O slideshow foi denunciado.
Seu SlideShare está sendo baixado. ×
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Próximos SlideShares
Site Palcovale suplemento
Site Palcovale suplemento
Carregando em…3
×

Confira estes a seguir

1 de 9 Anúncio
Anúncio

Mais Conteúdo rRelacionado

Diapositivos para si (19)

Semelhante a Dicas posithivas (20)

Anúncio

Mais de Nádia Elizabeth Barbosa Villas Bôas (20)

Mais recentes (20)

Anúncio

Dicas posithivas

  1. 1. Por que tomar os medicamentos (o coquetel) contra o HIV? A aids é uma doença que ainda não tem cura, mas tem tratamento. Tomando os remédios corretamente, você pode melhorar sua qualidade de vida. Os medicamentos se chamam anti-retrovirais (ou coquetel) e são importantes para evitar que a doença avance, A importância do tratamento contra a aids dicasPOSITHIVAS protegendo você de problemas mais graves de saúde.
  2. 2. Como funcionam esses medicamentos? Eles impedem a multiplicação do HIV e diminuem a quantidade do vírus no organismo. Com isso, suas defesas melhoram, você fica mais forte, com menos riscos de desenvolver doenças. Quando devo começar o tratamento? Converse com seu médico. Sua disposição para o tratamento, seu estado geral e os seus exames são todos fatores que precisam ser considerados. Além disso, lembre-se de que o tratamento é um compromisso diário, uma nova rotina para você. Por isso, é importante saber como tudo vai funcionar e como você pode contribuir para o processo. Se o tratamento for recomendado pelo meu médico e eu não começá-lo, o que pode acontecer? O HIV (vírus da aids) se multiplica no organismo e enfraquece a sua imunidade (que é a defesa do seu corpo). Dessa forma, você fica mais frágil para desenvolver doenças oportunistas, que podem se tornar mais graves. Existe alguma regra para tomar o medicamento? Sim. Cada tratamento tem uma forma de ser seguido. Alguns remédios devem ser tomados com o estômago cheio, outros com o estômago vazio. O importante é seguir a orientação da equipe de saúde que o acompanha, pois eles irão adaptar os horários de acordo com a sua rotina de vida. E mais importante ainda é não esquecer de tomar os medicamentos nas horas determinadas e nas doses certas. DOENÇA OPORTUNISTA é aquela que se aproveita de um organismo debilitado (com baixa imunidade) para se desenvolver, como o herpes, a toxoplasmose e a tuberculose.
  3. 3. Tenho que mudar meus hábitos? Quem tem uma doença como a aids precisa manter e incluir hábitos saudáveis no seu cotidiano, tais como: praticar exercícios, ter uma alimentação equilibrada, transar sempre com camisinha e tomar os remédios diariamente. Com o tempo, isso vira hábito, assim como tomar banho ou escovar os dentes. É verdade que os medicamentos causam efeitos colaterais? Sim. No começo do tratamento é comum ter sensações desagradáveis, que podem desaparecer com o tempo. Qualquer medicamento (não só contra a aids) pode trazer efeitos negativos para o organismo. O importante é dar continuidade ao tratamento, pois seu organismo vai se acostumando com os novos remédios. Sempre que você sentir algo diferente ou incômodo, procure o serviço de saúde onde você faz seu acompanhamento. Quais são esses efeitos? Os mais comuns são enjôos, vômitos, diarréia, insônia, dor de cabeça e mal-estar. Em geral, acontecem logo que o tratamento é iniciado e vale lembrar que, na maioria das vezes, esses sintomas são temporários e não se deve interromper o tratamento por causa deles, como você verá na próxima pergunta.
  4. 4. E se os sintomas continuarem ou forem muito fortes? Procure o médico ou a equipe de saúde que acompanha você. Não tenha vergonha de perguntar e nem de pedir ajuda aos profissionais de saúde. Eles sabem que os remédios podem ter esses efeitos e sabem como tratá-los. Eseeudesistirdetomar osmedicamentos? Interromper o tratamento totalmente, faz com que o HIV fique mais forte em seu organismo. Isso pode enfraquecer mais rapidamente suas defesas e aumentar o risco de ficar doente. O melhor é procurar o seu médico ou a equipe de saúde que o acompanha e conversar sobre suas dificuldades antes de decidir parar com os medicamentos. Devo interromper o tratamento por causa desses efeitos colaterais? Não se deve interromper os medicamentos até conversar com o médico, com raras exceções (veja o quadro ao lado). De modo geral, o tratamento deve seguir normalmente. No momento em que estiver recebendo sua receita, procure sempre saber do médico quais efeitos o tratamento pode causar em você, para não ser pego de surpresa e não saber como agir. ATENÇÃO! Ao iniciar o tratamento com NEVIRAPINA ou ABACAVIR, pergunte ao seu médico quais os efeitos colaterais que devem fazê-lo parar de tomar os medicamentos.
