Teatro vicentino

7.492 visualizações

Publicada em

0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
7.492
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
498
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
78
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Teatro vicentino

  1. 1. O Teatro vicentino
  2. 2. O Teatro vicentino Gil Vicente  Gil Vicente é considerado, por muitos estudiosos, o primeiro grande percursor do modo dramático em Portugal.  A sua obra dramática é uma das mais importantes do século XVI.  As suas peças teatrais apresentam um retrato do quotidiano da época, recebido através das falas das personagens e das relações que estabelecem entre si.
  3. 3. O Teatro vicentino As peças vicentinas Autos pastoris Recebem a influência de Juan del Encina. Diálogos de pastores, que se combinam com alegorias, com funções em peças profanas ou religiosas. Exs.: Auto da Fé Auto de Mofina Mendes Autos de Teatro de ensinamentos morais e moralidade religiosos. Peças religiosas alegóricas, que são um pretexto para a sátira ou caricatura profana. Exs.: Auto da Alma Auto da Feira Auto da Barca do Inferno Farsas Exs.: Quem tem farelos? Farsa dos Almocreves Auto da Índia Episódios cómicos colhidos em flagrante na vida da personagem típica. Há ainda as farsas mais desenvolvidas, com princípio, meio e fim.
  4. 4. O Teatro vicentino As peças vicentinas Autos cavaleirescos Meras encenações de episódios sentimentais cavaleirescos. Autos alegóricos de tema profano Alegorias de conjunto, à roda ou dentro das quais se desenvolvem episódios de farsas, cenas de amor, cânticos ou até bailados. Algumas alegorias exigem uma cenografia vistosa e complicada. Exs.: D. Duardos Amadis de Gaula Ex.: Cortes de Júpiter
  5. 5. O Teatro vicentino Linguagem  O autor representa, na história da língua, o ponto de transição da forma arcaica (anterior ao século XVI) para a forma moderna, revelando já a influência da renovação da língua própria da era fecunda e luminosa dos Descobrimentos.
  6. 6. O Teatro vicentino Crítica de costumes  O teatro vicentino recorre a personagens-tipo – estas representam uma classe socioprofissional ou traços psicológicos/ sociais, denunciados e satirizados por Gil Vicente, de forma a moralizar a sociedade da sua época.  Ridendo castigat mores – esta máxima latina está presente nas peças de Gil Vicente, dado que a crítica vicentina atinge toda a sociedade, ainda que de modo indireto.
  7. 7. O Teatro vicentino Os tipos de cómico Cómico de linguagem Consiste em utilizar a linguagem para provocar o riso, através das repetições, dos registos de língua e de outros recursos expressivos. Cómico de caráter Resulta quer da apresentação das personagens, quer das suas atitudes e comportamentos. Cómico de situação Resulta das situações criadas pelas personagens que, pela forma caricaturada como são apresentadas, levam ao riso.
  8. 8. O Teatro vicentino Auto da Barca do Inferno  O Auto da Barca do Inferno (1516), em conjunto com o Auto da Barca do Purgatório (1518) e com o Auto da Barca da Glória (1519), forma uma trilogia - “Trilogia das Barcas”.  O Auto da Barca do Inferno não apresenta divisão externa, à semelhança do teatro medieval.  A peça apresenta apenas um ato.  Através da sucessão de personagens, podemos dividir o auto em cenas à maneira clássica.  O cenário é constituído por um rio e um cais, onde estão ancoradas duas barcas: a do Anjo, que leva as personagens ao Céu, e a do Diabo, que as transporta ao Inferno.

×