Tipografia & História

15.141 visualizações

Publicada em

Texto completo da monografia disponível em http://www.designemartigos.com.br/tipografia-historia/

Trabalho de conclusão de curso defendido em 2010 no Curso de Desenho Industrial da UFSM/RS. Apresentado no Seminário de Produção Acadêmica do 20º N Design, dia 14 de julho de 2010 em Curitiba/PR.

Publicada em: Design
0 comentários
14 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
15.141
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
17
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
716
Comentários
0
Gostaram
14
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Tipografia & História

  1. 1. trabalho de conclusão de curso Curso de Desenho Industrial Programação Visual Universidade Federal de Santa Maria Tipografia & história um estudo sobre as revoluções estéticas no desenho da letra impressa Naieni Ferraz orientador: Volnei Matté curitiba, 14 de julho de 2010 20º ndesign
  2. 2. As letras têm caráter, espírito & personalidade • robert bringhurst, 2005
  3. 3. problema justificativa • • De onde vem a forma que Para a tipografia perfeita é os tipos possuem e como absolutamente necessário um o contexto do desenho conhecimento exaustivo do do caractere influencia na desenvolvimento histórico das composição do texto? letras usadas na impressão de livros jan tschichold, 1949
  4. 4. • objetivo geral Compreender como o contexto de desenvolvimento da fonte tipográfica influencia em seu desenho e significado • objetivos específicos • Reconhecer os principais aspectos conceituais, formais e técnicos envolvidos na atividade da tipografia; • Estudar as evoluções em ciência, tecnologia, política e pensamento que influenciaram na transformação das formas das letras através da história; • Construir uma linha do tempo da escrita impressa com base em definições de períodos, classificações, movimentos e estilos existentes; • Estabelecer relações entre o conteúdo do texto e a escolha da família tipográfica.
  5. 5. • definição Arte, técnica e área do conhecimento que estuda, desenha e usa letras para a exposição e transmissão de ideias e conhecimento • revisão de literatura Pesquisa histórica e documental, aplicada, de abordagem qualitativa e caráter exploratório • projeto prático Síntese e aplicação do conhecimento no desenvolvimento de catálogos tipográficos
  6. 6. pesquisa histórica •
  7. 7. gótico renascimento maneirismo • • • • • Gutenberg Jenson Manutius/Griffo Garamond Arrighi 1455 1470 1499 1530 1530 invenção da primeiro tipo primeiro tipo “ideal de letra” itálica imprensa romano itálico “poética”
  8. 8. iluminismo barroco neoclássico romântico • • • • Caslon Baskerville Didot Bodoni 1722 1754 1780 1790 transicionais revolução revolução americana francesa letra em chapa de cobre
  9. 9. industrialização realismo • • • Grotescas Egípcias Clarendon 1816 1820 1845 letra pintada e primeiro tipo de madeira tipo bold início da propaganda
  10. 10. modernismo resgate das formas humanistas estilo suiço • • • • • Futura Gill Sans Joanna Optima Univers 1926 1930 1931 1955 1955 funcionalismo art déco “neu antique” tipografia geométrico internacional bauhaus “loucos anos 20” fotocomposição tipografia elementar
  11. 11. experimental pós-modernismo multifuncionalidade • • • • • Journal Scala Quadraat Meta Thesis 1990  1990 1992 1993 1999 grunge vredenburg neobarroco correio superfamília music centre alemão corporativa famílias tipográficas tipografia digital
  12. 12. projeto prático metodologia projetual • • • Catálogo tipográfico; • Metodologia projetual para • Material de colecionador; produtos gráfico-impressos • Influência do livro-objeto volnei matté, 2004 • Método de desdobramento em três etapas (md3e) flávio dos santos, 2006
  13. 13. pesquisas & análises • catálogos tipográficos
  14. 14. pesquisas & análises • catálogos tipográficos
  15. 15. pesquisas & análises • livro-objeto
  16. 16. pesquisas & análises • catálogo-objeto
  17. 17. requisitos projetuais redefinição do problema • • • Série de catálogos separados 5 por período e estilo; 4 • Demonstração da fonte em textos; • Síntese do “espírito” da época: 3 a política, a ciência e a filosofia 2 manifestadas na arte; 1 • Estimular a manipulação; • Embalagem que acomode estética informação ergonomia produção custo e valorize o produto; • Máximo de duas cores.
  18. 18. suporte • encadernação formato e tamanho • Sanfona • Aproveitamento 24 (11 × 21 cm) • Aprox.2:1 • Malha de 12 pontos (aprox. 4,2 mm) • Boneco de livro papéis Simulam a passagem do tempo • Off-white • Branco • Reciclado
  19. 19. distribuição espacial •
  20. 20. composição da página • mancha gráfica
