Vitaminas

522 visualizações

Publicada em

O que são; Classificação; Doenças relacionadas às vitaminas; Apresentação das vitaminas; Nomes e fórmulas, doenças, fontes e papel bioquímico das vitaminas.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
522
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
16
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Vitaminas

  1. 1. Vitaminas
  2. 2. Índice  O que são  Classificação  Doenças relacionadas às vitaminas  Apresentação das vitaminas  Nomes e fórmulas, doenças, fontes e papel bioquímico das vitaminas.
  3. 3. O que são vitaminas? Vitaminas são elementos nutritivos essenciais para a vida, que na sua maioria possuem na sua estrutura compostos nitrogenados (aminas), os quais o organismo não é capaz de sintetizar e que, o seu excesso ou sua falta na nutrição provocarão manifestações do organismo. O corpo humano deve receber as vitaminas através da alimentação, por injeção ou oral, ou em certos casos o próprio organismo é capaz de sintetizar.
  4. 4. Classificação das vitaminas É um grupo composto pelas vitaminas do complexo B e a vitamina C. Normalmente elas não são armazenadas no organismo dos animais. Todo excesso de vitamina hidrossolúvel é eliminado pela urina. As vitaminas hidrossolúveis são absorvidas pelo intestino e transportadas pelo sistema circulatório. É um grupo composto pelas vitaminas A, D, E e K, solúveis em lipídios e nos solventes orgânicos. São absorvidas por mecanismos similares aos da absorção de lipídeos. O excesso dessas vitaminas normalmente é armazenado nos mesmos locais onde são armazenadas as gorduras do corpo. Vitaminas Hidrossolúveis Vitaminas Lipossolúveis
  5. 5. É o processo de formação, desenvolvimento e maturação dos elementos figurados do sangue.
  6. 6. Doenças relacionadas às vitaminas A hipovitaminose ocorre quando uma vitamina não é ingerida em quantidade suficiente por um tempo prolongado ou sua absorção pelo organismo apresenta algum problema, trazendo certas consequências. A hipervitaminose ocorre quando há ingestão de uma grande quantidade de uma determinada vitamina por um tempo prolongado. Isso pode levar a alguns efeitos colaterais que geralmente cessam quando a pessoa volta a ingeri-las na quantidade ideal. Hipovitaminose Hipervitaminose
  7. 7. Apresentação das Vitaminas Vitamina A Complexo B Vitamina B1 Vitamina B2 Vitamina B3 Vitamina B5 Vitamina B6  Vitamina B8 Vitamina B9  Vitamina B12  Vitamina C  Vitamina D  Vitamina E Vitamina K
  8. 8. Vitamina A Apresenta-se em três formas mais comuns:  Retinol  Retinal  Ácido Retinóico
  9. 9. Deficiência de Vitamina A Pode causar cegueira noturna, doenças de glóbulos vermelhos, unhas e tecidos do corpo, formação de cálculo renal, hiperplasias e metaplasias. Excesso de Vitamina A Pode causar dor e fragilidade óssea, hidrocefalia e vômitos em crianças, pele seca com fissuras, unhas frágeis, perda de cabelo, gengivite, anorexia, irritabilidade, fadiga, hepatomegalia e função hepática anormal, ascite e hipertensão.
  10. 10. Fontes A vitamina A é encontrada “pronta” na gema de ovo, no fígado animal, no queijo, no leite integral, na manteiga, no leite desnatado, na margarina, no azeite de dendê e no óleo de fígado de peixe. Papel bioquímico da Vitamina A A vitamina A tem a importância nos mecanismos da visão mantendo a integridade dos epiléticos, ajuda ao desenvolvimento e à saúde da pele e membranas mucosas. Além disso tem propriedades antioxidantes.
  11. 11. Curiosidade Embora em grande quantidade no fígado de animais, as plantas não contem nenhuma simples molécula de vitamina A. Isto parece estranho, pois nós aprendemos, desde criança, que as cenouras são uma ótima fonte dessa vitamina.
