O Brasil, a Guerra
Fria e O GOlpe de 1964
A conjuntura Nacional depois da
morte de Vargas
• Sucede GV, seu vice, Café Filho (Partido
Social Progressista), comprometido com
os opositores de Vargas, inclusive UDN
•...
• Gudin tentou diminuir gastos públicos,
tentando conter a inflação, seguindo
orientação do FMI (diminuição dos
salários e...
• Ganha com 36% dos votos e seu vice
Jango pe eleito com 500.000 votos a mais
que ele, fruto da esperança do getulismo
• C...
• Novembro de 1955 – UDN prepara golpe:
Café Filho se afasta da presidência por
motivos de saúde e é substituído pelo
pres...
• Lott reage e pede autorização do presidente
para punir o coronel
• Carlos Luz não quis dar autorização
• Lott pede demis...
A política econômica de JK
• Slogan de JK “50 anos em 5” – proclama
a modernização
• Política econômica – continuidade mai...
• O governo era o agente dessa
industrialização – dependência dos
empresários em relação ao Estado, que
garantiu maciça en...
• JK esperava que com a imensa
industrialização e o desenvolvimento da
nação consolidasse a democracia e
diminuísse as dif...
O plano de metas: “50 anos em 5”
• Apoiava-se nos projetos da Cepal
(Comissão Econômica para América
Latina) e BNDE (Banco...
Expansão, indústria automobilística
e contradições
• Recursos: emissão de papel moeda
(condenado pelo FMI), novos impostos...
• Problemas: enriquecimento de empresas
estrangeiras com esse surto de
desenvolvimento
• Beneficiamento da classe média
(c...
Problemas políticos do governo JK
• Governo tinha aprovação dos grandes
industriais
• UDN + militares (direita reacionária...
• PTB – apoio da UNE, ligada ao partido
comunista – frente entiimperialista
• JK ecreve para os EUA proponado
Operação Pan...
Eleições de 1960
• UDN vence lançando Jânio Quadros,
candidato de perfil populista, usando as
mesmas armas do getulismo
• ...
OS SETE MESES DE JÂNIO
QUADROS
• Não voltou sua atenção para os grandes
problemas nacionais
• Proibiu corridas de cavalos,...
• Inflação: congelamento de salários, fim do
subsídio a alimentos e combustíveis
• Baixou a instrução 204 da Sumoc –
desva...
• Iniciou negociações para
restabelecimento de relações
diplomáticas com a URSS
• Condecorou Che Guevara, qdo em
passagem ...
• Em seu lugar é empossado Ranieri Mazzilli
(presidente da câmara)
• Os militares fizeram uma ordem de prisão a
Jango para...
A fase parlamentarista do governo
Jango
• 7 de set 1961 – 6 de janeiro 1963
• Jango: apoiado por nacionalistas,
entidades ...
• Iniciativas de Tancredo: (tidas commo
progressistas) impediu negociata com
Hanna Corporation, restabeleceu relações
dipl...
Transição para o presidencialismo
• Parlamentarismo impedia reformas
pretendidas por Jango
• Cresciam movimentos populares...
• Em reação a direita organizou a a Ação
Democrática Parlamentar (ADP), grupos
conservadores PSD, UDN e PSP
• Nesse clima ...
• Absorvido pelo Ipes (fundado por
empresários com o objetivo de impedir
formação de movimentos populares)
- Light, Shell,...
• O preço dos alimentos subiam, aumentando
as críticas
• Brasil cada vez mais dependente de
empréstimos
• Remessa de lucro...
31 de março de 1964: o golpe
• General Castello Branco (chefe de
Estado-Maior da Forças Armadas) e Bilac
Pinto (líder da U...
• Jango assina documento comprometendo-
se com a reforma agrária e a estatização de
empresas de petróleo
• Setores da dire...
• Governadores de SP, MG, Guanabara e
Júlio Mesquita Filhos (do “O Estado de SP)
conspiravam contra Jango junto com os
mil...