  5. 5. E a lipodistrofia? O que é e como posso prevenir? Lipodistrofia é o acúmulo ou a perda de gordura em determinadas partes do corpo. Pode acontecer aumento de gordura na barriga, mamas e na parte de trás do pescoço. A perda de gordura é mais comum nos braços, pernas, rosto e nádegas. Além disso, essas mudanças podem vir acompanhadas por alterações dos níveis de gordura e açúcar no sangue, que aumentam o risco de doenças do coração e diabetes. Procure evitar alimentos gordurosos e frituras. Doces e massa devem ser consumidos com moderação. Atividades físicas, como ginástica e musculação, ajudam a prevenir esses efeitos. E se eu não conseguir tomar corretamente e falhar nas doses dos remédios? O HIV se tornará mais resistente aos medicamentos, levando à falha do tratamento e à necessidade de trocar os anti-retrovirais. A cada troca, diminui a quantidade de anti-retrovirais que o médico pode receitar para combater o HIV no seu organismo.
  6. 6. 10 11 Quais os exercícios mais indicados para quem está em tratamento? Caminhada, corrida, ginástica, bicicleta, natação e musculação são boas opções. Os exercícios estimulam suas defesas, ajudam a combater a depressão, a ansiedade, são bons para o funcionamento do coração e pulmão, além de manter a massa muscular e o seu corpo saudável. Também ajudam a manter baixos os níveis de colesterol e triglicerídeos e ajudam a reduzir outros efeitos colaterais que podem ocorrer com o tratamento, como a lipodistrofia. Mas não se esqueça de checar com o seu médico quais são as atividades físicas mais adequadas para você. Quem tem aids e está em tratamento pode ter uma vida normal? Sim. Quem tem aids pode levar uma vida normal: namorar, trabalhar e conviver com seus amigos e familiares. Aproveite também o dia-a-dia para se manter ativo e se exercitar, como passear com o cachorro, descer do ônibus uma pa- rada antes, subir escadas, arrumar a casa, cuidar do jardim... Tomar sol também é muito importante, de preferência antes das 10 e depois das 16 horas.
  7. 7. 12 13 Posso consumir bebida alcoólica junto com os medicamentos? O consumo deve ser moderado ou evitado. Embora o álcool não “corte o efeito dos medicamentos”como alguns pensam, pode agredir o fígado e aumentar os efeitos colaterais de alguns anti-retrovirais. O álcool pode fazer você se esquecer de tomar seus remédios, o que é um grande problema. Lembre-se: tenha sempre seus medicamentos com você para tomá-los, mesmo que você tenha bebido. Não abuse de bebidas alcoólicas. O uso da maconha atrapalha o tratamento? Existem evidências que a maconha pode reduzir a concentração de alguns anti-retrovirais no seu sangue, o que reduz a potência dos medicamentos. Utilizando a maconha ou não, é fundamental não falhar nas doses dos remédios. E o ecstasy? Tem algum perigo no uso do medicamento com essa droga? Sim. Já foram relatados casos de morte em pessoas que usavam o medicamento e que tomaram ecstasy. Seu uso deve ser sempre evitado! E o crack, a merla ou a cocaína? Assim como a maconha, a cocaína e seus derivados também podem reduzir a concentração de alguns medicamentos anti-retrovirais no seu sangue. Um grande problema é esquecer de tomar os medicamentos por causa das drogas. E vale a pena repetir: você não deve falhar nas doses dos remédios! 1. Não tenha medo e nem vergonha de falar sobre álcool e outras drogas com a equipe de saúde que faz seu acompanhamento. 2. Nunca deixe de tomar os remédios por causa do consumo de álcool e de outras drogas. 3. O ecstasy não deve ser consumido por pessoas que usam o coquetel. Resumindo:
  8. 8. 14 LEMBRE-SE: Quando for atendido no serviço de saúde, o diálogo é fundamental. Fale sobre o que está acontecendo com você e nunca saia com dúvidas. Para ajudar, procure anotar suas perguntas em um papel antes de ir à consulta. Assim, fica fácil lembrar de tudo durante o atendimento. O sucesso de seu tratamento também depende de você. A camisinha protege você e o seu parceiro do vírus da aids. Ela evita um novo contato com o HIV, o que pode aumentar a quantidade de vírus em seu organismo, ou te infectar com um vírus já resistente ao medicamento. Além disso, usando o preservativo você também evita outras DST (Doenças Sexualmente Transmissíveis). Caso o seu parceiro ou a sua parceira não consigam usar a camisinha masculina, vale a pena experimentar a camisinha feminina.

×