA DO EGITODepois do século XII a.C., o Egito sofreu a invasão dediversos povos como: gregos, fenícios, núbios, líbios eassírios.Entre 635 e 525 a.C., houve um revigoramento dacivilização egípcia conhecido como Renascimento Saíta,promovido pelos nobres representantes de Saís, cidade dodelta do Nilo. Em 525 a.C., Cambises, rei persa vence os egípcios naBatalha de Pelusa.
  31. 31.  No século IV a.C, Alexandre, o Grande domina o Egito emnome da Macedônia; com a morte de Alexandre, seugeneral Ptolomeu torna-se faraó, iniciando a última dinastia.No ano 31 a.C. morre Cleópatra VII e o Egito passa a serconsiderado província romana. Gradativamente os romanos começam a destruir osúltimos remanescentes culturais dessa civilização,destruindo templos e matando seus sacerdotes. Osignificado dos hieróglifos fica perdido. Com isso, o Egitosofre a ação das “areias do tempo” e fica quase ofuscadopor cerca de 1300 anos. Só ressurge com a expedição deNapoleão Bonaparte em 1799.
  32. 32. ESCRITA:Hieroglífica - escrita sagrada, inscrições –cercade 700 sinais.Hierática – escrita oficial, sobre os papiros feitapelos escribas.Demótica – mais simples e rápida com 350sinais.
  33. 33. OS HIERÓGLIFOS EGÍPCIOS
  34. 34. A PEDRA DE ROSETA Jean-François Champollion, decifrou a escrita hieroglífica ao decodificar aPedra de Roseta em 1822. Encontra-se no Royal Museum de Londres
  35. 35. RELIGIÃO. Politeísmo – crença em vários deuses;. Antropomorfismo – deuses com formas humanas.Ex. Osíris, Ísis;. Antropozoomorfismo – deuses com formashumanas e de animais. Ex. Hórus, Anúbis, Esfinge,etc.. Zoolatria – culto a animais como o gato, cão, cobra,vaca, touro, hipopótamo, etc.
  36. 36. *Crença na imortalidade da alma que voltaria ahabitar o antigo corpo. Desenvolveram umaverdadeira prática cirúrgica ao praticar amumificação para a conservação de cadáveres.O morto era enterrado com seus pertencespessoais, num sarcófago e acompanhado do Livrodos Mortos.
  37. 37. Página do Livro dos Mortos (XXI Dinastia) – Esta cena mostraNedjmet e Herihor, seu marido (cujo enterro nunca foiencontrado) fazendo oferendas para Osíris, Isis e os quatro filhosde Hórus, que também estão assistindo a uma pequena cena dapesagem do coração - British Museum
  38. 38. Múmia de Ramsés II – Museu do Cairo - Egito
  39. 39. Vasos Canópicos da XIX Dinastia. Museu Egípcio de Berlim. Filho de Ponto Deusa Cabeça Órgão Hórus cardeal tutelar Imseti Homem Fígado Sul Ísis Hapi Babuíno Pulmões Norte Néftis Duamutef Chacal Estômago Este NeitKebehsenuef Falcão Intestinos Oeste Serket
  40. 40. Anúbis Hórus IsisOsíris
  41. 41. Amon-Rá – divindade maispoderosa do Egito, para quemera realizado o culto oficial do Estado com a presença do faraó.
  42. 42. Anúbis, deus da mumificação
  43. 43. O Tribunal de Osíris
  44. 44. A deusa Nekhbet simbolizada como um abutre Imagem do Museu do Cairo, Egito
  45. 45. ARQUITETURAGrandiosa e de grande solidez. As construções maisimportantes estavam diretamente ligadas à religião,como templos e tumbas. Mastabas Hipogeus – túmulos escavados no interior das montanhas
  46. 46. Pirâmides
  47. 47. Isis – representada com asas
  48. 48. ESCULTURA E PINTURAA escultura foi muito desenvolvida. Uma das maisfamosas estátuas é o escriba sentado.
  49. 49. A pintura, muito praticada, apresenta o estilo majestáticoou hierático com tronco de frente, a cabeça e os pés deperfil. As cenas retratavam o cotidiano nacional.
  50. 50. CIÊNCIAS. Matemática – desenvolvida em função dasmedições de terras, obras públicas e também porcausa da arquitetura, especialmente a Geometria;. Astronomia – divisão do ano em 365 dias, combase nas cheias do Nilo.. Medicina – conheceram uma grande variedade dedoenças, realizaram cirurgias, tratamento dosdentes e dos olhos.
  51. 51. LITERATURAObras religiosas, filosóficas e moralistas.Hino Real – em louvor a AtonHino a Hapi – o NiloMáximas de Ptahotep – moralismoRelato do camponês eloquente – críticas, igualdadee justiça;Papiro Cirúrgico – receitas de curaLivro dos Mortos
  52. 52. ALGUMAS IMAGENS DA COLEÇÃO DE JÓIAS DE TUTANCAMON Fonte: Museu do Cairo - Egito
  53. 53. A MÁSCARA FUNERÁRIA DE TUTHANKAMON Alt. 54 cm Larg. 39,3 cm Peso: 11 Kg
  54. 54. Sarcófago de Tutancâmon1 tonelada de ouro maciço Museu do Cairo
  55. 55. Esta cena de um papiro mostra o Tutancâmon caçando pássaros

×