• Simultaneamnte qse todas as regiões do
país aderiram ao golpe
• Os militares golpistas controlaram as pqnas
manifestaçõe...
O Regime Militar
• Estado autoritário, suprimiu através da
repressão as liberdades democráticas
• Plano econômico – marcad...
A presidência de Castello Branco –
1964 - 1974
• Gov exercido pelo Comando Supremo
Revolucionário – oficiais das três arma...
Política econômica
• Desde 1963 – baixo crescimento altas
índices de inflação – 91,1% em 1964 e
concentração de capital
• Instaura-se um clima de medo no país,
políticos tiveram seus direitos pólíticos
cassados, inclusive JK, prisões e queima...
Crise política e endurecimento do
regime
• Proibição de atividades sindicais e estudantis
• Oposição consegue eleger gover...
• AI2 – base para extinção de partidos
políticos, estabelecimento de eleições
indiretas para governadores e criação de
agr...
• Substitui Castello Branco Costa e Silva
• Antes da posse Castello Branco promulga
LEI DE IMPRENSA, e LEI DE SEGURANÇA
NA...
• Mov. Estudantis, lideranças operáriase PC
discutiam polítca na clandestibnidade
• Março de 68 – morre o estudante Edson
...
• MG 7000 trabalhadores cruzaram os
braços
• SP – 1º de maiogov. Abreu Sodré é
apedrejado
• Julho de 198 – Osasco greve de...
• Um setor da esquerda estava começando
uma luta armada para a tomada de poder no
Brasil
• Ideia proveniente da Ver. Cuban...
• No Congresso, parlamentares queriam
restaurar a autonomia do legislativo
• Respota do governo – AI5: o Executivo
passou ...
• Guerrilha urbana tratada pela imprensa
como terrorista
• Caso Charles Elbrick
• Caso Lamarca
• É introduzida a pena de m...
Chamada constituição de 1969, que fortalecia
ainda mais o Estado para combater a luta
armada da esquerda
30 de outubro de ...
• órgãos de segurança – DOI-CODS – não
prestavam conta a nenhuma autoridade
instituída, pessoas desapareceram sem
deixar r...
• Foram feitas grandes obras: algumas sem
sentido, com o a transamazônica, hj
abandonada; programas de assistência
social,...
• Recuperação da crise dos anos 60 se deu com
a produção de bens duráveis, especialmente
industria automobilística
• Deu-s...
Sucessão de Médici
• 15 de março de 1974 – Geisel, prometia
democratização através de abertura lenta e
segura
• Assume num...
• 1973 – Crise do petróleo:
- Países industrializados limitam importação
de produtos brasileiros
- Crescimento brasileiro ...
• Estado individa-se ainda mais para salvar
banqueiros, empreiteiras, fabricantes de
autopeças e montadoras de automóveis
...
• OAB e Igreja – apelação aos dirietos
humanos
• Eleições 1974 – vitória para oposição,
Geisel pressionado para não acatar...
• Reação Geisel – repressão – 14 de
novembro 1977 – estabelece eleições
indiretas para governadores, criação dos
senadores...
• Geisel apoia João Batista Figueiredo,
decreta o fim da censura prévia e do AI-5
• Figueiredo assume tbm promete
redemocr...
• Eleições de 1982: PDS – elege poucos
governadores, mantém maioria no
congresso graças aos senadores biônicos
• 1981 – Di...
• Luta pelo poder civil acompanhada de
crise econômica
• Inflação 1980 – 110%, 1984 – 223%
• Recorre-se ao FMI – 6 bilhões...
