Projecto «miúdos e graúdos»

238 visualizações

Publicada em

Pais e Filhos

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
238
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
6
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Projecto «miúdos e graúdos»

  1. 1. AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE SÁTÃO JARDIM DE INFÂNCIA DE PEDROSAS Margarida Nunes 2013-2014
  2. 2. – Oficina de leitura e tertúlia 1 – Introdução No ano letivo 2013-2014 pretende-se levar a efeito a oficina MIÚDOS E GRAÚDOS no jardim-de-infância de Pedrosas. Esta oficina dirige-se aos Pais e Encarregados de Educação e respetivos educandos e desenvolve-se em sessões mensais, ao longo do ano letivo. Num ambiente acolhedor e informal (as crianças podem vir com o pijama vestido e trazer o boneco que habitualmente as acompanha no sono), pretende-se criar contextos de relação entre Pais e Filhos, em torno do livro ou de um tema. Assenta na diversidade de títulos e tipologias de obras, de modo a trabalhar outras formas de leitura que não a que é posta ao serviço da literatura e criar pontes com a pesquisa, a fruição da imagem e as expressões dramática, musical e plástica. Não se parte com certezas absolutas ou com um modelo, apenas com a vontade de fazer e de refletir sobre o que se vai fazer. No entanto, se de forma prazerosa, com a oficina MIÚDOS E GRAÚDOS estimularmos nos nossos pré-leitores o gosto pelo livro e pela leitura, a criatividade e o desenvolvimento dos sentidos, poderemos considerar que alcançámos os nossos objetivos. 2 – Objetivos do MIÚDOS E GRAÚDOS - Fomentar a realização de eventos que envolvam a participação dos pais e EE (PE - Dimensão 4 – A.1) - Fomentar a melhoria dos resultados dos alunos (PE - Dimensão 1 - A.3) - Aumentar a participação dos pais e EE na vida do agrupamento e no acompanhamento no processo educativo dos seus educandos (PE - Dimensão 4 – A.1) - Possibilitar a relação direta com o objeto livro e por diferentes tipologias de livros; - Promover a leitura criativa; - Envolver e suportar a atividade dos educadores e mediadores familiares na área da leitura, sem nos substituirmos a estes; - Formar mediadores familiares que garantam a continuidade do trabalho em contexto familiar. Margarida Nunes Página 2
  3. 3. – Oficina de leitura e tertúlia DESCRIÇÃO/DESENVOLVIMENTO Miúdos e Graúdos A oficina é dirigida aos Pais e crianças que frequentam o Jardim PARTICIPANTES de Infância de Pedrosas. Esta oficina pretende criar contextos de relação entre Pais e filhos, em torno do livro e/ou um tema. DESCRIÇÃO DA OFICINA Assenta em: - Sessões de leitura em voz alta, com ou sem livro, vulgarmente denominada por animação da leitura, desenvolvidas pela mediadora e/ou pelos pares (Pais e filhos); - Reflexões/debates sobre temas de interesse para o grupo, dinamizados pelos participantes ou por especialistas convidados; - Partilha de leituras, lendo em voz alta os livros que mais gostam; - Partilha pelos pares de livros que gostaram de ler; - Histórias de colo ou momentos de relação direta com o livro suportado no adulto acompanhante (Pais). Prevêem-se sessões com periodicidade mensal, a decorrerem CALENDARIZAÇÃO das 21: 00H às 22: 30H, no jardim-de-infância de Pedrosas. A primeira sessão está agendada para o dia 30 de outubro. Cada sessão terá a duração de cerca de 1h e 30 minutos. TEMPO - Nível de participação dos pares nas atividades promovidas; - Registos áudio e vídeo; AVALIAÇÃO - Aplicação de um questionário no final do ano letivo. - Incremento das práticas de literacia existentes em contexto familiar Margarida Nunes Página 3
  4. 4. – Oficina de leitura e tertúlia 3 – Metodologia Dar-se-á enfase às seguintes metodologias de trabalho: - Trabalho a partir da exploração de livros/álbuns ilustrados e da imagem. - Criação de contextos de reflexão sobre a leitura, que potenciam a expressão das representações infantis sobre o que é ler e escrever e a relação dos textos com o vivido e imaginado. - Narração contos de tradição oral. - Leituras em voz alta com o livro em presença, tendo sempre em conta a identificação dos elementos de caracterização do livro, de forma a construir comportamentos padrão na abordagem do livro – interroga-se a capa, ilustração, título. Refere-se a autoria e remete-se para outros livros conhecidos dos autores. - Trabalho da componente criativa a nível plástico, ora incentivando a livre experimentação dos materiais e das técnicas, ora limitando o seu uso, em função da ilustração em presença, mas também imagens, sons, movimento. - Jogos de leitura em voz alta que visam o trabalho em torno da voz (respiração, articulação, dicção, ritmo, melodia, intensidade, manipulação de sons e letras), de forma a potenciar os processos de compreensão do texto. - Trabalho de textos a nível dos afetos ou dos sentimentos produzidos pelos textos, em relação com as vivências de cada criança em concreto. - Desenvolvimento de propostas criativas de manipulação de textos (criação de ambientes sonoros, matrizes, são acrescentadas personagens ou mudar-se-lhes o carácter, a partir de imagens ou simples registos de opinião, existindo sempre um texto de partida, ou um texto de chegada). - Escolha de títulos de literatura para a Infância, selecionados em função da qualidade, da diversidade de tipos de ilustração, da área temática e da competência leitora dos destinatários. 4 – Recursos O projeto desenvolve-se sem qualquer recurso financeiro. As atividades serão desenvolvidas no espaço do jardim-de-infância de Pedrosas. Os livros/álbuns ilustrados, bem como suportes à narrativa, serão posse do jardim-de-infância e/ou educadora. Margarida Nunes Página 4
  5. 5. – Oficina de leitura e tertúlia Outros recursos consumíveis, como papéis, lápis, colas, tintas…, serão assegurados pelo jardim-de-infância. 5 - Avaliação As atividades desenvolvidas serão objeto de reflexão/avaliação contínua por parte da educadora responsável. No final de cada período será elaborada uma avaliação, indicando as atividades desenvolvidas, os resultados obtidos, os impactos, os aspetos positivos e os aspetos a melhorar. Desta avaliação será dado conhecimento à coordenação de projetos do Agrupamento. 25 de outubro de 2013 Educadora Margarida Vaz Nunes Margarida Nunes Página 5

×