  21. 21. composição da página • elementos • Simulação de texto corrido; • Alfabeto completo; • Palavras em corpo de título; • “faergo”.
  22. 22. composição da página • geração de alternativas
  23. 23. capas • • O “problema da abertura” • Uma ilustração na capa • Duas cores (vermelho e preto) • Malha de doze pontos + proporção áurea
  24. 24. embalagem • • Pasta tipo “fole”; • Contrastes: Papel kraft e fita de cetim.
  25. 25. • configuração individual dos catálogos 1· letra gótica • Arquitetura Gótica • Religiosidade • Livro do Gênesis (Bíblia), Pai Nosso • Heavy Metal do Senhor (Zeca Baleiro) • Goudy Text, Gutenberg Textura (Frederic Goudy, Dieter Stefmann)
  26. 26. • configuração individual dos catálogos 2· humanista serifada • Homem Vitruviano (Da Vinci) • Humanismo • No Manantial (J. Simões Lopes Neto) O Abolicionismo (Joaquim Nabuco) Casa de Pensão (Aluísio de Azevedo) • “Eppur Si Muove” (Galileu) • Adobe Jenson, Dante MT, Garamond Premier (Robert Slimbach, Giovanni Mardersteig, Slimbach)
  27. 27. • configuração individual dos catálogos 3· itálica chancelaresca • A Criação de Adão (Michelangelo) • Fluidez, ornamentação, lirismo • Laço de fita (Álvares de Azevedo) • Glifos alternativos caudais • Poetica (Robert Slimbach)
  28. 28. • configuração individual dos catálogos 4· transicionais • A Filosofia de Newton (Voltaire) • Iluminação • Sermão do Bom Ladrão (Pe. Antônio Vieira) Via Láctea (Olavo Bilac) • Independências, crise da monarquia • John Baskerville, Adobe Caslon, Founder’s Caslon (Frantisek Storm, Carol Twombly, Justin Howes)
  29. 29. • configuração individual dos catálogos 5· didones • A Liberdade guiando o povo (Eugéne Delacroix) • Marianne: a república “feminina” • Lucíola, Senhora (José de Alencar) • Mundo da moda, Napoleão • Didot HTF, ITC Bodoni, Didot LT (Jonathan Hoefler, Sumner Stone, Adrian Frutiger)
  30. 30. • configuração individual dos catálogos 6· egípcias, grotescas & clarendon • Anúncios de jornal do século 19 • Propaganda • Ed Mort (Luís Fernando Veríssimo) Psicologia de um vencido (Augusto dos Anjos) Parque industrial (Pagú) • Industrialização, império britânico, Rainha Vitória, 1984 (Orwell) • Rockwell, Clarendon LT, Akzidenz Grotesk (Frank Hinman Pierpoint, Benjamin Fox, Berthold)
  31. 31. • configuração individual dos catálogos 7· sem serifa geométrica • Cartaz da Bauhaus (Joost Schmidt) • Modernismo, funcionalismo • plano-piloto para poesia concreta (Décio Pignatari e Augusto e Haroldo de Campos) • Geometria, variedade de pesos • Futura (Paul Renner)
  32. 32. • configuração individual dos catálogos 8· serifa quadrada humanista • Capa da Vogue, 1926 (Eduardo Benito) • Art déco, flapper • Memórias póstumas de Brás Cubas (Machado de Assis) • “Era do Jazz”, “loucos anos 20”, Mephisto’s Cafe • Joanna (Eric Gill)
  33. 33. • configuração individual dos catálogos 9· sem serifa humanista • Cartaz do Nord Express (A. M. Cassandre) • Art Déco, trem, avanço tecnológico • Poema de sete faces (Carlos Drummond de Andrade) • London Underground, Johnston • Gill Sans (Eric Gill)
  34. 34. • configuração individual dos catálogos 10·“neu antique” • Inscrições na Basilica di Santa Croce, Florença • Inspiração do designer • Oração aos moços (Rui Barbosa) • Ligaturas, inscrições romanas • Optima (Hermann Zapf )
  35. 35. • configuração individual dos catálogos 11· neogrotescas • Poster de Joseph Muller-Brockmann • Estilo Suiço • Teoria do não-objeto (Ferreira Gullar) • Sistema Univers • Univers (Adrian Frutiger)
  36. 36. • configuração individual dos catálogos 12 · experimentais • “a” da Garamond, rasterizado e ampliado, bézier • Limitações das novas tecnologias • Feliz ano novo (Rubem Fonseca) • Postscript, cultura pop, grunge • Journal (Zuzana Licko)
  37. 37. • configuração individual dos catálogos 13· utilitárias • Sinalização em autoestrada alemã • Usabilidade, legibilidade • Budapeste (Chico Buarque) Aritmética (Fernanda Young) • Versatilidade, multiuso • Meta e Meta Serif, Thesis (Erik Spiekermann, Luc(as) de Groot)
  38. 38. • configuração individual dos catálogos 14· pós-modernas • Mercan Dede no Vredenburg Music Centre • Convergência de mídias, estilos • Bandolins (Oswaldo Montenegro) Doroteia (Nelson Rodrigues) • Multiplicidade de manifestações • Scala, Quadraat (Martin Majoor, Fred Smeijers)
  39. 39. • considerações finais • Resumiu satisfatoriamente o estudo do tema • Estímulo da pesquisa sobre o assunto • A flexibilidade do método • A preocupação com o repertório do leitor / usuário
  40. 40. • naieni.zzl.org • naieni@gmail.com • Apresentação composta em Nexus, de Martin Majoor usando Adobe InDesign CS4 & Adobe Acrobat 9 Pro em março de 2010

×