Governo jk
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Governo jk

2.908 visualizações

Publicada em

Publicada em: Tecnologia
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.908
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
18
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
103
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Governo jk

  1. 1. O Brasil, a Guerra Fria e O GOlpe de 1964 A conjuntura Nacional depois da morte de Vargas
  2. 2. • Sucede GV, seu vice, Café Filho (Partido Social Progressista), comprometido com os opositores de Vargas, inclusive UDN • Governo marcado pelo conservadorismo • Ministro da Fazenda Eugênio Gudin era partidário da política recessiva proposta pelo FMI (que defendia interesse de banquiros internacionais) • Gudin baixou a instrução 113 da Sumoc (Superintendência da Moeda e do Crédito) – permitia o investimento estrangeiro sem restrições (opunha-se ao nacionalismo getulista)
  3. 3. • Gudin tentou diminuir gastos públicos, tentando conter a inflação, seguindo orientação do FMI (diminuição dos salários e medidas recessivas) O governo Juscelino Kubitschek • Lançado pela aliança PSD-PTB, concorreu com Juarez Távora (PCD-UDN) • Apoiado por: parte da burguesia (que almejava volta de política industrial, nacionalista e modernizadora); setores da mídia (resvista manchete), sindicatos vinculados ao PTB
  4. 4. • Ganha com 36% dos votos e seu vice Jango pe eleito com 500.000 votos a mais que ele, fruto da esperança do getulismo • Candidato apoiado pela UDN 30% de votos,UDN conspirava para anular a eleição • Nos meios militares conservadores, unidos à UND, forma-se cruzada Anticumunista, que dizia que a vitória de JK não era legítima, pois não fora eleito por maioria absoluta de votos
  5. 5. • Novembro de 1955 – UDN prepara golpe: Café Filho se afasta da presidência por motivos de saúde e é substituído pelo presidente da Câmara, Carlos Luz (UDN) • O Ministro da Guerra Henrique Teixeira Lott (militar apolítico) proibira militares de se manifestarem publicamente sobre política • Coronel Bizzaria Mamede faz discurso propondo impedimento da posse de Juscelino
  6. 6. • Lott reage e pede autorização do presidente para punir o coronel • Carlos Luz não quis dar autorização • Lott pede demissão do cargo • Os golpistas comemoram a vitória do golpe • Lott toma militarmente a cidade do RJ, Carlos Luz, Lacerda de deis golpistas fogem • O presidente é deposto e substituído pelo presidente do senado, Nereu Ramos • O contragolpe garante a posse dos eleitos
  7. 7. A política econômica de JK • Slogan de JK “50 anos em 5” – proclama a modernização • Política econômica – continuidade mais elaborada da getulista • Brasil: possuía mercado consumidor considerável, mas importava muito do que consumia • GV e JK atuaram para substituir essas importações por produtos nacionais
  8. 8. • O governo era o agente dessa industrialização – dependência dos empresários em relação ao Estado, que garantiu maciça entrada de capital estrangeiro em nossa economia • Capitalistas brasileiros subordinaram-se a seus sócios estrangeiros, efeito da instrução 113 da Sumoc (de Gudin) – os empresários podiam importar equipamentos sem peso de tributos fiscais • GV – industrialização – bens de produção (aço, petróleo, , etc) • JK – industrialização – bens de consumo duráveis ( eletrodomésticos e automóveis)
  9. 9. • JK esperava que com a imensa industrialização e o desenvolvimento da nação consolidasse a democracia e diminuísse as diferenças entre ricos e pobres • Havia um novo pacto populista entre massas de trabalhadores e o chefe de Estado • JK – apoio do exército, graças a Lott
  10. 10. O plano de metas: “50 anos em 5” • Apoiava-se nos projetos da Cepal (Comissão Econômica para América Latina) e BNDE (Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico) • Previa desenvolvimento no setor de energias (hidrelétricas, petróleo, carvão, energia atômica), transportes, indústria, produção de alimentos e educação • Meta: interiorizar o desenvolvimento econômico através da construção de uma nova capital: a moderna Brasília
  11. 11. Expansão, indústria automobilística e contradições • Recursos: emissão de papel moeda (condenado pelo FMI), novos impostos (imposto sobre combustíveis), capital estrangeiro (empréstimos e aplicações direitas) decorrente de EUA, França, Alemanha e Japão Resultados do plano de desenvolvimento: crescimento da produção de bens de cunsumo industrualizados, extração de petróleo, geração de energia elétrica, extensão da malha rodoviária, produção de ação, contrução de Brasília em tempo recorde.