  12. 12. Complexo Vitamínico B Complexo B é um conjunto de vitaminas hidrossolúveis com importante ação no metabolismo celular.  É um grupo composto pelas vitaminas do complexo B e a vitamina C.  São absorvidas pelo intestino e transportadas pelo sistema circulatório.
  13. 13. Deficiência da Vitamina B1 Pode causar beribéri, atrofia muscular, fadiga, perda de peso, perda de memória e apetite, irritabilidade, depressão, memória fraca, indigestão e insônia. Excesso de Vitamina B1 Pode causar convulsões, dor de cabeça, fraquezas muscular, arritmia cardíaca e reações alérgicas.
  14. 14. Fontes Encontrada principalmente em pães integrais, no arroz integral, na lentilha, na gema de ovo, no fígado, no peixe, no germe de trigo, nas castanhas, na aveia, no milho, no grão de bico, nas nozes e nas leveduras de cerveja. Papel bioquímico da vitamina B1 Atua como coenzima em diversos sistemas enzimáticos, sendo os mais importantes o α-cetoácido descarboxilase e o transcetolase. Também é importante no metabolismo dos glicídios e lipídios e também no funcionamento do cérebro, nos músculos e nos nervos.
  15. 15. Grupo Flavina Grupo Ribitilo
  16. 16. Deficiência de vitamina B2 Pode causar distúrbios no crescimento, estomatite angular, glossite, vascularização corneal, dissebacia e anemia. Excesso de vitamina B2 Não há toxicidade conhecida para riboflavina.
  17. 17. Fontes Encontrada no arroz, no trigo integral, na aveia, no milho, no amendoim, nas leveduras de cerveja, nos vegetais verdes (espinafre, brócolis, couve, alface), no leite, nos ovos, no fígado, no cogumelo champignon, nas amêndoas e na avelã. Papel bioquímico da vitamina B2 Faz parte de diversos sistemas enzimáticos atuando como coenzima para a transferência de Hidrogênio nas reações catalisadas por estas enzimas. Também tem um importante papel em diversos processos metabólicos, estando envolvida na transformação dos lipídios, proteínas e hidratos de carbono em energia.
  18. 18. VITAMINA B3 Apresenta-se em duas formas:  Nicotinamida  Ácido nicotínico
  19. 19. Deficiência de vitamina B3 Pode levar a pelagra, lesões da pele, fadiga, insônia, diarreia, inflamação na língua, disfunção intestinal e cerebral. Excesso de vitamina B3 Pode gerar rubor intenso, coriza, formigamento de face, prurido, lesão hepática, distúrbios cutâneos, gota, úlceras e redução da tolerância à glicose.
  20. 20. Fontes Encontrada na ervilha, no amendoim, no feijão, na fava, no trigo integral, na levedura de cerveja, nas carnes, na carne de peixe, nas tâmaras e na ameixa. Além disso é sintetizada pelas bactérias do intestino humano.
  21. 21. Deficiência de vitamina B5 Pode causar doenças de sangue e de pele, úlceras duodenais, doenças neurológicas, lassidão, cefaleia, sonolência, náuseas, câimbras na região abdominal, baixa resistência às infecções, hipoglicemia, destruição de glândulas supra-renais. Excesso de vitamina B5 Não há nenhum nível de toxidade conhecido.
  22. 22. Fontes Está presente em quase todos os alimentos! Papel bioquímico da vitamina B5 É indispensável a muitas reações metabólicas, como a síntese de hormônios a partir do colesterol, a síntese e degradação de ácidos graxos, a formação de anticorpos e a biotransformação e desintoxicação de substancias tóxicas. Também forma parte da Coenzima A, que atua no metabolismo de lipídeos e também no Ciclo de Krebs.
