Bacia Tocantins - Araguaia

15.145 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
15.145
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
61
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
185
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Bacia Tocantins - Araguaia

  1. 1. BACIA TOCANTINS - ARAGUAIA UNIVERSIDADE DO OESTE DE SANTA CATARINA ACADÊMICAS: ADRIANA GOTARDO CHRISTIANE OLIVEIRA LUANA ANDREIS CURSO: GEOGRAFIA DISCIPLINA: HIDROGRAFIA BÁSICA DOCENTE: IVORY KREUTZER
  2. 2. LOCALIZAÇÃO
  3. 6. <ul><li>  Os principais rios da bacia são o Tocantins e o Araguaia. A bacia se estende pelos  estados de Tocantins e Goiás, Mato Grosso, Pará,  Maranhão; </li></ul><ul><li>É a maior bacia hidrográfica totalmente brasileira; </li></ul><ul><li>Seu principal rio formador é o Tocantins, cuja nascente localiza-se no estado de Goiás, ao norte da cidade de Brasília. Dentre os principais afluentes da bacia Tocantins - Araguaia, destacam-se os rios do Sono, Palma e Melo Alves, todos localizados na margem direita do rio Araguaia. </li></ul><ul><li>O rio Araguaia nasce na serra das Araras, no estado de Mato Grosso, possui cerca de 2.600 km, e desemboca no rio Tocantins na localidade de São João do Araguaia, logo antes de Marabá; </li></ul><ul><li>Sua extensão é de aproximadamente 2.500 km, desde a sua origem, na confluência do rio Maranhão com o rio das Almas (Goiás), até a foz, na baía de Marajó (Pará). Tem uma configuração alongada no sentido longitudinal, que segue os dois eixos fluviais – o Tocantins e o Araguaia – que se unem no extremo norte da bacia hidrográfica; </li></ul>
  4. 7. <ul><li>O relevo é considerado monótono, com altitudes variando entre 200m e 500m, exceto nas nascentes, onde chega a mais de 1.000m. Na região de Tucuruí, as altitudes são inferiores a 100m; </li></ul><ul><li>Seus limites são: </li></ul><ul><li>Sul - bacias do Paraná – Paraguai </li></ul><ul><li>Oeste - Bacia do Xingu </li></ul><ul><li>Leste - Bacia do São Francisco </li></ul><ul><li>Nordeste - Bacia do Parnaíba </li></ul><ul><li>Nessa região ocorrem rios de regime austral, ao sul, e equatorial, ao norte. </li></ul>
  5. 8. <ul><li>O clima predominante é o tropical seco, que é caracterizado por uma estação chuvosa (de outubro a abril) e outra seca (de maio a setembro). É condicionado fundamentalmente pela sua ampla extensão latitudinal ; </li></ul><ul><li>A vazão média corresponde a 9,6% do total do país. </li></ul>
  6. 9. <ul><li>A bacia drena uma área de aproximadamente 767.000km² (cerca de 7,5% do território nacional)distribuída, principalmente entre os rios Araguaia (382.000 km²), Tocantins (343.000 km²) e Itacaiúnas (42.000 km²), o maior contribuinte do curso inferior do Tocantins; </li></ul><ul><li>Os principais biomas da região são a Amazônia ao norte e o Cerrado ao sul. Apesar de ser uma região de pequena densidade populacional, alguns fatores contribuíram para a devastação destes biomas, como a construção da rodovia Belém-Brasília, a Usina hidrelétrica de Tucuruí e a expansão das atividades agropecuárias e de mineração. O maior aglomerado urbano da bacia é formado pela Região Metropolitana de Belém, no Pará. </li></ul>
  7. 10. <ul><li>Nela tem destaque a paisagem natural da  ilha  do Bananal (Estado do Tocantins), maior ilha fluvial do mundo, no curso do rio Araguaia. </li></ul><ul><li>Nessa bacia foi construída a usina de Tucuruí, no rio Tocantins, Estado do Pará. Tucuruí forma uma gigantesca represa com mais 2.800 km 2 , a maior hidrelétrica totalmente brasileira; </li></ul><ul><li>Apesar da viabilidade econômica de Tucuruí, os problemas ambientais e sociais causados pela sua obra foram imensos e irreversíveis ; </li></ul><ul><li>A construção da Hidrovia Araguaia-Tocantins, tem sido questionada pelas ONGs (Organizações Não-Governamentais) em razão dos impactos ambientais que ela pode provocar, cortando dez (10) áreas de preservação ambiental e 35 (trinta e cinco) áreas indígenas, afetando uma população de 10 mil índios; </li></ul>

×