  12. 12. • Problemas: enriquecimento de empresas estrangeiras com esse surto de desenvolvimento • Beneficiamento da classe média (consumidora de bens duráveis) • Maioria da população não tinha dinheiro para comprar carros, não houve melhoras no transporte coletivo, não se priorizou • Acentuou-se as diferenças regionais • Para minimizar as diferenças criou-se a SUDENE (Superintendência de desenvolvimento do Nordeste) – contexto ligas camponesas (Líder:Francisco Julião)
  13. 13. Problemas políticos do governo JK • Governo tinha aprovação dos grandes industriais • UDN + militares (direita reacionária) – sentia-se ameaçada pelos movimentos populares (o país era uma democracia) • Fev./1956 – major Veloso – rebelião armada na base de Jacareacanga, no Pará – JK impede • Movimento operário – estava controlado pelo estado por meio da estrutura sindical heedada do Estado Novo
  14. 14. • PTB – apoio da UNE, ligada ao partido comunista – frente entiimperialista • JK ecreve para os EUA proponado Operação Pan-americana, pedindo auxílio, para os EUA a força militar era o melhor meio de evitar a revolução
  15. 15. Eleições de 1960 • UDN vence lançando Jânio Quadros, candidato de perfil populista, usando as mesmas armas do getulismo • Fatores: política inflacionária de JK, aumento do custo de vida, crescente movimentação das massas populares
  16. 16. OS SETE MESES DE JÂNIO QUADROS • Não voltou sua atenção para os grandes problemas nacionais • Proibiu corridas de cavalos, uso de biquínis, lança perfuma • Puiu a oposição • Dizia não ter compromisso com ninguém • Pretendia uma política liberal no setor econômico, submetendo-se ao FMI
  17. 17. • Inflação: congelamento de salários, fim do subsídio a alimentos e combustíveis • Baixou a instrução 204 da Sumoc – desvalorizando o cruzeiro 100%, beneficiando a burguesia agroexportadora e investidores estrangeiros • Pretendia diminuir dependência econômica do Brasil em relação aos EUA, para isso aproximou-se do bloco socialista e mandou Jango para estabelecer relações comerciais com mos chineses • Criticou a postura dos EUA em relação à Revolução Cubana
  18. 18. • Iniciou negociações para restabelecimento de relações diplomáticas com a URSS • Condecorou Che Guevara, qdo em passagem pelo Brasil • Imprensa começa campanha contra Janio Quadros • Janio não aguenta críticas e acaba renunciando, acreditando e movimento popular de apelo para que voltasse, o congresso não caeitasse sua renuncia e que as forças armadas não quisessem que subisse Jango
  19. 19. • Em seu lugar é empossado Ranieri Mazzilli (presidente da câmara) • Os militares fizeram uma ordem de prisão a Jango para quando voltasse de sua viagem à China • RS, liderado por Leonel Brizola – tem reação legalista para que Jango tomasse posse • O general Machado Lopes, emitiu comunicado garantindo a posse de Jango • Parlamentares e militares chegaram num acordo: o Regime Parlamentarista, articulado por Tancredo Neves – Jango estava no Uruguai e impedido de entrar no Brasil
  20. 20. A fase parlamentarista do governo Jango • 7 de set 1961 – 6 de janeiro 1963 • Jango: apoiado por nacionalistas, entidades empresariais, sindicatos, legalistas • O governo era exercido por Conselho de Ministros – 1º Tancredo Neves • Os dois governos anteriores legaram a Jango um déficit na balança comercial de 1 bi e 200 milhões de dólares • Inflação de 50%, crescente desde JK
  21. 21. • Iniciativas de Tancredo: (tidas commo progressistas) impediu negociata com Hanna Corporation, restabeleceu relações diplomáticas com URSS, o BR não condenou Cuba na OEA • No RS – Brizola desapropriou Cia Telefônica ligada a uma cia americana • Grandes Proprietários e UND acusavam Jango de seguir orientação comunist