  23. 23. Deficiência de vitamina B6 Pode gerar fadiga, vertigem, distúrbios nervosos, convulsões, dermatite, anemia, gengivite, feridas na boca e na língua, sensação de formigamento nas mãos e nos pés. Excesso de vitamina B6 Para as mulheres pode gerar a síndrome do túnel do carpo ou da tensão pré-menstrual, podem lesar gravemente os nervos destruindo parte da medula espinhal, o que torna difícil uma simples caminhada.
  24. 24. Fontes Encontrada no trigo e arroz integral, na aveia, no milho, na banana, na batata doce, na batata inglesa, nos vegetais verdes, no abacate, nos ovos, no melão, na cavalinha e na soja. Papel bioquímico da vitamina B6 Está ligada ao metabolismo dos aminoácidos, participando das reações de transaminação, descarboxilação, rancemização, transulfuração, dessulfuração e no transporte de aminoácidos através das membranas celulares.
  25. 25. Deficiência de vitamina B8 Pode causar dermatite, como também queda de pêlos e cabelos, bem como a alteração de sua cor. Excesso de vitamina B8 O excesso de biotina pode provocar diarreia.
  26. 26. Fontes É encontrada em bifes de fígado, nas gemas de ovo, nas leveduras de cerveja, no amendoim, na couve-flor e em cogumelos. Papel bioquímico da vitamina B8 Atua como coenzima de enzimas que transferem grupos carboxila e funciona como carreador de CO2. Também está envolvida em reações metabólicas como a gliconeogênese, a síntese de ácidos graxos de cadeia insaturada e a oxidação de ácidos graxos. Além disso, é necessária para o crescimento e o bom funcionamento da pele e órgãos, assim como para o desenvolvimento das glândulas sexuais.
  27. 27. Deficiência de vitamina B9 Pode causar anemia, problemas digestivos e neurológicos. Na deficiência aguda pode haver perda de apetite, dores abdominais, enjoos e diarreia. Excesso de vitamina B9 Pode aumentar a frequência de crises convulsivas em indivíduos epilépticos e pode piorar a lesão neurológica nos indivíduos com deficiência de vitamina B12.
  28. 28. Fontes Encontrada nas frutas, no fígado, nos cereais, nas verduras cruas e nas carnes. Papel bioquímico da vitamina B9 Desempenha papel de coenzima, na síntese de ADN e de ARN e no metabolismo de vários ácidos aminados, possui papel fundamental na formação de proteínas estruturais e da hemoglobina.
  29. 29. Deficiência de vitamina B12 Pode haver anemia, alterações neurológicas, glossite, dormências, falta de sensibilidade, deterioração mental irreversível, problemas menstruais. Excesso de vitamina B12 Pode gerar anemia perniciosa, inflamação da língua, degeneração da medula espinhal, neuropatia periférica. Ainda pode interferir na ação farmacológica de drogas anticonvulsivas. Fontes Encontrada no fígado, na carne de peixe, no leite e seus derivados e em ovos.
  30. 30. Deficiência de vitamina C Pode causar escorbuto e perda de apetite, fraqueza, baixa capacidade de cura, irritabilidade, sangramento nas gengivas, facilidade de se ferir, perda de dentes, dores nas juntas e flacidez de pele. Excesso de vitamina C Pode causar formação de cálculos de urato, cistina, distúrbios gastrointestinais e diarreia. Também podem interferir na absorção de ferro e alterações do ciclo menstrual.
  31. 31. Fontes É encontrada na laranja, no limão, no kiwi, na acerola, na pitanga, no morango, no brócolis, no melão, na manteiga, na tangerina, no pimentão, no tomate, no abacate, no abacaxi, na goiaba, no mamão e no caju. Papel bioquímico da vitamina C É vital na produção do colágeno e ajuda a proteger as vitaminas lipossolúveis A e E e os ácidos graxos da oxidação. Também atua no metabolismo de aminoácidos aromáticos, na liberação de ferro e no transporte de elétrons.