  22. 22. Transição para o presidencialismo • Parlamentarismo impedia reformas pretendidas por Jango • Cresciam movimentos populares de apoio ao presidente (esquerda) • Direita conservadora crescia tbm • Jango criticado pelos EUA • Para combater a direita dentro do Congresso é formada a Frente Parlamentar Nacionalista (PTB, socialistas, nacionalistas do PSD e UDN) e Partido Comunista
  23. 23. • Em reação a direita organizou a a Ação Democrática Parlamentar (ADP), grupos conservadores PSD, UDN e PSP • Nesse clima de agitação o primeiro ministro propôs que se fizesse um plebiscito para que se retornasse o presidencialismo, no contexto de greves para novo salário mínimo e controle de remessa de lucros de empresas estrangeiras • Eqto isso direita se organiza para combater esquerdização do país (Instituto Brasileiro de Ação Democrática – Ibed, apoio internacional )
  24. 24. • Absorvido pelo Ipes (fundado por empresários com o objetivo de impedir formação de movimentos populares) - Light, Shell, General Motors, Esso, IBM financiavam - Goulart assume como presidente 23 de janeiro de 1963 - Cresciam movimentos sociais: Ligas Camponesas e Contag (Confederação Nacional dos Trabalhadores na agricultura) - É apresentado o PLANO TRIENAL, visava o crescimento do PIB e a distribuição de renda
  25. 25. • O preço dos alimentos subiam, aumentando as críticas • Brasil cada vez mais dependente de empréstimos • Remessa de lucros dobro da aplicação no ´país • Jango manda ao congresso uma proposta de reforma agrária – Liga X Confederação Rural Brasileira • Governo regulamenta remessa de lucros – aumenta conflito com EUA
  26. 26. 31 de março de 1964: o golpe • General Castello Branco (chefe de Estado-Maior da Forças Armadas) e Bilac Pinto (líder da UDN) divulgaram um documento denunciando que “o país estava prestes a ser tomado pelos comunistas” – era o alerta para o golpe • Organizações sindicais e estudantis, como a CGT e a UNE, mais grupos de esquerda realizaram no RJ um comício apoiando Jango – 200.000 pessoas, presença do presidente e líderes – 13 de março
  27. 27. • Jango assina documento comprometendo- se com a reforma agrária e a estatização de empresas de petróleo • Setores da direita responderam – Adhemar de Barros (gov. de SP), setores da Igreja católica, Fiesp (Federação da Indústrias do Esatado de SP), UDN, PSD e movimentos femininos – 19 de março – MARCHA DA FAMÍLIA COM DEUS PELA LIBERDADE, em SP, participação da classe média – criou clima para a intervenção militar para acabar com a comunização do Brasil
  28. 28. • Governadores de SP, MG, Guanabara e Júlio Mesquita Filhos (do “O Estado de SP) conspiravam contra Jango junto com os militares • 30 de março de 1964 – Jango comparece a uma cerimônia no Automóvel Clube do RJ, organizada pela Associação dos Sargentos, sob a liderança do conhecido cabo Anselmo • De MG o General Olímpio Mourão Filho, comandante da IV Região Militar, deu ordens para que suas tropas machassem sobre Brasília
  29. 29. • Simultaneamnte qse todas as regiões do país aderiram ao golpe • Os militares golpistas controlaram as pqnas manifestações de resistência • Jango voou para Brasília e de lá para Porto Alegre, onde houve uma tentativa de resistência • Jango exilou-se no Uruguai
  30. 30. O Regime Militar • Estado autoritário, suprimiu através da repressão as liberdades democráticas • Plano econômico – marcado pla maciça entrada de capital estrangeiro no país
  31. 31. A presidência de Castello Branco – 1964 - 1974 • Gov exercido pelo Comando Supremo Revolucionário – oficiais das três armas – gal. Arthur da Costa e Silva, almirante Augusto Radamaker e brigadeiro Francisco de Mello – editaram o AI1 – eleição indireta para presidente, que elegeu Castello Branco • É instaurado o IM ( Inquérito Policial Militar) – para investigar os suspeitos envolvidos nos movimentos populares no período Jango
  32. 32. Política econômica • Desde 1963 – baixo crescimento altas índices de inflação – 91,1% em 1964 e concentração de capital
  33. 33. • Instaura-se um clima de medo no país, políticos tiveram seus direitos pólíticos cassados, inclusive JK, prisões e queima de livros considerados subversivos • Reformas na máquina administrativa – greves proibidas, salários arrochados • PLANO DE AÇÃO ECONÔMICA
  34. 34. Crise política e endurecimento do regime • Proibição de atividades sindicais e estudantis • Oposição consegue eleger governadores de 11 estados brasileiros (MG e Guanabara) • Reação- AI2 – estabelecia formalmente que o poder estabelecido podia cassar e suspender direitos políticos, censurar meios de comunicação, ensino e a produção intelectual, decretar recesso ao Congresso
  35. 35. • AI2 – base para extinção de partidos políticos, estabelecimento de eleições indiretas para governadores e criação de agremiações políticas – Arena (aliança renovadora nacional) e MDB (movimento democrático brasileiro) • Lídere civis do movimento de 1964, Lacerda e Adhemar de Barros, não concordavam com prologamento do regime ditatorial nas mãos dos militares
  36. 36. • Substitui Castello Branco Costa e Silva • Antes da posse Castello Branco promulga LEI DE IMPRENSA, e LEI DE SEGURANÇA NACIONAL • Setembro de 1967 – JK, Lacerda, Jango, Jânio e Brizola – formam Frente Ampla – para lutar pela restauração do poder divil • Setores da esquerda passaram a ver a luta armada como a única forma de ação política
  37. 37. • Mov. Estudantis, lideranças operáriase PC discutiam polítca na clandestibnidade • Março de 68 – morre o estudante Edson Luísem manifestação de estudantes, o que causa onda de protestos (passeatas, comícios, choques com a polícia) • MDB e Igreja organizam a passeata dos 100.000
  38. 38. • MG 7000 trabalhadores cruzaram os braços • SP – 1º de maiogov. Abreu Sodré é apedrejado • Julho de 198 – Osasco greve de operários • Setembro – bancário RJ tbm • Ocorrem os primeiros atentados à bomba
  39. 39. • Um setor da esquerda estava começando uma luta armada para a tomada de poder no Brasil • Ideia proveniente da Ver. Cubana, que inspirava lideranças na Am. Latina (mov. Guerrilheiro na Venezuela, tentativa de ação armada na Bolívia) • Set. 1968 – manifesto do líder comunista Carlos Marighella, que finda a ALN (ação libertadoa nacional, mais importante ação guerrilheira no Brasil)
  40. 40. • No Congresso, parlamentares queriam restaurar a autonomia do legislativo • Respota do governo – AI5: o Executivo passou a ter poderes praticamente absolutos, Congresso foi fechado, metade dos parlamentares do MDB cassada e presa; professores, intelectuais, jornalistas e até militares perderam emprego; censura dos meios de comunicação, artistas são obrigados a deixar o país
  41. 41. • Guerrilha urbana tratada pela imprensa como terrorista • Caso Charles Elbrick • Caso Lamarca • É introduzida a pena de morte no Brasil e nova Lei de Segurança Nacional – endurecimento do regime • Costa e Silva tem problema de saúde e assume o governo uma Junta Militar(Lyra Tavares, Rademaker e Mario Souza Mello, que promulga a Emenda Constitucional nº 1
  42. 42. Chamada constituição de 1969, que fortalecia ainda mais o Estado para combater a luta armada da esquerda 30 de outubro de 1969 – assume a presidência o general Médici, que dizia restaurar as liberdades democráticas no Brasil, o que não aconteceu - Em SP forma-se Oban (operação bandeirantes) – com membros do exército e da polícia que prendiam sequestravam e torturavam do “terroristas”