  32. 32. VITAMINA D A vitamina D apresenta-se em três formas:  Calcitriol  Calciferol  Colecalciferol
  33. 33. Deficiência de vitamina D Pode causar raquitismo, osteoporose, osteomalácia, dor nos ossos debilidade e espasmos musculares. Excesso de vitamina D Pode ocorrer um aumento da concentração de cálcio no sangue, calcificação de tecidos moles como rim, pulmões coração e até o tímpano do ouvido.
  34. 34. Fontes É encontrada no leite, na qualhada, no iogurte, no ovo, nos óleos vegetais, no germe de trigo, nos cereais e nas verduras escuras. Ela também é produzida no corpo humano a partir da exposição à luz solar. Papel bioquímico da vitamina D Ajuda o corpo a absorver os minerais cálcio e fósforo, que auxiliam no crescimento e desenvolvimento corretos dos ossos e dentes. Controla se esses minerais são depositados nos ossos ou retirados deles para atender a outras necessidades. Se os minerais são mais retirados do que colocados, os ossos podem ficar moles e fracos. A vitamina D faz com que os rins liberem cálcio e fósforo quando o corpo está saturado ou retenham quando o corpo está esgotado.
  35. 35. Deficiência de vitamina E Pode provocar anemia hemolítica, um problema em que os glóbulos vermelhos são tão frágeis que se rompem. Excesso de vitamina E Não há nenhuma evidência de efeitos colaterais do consumo exagerado de vitamina E de origem natural, ou seja, tem como fonte os alimentos. A hipervitaminose ocasiona-se por suplementos alimentares e pode incluir até Hemorragia tóxica.
  36. 36. Fontes É encontrada no óleo vegetal (girassol, algodão, milho), no germe de trigo, nos cereais integrais, nas frutas e verduras, no ovo, em peixes, nas carnes, na margarina, na manteiga e no abacate. Papel bioquímico da vitamina E Possui qualidades antioxidantes, associando-se ao oxigênio e destruindo os radicais livres. Essa propriedade protege as células da oxidação, ajuda a prevenir câncer, doença cardíaca, derrame, catarata e, possivelmente, alguns sinais do envelhecimento. Além disso, vitamina E protege as paredes das artérias e impede que o colesterol LDL ("ruim") seja oxidado.
  37. 37. DIGESTÃO E ABSORÇÃO Por serem óleos, os tocoferóis precisam de sais biliares para emulsificar, após isso entram na formação de micelas. Parte da vitamina E ingerida é absorvida pelo organismo, na corrente sanguínea, o restante é armazenado no fígado e no tecido adiposo.
  38. 38. Vídeo: Vitamina E aumenta o risco de câncer de próstata (2:17 min)
  39. 39. Deficiência de vitamina K Pode causar inflamação do cólon e hemorragias. Está associada com má absorção de lipídios ou destruição da flora intestinal. Excesso de vitamina K O excesso da vitamina K pode gerar anemia hemolítica e hernicterus em crianças.
  40. 40. Fontes É encontrada nas azeitonas, na soja, na aveia, no fígado, no ovo e no iogurte. Também é produzida pela flora intestinal humana. Papel bioquímico da vitamina K Tem a função de auxiliar na coagulação do sangue. Também tem a capacidade de ajudar a produzir a proteína osteocalcina, ajudando os ossos a reterem o cálcio.
  41. 41. Vídeo: Consumo excessivo de vitaminas SINTÉTICAS pode prejudicar a saúde (3:48 min)
  42. 42. Fontes  http://saude.ig.com.br/vitaminas/  http://drauziovarella.com.br/obesidade/imc  http://www.sonutricao.com.br Vídeos  http://www.youtube.com/watch?v=48w6oZiti3o&feat ure=player_detailpage  http://www.youtube.com/watch?v=SVcslrWSae4 OBRIGADA!

×