  43. 43. • órgãos de segurança – DOI-CODS – não prestavam conta a nenhuma autoridade instituída, pessoas desapareceram sem deixar rastros, ex. Deputado Rubens Paiva • Gov. usava da propaganda, tornando o Brasil uma ilha de tranquilidade frente a um mundo conturbado; “Brasil, ame-o ou deixe-o”, “Ninguém segura este país”, tudo isso associado à vitória da seleção, tricampeã em 1970, usou-se a figura do Pelé
  44. 44. • Foram feitas grandes obras: algumas sem sentido, com o a transamazônica, hj abandonada; programas de assistência social, como aposentadoria para os trabalhadores do campo • Crescimento acelerado, grandes empresas foram criadas, modernizou-se o sistema de comunicação no país (correio, telefone, televisão), ampliou-se a produção de energia, e matérias primas básicas • Milagre econômico,
  45. 45. • Recuperação da crise dos anos 60 se deu com a produção de bens duráveis, especialmente industria automobilística • Deu-se através de sistema de crédito ao consumidor, encarecimento do produto, facilidade de compra • Grandes obras estatais, ex. Rodovia dos imigrantes (SP a Santos) • Trunfo da recuperação econômica: Sistema Finaceiro de Habitação: Banco Nacional de Habitação (BNH) usava recursos do Fundo de Garantia por tempo de serviço, destinado à indenização dos trabalhadores para financiar gdes cias de construção civil
  46. 46. Sucessão de Médici • 15 de março de 1974 – Geisel, prometia democratização através de abertura lenta e segura • Assume numa grave crise econômica • Brasil – 8ª economia mundial • Concentração ainda maior de renda e de terras • Novos campos de trabalho • Modernização do campo – êxodo rural
  47. 47. • 1973 – Crise do petróleo: - Países industrializados limitam importação de produtos brasileiros - Crescimento brasileiro marcado pela indústria automobilística - 70% de mercadorias transportadas por transportes movidos a petróleo - 96% de passageiros tbm - Simonsem (Ministro do Planejamento)- II Plano de Desenvolvimento econômico X falência de empresários
  48. 48. • Estado individa-se ainda mais para salvar banqueiros, empreiteiras, fabricantes de autopeças e montadoras de automóveis • Burguesia brasileira sempre dependente do Estado ou de associações com multinacionais • Colapso da produção agrícola, atingindo abastecimento interno
  49. 49. • OAB e Igreja – apelação aos dirietos humanos • Eleições 1974 – vitória para oposição, Geisel pressionado para não acatar urnas • Caso Herzog – repercussão na sociedade, gera manifestações
  50. 50. • Reação Geisel – repressão – 14 de novembro 1977 – estabelece eleições indiretas para governadores, criação dos senadores biônicos, restrição da propaganda eleitoral • Explode movimento oprário – Lula na região do ABC • Luta pelo poder dentro do próprio governo
  51. 51. • Geisel apoia João Batista Figueiredo, decreta o fim da censura prévia e do AI-5 • Figueiredo assume tbm promete redemocratização • Primeira medida: anistia política, que culmina na criação de novos partidos políticos: PDS (Partido democrático social, antiga Arena), PMDB, PDT (varguismo), PTB, PT
  52. 52. • Eleições de 1982: PDS – elege poucos governadores, mantém maioria no congresso graças aos senadores biônicos • 1981 – Dietas Já! • 1984 – movimentos nas principais capitais do país • Estado de sítio para não aprovar emenda Dante de Oliveira, que propunha volta de eleições diretas para presidente, não passou
  53. 53. • Luta pelo poder civil acompanhada de crise econômica • Inflação 1980 – 110%, 1984 – 223% • Recorre-se ao FMI – 6 bilhões de dólares • Determinou-se eleição indireta, candidato Tancredo Neves, que fica doente e no dia da posse foi operado, morre em abril, o governo é assumido por José Sarney

×